Abundância

>O Natal e a Abundância

Posted on dezembro 20, 2009. Filed under: Abundância, Natal, O Natal e a Abundância |

>

Um famoso palestrante começou um seminário segurando uma nota de 100 reais. E perguntou ao público: -Quem quer esta nota de 100 reais? Mãos começaram a erguer, enquanto o orador amassava a nota. – Quem ainda quer a nota? As mãos continuaram erguidas. A seguir ele jogou a nota no chão e começou a pisá-la e a esfregá-la. Com a nota imunda e amassada, perguntou: – E agora? Quem ainda quer esta nota?Todas as mãos permaneceram erguidas. Então o pensador disse:


– Meus amigos, aprendam essa lição: Não importa o que eu faça com o dinheiro, vocês ainda irão querer esta cédula, porque ela não perde o valor. Ela sempre valerá 100 reais. Essa situação também se dá conosco. Muitas vezes em nossa vida, somos amassados e pisoteados por decisões que tomamos ou pelas circunstâncias que vêm em nossos caminhos, e, assim, ficamos nos sentindo desvalorizados, sem importância. Porém, não importa o que aconteceu ou o que acontecerá, jamais perderemos o nosso valor perante o Universo. Quer estejamos amassados ou inteiros, nada disso altera a importância, o preço de nossa vida não é pelo que fazemos ou sabemos, mas pelo que somos!


O Natal chegou e com ele a reflexão que normalmente fazemos todo fim de ano, quando somos levados instintivamente a repensar em nossos valores e como estamos vivendo. É por isso que muitos adoram o Natal e outros tantos se sentem deprimidos. Uns com auto-estima elevada, sentindo a abundância da vida e outros com ela em níveis “rasantes”, como se o mundo fosse só escassez.


Mas, nunca se teve tanta riqueza na terra. Nunca foram tão abundantes os recursos à nossa disposição. Em todo o planeta existem mil possibilidades, apesar do homem egoísta, que deseja possuir tudo que esteja ao seu alcance, acumulando sem repartir, gerando os desníveis sociais que elevam a miséria.


No entanto, apesar das circunstâncias adversas, a prosperidade e a abundância são recursos que fluem através de nós. Estão ligadas ao autovalor, ao amor por si mesmo, a capacidade de sentir bem consigo mesmo. Daí a importância das nossas escolhas para canalizá-los.


O dinheiro é apenas um instrumento, um meio. Ele não determina a nossa essência. Quando deixamos de nos comparar com os outros pelo dinheiro que possuem, quando paramos de nos medir pelo tamanho da nossa conta bancária, passamos a canalizar essa abundância para nós.


O Universo possui leis sábias que divinamente distribui conforme nossas crenças. Se desenvolvermos um sentimento de autovalor, teremos a coragem para tentar novas metas e assim expandir nossas possibilidades. O mundo exterior é um reflexo do nosso mundo interior. Se alguém, no seu íntimo, está se sentindo bem, isso se reflete na sua aparência, no seu semblante, e ele vai atrair experiências positivas para sua vida. Irá canalizar as energias positivas, passando a receber o efeito bumerangue de seus sentimentos e pensamentos. Sendo assim, a prosperidade e abundância serão apenas a consequências naturais da sua mente.


Portanto, o Natal chega e com ele as esperanças se renovam, nossos desejos tornam-se mais puros, nossos ideais miram o bom e o belo. Inspirados no aniversariante, transcendem.

Pense nisso, mas pense agora!

Autor: Saulo Gouveia Carvalho (saulo@saulogouveia.net) – Fonte: A Gazeta

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( 1 so far )

>Indicadores e Dicas: A Corrente da Abundância

Posted on dezembro 6, 2009. Filed under: Abundância, Corrente, Dicas, FGTS, indicadores, Ouro |

>

Em Alta

O Ouro rendeu em novembro

14,9%


Em baixa

Crianças acham fetos no lixão na Bahia

8 fetos


Três Dígitos

O ouro voltou a ser a alternativa mais lucrativa de investimento em novembro. Após um ano sem ocupar a liderança, a rentabilidade do metal acumulou valorização de 14,91% em novembro. Em 2009, a valorização já alcança 8,25%. Os fundos com recursos do FGTS em ações da Vale subiram 11,82% e os fundos da Petrobras tiveram um aumento de 10,38%.

Crianças baianas que catam lixo no aterro clandestino acharam oito fetos em uma caixa de papelão e em um saco plástico. A principal hipótese investigada pela polícia é de que os bebês foram descartados por alguma clínica clandestina de aborto. A falta de uma estrutura que cuide das adolescentes grávidas e lhes dê a opção de dar à luz dignamente traz estes resultados. Triste!

Se for aprovada uma nova lei proibirá games “ofensivos” aos costumes e tradições no Brasil. No Brasil vendem-se diversos games que ofendem grupos étnicos ou determinadas religiões. Um exemplo de jogo que seria proibido é o japonês RapeLay, em que o jogador é incentivado a atacar mulheres e estuprá-las. O game gerou grande controvérsia no país onde foi criado e teve sua fabricação proibida.


