>Mato Grosso recebe autorização do Tesouro Nacional para negociar dívida de R$ 5,2 bilhões

Posted on maio 11, 2011. Filed under: Sem-categoria |

>

O governador Silval Barbosa (PMDB) conseguiu o aval da Secretaria do Tesouro Nacional para a reestruturação da dívida pública de Mato Grosso com a União. A única exigência é para que a captação dos recursos se desse através de operações nacionais, ou seja, não envolvessem recursos estrangeiros por questões de operacionalidade. Com essa exigência imposta pela equipe econômica do governo da presidente Dilma Rousseff, um novo projeto será apresentado ao Tesouro Nacional para acelerar as negociações. “Estou muito satisfeito, principalmente porque os técnicos da equipe econômica deram um voto de confiança ao Estado de Mato Grosso e ao seu esforço desde 2003 de sempre pagar seus compromissos”, ponderou.
Secretaria do Tesouro Nacional
Silval não demonstrou preocupação com a exigência de que os recursos sejam captados no Brasil, e frisou que esta foi a primeira intenção do Estado de Mato Grosso. “Existem menos dificuldades em se negociar com instituições financeiras locais. A nossa preocupação sempre foi em conseguir prazos melhores com valores menores para que haja sobras de caixa que serão aplicadas em obras e ações de interesse da sociedade de Mato Grosso”, disse o governador.
O secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, sinalizou positivamente aos moldes propostos pelo Executivo mato-grossense, principalmente pelo fato de que a reestruturação duplicará a receita anual destinada a investimentos, sinalizando com a possibilidade de se ter uma economia oscilando entre R$ 300 milhões até R$ 700 milhões, dependendo da taxa de juros a ser negociada com os bancos.
As diretrizes serão as mesmas apresentadas ao Banco do Brasil na reunião em Londres (Inglaterra), para emissão de títulos da dívida do Estado, só que com a diferença de não poderem ser recursos captados internacionalmente.
Além de ser uma operação atrelada ao Real, que hoje em muitas circunstâncias é uma moeda muito valorizada, a meta é que os juros do futuro empréstimo sejam menores do que os praticados em 2010, quando o Estado pagou mais de R$ 800 milhões em dívida com a União, mas apenas R$ 280 milhões se abateram do montante principal da dívida, enquanto o restante foi para saldar juros e correção, ou os conhecidos serviços da dívida. No ano passado, Mato Grosso pagou 18% ao ano, somando-se à variação de IGP-DI mais 6%.
Instituições financeiras manifestaram interesse em conduzir a operação, que poderá contar com recursos de fundos dessas instituições financeiras. Mato Grosso deve R$ 5,2 bilhões à União, dos quais R$ 4 bilhões provenientes de alongamentos de contratos. Fonte: A Gazeta

Make a Comment

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...

%d blogueiros gostam disto: