Archive for novembro \30\UTC 2009

>Brasil precisa rever sua política externa de comércio

Posted on novembro 30, 2009. Filed under: acordos bilaterais, comércio, Doha, política externa |

>

O Brasil colocou todas os ovos na mesma cesta no comércio internacional. O governo apostou tudo na Rodada Doha de liberalização do comércio mundial e desprezou acordos bilaterais. O chanceler Celso Amorim chegou a dizer que não interessava ao Brasil fazer “acordinhos”. Agora, sem perspectivas para Doha, o Brasil se apressa a fazer um acordo bilateral com os EUA.


O governo Lula teve sete anos para fazer acordos bilaterais. Foi o que muitos países fizeram enquanto não se chegava a um termo em Doha. Foi mais um erro da política externa brasileira, embora muitos especialistas tenham apontado o erro. Também na área de comércio, a diplomacia brasileira precisa rever sua estratégia, foco e maneira de atuar. Fonte: Miriam Leitão

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>DEM e Arruda: Pizza com panetone

Posted on novembro 30, 2009. Filed under: panetone, Pizza |

>

A reunião entre José Roberto Arruda e a direção do DEM acabou agora. Arruda pediu tempo ao partido para poder provar sua inocência.


A maioria dos presentes topou: decidiu-se que a Executiva do partido formalmente pedirá explicações (sobre o inexplicável) para Arruda. Eis os nomes dos que acham que Arruda merece tempo para explicar-se: ACM Neto e Rodrigo Maia.


Houve três vozes discordantes, que pediram a expulsão sumária de Arruda do DEM: Ronaldo Caiado, Demóstenes Torres e Agripino Maia.


Segundo a assessoria de Arruda, ele fará “um pronunciamento” daqui a pouco. Não se sabe o teor. Talvez fale sobre a distribuição de panetones para o próximo Natal. Rodrigo Maia também falará. Mas preferiu fazê-lo mais tarde, na Câmara. Fonte: Veja

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Moratória em Dubai é o início de uma nova crise de crédito?

Posted on novembro 30, 2009. Filed under: Bolsas da Europa, Dubai, Dubai World, HSBC, Moratória, Tendências |

>

Os efeitos da moratória do fundo Dubai World, que pediu o adiamento por por seis meses do pagamento US$ 60 bilhões em dívidas, foi até agora menor do que inicialmente temido. O que ainda preocupa analistas é se estamos ou não no início de uma nova crise de crédito. Segundo João Pedro Ribeiro, economista da Tendências, tudo dependerá do grau de exposição de bancos europeus ao fundo.

As informações permanecem desencontradas. Há informações de que bancos europeus estariam pouco expostos ao fundo, mas ao mesmo tempo correrem notícias que o HSBC teria recursos aplicado nele. Também há desencontros sobre a estrutura da dívida: US$ 3 bilhões a US$ 4 bilhões venceriam neste ano. Outros US$ 4 bilhões em 2010. O restante seria de médio prazo.

— A questão colocada é o grau de exposição dos bancos europeus e se esse fundo indica o começo de algo mais sério na região, que contraiu muitas dívidas para investimento em infraestrutura — avalia o economista, em entrevista ao blog.

Ontem, um integrante do governo explicou que o fundo não é parte do governo, embora o governo seja o dono da companhia. E, por isso, o Emirado de Dubai não vai garantir o pagamento das dívidas do fundo. Houve estresse nas Bolsas. Japão e Hong Kong registraram quedas. As Bolsas da Europa abriram em queda. Apesar disso, p Ibovespa operava em alta às 12h30, mas zerou por voltas das 15h.

— Pela reação das bolsas, há cautela, mas não uma crise profunda quanto se esperava. Não houve pânico — afirma o economista. — Não posso dizer que esperava que isso fosse acontecer em Dubai, mas não chega a ser inimaginável.

