Archive for dezembro \30\UTC 2009

>Eleição 2010: Pesquisa do instituto Mark feita em Cuiabá aponta Wilson Santos com 32%, Mauro Mendes com 26%

Posted on dezembro 30, 2009. Filed under: Eleição 2010, Governador em 2010, instituto Mark, Jayme Campos, juiz Julier da Silva, Mauro Mendes, Silval Barbosa, Wilson Santos |

>

Em mais uma pesquisa realizada em Cuiabá aponta o prefeito Wilson Santos liderando na intenção de votos para Governador em 2010. É importante ressaltar que nos meses de novembro e dezembro foram divulgadas muitas pesquisas de intenção de votos, e os resultados são muito divergentes.

Abaixo reproduzimos na íntegra a matéria do nosso amigo Romilson Dourado em seu novo site, muito bonito e interativo www.rdnews.com.br

Nova pesquisa do instituto Mark feita em Cuiabá nos últimos dias 26 e 27 revelam que o prefeito Wilson Santos (PSDB) mantém a liderança nas intenções de voto. Na estimulada, o nome do tucano aparece com 32,9% das intenções de voto, enquanto Mauro Mendes (PSB) vem em segundo, com 26,7%, seguido de Silval Barbosa (14,9%) e Jayme Campos (7,4). O juiz Julier da Silva (sem partido) segura a condição de lanterna, com 2,8%. Na espontânea, o tucano também impõe liderança, com 21,9%. O segundo é Mendes, com 15%. Nos vários confrontos simulados, a pesquisa mostra que o maior adversário de Wilson hoje é Mendes, a quem derrotou no ano passado na briga pela reeleição. O nome mais rejeitado em Cuiabá para governador é o próprio Wilson, com 19,8%. A amostragem não detecta as razões, já que trata-se de uma pesquisa quantitativa e não qualitativa, mas, supõe-se que a rejeição deva às problemáticas administrativas da gestão tucana, como a crise na saúde e as obras empacadas do PAC.

Resumo da pesquisa estimulada:

Wilson Santos…………………. 32,9%

Mauro Mendes…………………26,7%

Silval Barbosa…………………14,9%

Jaime Campos……………….. 7,4%

Sebastião Julier……………….2,8%

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Apesar de antigos problemas Mato Grosso tem safra recorde

Posted on dezembro 30, 2009. Filed under: Sem-categoria |

>

Com a colheita da soja precoce em andamento, os produtores já começam a fazer os cálculos dos prejuízos desta nova safra (09/10). Apesar de haver a expectativa de produção recorde, acima de 18 milhões de toneladas, o clima de otimismo não está semeado entre os sojicultores, pelo contrário, as contas das perdas já foram feitas e mostram que mais uma vez câmbio, logística e armazenagem deverão ser os vilões da rentabilidade agrícola em 2010.

O percentual de perda sobre a rentabilidade, abordado em edição do Diário no mês passado, 20%, vai se confirmando dia após dia, face à desvalorização contínua do dólar nos últimos meses.

De acordo com o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), no plantio da safra 08/09 a média do câmbio era de R$ 2,17, enquanto no último mês de outubro o dólar despencou para R$ 1,73, cotação em vigor até ontem.

“Nos níveis atuais, o câmbio compromete a renda do setor exportador e deixa os produtores praticamente sem nenhuma margem de lucro”, alerta o diretor administrativo da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado (Aprosoja), Carlos Favaro.

Ele acredita que a soja “dificilmente será liquidada acima de R$ 30”, (saca de 60 quilos) no próximo ano. A perspectiva é de que os preços se situem entre R$ 25 e R$ 30. Com os custos em torno de R$ 30 por saca, o produtor não terá rentabilidade. “Teremos uma safra com um bom volume de produção, mas sem rentabilidade, salvo se ocorrer uma alteração no câmbio (para pelo menos R$ 2)”, aponta Favaro.

Na opinião dos analistas, a projeção é de que o dólar caia para menos de R$ 1,70 no primeiro trimestre de 2010, representando de imediato uma perda de 20% sobre a rentabilidade do produtor devido ao descasamento entre receita e despesa. “Este prejuízo inviabiliza totalmente o setor, principalmente de commodities agrícolas, como é o caso da soja”, afirma o diretor da Aprosoja.

