Archive for janeiro \31\UTC 2011

>Silvio Santos deve assinar venda do Banco PanAmericano ainda hoje

Posted on janeiro 31, 2011. Filed under: Sem-categoria |

>

Fecha nas próximas horas a venda do controle do PanAmericano para o BTG Pactual, de André Esteves. Na tarde de hoje o empresário Silvio Santos finalmente concordou com os termos para abrir mão das ações da instituição. Segundo pessoas a par das negociações, “não tem mais volta” e agora é uma questão de detalhes e redação de contratos.

O Banco Central exigiu a troca do controlador da instituição na semana passada, quando foi apurado novo rombo de R$ 1,5 bilhão no banco, além dos R$ 2,5 bilhões anunciados em novembro. O BTG fez uma proposta na última quinta-feira pelo controle.

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Concurso da Prefeitura de Marcelândia abre inscrição para 99 vagas

Posted on janeiro 31, 2011. Filed under: Marcelândia |

>

A Prefeitura de Marcelândia (MT) inicia nesta terça-feira, 01 de fevereiro, inscrições para o  concurso público com 99 vagas, sendo 40 para nível superior, 20 nível médio e 39 nível fundamental (área operacional). 

Salários
Os salários vão de R$ 545,00 (serviços gerais) a R$ 7.529,76 (médico)

Cargos oferecidos

Os cargos são de carpinteiro, coletor de lixo, jardineiro, merendeira, mestre de obras, motorista, operador de motoniveladora e pc-200, varredor de ruas, vigia, zelador, agente de fiscalização municipal, assistente de controle administrativo, fiscal de obras, técnico em enfermagem, técnico em higiene dental , técnico em raio x, técnico em laboratório de análise clínica, assessor jurídico, assistente social, assistente técnico administrativo ii, cirurgião dentista, contador, enfermeiro, engenheiro civil, médico clínico geral, médico veterinário, nutricionista, psicólogo, professor de língua portuguesa, professor de matemática, professor de história, professor de geografia, professor de educação física e professor pedagogo

Inscrições de 1 a 13 de fevereiro
As inscrições serão realizadas somente através do site www.marcelandia.mt.gov.br de 1 de fevereiro a 13 de fevereiro. O valor das inscrições será de R$ 100 para nível superior, R$ 50 para nível médio e R$ 30 para nível fundamental.

veja aqui o edital.

A prova objetiva (múltipla escolha) e a prova subjetiva I (redação) serão
realizadas na Escola Estadual Pedro Bianchini – centro – Marcelândia MT, na data provável de 27 de fevereiro, no turno da manhã e da tarde.

Maiores informações podem ser obtidas com a Comissão Especial do Concurso, na Prefeitura Municipal, no telefone (66) 3536-3100, no horário das 7h às 13h.

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Concurso da Prefeitura de Jaciara abre inscrições para 147 vagas

Posted on janeiro 30, 2011. Filed under: Jaciara |

>

Concurso público organizado pela Prefeitura de Jaciara (MT) abre inscrições para 147 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade.

Salários
Os salários vão de R$ 545,00 a R$ 2.915,55

Inscrições de 31 de janeiro a 15 de fevereiro

As inscrições serão recebidas no período de 31 de janeiro a 15 de fevereiro, no site www.acpi.inf.br, e das 8h às 11h e das 13h às 17h, de segunda a sexta-feira, na Rua Itararé nº 353, Centro – Biblioteca Pública Municipal. A taxa de inscrição varia de R$ 30 a R$ 70.

(veja aqui o edital).