Fonte: Miriam Leitão

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>As melhores opções para o seu futuro

Posted on novembro 30, 2009. Filed under: FICs, Fundos de Investimento, PGBL, Previdência Complementar, Renda, rentabilidade, VGBL |

>

PGBL
É um plano de Previdência Complementar que permite a acumulação de recursos e a contratação de rendas para recebimento, a partir de uma data pré-estabelecida pelo participante, sendo mais atraente para quem declara Imposto de Renda completo. As contribuições efetuadas poderão ser utilizadas para abater no Imposto de Renda, até o limite de 12% da renda bruta anual.


Sobre os valores de resgate e rendas haverá a incidência de tributação conforme alíquota da tabela do Imposto de Renda Pessoa Física em vigor. Este produto tem participação em 100% da rentabilidade líquida obtida na gestão dos Fundos de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento Especialmente Constituídos – FICs, ou seja, toda remuneração obtida pelos FICs é integralmente repassada para o participante.


O cliente pode gerenciar seu plano, fazendo contribuições adicionais e pode fazer resgates a partir de 60 dias da contratação do plano. A rentabilidade do fundo pode ser acompanhada por jornais de grande circulação nacional. Em caso de falecimento do participante, o saldo acumulado no PGBL poderá ser resgatado pelos beneficiários indicados na proposta ou por seus herdeiros legais.


VGBL
É um seguro de vida por sobrevivência com características de previdência privada. Este plano permite a acumulação de recursos e a contratação de rendas para recebimento, a partir de uma data pré-estabelecida pelo participante. É indicado para quem declara Imposto de Renda simplificado ou para quem já abate o limite máximo de 12% da renda bruta anual.


Sobre os valores de resgate e rendas haverá a incidência de tributação conforme alíquota da tabela do Imposto de Renda Pessoa Física em vigor. Este produto tem participação em 100% da rentabilidade líquida obtida na gestão dos Fundos de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento Especialmente Constituídos – FICs, ou seja, toda remuneração obtida pelos FICs é integralmente repassada para o participante.


O cliente pode gerenciar seu plano fazendo contribuições adicionais, tendo a possibilidade de resgates a partir de 60 dias da contratação do plano. A rentabilidade do fundo pode ser acompanhada por jornais de grande circulação nacional. Em caso de falecimento do participante, o saldo acumulado no VGBL poderá ser resgatado pelos beneficiários indicados na proposta ou por seus herdeiros legais.

Fonte: Investprev

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>PT não pode mais expulsar niguém por corrupção, agora o DEM tenta tomar tal decisão na maracutaia do governo do DF

Posted on novembro 30, 2009. Filed under: DEM, Distrito Federal, governador José Roberto Arruda, PT |

>

As principais lideranças do DEM se reuniram nesta segunda-feira (30) com o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), para ouvir a versão dele sobre a denúncia de pagamento de propina a deputados da base aliada na Câmara Distrital. O dinheiro viria de empresas que prestam serviços ao governo do DF.

Ficou decidido que o presidente do partido, Rodrigo Maia (DEM-RJ) vai convocar a Executiva do partido para decidir sobre a expulsão ou não de Arruda da legenda. A informação é dos senadores Demóstenes Torres (DEM-GO) e Agripino Maia (DEM-RN).

Suspeitos rezam em gravação de esquema de corrupção no Distrito Federal

“O governador expôs os argumentos dele, nós também expusemos nosso ponto de vista, mas, agora, o presidente [do DEM, Rodrigo Maia] deve convocar uma reunião da executiva para decidir o assunto”, afirmou Demóstenes Torres.

Deputados distritais e aliados políticos do governador, alvos da Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal, foram filmados recebendo dinheiro e guardando maços de notas em bolsas e até dentro de meias.

De acordo com integrantes do partido, Arruda pode ser desfiliado. O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, não participou da reunião, mas interlocutores do prefeito afirmam que ele influencia pela expulsão de Arruda do partido.

Os integrantes do DEM chegaram para o encontro na residência oficial do governador em Águas Claras – cidade no entorno de Brasília – por volta das 14h30. O encontro terminou por volta das 16h30.

Participaram ainda da reunião os deputados Ronaldo Caiado (GO) e ACM Neto (BA). O grupo veio de uma pré-reunião realizada na casa de Agripino na qual discutiram as recentes denúncias.