PROBLEMAS – Ele lembra que à exceção de 2008 – ano da crise internacional – os produtores só tiveram adversidades nesta década. “De 2005 para cá, o setor exportador caiu nesta armadilha: plantou com dólar mais caro e vendeu ou dólar mais barato”.

Em 2009, segundo ele, os produtores compraram insumos com dólar de R$ 2,10 e “agora temos dólar de R$ 1,70, o que de imediato já daria uma perda de 15%, dificultando a situação para o setor de exportação”.

Favaro lembra que os custos em reais, como frete, folha de pagamento, reposição de peças, manutenção e impostos oscilam de acordo com o câmbio. Segundo ele, os insumos indexados ao dólar também ajudam a aumentar as perdas no campo. “Se temos uma taxa cambial elevada na época do plantio, insumos como sementes, fertilizantes e defensivos e herbicidas ficam mais caros para o produtor”.

LOGÍSTICA – A falta de logística adequada de transporte em Mato Grosso é outra questão que preocupa os produtores para a próxima safra – que deverá confirmar recordes em produção -, já que o câmbio tem influência direta sobre os preços do frete. Os custos afetam principalmente os produtores que estão com lavouras situadas em regiões mais distantes dos portos de exportação, como Santos (SP) e Paranaguá (PR).

“Contamos com praticamente um modal, que é a rodovia. Temos de buscar outras alternativas de escoamento além da ferrovia, que não está atendendo nossas expectativas a partir de Alto Araguaia”, afirma Favaro.

ARMAZENAGEM – Os produtores estão apreensivos também com a estrutura de armazenagem para abrigar a próxima safra. “Provavelmente não teremos espaço para acomodar toda a produção. Vamos ter de colher e fazer o escoamento imediato para evitarmos mais perdas ainda”. Fonte: Diário de Cuiabá

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>O Ano Novo é 2011

Posted on dezembro 30, 2009. Filed under: Ano Novo, Economizar, investir, jornal, Lula, otimismo, velhice |

>

Por Carlos Chagas

Amanhã, último dia do ano, ressurgirão as tradicionais e desmoralizadas resoluções de Ano Novo.

Parar de fumar. Comer menos. Beber pouco. Dirigir com atenção. Fazer exercícios físicos. Tirar a pressão com freqüência e marcar hora no cardiologista.


Dar mais atenção e carinho à mulher e os filhos. Ser tolerante com os subordinados e deixar de puxar o saco dos patrões. Economizar e investir o possível, para evitar dificuldades na velhice.


Integrar-se a campanhas cívicas como o combate à violência e à impunidade. Ingressar num partido político empenhado em promover a justiça social. Participar da vida nacional lendo jornais, mesmo para contrariar opiniões e tendências. Aprender a lidar com a parafernália eletrônica que nos assola. Ver menos televisão, banindo o lixo que as telinhas apresentam cada vez com mais intensidade.


Desta vez, será para valer. Ideologias à parte, chegou a hora do Homem Novo.


Como se trata de uma despedida, melhor aproveitar as últimas horas do que não acontecerá mais. Afinal, ninguém é de ferro, As festas já começaram a acontecer, mesmo para quantos não aproveitaram o recesso iniciado no Natal. O diabo é que amanhã começamos como terminamos, prenúncio de nenhuma mudança.


Também, é bom manter o otimismo. As resoluções acima referidas são para o Ano Novo que, salvo engano, começa em janeiro de 2011…


O MESMO DE SEMPRE


O presidente Lula termina o ano exatamente como começou: queixando-se da imprensa. No seu último pronunciamento de 2009, criticou a cobertura jornalística das atividades do governo, do Congresso e do Judiciário. Voltou a questionar as notícias que lê, ouve ou assiste, em suas palavras referentes apenas a fatos ruins. Tomou-se de dores em nome do Legislativo, acentuando que a avaliação da mídia é sempre negativa. O conjunto dos trabalhos do ano é positivo, mas os jornalistas teimam em optar pela condenação coletiva e o reconhecimento individual.