Cargos oferecidos

Os cargos são de analista de controle interno, arquiteto, assistente social, bioquímico, enfermeiro, engenheiro civil, farmacêutico , fisioterapeuta, médico, médico veterinário, odontólogo, professor de educação física, professor de pedagogia, psicólogo, agente de fiscalização sanitária, agente de fiscalização, auxiliar de desenvolvimento infantil, oficial administrativo, técnico administrativo educacional, técnico em enfermagem, técnico em laboratório, técnico em radiologia, técnico em higiene dental, técnico em processamento de dados, assistente administrativo, telefonista, técnico administrativo previdenciário, agente operacional do DAE, auxiliar de consultório dentário, mecânico, controlador interno, assistente administrativo, telefonista, agente de serviços gerais, contador e técnico administrativo previdenciário.
As provas objetivas para todos os cargos serão realizadas no dia 13 de março, no período das 8h às 12h, e a prova dissertativa para os cargos de analista de controle interno, controlador interno e contador será das 14h às 18h, no mesmo dia.
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>A guerra de Furnas

Posted on janeiro 30, 2011. Filed under: Sem-categoria |

>

As disputas por cargos nos governos podem ocorrer de maneira mais ou menos ruidosa. Algumas delas, raras, não vazam para o distinto público. Em outras, a maioria, o embate público transcorre em níveis razoáveis de decibeis. E, de vez em quando, a coisa sai do controle da turma da boquinha e se transforma numa estridente e constrangedora torrente de ataques. A guerra que se desenrola pelo comando de Furnas enquadra-se na terceira categoria. Como acabará?
Antônio Palocci já avisou aos interessados (ou seja, PMDB e PT): Furnas será do PMDB, sim. Mas não de Eduardo Cunha. O governo quer que o PMDB indique uma lista tríplice de técnicos do setor e Dilma Rousseff faz a escolha final. Mas, repita-se, que os nomes apareçam sem as impressões digitais de Cunha.
O governo, porém, não quer decidir nada oficialmente antes da eleição para a presidência da Câmara, marcada para quarta-feira. Não é que não queira. Não deve, não pode. O motivo é que ninguém sabe o tamanho do porrete de Eduardo Cunha na eleição do dia 2. Ou, mais precisamente, qual é o tamanho da “bancada do Cunha”. Na legislatura passada, Cunha tinha uns 20 deputados-carneirinhos que votavam de acordo com suas instruções. E agora? Ninguém sabe ao certo se a bancada de Cunha emagreceu ou manteve-se. Aposta-se que, pelo menos neste início de legislatura, deve ter diminuído. Mas diante da eleição de um presidente da Câmara ninguém quer pagar para ver.
Na semana passada, Cunha esteve com Michel Temer. Estava com as duas mãos cheias. Numa, trazia defesa detalhada das acusações de irregularidades em Furnas que favoreceriam pessoas ligadas a ele, conforme dossiê confeccionado pelo PT fluminense. Na outra mão, levava um dossiê contra Valter Cardeal, diretor da Eletrobras e um dos quadros preferidos de Dilma no setor elétrico. É o estilo Cunha. Na sexta-feira passada, em conversa com um interlocutor sobre uma troca de acusações entre ele e o ex-aliado Anthony Garotinho, via twitter, Cunha demarcou:
– Vai ser baixaria? Tudo bem, topo qualquer parada.
Nos bastidores do governo o que se garante é que Dilma Rousseff decidiu mudar toda a diretoria de Furnas, um consórcio petista-peemedebista. Não é só. O governo quer também “matar esse poder e arrogância do Cunha”, na expressão pouco sutil de um ministro petista.
Diz-se que Dilma Rousseff detesta as intromissões de Eduardo Cunha nas negociações de cargos. Tem horror ao deputado. Assim, estaria liberada aos petistas a tentativa de “matar esse poder e arrogância do Cunha”. O controvertido deputado, porém, sobreviveu ao mesmo sentimento que sabidamente Lula nutria por ele. Como se movimenta bem pelas aleias peemedebistas e de alguns partidos satélites, tem mantido sua força.
De qualquer forma, o que se verá a partir de quarta-feira, quando o presidente da Câmara for finalmente escolhido, será uma espécie de caçada ao Cunha. Como o ousado deputado não está acostumado a apanhar calado, muita podridão não republicana pode ser destampada a partir dessa guerra.
Fonte: Lauro Jardim/Veja