O senador Heráclito Fortes foi o único a falar com a imprensa e se limitou a dizer que os parlamentares estavam no local para ouvir as explicações de Arruda a respeito.

Apenas dois manifestantes apareceram para protestar: um dele carregava uma bandeja com panetones. Arruda alega que dinheiro recebido nas gravações seria uma contribuição legal de campanha eleitoral para a compra de panetones.

Arruda nega em nota oficial a participação no suposto esquema de pagamento de propina. Indignado com as acusações, Arruda afirmou que foi vítima de um “ato de torpe vilania”.

Mas, a Polícia Federal tem uma gravação em que o ex-Secretário de Relações Institucionais, Durval Barbosa, discute a divisão de dinheiro fraudulento. Na gravação, Arruda pergunta quanto Durval tem disponível e o ex-secretário fala que são R$ 420 mil para o governador distribuir como bem entender.

Enquanto isso, partidos políticos da base aliada começam a abandonar o barco do governador do Distrito Federal. A executiva do PPS já determinou que todos filiados entreguem seus cargos e o PDT vai tomar decisão semelhante em reunião nesta manhã.

Já o presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra, disse que os deputados tucanos devem deixar a base de Arruda. Ele disse que o PSDB “não pode participar de um governo que está envolvido em várias acusações e não pode esclarecê-las”.

O objetivo dos tucanos é evitar que as denúncias de corrupção no Distrito Federal possam contaminar de alguma forma a costura da aliança nacional para as eleições presidenciais de 2010. Guerra acredita que esse é um problema circunscrito ao governo Arruda e à capital federal.

Já a bancada do PT ainda vai se reunir para decidir uma ação na Justiça que vai pedir o afastamento do governador José Roberto Arruda.

*Com informações de Claudia Andrade, do UOL Notícias em Brasília, de Maurício Savarese, do UOL Notícias em São Paulo e da Agência Brasil

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Investir no Tesouro Direto é muito difícil e o risco é alto…

Posted on novembro 30, 2009. Filed under: Tesouro Direto |

>

Quando o banco não quer oferecer ou disponibilizar um produto como o Tesouro Direto ao cliente eles iventam mil e duas desculpas.

Foi esta a resposta que uma amiga recebeu quando perguntou na agência como fazer para investir no Tesouro Direto.

Os bancos boicotam o Tesouro Direto ou a gerente realmente não conhece o produto?

Seja qual for a resposta ela é um péssimo sinal.

Banco era para ser o nosso parceiro financeiro. Deveria ser uma relação de confiança, pois afinal, lá ficam os nossos recursos. É o seu parceiro para financiar sua casa, levar o dinheiro da aposentadoria para o futuro, liquidar operações financeiras…
Ou seja, tem que ter mais responsabilidade com as inmformações que entrega aos seus clientes.


Tesouro Direto é uma aplicação fácil, conservadora, barata e rentável. Veja mais em www.tesourodireto.gov.br

Há muitas corretoras independentes que estão competitivas neste mercado. É incrível como os bancos boicotam o Tesouro Direto. Mas as corretoras independentes estão ficando mais competitivas, vale a pena dar uma olhada.


A Gradual criou um programa de investimentos para mulheres que dá isenção de taxa de corretagem no TD para quem adere ao programa. O link é http://www.espacodela.com.br/


No Tesouro Direto há também um ranking de corretoras com as taxas de administração e há algumas que também não cobram taxa de corretagem:
BANIF, Socopa e Spinelli.

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>OAB-DF decide pedir impeachment do governador Arruda

Posted on novembro 30, 2009. Filed under: governador Arruda, impeachment, OAB-DF |

>

A cúpula da Ordem dos Advogados do Brasil no Distrito Federal decidiu abrir processo de impeachment contra o governador do DF, José Roberto Arruda (DEM), acusado de participar de esquema de pagamento de propina a parlamentares da Câmara Legislativa local. O pedido de impeachment ainda precisa ser votado pelo conselho pleno da OAB antes de ser encaminhado para análise da Câmara Legislativa, mas a entidade vê indícios de que Arruda cometeu irregularidades e que por isso deve ser afastado do cargo.