Não dá mais para um cidadão entrado nos sessenta anos mudar de concepções, mas se fosse possível sensibilizá-lo, bastaria um estudante do primeiro ano de jornalismo lembrar que notícia é o inusitado, não a rotina. A velha história de que se um cachorro morde um homem, não vai para as páginas do jornal, mas se um homem morde um cachorro, vai. Os aviões estão saindo no horário, assim como os deputados e senadores reúnem-se a semana inteira nos plenários e comissões? Não é notícia. Mas se faltam e viajam para seus estados nas quintas-feiras de manhã, só retornando às terças de tarde, vão para a mídia, em especial quando montes de vôos foram cancelados ou saíram atrasados.


Não adianta tentar convencer o primeiro-companheiro, mesmo quando abusos sem conta são cometidos pelos meios de comunicação. É assim que ele é e continuará sendo, apesar de que pelo menos uma vez na vida deveria dar atenção ao provérbio árabe, sobre ser melhor acender um fósforo do que amaldiçoar a escuridão. Fonte: Claudio Humberto


Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Possibilidade, você a vê?

Posted on dezembro 30, 2009. Filed under: meditação, possibilidade, Reflexão |

>

Creia nas possibilidades. Não importa quão escuras as coisas possam parecer. Levante a cabeça e enxergue-as! Busque sempre por elas, porque elas sempre podem ser encontradas. Norman Vincent Peale

E la não tem forma, cor, e nem mesmo lógica. Você pode passar por ela todos os dias sem sequer perceber sua presença. Milhões de pessoas fazem isso a cada dia. Ela é raramente perceptível. Contudo, uma vez que você a percebe ela se torna impossível de ser ignorada.


Ela não tem voz, mas pode implorar até mesmo à pessoa mais poderosa que aja em seu favor. Ela não tem nenhum valor em si mesma, mas ainda assim está no coração de tudo aquilo que realmente traz consigo algo de valor genuíno. Quando você a vê, ela passa a mudar sua maneira de pensar, e a motivar suas ações. Quando você passar a conhecê-la e compreendê-la, será assaz dificil negá-la.


Ela poderá lhe trazer coisas fantásticas, que você nem de longe imaginou. No entanto isso só será possível com sua ajuda e envolvimento. O nome dela é POSSIBILIDADE. Você a vê? Quando isso acontecer, ela se tornará sua.

Autor: Nélio DaSilva – Fonte: Encorajamento.com

Para Meditação:

Os teus olhos olhem direito, e as tuas pálpebras, diretamente diante de ti. Pondera a vereda de teus pés, e todos os teus caminhos sejam retos. Não declines nem para a direita nem para a esquerda; retira o teu pé do mal. Provérbios 4:25-27

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Dante, Blairo e a Ponte Sérgio Motta

Posted on dezembro 29, 2009. Filed under: Blairo, Dante, Ponte Sérgio Motta |

>

A internet é realmente um instrumento fantástico. Outro dia, enquanto realizava uma pesquisa na web, deparei-me com uma entrevista dada pelo então candidato ao governo Blairo Maggi, o qual tecia duras críticas ao governador da época, Dante de Oliveira.


Blairo denunciava o desperdício de recursos públicos com a construção da ponte Sérgio Motta, que segundo ele teria custado R$ 11 milhões de reais (na verdade foram R$ 15 milhões). Prosseguia, afirmando que faria a obra com R$ 5 milhões de reais, sendo que o valor gasto a mais poderia servir para a construção de outras pontes, ou ainda, para a realização de obras de maior prioridade.


Decorrido mais de sete anos, hoje governador reeleito no término de seu segundo mandato, Blairo Maggi, ao que parece, não é mais o mesmo. Imagina o que diria o saudoso ex-governador Dante de Oliveira ao saber que o atual Governo do Estado se propôs recentemente a gastar, somente com projetos e consultorias mais de R$ 20 milhões de reais; e pior, sem licitação pública.


No mesmo sentido, como reagiria Dante ao tomar conhecimento dos milhares de reais gastos pelo Governo estadual com sistemas de informática, como por exemplo, o software de cadastro de bens que custou aos cofres públicos a bagatela de R$ 11,5 milhões de reais. Que por sinal, conforme divulgado por alguns veículos de comunicação foi fornecido por uma empresa de informática de Brasília, suspeita de participar do esquema de corrupção da administração do governador do Distrito Federal José Roberto Arruda.


