África

>Espanha e Holanda disputarão final inédito nas história da Copa do Mundo

Posted on julho 7, 2010. Filed under: África, Copa 2010, Copa do Mundo, Espanha, Fifa, Holanda |

>

A Copa viu nesta quarta-feira algo que parecia improvável no fim da primeira rodada da fase de grupos. Depois de largar na África do Sul com uma derrota surpreendente para a Suíça, a Espanha acumulou forças durante o Mundial e comprovou sua antes decantada capacidade de favorita ao derrotar a então sensação Alemanha por 1 a 0 no estádio Moses Mabhida, em Durban. Puyol fez de cabeça e virou o herói da vitória da Fúria.

  • AFP PHOTO / GABRIEL BOUYS
    Torcedor invadiu o campo logo no início da partida e foi retirado

  • AFP PHOTO / ROBERTO SCHMIDT
    Schweinsteiger não repetiu as boas atuações desta Copa

  • Fabrice Coffrini/AFP
    Puyol subiu mais que a defesa alemã para fazer gol da vitória
  • Ângulo fechado: Aos 6min do 1º tempo, Villa é lançado na área, toca de bico e só não marca graças à saída de gol de Neuer.
    Sem direção: Em pressão no 2º tempo, Iniesta avança na área, mas chuta mal cruzado.
Com a classificação espanhola à final, a Copa conhecerá no próximo domingo um campeão inédito, que se juntará à lista de sete países que já venceram o torneio da Fifa desde sua primeira edição em 1930.
 AFP/PEDRO UGARTE

Puyol celebra gol que colocou a Espanha em sua primeira decisão de Copa
Apesar de bons instantes em Mundiais, os finalistas espanhóis e holandeses jamais abraçaram a maior glória do futebol internacional.
Pelo título, a Espanha apostará no apogeu da melhor geração de jogadores da sua história, que já levará ao duelo contra a Holanda dois feitos históricos dos últimos anos: a conquista da Eurocopa de 2008 e a classificação inédita a uma final de Mundial.
Fica assim pelo caminho a Alemanha e suas três goleadas por quatro gols na Copa. Nesta quarta, os goleadores de Joachim Low não lembraram as atuações dos massacres prévios contra Austrália, Inglaterra e Argentina.
Em campo na semifinal de Durban, a Espanha colocou a bola no chão e dominou a divisão da posse. Esteve mais no ataque, girou pelos dois lados na missão quase impossível de furar a barreira defensiva alemã.
O goleador David Villa lutou, mas era dificilmente acionado. Assim, a alternativa foi a insistência nos chutes de fora com Xabi Alonso, mas sem sucesso.
Atrás, a Espanha poucas vezes teve a meta de Iker Casillas ameaçada. Mas quando a bola chegou, a estrela do Real Madrid mostrou a segurança de que dificilmente algo iria acontecer, justamente como na vitória espanhola sobre a Alemanha na final da Euro de dois anos atrás.
A histórica classificação da Fúria para a final da Copa do Mundo veio no segundo tempo, como poucos imaginavam, pelo alto e não pelo chão como a Fúria gosta de conquistar terreno.
Em jogada digna dos espetáculos recentes do estádio catalão Camp Nou, a dupla do Barcelona Xavi e Puyol apareceu em escanteio para vencer a gigante linha de defensores da Alemanha.
Assim, a Espanha de Vicente del Bosque levará a campo contra a Holanda no próximo domingo toda um retrospecto de grandes times, ídolos e frustrações em Mundiais passados, no jogo mais importante da Fúria em Mundiais desde 1930. Fonte: Uol Esportes
Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Funcionários de hotéis onde a Seleção Brasileira hospedou na África recusam falar sobre ambiente entre os jogadores e comissão

Posted on julho 5, 2010. Filed under: África, África do Sul, Copa do Mundo, FUTEBOL, jogador de futebol, seleção brasileira |