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Governador do DF chama Durval de ‘herança maldita’ e diz que o dinheiro foi declarado ao TRE

Posted on novembro 30, 2009. Filed under: Arruda, DEM, Distrito Federal, governador do DF, Honduras, impeachment, Kassab, OAB, OEA, Sponholz |

>

Jornal de Brasília
Foto
O EX-SECRETÁRIO DURVAL BARBOSA: 32 PROCESSOS E DELAÇAO PREMIADA.

<!– function paginaSlideShow216595(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), prepara a divulgação de nota oficial, nesta segunda-feira, após o exame do que foi possível conhecer do inquérito 650, da Polícia Federal. Ele reafirmará, no documento, que são datadas de 2004 e 2006 as gravações em vídeo em que aparece, anteriores à sua posse no governo, e que o dinheiro recebido de Durval Barbosa foi “devidamente contabilizado” e consta da prestação de contas de sua campanha eleitoral entregue no Tribunal Regional Eleitoral. E concluirá sua declaração afirmando que as denúncias têm pelo menor algo de positivo: “ficamos livres dessa herança maldita”. Nessa nota, o governador também questiona gravações recentes, lançando suspeitas sobre os defeitos atribuídos ao “aquecimento” dos equipamentos de escuta, tornando as vozes praticamente inaudíveis. Arruda explicará também que aceitou nomear Durval Barbosa em razão de suas conhecidas relações políticas (ele tem um irmão que é deputado distrital) e também porque ele não tinha condenações na Justiça e, portanto, acabou beneficiado pelo princípio da presunção de inocência.

Processos se referem ao governo anterior – Em entrevista a este site, Arruda destacou que os 32 processos a que responde o ex-secretário de Relações Institucionais decorreram de irregularidades constatadas no governo anterior, chefiado por Joaquim Roriz (PSC). Condenado em pelo menos dois desses processos, Barbosa fez acordo de delação premiada em setembro passado, após a sentença mais recente. Ele também se beneficiará do Programa de Proteção a Testemunhas, do Ministério da Justiça, para tentar diminuir suas penas.

/** * ESTILO PADRÃO DO GRIDVIEW * Não altere esse documento, caso deseje uma formatação diferente, * use o método setClassCss() para setar outra classe com a mesma estrutura. */ /* TABELA INTEIRA */ .ClasseGridDefault { /*border: solid 3px #EFEFEF;*/ font-family: Trebuchet MS, Arial, Verdana; font-size: 11px; } /* TABELA INTEIRA */ .ClasseGridDefault input { border: solid 1px #999999; color: #999999; font-family: Trebuchet MS, Arial, Verdana; font-size: 11px; padding: 2px; } /* IMAGENS DA TABELA */ .ClasseGridDefault img { border: none; } /* CABEÇALHO COLUNA */ .ClasseGridDefault th { text-align: left; background: #999999; color: #FFFFFF; padding: 0px 5px 0px 5px; } /* LINHAS */ .ClasseGridDefault tbody td { padding: 5px; vertical-align: top; } /* PRIMEIRA LINHA DA TABELA: “mostrando 1 a 5 de 19” */ .ClasseGridDefault thead th { text-align: right; color: #444; } /* PAGINADOR */ .ClasseGridDefault tfoot td { font-size: 11px; } /** * ESTILO PADRÃO DO GRIDVIEW * Não altere esse documento, caso deseje uma formatação diferente, * use o método setClassCss() para setar outra classe com a mesma estrutura. */ /* TABELA INTEIRA */ .ClasseGridDefault { /*border: solid 3px #EFEFEF;*/ font-family: Trebuchet MS, Arial, Verdana; font-size: 11px; } /* TABELA INTEIRA */ .ClasseGridDefault input { border: solid 1px #999999; color: #999999; font-family: Trebuchet MS, Arial, Verdana; font-size: 11px; padding: 2px; } /* IMAGENS DA TABELA */ .ClasseGridDefault img { border: none; } /* CABEÇALHO COLUNA */ .ClasseGridDefault th { text-align: left; background: #999999; color: #FFFFFF; padding: 0px 5px 0px 5px; } /* LINHAS */ .ClasseGridDefault tbody td { padding: 5px; vertical-align: top; } /* PRIMEIRA LINHA DA TABELA: “mostrando 1 a 5 de 19” */ .ClasseGridDefault thead th { text-align: right; color: #444; } /* PAGINADOR */ .ClasseGridDefault tfoot td { font-size: 11px; }