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Dívida dos agricultores

Posted on janeiro 30, 2011. Filed under: Sem-categoria |

>

Por Alfredo da Mota Menezes

Publicou a imprensa que Silval Barbosa deverá se encontrar com o ministro Guido Mantega para discutir o endividamento dos agricultores do estado. Comenta-se que, frente aos problemas econômicos desses agricultores, terras estariam sendo vendidas para grupos estrangeiros.
Parece que o pedido de renegociação tem base maior em empréstimos do BNDES para máquinas. A história ensina que atrás disso podem vir outras renegociações. É função política do governador fazer o que vai fazer em Brasília. Mas essa questão das dívidas dos agricultores brasileiros é uma novela quase eterna.
Desde 1994 foram feitas quatro negociações até chegar à maior de todas em 2009 quando o Congresso aprovou a mais ampla renegociação de dívida do setor agrícola no país. Foram renegociados 75 bilhões de reais de dívida. Algo como 2.8 milhões de agricultores foram contemplados. Renegociou-se em 2009 até dívidas já renegociadas antes. Todos teriam até dez anos para pagar.
Naquela renegociação haveria descontos de 5% a 45% sobre o saldo devedor para quem fizesse o pagamento antecipado. Os juros variariam entre 3% a 12%. Com os descontos, o governo deixava de receber nove bilhões de reais.
Acreditava-se que aquela ampla renegociação faria esse assunto sumir da agenda nacional por um bom tempo. Dois anos depois ele pode está de volta. Se a conversa atual se circunscrever somente nos maquinários tem uma pergunta na rua: como é que se aceitaram as condições draconianas dos empréstimos? Não era previsível que isso iria desembocar na atual situação?
Quando se toca na dívida dos agricultores no estado parece crime de lesa-pátria. Mas é que o setor agrícola, historicamente, sempre teve algum tipo de ajuda. Têm parlamentares que sobrevivem politicamente resolvendo pendências dessa atividade econômica.
Outros setores da economia não gozam desses benefícios. Comerciantes esgoelam que nunca tiveram chance de renegociar dívidas. Ninguém vê nada disso também para a pecuária. Alguém já ouviu pecuaristas do estado pedir a governadores que fossem a Brasília renegociar suas dívidas?
O Brasil reclama muito dos subsídios que se dá na Europa e nos EUA para a agricultura. Gente nos EUA aponta o dedo para o setor agrícola brasileiro e diz que as diferentes renegociações e perdões de parte de dívidas (já se teve vez na história de se perdoar dívida inteira) seria uma maneira indireta de se dar subsídio também.
Sabe-se que a maior parte dos empréstimos dos agricultores não é com o Banco do Brasil ou com o BNDES, é com as grandes empresas comercializadoras de grãos. Nunca se ouve falar em pedir renegociação com as cinco irmãs (Bunge, Cargil, Amaggi, Dreyfus e ADM), só com bancos públicos. Com elas o negócio é diferente.
Essa situação da agricultura nacional deve continuar. O mundo precisa de mais comida. Os agricultores ficarão ainda mais fortes em suas reivindicações que, aliás, vem desde o século 19.

Alfredo da Mota Menezes. E-mail: pox@terra.com.br; site: http://www.alfredomenezes.com

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Prefeitura de Jaciara realiza concurso com 144 vagas

Posted on janeiro 29, 2011. Filed under: Jaciara |

>

Começam nesta segunda-feira (31) e se encerram no dia 13 de fevereiro as inscrições do concurso público para o preenchimento de 144 vagas na Prefeitura e Câmara de Vereadores de Jaciara (144 Km ao sul de Cuiabá). 

Rafting em Jaciara. Rio Tenente Amaral.