>

Copa do Mundo – A seleção brasileira foi embora da África do Sul no último sábado, mas deixou resquícios de seu comportamento no país da Copa do Mundo. Funcionários que tiveram contato mais próximo com os jogadores são proibidos de falar sobre o assunto. Em dois dos três hotéis usados pela delegação, conversar sobre a seleção significa risco de advertência ou punição mais grave. Apenas hóspedes contaram um pouco do “day after” do time de Dunga.
Em Port Elizabeth, palco da eliminação brasileira diante da Holanda, nas quartas de final, os funcionários não escondem o medo em dar alguma declaração ou fazer o mais simples comentário. No domingo, um dia depois de a seleção partir rumo ao Brasil, o silêncio foi total.
“O gerente não está aqui e nós não falamos sobre isso”, respondeu uma recepcionista. Quando questionada o motivo de tal postura, ela informou: “não podemos falar disso, estamos proibidos.”
Os funcionários do pequeno bar do hotel também se mostraram assustados. Perguntado se o Brasil esteve hospedado lá, um atendente respondeu: “sim”. E você viu os jogadores? “Não posso falar”, emendou ele, baixando o tom de voz e indo para outro canto do balcão.
Em Johanesburgo, onde a seleção passou grande parte do tempo concentrada e isolada, a restrição foi ainda maior. Ter contato com os funcionários foi praticamente impossível. Aqueles que mais se aproximaram dos jogadores também não abriram a boca. “Estamos proibidos de falar. Eu, ela e todo mundo”, afirmou um segurança apontando para a colega que tomava conta da entrada do lugar.
Mas se em Johanesburgo a seleção se despediu feliz e animada depois de bater o Chile por 3 a 0 nas oitavas de final, em Port Elizabeth o clima foi pesado depois do duelo com os holandeses, que venceram por 2 a 1.
A brasileira Dina Applegreen Oliveira estava no mesmo hotel da seleção na manhã de sábado. Viu de perto as reações de alguns jogadores horas depois da eliminação diante da Holanda. “O clima era de muita tristeza. O Julio Cesar estava com cara de enterro, parecia que tinha ido num velório. Seus olhos estavam inchados e vermelhos”, contou Dina.
 Dunga manteve o clima de discrição na África, o que seguiu mesmo após a eliminação brasileira
Embora tivessem o dia livre até embarcar no final da tarde, os jogadores preferiram não deixar o hotel. A maioria sequer tomou café da manhã. Juan e Luisão foram os que ficaram mais tempo no lobby do hotel durante o sábado. “Eles estavam bem abatidos e ficaram no barzinho do hotel, mas sem beber nada com álcool”, disse a torcedora.
Kaká esteve entre aqueles que não saíram do quarto. E foi um dos poucos que Dina não conseguiu ter um contato mais próximo. Nada de fotos ou autógrafo. “Quando ele finalmente apareceu no lobby algumas pessoas já estavam em volta dele e ficou difícil.” Fonte: UOL Esportes
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Vítimas da chuva no Rio recebem cestas básicas e colchões

Posted on janeiro 3, 2010. Filed under: Angra dos Reis, África, economia, erupção, Ilha Grande, Japão, Premiê, Rio de Janeiro, Vulcão |

>

<!– function paginaSlideShow219743(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O Ministério da Integração Nacional colocou à disposição do governo do Rio de Janeiro 15 mil cestas básicas e 20 mil colchões para atender as vítimas das fortes chuvas no estado. A tragédia já contabiliza mais de 55 mostos e cerca de 2 mil desalojados e 857 desabrigados.O ministro da pasta, Geddel Vieira Lima, suspendeu as férias em Salvador (BA) e retorna ao trabalho para acompanhar a tragédia no estado. A previsão da Defesa Civil é que o número de mortos dobre na região de Angra dos Reis, já que ainda há muitos desaparecidos. As informações são da Agência Brasil.

Vulcão entra em erupção na África

AFP
Foto

VULCÃO NYAMULAGIRA APÓS ENTRAR EM ERUPÇÃO

<!– function paginaSlideShow219742(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Um vulcão, na República Democrática do Congo, África, entrou neste sábado (2) em erupção. A fumaça cobriu o céu de toda a região. O Nyamulagira fica no parque nacional Virunga, a 22 Km da cidade de Goma, capital da província de Kivu Norte. Segundo a imprensa local, até momento, não há relatos de destruição ou vítimas.

Sponholz

Sponholz

Venda de carne pode voltar a subir

<!– function paginaSlideShow219739(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Apesar das exportações de carnes estarem se recuperando em ritmo mais lento do que o esperado, especialistas do setor estão otimistas para 2010. Segundo reportagem a Agência Estado, para representantes da indústria, associações e analistas, é possível que as exportações retornem a níveis pré-crise neste ano, pelo menos em volume. O dólar baixo, que em alguns momentos de 2009 chegou a ameaçar a excelência brasileira no segmento de aves, não deve ser suficiente para afetar a competitividade do país a ponto de retirá-lo da primeira posição como maior fornecedor mundial de carne de frango e de carne bovina. Hoje, o Brasil responde por 41% do comércio mundial de carne de frango, ante 37% dos EUA.

Premiê do Japão promete melhorar
economia em 2010

<!– function paginaSlideShow219737(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O primeiro-ministro do Japão, Yukio Hatoyama, se comprometeu a combater a deflação e a reconstruir a segunda maior economia mundial em 2010. Em agosto, os eleitores japoneses deram a Hatoyama uma esmagadora vitória eleitoral a favor das mudanças, acabando com mais de 55 anos de governo do Partido Liberal-democrático (PLD), mas agora começam a se impacientar com a demora do governo em implementar as reformas. No entanto, Hatoyama, que admitiu um crescente descontentamento no Japão, pediu ao país que apoie o seu governo. A economia do Japão emergiu da recessão no começo do ano passado, mas seu futuro permanece bastante incerto pela queda dos salários e dos preços.

20 corpos são encontrados em Angra

<!– function paginaSlideShow219736(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Chega a 20 o número de mortos do soterramento ocorrido na Praia do Bananal, na Ilha Grande, em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro. Os trabalhos de resgate continuam neste sábado (2) no entorno da pousada Sankay, em busca ainda de pelo menos cinco desaparecidos. Desde quarta (30), as chuvas no estado do Rio provocaram a morte de 53 pessoas, 31 delas em Angra. O governador Sérgio Cabral sobrevoou toda a região de Ilha Grande e Angra dos Reis na manhã deste sábado (2). Após reunião com o prefeito de Angra, Tuca Jordão, ele segue para a Praia de Bananal, onde acompanhará o trabalho de resgate das vítimas.

Fonte: ClaudioHumberto

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...