OAB pede impeachment de Arruda

<!– function paginaSlideShow216598(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

A cúpula da OAB-DF decidiu nesta segunda (30) abrir processo de impeachment contra o governador do DF, José Roberto Arruda (DEM). O democrata é acusado de participar de esquema de pagamento de propina a parlamentares da Câmara Legislativa. A ordem analisou o inquérito da Polícia Federal que aponta a suposta participação de Arruda no esquema de corrupção batizado como Caixa de Pandora. A presidente da OAB-DF, Estefânia Viveiros, considerou “um absurdo” a situação disse que a ordem vai mobilizar entidades nacionais e do Distrito Federal para envolver a sociedade no pedido de afastamento do governador. O pedido de impeachment ainda precisa ser votado pelo conselho pleno da OAB antes de ser encaminhado para análise da Câmara Legislativa.

Inflação 2009 tem leve redução

<!– function paginaSlideShow216592(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Novo boletim Focus, divulgado nesta segunda (30) pelo Banco Central, mostra que os analistas do mercado financeiro reduziram levemente a estimativa de inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para 2009. A estimativa passou de 4,26% para 4,25%. Para o ano que vem, houve aumento de 4,43% para 4,45%. Já a taxa básica de juros, a Selic, não deve ser alterada em 2009. Atualmente, a Selic está em 8,75% ao ano. A taxa deve fechar 2010 em 10,50% ao ano, estimativa que também não foi alterada.

Kassab: acusações contra Arruda
são “graves” e “consistentes”

Foto
GILBERTO KASSAB

<!– function paginaSlideShow216591(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), disse ontem (29) que as denúncias contra o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), “são graves e consistentes”. Arruda foi filmado ao receber dinheiro vivo na campanha eleitoral de 2006. Para o prefeito, seu aliado tem “obrigação” de dar esclarecimentos sobre o escândalo investigado por uma operação da Polícia Federal, Caixa de Pandora. Kassab alegou não estar a par das discussões partidárias sobre as denúncias e afirmou que ainda espera uma manifestação oficial do governador para se pronunciar de forma mais objetiva. Kassab é presidente do Conselho Político do DEM .

Sponholz

Sponholz

‘Maria Louca’ agora quer ser presidente

<!– function paginaSlideShow216578(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Apoiado por quinze diretórios do PMDB (RS, SC, PR, SP, ES, GO, MT, MS, PI, RO, AC, PE, CE, PA e RJ), o governador do Paraná, Roberto Requião, cujos adversários apelidaram de “Maria Louca”, será lançado pré-candidato à Presidência amanhã (1º). A iniciativa tem o apoio do senador Pedro Simon (RS), do ex-governador paulista Orestes Quércia (SP) e do ex-sealopra Mangabeira Unger (RJ). Simon negou que a candidatura de Requião seja “anti-Lula”. Para ele, “poderá ser a salvação de Lula para não perder para o pré-candidato do PSDB, José Serra”.

OEA analisará eleições hondurenhas

<!– function paginaSlideShow216577(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O secretário-geral da Organização de Estados Americanos, José Miguel Insulza, informou que o Conselho Permanente da organização analisará, no dia 4 de dezembro em Washington (EUA), as eleições hondurenhas realizadas neste domingo. Segundo Insulza a reunião será dedicada exclusivamente a Honduras e também discutirá o que for decidido pelo Congresso Nacional de Honduras na próxima quarta (2) sobre o pedido de restituição do presidente deposto Manuel Zelaya.