 

Os cargos estão divididos entre os níveis fundamental, médio e superior e os salários variam de R$ 545 a R$ 2.915,55. O edital já foi publicado pela empresa responsável e já está disponível no endereço eletrônico: http://www.acpi.inf.br.
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Agenda cultural do Cine Teatro Cuiabá para fevereiro

Posted on janeiro 29, 2011. Filed under: Sem-categoria |

>

Dois espetáculos e uma oficina já estão confirmados para a programação de fevereiro no Cine Teatro Cuiabá. Quem abre a agenda de espetáculos da casa é a peça Sinais, da Cia Cena Onze de Teatro no dia 04 de fevereiro, sexta-feira, às 20h, e tem entrada gratuita. Logo depois, às 21h, o grupo faz o lançamento do livro Cena Onze 20 Anos, Memórias Cênicas, na sede da Secretaria de Estado de Cultura (SEC). 

Cine Teatro Cuiabá

 

Nos dias 12 e 13, a Temporada Gazeta de Teatro 2011 traz ao palco o divertidíssimo Dezimprovisa, da Cia de Humor Deznecessários. Baseado nos jogos de improviso, o espetáculo tem interação direta com o público e, segundo a Cia, tem repercutido de forma positiva com casas lotadas e grande número de acessos aos vídeos na internet. O espetáculo faz duas apresentações, uma no sábado (12), às 21h, e outra no domingo (13), às 19h. A venda de ingressos será no piso térreo do Shopping Três Américas e nos dias de espetáculo na bilheteria do CTC.

Já a partir do dia 15, quem conduz o ritmo da casa é a Oficina Samba no Pé, mais uma ação da Série Movimentos, realizada pela parceria entre a Cia Rodinei Barbosa de Dança, Cine Teatro Cuiabá e o Instituto Matogrossense de Desenvolvimento Humano (IMTDH). A oficina acontece de 15 a 19 de fevereiro, das 19h às 20h, e, segundo o professor Rodinei Barbosa, trará o samba com passos de miudinho, trança, tesoura e outros. As inscrições iniciam dia 09 de fevereiro, das 14h às 18h, no CTC. O investimento é de 100 reais o casal ou 60 reais individual.

Para os interessados, o Edital de Seleção de Propostas para a Ocupação do Espaço Cênico 2011 permanece aberto até se esgotarem as datas deste ano. Segundo a diretora artística da casa, Paula Naves, mais da metade das datas já estão fechadas ou já receberam pedidos. “Temos espetáculos já confirmados em todos os meses, algumas oficinas já agendadas e propostas para serem analisadas, mas o edital permanece aberto até que acabem as datas”, afirma. Grupos, companhias, empresas e pessoas físicas ou jurídicas de natureza cultural podem ter acesso ao Edital e Formulário 2011 no site do IMTDH (http://www.imtdh.org.br/imtdh/edital_concursos.php) e da SEC (http://www.cultura.mt.gov.br/TNX/index.php?sid=160).

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Presidente do Vasco cogita contratar técnico Dunga

Posted on janeiro 29, 2011. Filed under: Vasco |

>

O presidente do Vasco, Roberto Dinamite, espera anunciar o nome do novo treinador do clube durante o final de semana. O mandatário cruzmaltino admitiu que Dunga, ex-técnico da Seleção Brasileira, é um dos nomes cotados para a vaga de PC Gusmão.

“Vamos tentar uma solução até o domingo, quando poderemos anunciar o nome do novo treinador”, disse Dinamite. “O Dunga é um bom treinador, tanto que comandou a Seleção Brasileira. Vamos estudar já que é um nome com a tradição e a grandeza do clube”, acrescentou.

Roberto Dinamite acredita que o clube ainda está na disputa pela classificação para as semifinais da Taça Guanabara, apesar das três derrotas sofridas nos três jogos disputados até aqui.

“O Vasco é um clube grande e de tradição, que deve estar sempre buscando vitórias. Vamos tentar reverter esta situação ainda na Taça Guanabara”, afirmou o mandatário, admitindo que uma crise em ano eleitoral pode prejudicá-lo.