O que diria Dante, conhecedor que era das carências e das necessidades do povo mato-grossense, sobretudo na área de saúde, educação e segurança, ao assistir o atual Governo enterrar aproximadamente R$ 650 milhões de reais, na demolição do atual estádio do verdão, e na construção de um novo. Isso porque o atual verdão, na condição que está, vale por baixo mais de R$ 200 milhões de reais, e o novo custará aos cofres públicos algo próximo a R$ 450 milhões de reais.


Veja bem, não queremos aqui vender a falsa idéia de que o Governo anterior era perfeito, sem falhas, sem problemas. Apesar dos avanços obtidos, tais como: o equilíbrio das contas públicas, a chegada da Ferronorte a Mato Grosso (hoje encontra-se parada), a vinda do gasoduto (agora sem gás), a construção da termoelétrica em Cuiabá (atualmente em vias de desativação), a conclusão da usina de Manso e outros. A administração anterior teve sim vários problemas, alguns sérios, diga-se de passagem.


Muito menos, diferentemente do que propôs o Governador Blairo Maggi, não pretendemos fazer comparações entre o Governo anterior, e o atual, mesmo porque, quase tudo o que foi feito por esta gestão, só foi possível, principalmente, graças aos recursos do Fethab, no passado tão combatido e criticado pelos atuais inquilinos do Palácio Paiaguás.


Entretanto, na qualidade de eleitores que somos nos sentimos no direito e no dever de cobrar dos nossos governantes, um mínimo de coerência entre o discurso adotado em época de eleição e os atos praticados no exercício do poder. Mesmo porque, nada é mais pernicioso ao exercício da democracia do que o malfadado fenômeno político da memória curta, seja por parte de quem vota, seja por parte de quem é votado.


Autor: AURO GUILHERME DE MATOS ULYSSÉA – Advogado e especialista em Direito Público

Fonte:Midia News

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Governo federal gasta R$ 18 milhões em propaganda

Posted on dezembro 29, 2009. Filed under: Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, campanha, Casa Civil, Comunicação, Copa de 2014, Dilma Rousseff, economia, governo |

>

O governo federal lançou campanha de R$ 18 milhões para exaltar o desempenho da economia no ano de crise internacional. Com veiculação programada para o período de 13 de dezembro a 14 de janeiro, a campanha afirma que o país saiu da crise para entrar em cena.


Segundo a Secretaria de Comunicação da Presidência, “o objetivo é mostrar a trajetória de crescimento econômico do país, com distribuição de renda. Situação que permitiu ao país enfrentar os efeitos da crise econômica internacional deflagrada em setembro de 2008”.


Além da Presidência, o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal exibem, neste fim de ano, campanhas publicitárias que exaltam a administração do presidente Lula -que tenta emplacar a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, como sucessora.


O BB veiculará, até o dia 31, uma campanha cujo mote é “Transformamos o país do futuro no país do agora”.


A campanha do BB inclui o trabalho do artista plástico Eduardo Kobra, no Rio, em São Paulo e em Brasília. Nas calçadas da avenida Paulista, serão expostas pinturas sobre a escolha do Brasil como sede da Copa de 2014.


Exibida no Natal, a campanha da Caixa Econômica Federal endossa a descoberta de reservas de petróleo na costa brasileira, no pré-sal. Fonte: Folha de S. Paulo

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Governo de SP lança ofensiva publicitária com sete campanhas na TV

Posted on dezembro 29, 2009. Filed under: agência de publicidade, Comunicação, Duda Mendonça, Fernando Barros, Fundação Casa, José Serra, Metrô, Nizan Guanaes, Orçamento, Paulo de Tarso Santos, PoupaTempo, propaganda, Rodoanel, Sabesp |

>

Peças elogiam a administração de Serra, pré-candidato do PSDB à Presidência
Governo paulista afirma que o seu objetivo é informar a população e que propaganda respeita as regras, sem fazer promoção de autoridades

Na virada para o ano eleitoral de 2010, o governo de São Paulo lançou uma ofensiva publicitária na TV com sete campanhas que enaltecem a administração de José Serra (PSDB), principal presidenciável do PSDB.