Fotografia é história
Torben Grael
Foto

<!– function paginaSlideShow216384(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O velejador em 1984, no Iate Clube de Niterói, antes de disputar sua primeira Olimpíada. Agora, 25 anos depois, e dono de cinco medalhas olímpicas e vários campeonatos mundiais, foi escolhido o melhor velejador do mundo.

Como foiA Veja queria um ensaio com os atletas brasileiros com chance de premiação nos Jogos de Los Angeles. Claro que o primeiro que me preocupei em retratar foi Torben Grael. Poderia ter feito suas fotos a bordo do veleiro com que, nos Estados Unidos, acabou conquistando uma medalha de prata para o Brasil. Mas preferi uma imagem mais surpreendente do jovem velejador: até seus momentos de lazer, na piscina, era com um barco de brinquedo. Orlando Brito

PPS decide se entrega cargos no DF

Foto

<!– function paginaSlideShow216576(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

A executiva nacional do PPS se reúne hoje para decidir deixa a base de apoio ao governador José Roberto Arruda (DEM) e os cargos que ocupa no governo do Distrito Federal. O presidente do partido, ex-senador Roberto Freire, divulgou nota neste domingo onde pede “o rompimento com o governo Arruda e a entrega de todos os cargos que o partido ocupa na administração do Distrito Federal’, mesmo antes da reunião do diretório. O PPS controla, entre outros órgãos, a Secretaria de Saúde do GDF, cujo subsecretário de Recursos Humanos, João Luís (foto), está entre os políticos que aparecem em imagens recebendo dinheiro das mãos de Durval Barbosa, pivô do escândalo.

DF: OAB decide a favor do impeachment

<!– function paginaSlideShow216575(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

A Ordem dos Advogados do Brasil decide nesta segunda-feira (30) se adere à decisão da seccional da Ordem do Distrito Federal de pedir o impeachment do governador do DF, José Roberto Arruda (DEM). O presidente nacional Cezar Britto se reúne com Estefânia Viveiros, a presidente da OAB-DF, para discutir o caso. Mas o pedido ainda precisa passar pelo conselho da OAB-DF e, se for aprovado, será apresentado à Câmara Legislativa do DF. Caso o requerimento da OAB-DF seja engavetado, tendo em vista o envolvimento de grande parte da Câmara Legislativa no caso, o órgão se prepara para um pedido de impeachment através da Justiça.

Arruda se explica ao DEM nesta segunda

Roosewelt Pinheiro/ABr
Foto
ARRUDA SE DEFENDE

<!– function paginaSlideShow216572(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O governador do DF, José Roberto Arruda, deverá se defender pessoalmente, junto à cúpula do seu partido o Democratas, das graves acusações envolvendo recebimento de dinheiro do ex-delegado Durval Barbosa, que ocupava o cargo de secretário de Relações Institucionais do seu governo. A reunião de Arruda com o DEM deverá ser realizada a partie das 14h desta segunda feira. Neste final de semana, o governador telefonou a diversos integrantes do partido. Ele alega que as gravações em vídeo, divulgadas nas emissoras de tevê e na internet, não são recentes, mas de 2006, durante a campanha eleitoral. A quantia, segundo Arruda seria uma doação, registrada e assinada por Durval Barbosa, e aprovada pela Justiça Eleitoral. O ex-assessor, que é muito ligado ao ex-governador Joaquim Roriz, chantageava Arruda ameaçando divulgar as imagens. Réu em quase quarenta processos penais, ele já foi condenado em vários deles e, temendo acabar preso, procurou a Polícia Federal e fez um acordo de delação premiada, em troca de redução de pena, e sua inclusão no Programa de Proteção a Testemunhas, do Ministério da Justiça.

DEM exige provas de inocência – O senador Demóstenes Torres (DEM-GO) foi um dos políticos do DEM que receberam telefonemas de Arruda, mas afirmou que o governador “tem que apresentar provas” porque só a versão não resolve”. Quanto a possibilidade de expulsão do governador na reunião desta segunda-feira, esclareceu que “a movimentação é para ouví-lo. Não vamos lá nem para absolvê-lo, nem para condená-lo. Mas se ele não conseguir se explicar, seremos obrigados a tomar a medida extrema”.