“Isso foi bom para a oposição? Foi, mas estou aqui para defender os interesses do Vasco, que está acima de tudo”, finalizou Dinamite. Além de Dunga, outro nome bem cotado em São Januário é o de Jorginho, ex-auxiliar do treinador na Copa da África do Sul. (Terra).

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>A Educação pede socorro

Posted on janeiro 29, 2011. Filed under: Educação |

>

Pode parecer exagero dizer que a Educação pede socorro, mas não é não. O nível educacional no Brasil está sofrendo um acentuado declínio e não sou eu quem diz isto, é a voz do resultado de avaliação. É a evasão das escolas de base e superior e, principalmente, a ociosidade de vagas destas que nos dá o grito de alerta de que estamos em processo de perigoso retrocesso em relação a nossa juventude. O país avança por força alheia a sua vontade e mais pela pressão de alienígenas que, como gafanhotos, aos poucos estão devorando a nossa economia e os espaços deixados pela falta de profissionais nativos.
Isto é de uma clareza inconteste. Estamos sendo sugados em nossas riquezas minerais e agrícolas. Agora está em curso a tomada do nosso setor de serviços. Nada contra essa invasão que seria ótima se tivéssemos um povo preparado educacionalmente e que assim pudesse crescer e se aproveitar do momentâneo crescimento e concretizá-lo como algo perene e não eventual e passageiro. Vivemos a falsa ideia de que o consumo promovido a base de “doações”, via crédito ou outro viés, é um sinal de prosperidade e um crescer material constante. É uma herança maligna que, como metástase, se espalhou pelo corpo social da Nação.
O mercado da tecnologia que hoje recebe cerca de 40% dos investimentos mundiais não pode expandir no Brasil em razão da baixa, e praticamente desqualificada, formação dos nossos estudantes e profissionais. Dos muitos segmentos da área, alguns poucos apresentam razoável desenvolvimento em nosso país. Há incipiente investimento e estímulo nesse campo da tecnologia e isso reflete na escolha dos jovens que mal chegam aos 10% de formandos para esse setor. A China, salvo engano de informação, tem no exterior cerca de 700 mil engenheiros fazendo pós-graduação.
Há um engano que é repassado quase todos os dias para o povo brasileiro. Consiste, pelos dados econômicos alardeados, que o Brasil já tem sua economia consolidada e são apresentados resultados de consumo financiado em prestações sangradas na fonte dos salários. A isso se soma vinda de investimentos especulativos dos que vem até aqui buscar o dinheiro fácil ante os juros pagos. Adiciona-se entrada de dólares pelas vendas das commodities que são representativas não pelo aumento de produção e venda, mas de preços. Inclui-se o crescimento na indústria que na verdade é recuperação da crise de 2008. Festeja-se o aumento do emprego formal que foi consistente ante o aumento da fiscalização e da necessidade do empresário registrar seus empregados para obtenção de financiamento e ainda a falsa idéia de que construindo universidades se resolve o problema da educação, da formação profissional.
O ministro da Educação é incompetente e disto não restam dúvidas. Não houve avanço na Educação que se possa considerar homogêneo, planejado, definido e com metas plausíveis e de eficaz concretização. A única grande inovação, se assim podemos dizer em razão de que o Enem vem de há muito, foi a avaliação aplicada por esse sistema como forma de acesso às universidades federais. Transformaram essa possibilidade de acesso em um emaranhado de confusões e erros que mostram realisticamente a quem está entregue a direção da Educação brasileira, ao circo da incompetência. E os estudantes no Brasil continuam entrando e saindo das universidades ao som das ferraduras. É visível que a ociosidade de vagas nas instituições superiores públicas e privadas é um clássico sinal de que, mesmo com Prouni, o caminho é muito curto na vida universitária. A carência do saber não permite acompanhar e entender os enunciados acadêmicos e a frustração impede a realização do sonho do conhecimento.
De quem é a responsabilidade desse rosário de falhas e falta de comprometimento com a educação? Todos sabemos, mas nada fazemos. Aceitamos passivamente a continuidade do incompetente a frente do Ministério que é a alma da formação de uma Nação. Onde estão os letrados do Brasil que nada manifestam? Os próprios reitores que se dizem representantes da população universitária, onde estão? E os alunos que aceitam tudo? Leitores, ajudem, a Educação pede socorro.

