advogados

>Eleição na OAB, Claudio Stábile é o novo presidente da Ordem em Mato Grosso

Posted on novembro 20, 2009. Filed under: advogados, Claudio Stábile, Eleição na OAB, Scaravelli, vitória |

>

A vitória de Stábile, que conta com apoio do atual presidente Francisco Faiad, começou a ser comemorada por volta das 17h40, 40 minutos depois de encerrada a votação. Carregado nos ombros por apoiadores, ele discursou em cima de um trio elétrico defendendo a união da classe tão logo recebeu os números que lhe asseguravam a vitória antecipada. Nesse momento, Scaravelli e seus mais de 100 apoiadores já deixavam as redondezas da sede da Ordem em Cuiabá.

“Quero ser um presidente de todos os advogados. Nos ajudem a unir a classe para fazermos uma gestão positiva“, afirmou o presidente que vai tomar posse em janeiro e ficar por três anos no gestão positiva cargo tendo como vice-presidente Maurício Aude.

O atual presidente Francisco Faiad também adotou um discurso conciliador, apesar de criticar os ataques feitos por Scaravelli. “Infelizmente, a campanha seguiu um caminho ruim nesses últimos dias, quando foram feitos ataques pessoais. Mas agora temos que ter claro que o objetivo é unir a classe e deixar de lado as divergências”.

A disputa mais acirrada se deu na subseção de Sorriso, onde Scaravelli prometia uma lavada no adversário e perdeu mesmo assim, apesar de obter 92 votos e Stábile 93 votos. Em Juína, a diferença também foi de apenas um voto (21 a 20 para Stábile). Na subseção de Rondonópolis, um da principais de Mato Grosso, o presidente eleito obteve 167 votos, enquanto o adversário ficou com 104 votos. Em Várzea Grande, ficou com 78 votos, 10 a mais que Scaravelli.

Stábile e Maurício Aude têm como principais bandeiras de campanha a valorização do advogado, a aproximação junto às subseções no interior, ampliação da participação dos jovens advogados, realização de cursos de aperfeiçoamento, presença efetiva da Caixa de Assistência na vida dos advogados, fortalecimento e instrumentalização do Judiciário.

A vitória do candidato da chapa “Pela Valorização dos Advogados” representa também a continuidade do grupo que comanda a OAB desde 1998, quando Ussiel Tavares assumiu a presidência da Ordem. Ele ficou no cargo até 2003, quando foi substituído pelo sucessor Francisco Faiad, que ficou na presidência de 2004 a 2009.

Derrotado – Scaravelli afirma respeitar o resultado da eleição na OAB. Depois de confirmada a vitória de Stábile, ele também adotou um discurso conciliador. Alega que a vontade dos advogados foi expressada pelas urnas, mas nem por isso deixou de criticar Francisco Faiad. Alega que o presidente que comanda a Ordem há dois mandatos, ou seja, seis anos, foi o responsável pelo baixo nível da campanha.

Faiad nega ser o responsável pelo início da troca de acusações pessoais. Pelo contrário, se diz vítima da campanha do adversário que até pouco mais de dois meses, antes de lançar candidatura, apoiava a atual gestão, inclusive comandando a Caixa de Assistência dos Advogados.

A eleição na OAB foi marcada por críticas de uso da máquina em favor dos candidatos. Scaravelli foi acusado de usar o telefone da Caixa de Assistência dos Advogados para fazer campanha. Stábile foi criticado por ter apoio do presidente Faiad, que teria colocado até a estrutura da Ordem em favor do correligionários. Todos negam as acusações. Independente das defesa, as redondezas da sede da OAB na Capital amanheceram com faixas que foram retiradas pelo grupo de Stábile e insinuavam que ele recebia apoio de deputados numa referência à interferência política da eleição. Também foram distribuídos nos últimos dias adesivos com os dizeres: “Tchau, Faiad”, além de panfletos apócrifos.

Votação – O último dia de campanha na OAB foi marcado pela boca-de-urna dos dois candidatos, que permaneceram todo o tempo da votação ocorrida nessa quinta-feira (19) na entrada da sede da OAB em Cuiabá. Tanto Scaravelli como Stábile tentaram demonstrar otimismo.

Scaravelli votou por volta das 10h e disse que venceria a disputa, mas previa um resultado apertado. Apoiado por dezenas de correligionários, alegou que a vitória ocorreria por conta do apoio que recebeu nos últimos dias. “As pessoas estão cansadas de sectarismo político e partidarização da OAB. Chegou a hora de não só abrir, mas escancarar as portas da Ordem”.

Stábile votou por volta das 10h30 e também se disse confiante. Argumentou que o resultado das urnas confirmariam uma vitória com aproximadamente 10% de diferença, o que acabou ocorrendo. Ele negou ter sido beneficiado por uso da máquina e partidarização da OAB, assim como Faiad. O atual presidente argumenta que é filiado ao PMDB desde 1982 e, mesmo assim, na condição de presidente da OAB assinou com outras entidades o pedido de cassação do mandato do ex-presidente da Câmara de Cuiabá, Lutero Ponce (PMDB).

Fonte: A Gazeta

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...