Opositor de Zelaya vence eleições

<!– function paginaSlideShow216574(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O primeiro relatório oficial do Tribunal Supremo Eleitoral de Honduras, divulgado na madrugada desta segunda (30), aponta o candidato opositor do presidente deposto Manuel Zelaya, Porfírio Lobo, como vencedor das eleições presidenciais de ontem. Após apuração de 61% das mesas, Lobo tem 55,9% dos votos. A derrota até já foi reconhecida pelo candidato do Partido Liberal, Elvin Santos. Lobo se declarou o novo presidente hondurenho eleito e agradeceu a Santos, felicitando-o pela disputa.

Sponholz

Sponholz

Vídeos mostram deputados embolsando e metendo dinheiro suspeito em meias

Foto
PRUDENTE METEU DINHEIRO NOS BOLSOS E EM SUAS MEIAS

<!– function paginaSlideShow216573(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Várias gravações em vídeo, realizadas pelo ex-secretário de Relações Institucionais do governo do DF Durval Barbosa, divuladas neste domingo, mostram deputados recebendo dinheiro vivo. No caso do presidente da Câmara Legislativa, deputado Leonardo Prudente, ele aparece metendo dinheiro nos bolsos e até nas meias. Outros parlamentares que aparecem em situação semelhante são Júnior Brunelli (PSC), Odilon Aires (PMDB), Eurídice Brito (PMDB). Fonte: http://www.claudiohumberto.com.br

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Estimativa de crescimento do PIB este ano tem leve redução

Posted on novembro 30, 2009. Filed under: Banco Central, boletim Focus, mercado financeiro, PIB |

>

Analistas do mercado financeiro fizeram uma leve redução na projeção para o crescimento da economia neste ano. A estimativa para o aumento do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, passou de 0,21% para 0,20%. Para 2010, a projeção foi mantida em 5%.

As informações constam do boletim Focus, publicação semanal elaborada pelo Banco Central (BC) com base em estimativas de analistas do mercado financeiro para os principais indicadores da economia.

Essas projeções para o crescimento econômico são importantes tanto para as empresas quanto para os trabalhadores. No caso das empresas, as estimativas servem como indicativo de qual será a demanda pelos seus produtos. Já para os trabalhadores, as projeções sobre o PIB têm a ver com a disponibilidade de emprego e até mesmo com as perspectivas salariais do mercado de trabalho.

Além da estimativa para o PIB, o boletim Focus divulga projeções para outros indicadores. No caso da produção industrial, os analistas esperam por retração neste ano, com recuperação em 2010. A expectativa para 2009 passou de -7,64% para -7,72%. Para o próximo ano, a estimativa de crescimento da produção industrial passou de 6,85% para 6,88%.

Segundo o boletim, a projeção para a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB foi alterada de 44% para 44,05%, em 2009, e de 42,10% para 42,35%, em 2010.

A expectativa para a cotação do dólar foi mantida em R$ 1,70 ao final deste ano e em R$ 1,75 ao fim de 2010.

A previsão para o superavit comercial (saldo positivo de exportações menos importações) neste ano passou de US$ 25,2 bilhões para US$ 25 bilhões. Para 2010, os analistas reduziram a estimativa de US$ 13,4 bilhões para US$ 13 bilhões.

Para o deficit em transações correntes (registro das transações de compra e venda de mercadorias e serviços do Brasil com o exterior) neste ano, os analistas alteraram a estimativa de US$ 17,25 bilhões 17,52 bilhões. Para 2010, foi ajustada a projeção de deficit de US$ 35,5 bilhões para US$ 36 bilhões.

A expectativa para o investimento estrangeiro direto (recursos que vão para o setor produtivo do país) foi mantida em US$ 25 bilhões, em 2009, e em US$ 35 bilhões para 2010. Fonte: Agência Brasil

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>DEM parece que tomou juizo e prepara desfiliação do governador do Distrito Federal por corrupção

Posted on novembro 29, 2009. Filed under: corrupção, DEM, Democratas, desfiliação, Distrito Federal, Escândalo, expulsão |

>

Pressionado internamente, o comando nacional do Democratas prepara a desfiliação e futuramente a expulsão do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM).