Até o dia 31, o governo levará ao ar, por exemplo, duas diferentes propagandas sobre o Rodoanel e outra sobre as obras da Nova Marginal. As peças são produzidas por duas agências cujos contratos com o governo somam R$ 50 milhões por ano.


Só no Natal foram veiculadas 28 inserções, todas encerradas com o slogan: “Governo de São Paulo: trabalhando por você”. Em alguns programas, como o “Mais Você” e o especial de Roberto Carlos, na Globo, foram exibidas duas campanhas num mesmo bloco de intervalos.


Além de duas peças de campanhas de longa duração -uma sobre a universidade virtual e outra sobre Imprensa Oficial- foram apresentadas propagandas sobre a qualidade das estradas de São Paulo, recuperação de adolescentes pela Fundação Casa, urbanização de favelas, PoupaTempo e corredor de ônibus.


À exceção da campanha sobre o PoupaTempo -que se encerra amanhã- todas têm vigência até o dia 31.


Oito das inserções do dia de Natal foram sobre o Rodoanel, que tem inauguração prevista para 27 de março, uma semana antes do prazo fixado para que o titular de um cargo eletivo se afaste para concorrer a outra vaga -como deve ser o caso do governador Serra.


Com vigência de 24 a 31 de dezembro, a campanha da Artesp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado) ficará restrita às festas de fim de ano.
O governo não informou o custo, sob o argumento de que só é possível calcular após o encerramento das campanhas.


A Artesp acaba de concluir uma licitação para a contratação de uma agência, a um custo de R$ 10 milhões por semestre. A Fundação Casa também lançou licitação para contratação de agência de publicidade (de R$ 5 milhões semestrais).


Segundo a Secretaria de Comunicação do Estado, essas duas campanhas foram levadas ao ar agora porque “os processos licitatórios foram concluídos no final do ano”.

Informação e balanço
A Secretaria de Comunicação do Estado afirmou, em nota, que “as campanhas têm por objetivo informar a população sobre as ações, programas e projetos implementados pelo governo de São Paulo”. Segundo a nota, “seguem o calendário de anúncios e entregas do governo e os prazos das licitações realizadas nas diversas empresas, agências e fundações”.


Essas campanhas, diz a nota, “também realizam balanço das ações de cada um dos seus órgãos, como é pertinente fazer ao final do ano”. Na nota, o governo afirma ainda que “todas as campanhas respeitam estritamente as regras para a comunicação na área pública, delas não constando nomes ou imagens que caracterizam promoção pessoal de autoridades”.


Segundo o governo, o gasto com comunicação representou 0,21% do seu Orçamento.
Foram veiculadas outras duas campanhas ainda neste mês, uma do Metrô e outra da Sabesp. São Paulo é apontada como plataforma de lançamento para Serra, caso ele decida disputar a Presidência.


O orçamento do Estado para publicidade em 2009 é de R$ 313,3 milhões. Há um ano, o governo paulista reúne grifes do marketing político. Ao lado de publicitários tradicionalmente ligados ao PSDB, estão Duda Mendonça, Nizan Guanaes, Fernando Barros e Paulo de Tarso Santos
. Fonte: Folha de S. Paulo

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Eleição 2010: Pesquisa Ipec aponta Wilson Santos em primeiro seguido de perto por Silval Barbosa

Posted on dezembro 29, 2009. Filed under: Eleição 2010, pesquisa IPEC, Silval Barbosa, Wilson Santos |

>

A três meses de assumir o Palácio Paiaguás, o vice-governador Silval Barbosa (PMDB) já aparece em segundo lugar na corrida pelo governo, de acordo com a nova rodada de pesquisa do instituto Ipec.