Raphael Curvo é jornalista, advogado pela PUC-Rio e pós-graduado pela Cândido Mendes-RJ

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>FMI reprova administração de finanças públicas do Brasil

Posted on janeiro 27, 2011. Filed under: FMI |

>

Em relatório, fundo afirma que governo está longe de atingir objetivos

Strauss-Kahn FMI
Strauss-Kahn, diretor-gerente do FMI: Brasil reagiu oportunamente a crise (Getty Images)
A política fiscal adotada pelo governo brasileiro é considerada muito ‘relaxada’ e com ‘excesso de gastos’

O Fundo Monetário Internacional divulgou nesta quinta-feira, em Washington, um relatório reprovando as contas públicas do Brasil. “Espera-se agora que o governo não alcance sua meta fiscal (superavit primário da ordem de 3% do Produto Interno Bruto, PIB) por ampla margem”, diz o documento ‘Monitor de finanças públicas’, que detalha projeções para 14 países. 
No relatório, o FMI critica a política fiscal adotada pelo governo brasileiro, considerada muito ‘relaxada’ e com ‘excesso de gastos’, que acabam pressionando a inflação. Para contornar o problema de preços elevados, o gpverno acaba adotando a política monetária – leia-se aumento de juros.
O alerta acontece na semana posterior à decisão do Banco Central (BC) de elevar a Selic, a taxa básica de juros da economia, de 10,75% para 11,25% ao ano.
Uma das consequências do juro mais alto, diz o relatório, é a forte atração de capital externo, que leva à valorização do real e, portanto, prejudica as exportações do país.
O Fundo afirma que muitos mercados emergentes devem constituir reservas fiscais maiores, sobretudo diante das entradas de capital, do risco de superaquecimento da economia e da possibilidade de contágio dos países avançados. “Devem resistir às pressões de gastos e economizar os excedentes fiscais em sua totalidade”, diz o relatório.

 

Contas negativas – O Fundo estimulou ainda s esforços empregados por países europeus para reduzir seus déficits, e reprovou a situação dos Estados Unidos, do Japão e do Brasil. Três países da Zona do Euro (Alemanha, Espanha e França) e o Reino Unido foram apontados pelo Fundo como os que registraram mais progressos em seu plano de redução do déficit.
“Os maiores países europeus vão reequilibrar seus orçamentos em 2011”, devendo ainda “melhorar sua situação fiscal em 2012”, destacou. Para estes países, o déficit deverá ser reduzido em 2011 de um a três pontos do Produto Interno Bruto, em relação ao de 2010. “O encolhimento do orçamento na Alemanha e na França, conjugado a medidas discricionárias e a uma aceleração do crescimento, contribuirá para reduzir notavelmente o déficit”, explicou.

“A redução do déficit na Espanha será o mais pronunciado entre os grandes países europeus” e o governo britânico “anunciou medidas detalhadas visando a reduzir as despesas”, acrescentou a instituição.

Na contramão, os Estados Unidos e o Japão seguem uma má tendência. “Os Estados Unidos serão o único grande país avançado a realizar uma política orçamentária procíclica [de retomada] este ano”, revelou o Fundo. Seu déficit deverá afundar em 2011. “No Japão, a redução já modesta do déficit global prevista para 2011 foi incrementada” com um aumento suplementar de gastos aprovado pelos deputados em novembro, lamentou o FMI no documento. Fonte: Veja (Com AFP)

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

« Entradas Anteriores

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...