Escândalo no Distrito Federal

Reprodução
Acusado de coordenar um suposto esquema complexo de corrupção, Arruda vai se explicar amanhã, às 14h, à cúpula de seu partido sobre as denúncias. Ele passou este domingo telefonando para os colegas de partido.

“Existe um fato e denúncias. Contra fatos e denúncias o combate são fatos e não versões. É assim que funciona. Vamos dar ao governador o espaço que ele precisa para se explicar. Mas o clima de desconforto é grande. Aguardamos a defesa dele, mas grande parte do DEM pensa na desfiliação e até na expulsão”, disse à Agência Brasil o senador Demóstenes Torres.

Demóstenes contou que Arruda passou o domingo conversando, por telefone, com cada integrante da executiva nacional do DEM. Nas conversas, o governador tentou explicar as imagens em que aparece recebendo dinheiro do então assessor Durval Barbosa.

Segundo o senador, Arruda afirmou que as imagens são do período da sua campanha de 2006, quando recebia recursos para repassar aos que trabalhavam com ele. De acordo com as explicações do governador, tudo foi relatado ao Tribunal Regional Eleitoral (TER) e também ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

OAB compara Arruda a peruano que renunciou após denúncias de corrupção

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Cezar Britto, afirmou neste domingo (29) que o vídeo que mostra o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), recebendo dinheiro é comparável à situação do ex-presidente peruano Alberto Fujimori, forçado a renunciar no ano 2000 após denúncias de que seus assessores compravam apoio político de parlamentares.

No microblog Twitter, o líder do DEM na Câmara, Ronaldo Caiado (GO), avisou que se for constatada irregularidade, haverá punição.

“O Democratas não vai se portar como o PT. Se houve erro, haverá punição de acordo com o que uma democracia prevê. O Democratas exige seriedade sempre. Não vamos empurrar nada para baixo do tapete. São denúncias graves”.

Outros líderes do DEM ouvidos pela Agência Brasil afirmaram que a tendência na legenda não é favorável a Arruda, mas que aguardam as explicações do governador para evitar possíveis injustiças.

Arruda e seu vice, Paulo Octávio, ambos do DEM, assessores do governo do Distrito Federal, deputados distritais e empresários estão no centro das denúncias investigadas pela Polícia Federal que apontam a existência de um suposto esquema de corrupção com superfaturamento de contratos, irregularidades em licitações e pagamentos de propinas.

Segundo as apurações da Polícia Federal, cerca de R$ 600 mil foram arrecadas de empresas privadas que mantêm contratos com o governo do Distrito Federal.

Depois de uma nota oficial, informando que aguarda as explicações de Arruda, o presidente nacional do DEM, deputado Rodrigo Maia (RJ), disse à Agência Brasil que espera a reunião com o governador para manifestar-se. Os principais líderes do Democratas vieram a Brasília nos últimos dias para analisar o assunto. A questão foi potencializada com a divulgação de imagens nas quais Arruda aparece recebendo dinheiro supostamente destinado ao pagamento de propina.

Fonte: UOL #uolcelular { clear: both; margin:1.5em 0 0 0; font-size:0.8em; } #uolcelular h3 { background:#efefef;color:#000;font:bold 1.1em arial;padding:3px;height:12px;display:block;margin:0;padding-left:1em;} #uolcelular #borda { height:3em;border:1px solid #efefef;color:000;font:normal 13px arial;background:url(http://img.uol.com.br/wap-ico.gif) 1em 0.4em no-repeat;padding:0;padding-top:1.1px; } #uolcelular #borda #txtCel { margin: 0.2em 0 1em 4em; *margin-bottom:1em; } #uolcelular #borda #txtCel a {color:#666666; text-decoration:none; } #uolcelular #borda #txtCel a:hover { text-decoration:underline; } #uolcelular #borda #txtCel a strong {color:#000000;}

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

« Entradas Anteriores

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...