Segundo o levantamento na modalidade estimulada, o prefeito Wilson Santos (PSDB) teria 24,20% dos votos se a eleição fosse hoje. Silval aparece com 20,24% das intenções, seguido do senador Jayme Campos (DEM), que tem 18,26%. O empresário Mauro Mendes (PSB) está em quarto lugar com 3,45%. E em quinto aparece o juiz Julier Sebastião da Silva (1,21%). Na modalidade estimulada, o eleitor é apresentado a um cartão com os nomes dos postulantes. O total dos que não responderam ou não opinaram chega a 20,63%. Os que votariam nulo ou branco totalizam 1,53%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 18 e 23 de dezembro, ouvindo 1.566 eleitores. Do total, 31,86%% dos questionários foram aplicados na Baixada Cuiabana. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Os números do Ipec se diferenciam dos verificados pelo instituto Vox Populi, em pesquisa realizada entre os dias 9 e 13 de dezembro e divulgada na semana passada pelo Diário. De acordo com o Vox Populi, Wilson Santos tem 21%, Jayme Campos 20%, e o deputado federal Carlos Abicalil (PT) 10%, o mesmo percentual que Silval Barbosa.

O levantamento do Ipec mostra que a exposição a que tem sido submetido Silval tem surtido efeito. Entre dezembro de 2008 e dezembro de 2009, as intenções de voto no vice-governador passaram de 8,35% para os atuais 20,24%. Wilson Santos teve pequena oscilação para baixo, caindo de 26,58 para 24,20%. Jayme Campos saiu de 17,65% há um ano e chega agora a 18,26%.

Na modalidade espontânea, na qual o eleitor é instado a responder em quem votaria se a eleição fosse hoje, Silval Barbosa aparece em primeiro, com 7,22% das intenções, seguido de Jayme Campos (5,56%), Wilson Santos (4,79%), Mauro Mendes (4,09%). Um total de 75,03% dos entrevistados não responderam ou não opinaram.

A evolução dos candidatos no último ano mostra Silval Barbosa saindo de 5,9% em dezembro de 2008 e chegando aos 7,22% de agora, na modalidade espontânea. Jayme Campos caiu de 13,64% em dezembro do ano passado para 5,56% agora. Já Wilson foi de 19,82% para os 4,79% de dezembro de 2009.

Num eventual segundo turno, Wilson Santos aparece com 27,39% das intenções contra 26,56% de Silval. Quando a disputa é polarizada entre Wilson e Jayme, o tucano fica com 27,08% das intenções e o democrata com 24,39%.

Se enfrentasse Mauro Mendes num segundo turno, Wilson Santos teria 27,65%, ante 16,54% do empresário. No caso de uma segunda rodada envolvendo Silval Barbosa e Jayme Campos, o primeiro teria 24,78% dos votos. E o senador ficaria com 22,86%. Jayme, no entanto, venceria Mauro Mendes num eventual segundo turno, por 22,54% a 15,88%. Já Silval bateria o empresário por 23,75% a 15,84%.

Wilson Santos lidera no quesito rejeição. Segundo a pesquisa, 12,07% dos entrevistados não votariam nele de jeito nenhum. O segundo mais rejeitado é Jayme Campos (7,66%), seguido de Silval Barbosa (6,45%) e Mauro Mendes (6,07%). A rejeição a Julier é de 0,32%. Fonte: Diário de Cuiabá

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Várzea Grande: Tião da Zaeli deve mudar 4 secretários em Janeiro

Posted on dezembro 29, 2009. Filed under: Esportes, Habitação, Lazer, obras, prefeito, prefeito interino, Promoção Social, Sem-categoria, Tião da Zaeli, Urbanismo, Várzea Grande, Viação |

>

O prefeito interino de Várzea Grande, Sebastião Gonçalves, o Tião da Zaeli, define até o dia 05 de janeiro, mudanças no comando de pelo menos quatro Secretarias. Na lista das decisões consta o remanejamento do atual secretário municipal de Promoção Social, Wilton Coelho, para a pasta da Educação e Cultura. O setor está sob o comando de Zaeli, que também acumula a secretaria de Esportes e Lazer.

Com a saída de Wilton, o prefeito interino estuda com o prefeito Murilo Domingos, nome que poderá comandar o setor. De acordo com o secretário de Governo, Dito Loro, estão sendo analisadas indicações para o cargo. Entretanto, ele lembrou que uma definição sobre as alterações só devem ocorrer no início de janeiro. Dito também reforçou o entendimento de que, mesmo em férias, o prefeito Murilo Domingos tem se comunicado diariamente com Tião – para acompanhar a evolução das mudanças.