DICAS…

…Para melhorar seu desempenho profissional converse bastante. Ligue-se nas dicas!

…comente sempre informações importantes de cursos que fez, atividades que você desempenha bem, seus planejamentos.

…sem exageros e prepotência fale bem, mas aprenda a ouvir também.

…as pessoas falam bem de você, para isto, seja simples e agradável.

…nada de ser “retransmissor” de fofocas, espalhar boatos e passar para frente o que nem pode ser verdade.

…veja o que ocorre com quem fofoca: calúnia: 2 anos de prisão; difamação: 1 ano de prisão e injúria: 1 a 6 meses de prisão ou multa.

…fale bem e, como o efeito bumerang, receberá sempre o bem.


A Corrente da Abundância

Um senhor de idade cuidava com todo carinho e esmero de uma jabuticabeira quando um jovem aproximou-se dele e perguntou-lhe: – Essa planta leva quanto tempo para dar frutos? Pelo menos quinze anos – respondeu o velho.E o senhor espera viver tanto tempo assim? Que vantagem você leva com isso, meu velho? O idoso olhou com firmeza nos olhos do jovem e respondeu: – Nenhuma, exceto a vantagem de saber que ninguém colheria jabuticabas se todos pensassem como você…

Ninguém ganha nada com a pobreza dos outros. Ninguém vai se beneficiar com o fato de alguma pessoa não ter dinheiro para gastar. Tampouco nenhuma pessoa vai ser feliz vivendo na pobreza, passando necessidades e fome. Não vale a pena cultivar a síndrome do “Sou azarado, nunca vou ter dinheiro”.

Pobreza não é sinônimo de humildade e de simplicidade. Muita gente que apesar de viver na miséria, é rico de vaidade e de orgulho.Enquanto outros abastados financeiramente são humildes e simples. O valor está na capacidade de compartilhar, distribuir, multiplicar. É dando que se recebe e é plantando que se colhe. Ser pobre não vai levar alguém para o céu se for avarento e mesquinho.

Convido a todos criar uma corrente positiva de abundância financeira. Vamos todos ganhar, juntar e investir para dar oportunidades a mais pessoas. Parte do dinheiro que entrar vamos devolver para a economia, gastando com sabedoria. É uma corrente para frente que como uma onda no mar, nunca vai parar. O dinheiro é uma energia, é um instrumento, então imagine essa energia fluindo através de você. Inclua mais pessoas nessa corrente para ampliá-la.

Sabe aquele hot-dog que você adora o tempero. Então imagine agora o quanto ele ficará feliz quando você for lá e transferir o dinheiro do seu para o bolso dele. Sabe aquela senhora que abriu a loja de acessórios, vá lá e dê o seu cifrão para ela. Comece a fazer tudo que já faz hoje, só que agora com sentimento novo. Se antes tinha dó de transferir de seu bolso para o do outro, agora imagine que você faz parte da corrente da abundância. E Sorria!

Não vai funcionar para quem não gosta de pessoas, que é avarento e não quer a felicidade dos outros. E mais, se pensar que se todos forem ricos, não sobrará para si. Pobre ilusão!

Quando você se perceber alegrando-se e aplaudindo o sucesso de alguém, é sinal que está a caminho do seu próprio sucesso. O dinheiro não é felicidade, mas também não é o mal. Então vamos evitar criticar quem tem e começar a gerar essa energia que vai nos levar a um lugar onde os nossos desejos serão realizados. Vamos permitir assim que o bem-estar e a alegria cheguem até nós.

Um cuidado fundamental de todo mundo ter é ganhar mais do que gasta e investir parte em ativos para gerar liberdade financeira. O mais é uma questão de sentimento positivo e coragem de ir em frente.

Parado ai onde você está nada vai melhorar. Levante-se e comece agora a corrente da abundancia. Olhe além, veja o horizonte a seguir e coragem. Vá!

Certa vez, um discípulo reclamou ao mestre, que havia uma coisa na criação que não tinha nenhum sentido. – Senhor a natureza é muito bonita, muito funcional, cada coisa tem sua razão de ser, mas há algo que não serve para nada – disse ele.

– O que é? – Perguntou o mestre. – É o horizonte. Se eu caminho um passo em direção ao horizonte, ele se afasta um passo de mim. Se caminhar dez passos, ele se afasta outros dez passos. Se caminhar quilômetros em direção ao horizonte, ele se afasta os mesmos quilômetros de mim… Isso não faz sentido! O horizonte não serve para nada…

O mestre sorriu e disse-lhe: – Mas é justamente para isto que serve o horizonte: para fazê-lo caminhar. Pense nisso, mas pense agora!

Autor:Saulo Gouveia Carvalho (saulo@saulogouveia.net) Fonte: A Gazeta

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...