Com a posse de Dito Loro na Agência Municipal de Habitação e Regularização Fundiária, a Secretaria e Governo também ganhará um novo titular a partir de janeiro. Dito explicou que a sua vaga poderá ser ocupada por um membro da atual administração. Entre os nomes cotados estão o do secretário de Serviços Públicos, Benedito Pinto da Silva, Dito Pinto, que acumula a Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

Também estão sendo avaliada a possível fusão entre as áreas de Serviços Públicos e de Viação, Obras e Urbanismo. De acordo com Dito Loro, a preferência de Murilo é pela manutenção do atual grupo de secretários. Dessa forma, a reforma da administração deverá contar com poucas novidades em relação a nomes para compor o staff.

Nesta primeira fase de alterações, não está prevista abranger uma eventual indicação do PT. Dito lembrou que existe a possibilidade de o partido ser contemplado no secretariado, com a esperada reaproximação do PT com o Executivo municipal. Entretanto, a possível contemplação de indicados da legenda ainda passará por análise de Murilo. Fonte: Diário de Cuiabá

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Concurso público de Mato Grosso tem novas datas de provas

Posted on dezembro 29, 2009. Filed under: Blairo Maggi, concurso, Concurso público de Mato Grosso, Geraldo de Vitto, Unemat |

>

O concurso público do Estado de Mato Grosso, para o provimento de 10 mil vagas, será realizado em três datas distintas conforme antecipou o site Olhar Direto. As provas serão realizadas mediante nível de formação exigido em cada cargo. Candidatos do ensino fundamental farão prova no dia 31 de janeiro; do ensino médio em 21 de fevereiro; e do ensino superior, 21 de março de 2010. O cronograma foi divulgado oficialmente pelo Comitê de Acompanhamento do Concurso Público em coletiva realizada na tarde desta segunda-feira (28), no Palácio Paiaguás.

As novas mudanças sustentam a negligência por parte dos organizadores do maior concurso do país, que chegaram a aplicar todas as provas em um único dia 22 de novembro. A data fatídica ganhou repercusão nacional. A grande Cuiabá intransitável testemunhou uma sequência de equívocos que incluíram falta de informação sobre locais de provas, fiscais desqualificados, utilização de equipamentos eletronicos dentro da sala de aula, troca de provas e até vazamento de gabarito.

“Nossa preocupação é que os erros relatados não se repitam. Entendemos que dividir as provas em apenas duas datas não seria adequado tendo em vista a demanda de candidatos e a estrutura física disponível. Após analisar a situação sugerimos o novo fracionamento para a realização em três dias distintos e o governador Blairo Maggi acatou nosso pedido”, disse o chefe da Casa Militar, coronel Alexander Maia.

De acordo com o secretário de Administração de Mato Grosso, Geraldo de Vitto, os aprovados no concurso serão chamados antes do início do ano eleitoral, até julho do ano que vem. “Conforme foi desde o início, a expectativa é fazer o chamamento em abril.Todos os aprovados devem tomar posse em 2010” afirmou o secretário, salientando que a regra não valerá para inscritos a cargos que incluem mais de uma etapa de prova. Estes deverão tomar posse somente em 2011.

De Vitto e Maia garantiram que nesta quarta-feira (30) será divulgado nos jornais de grande circulação do estado e no site www.concurso.mt.gov.br a relação dos candidatos às vagas para nível fundamental. Eventuais equívocos na documentação, por exemplo, deverão ser manifestados até o dia 06 de janeiro. As listas contento os demais candidatos serão divulgadas posteriormente.

Para o primeiro dia de prova estima-se que sejam utilizados 183 escolas. A divulgação dos locais será feita a partir de 15 de janeiro. O chefe da Casa Militar explica ainda que tanto a divulgação das listas de inscritos quanto a dos locais de provas serão publicadas mediante conclusão do número de desistências.

De acordo com dados do Comitê, apenas 0,3% dos 274 mil inscritos formalizaram o pedido de desistência. “Os candidatos pagantes que não farão mais a prova serão ressarcidos a partir da abertura do ano orçamentário, fevereiro ou março de 2010”, informou Maia.

O Comitê de Acompanhamento foi criado após o cancelamento das provas de novembro. Os integrantes são representantes do Governo, Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat), Secretaria de Segurança Pública, Ministério Público e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MT).

Fonte: Olhar Direto

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

« Entradas Anteriores

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...