Antero de Barros

>Ao lado de Serra no palco, tucanos lembra Dante de Oliveira; Thelma chora

Posted on maio 30, 2010. Filed under: Antero de Barros, Dante de Oliveira Thelma de Oliveira, Serra, Wilson Santos |

>

 Simone Alves

 
   

No encontro deste sábado, José Serra recebe das mãos de Maria Emília uma 
camiseta com a fotografia de Dante

O encontro do PSDB neste sábado, no Hotel Fazenda Mato Grosso, foi regado a discursos acalorados e lisonjeios ao ex-governador de São Paulo e pré-candidato José Serra. Logo após chegar no evento, com uma hora e meia de atraso, Serra foi presenteado com uma camiseta com a imagem de Dante de Oliveira (já falecido), entregue pela mãe do ex-governador mato-grossense Maria Emília de Oliveira. Foi saudando o nome de Dante que os discursos começaram. A ex-mulher de Dante, deputada federal Thelma de Oliveira, chorou e tomou um copo d´água para se acalmar. Dona Maria se manteve firme. Esteve presente no encontro que durou quase três horas e contou com a presença de pelo mil pessoas. Não só tucanos estavam presentes. Lideranças e militantes do DEM, PTB, de um parte do PPS e outros partidos nanicos, como PV, PRTB e PSDC reforçaram o ato.

Serra beija Maria, mãe do ex-governador Dante

O PPS conduzido pelo vereador Ivan Evangelista “roubou a cena”. Ivan anunciou que será candidato a deputado estadual e foi o primeiro a discursar. “Tenho certeza de que quando terminar as convenções, o PPS vai estar com o PSDB”, disse. No fundo do salão, um grupo de socialistas fazia barulho. O prefeito cuiabano Chico Galindo (PTB) enfatizou “feitos” de sua gestão que está menos de dois meses. Afirmou que Cuiabá “se prepara para outros tempos”. “É tempo de obras em Cuiabá e estamos preparando a Capital para o futuro”. O discurso de Galindo foi rápído. Ele evitou falar sobre assuntos um tanto polêmicos, como as obras empacadas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).
    
O senador Jayme Campos, cacique do DEM, foi aplaudido por tucanos e petebistas ao levantar, mais uma vez, a bandeira de que os governos federal e estadual têm feito o que chama de “estelionato eleitoral” com lançamento de projetos e obras sem dizer quando elas irão começar de fato. Citou como exemplo a proposta da ferrovia Centro-Oeste. “Ora, lançar obras de uma ferrovia (Centro-Oeste), sendo que a Ferronorte nem mesmo foi concluída é uma mentira deslavada. O povo não pode acreditar nesse estelionato”, disparou Jayme que, no passado, foi adversário histórico de Wilson e hoje se transformou em cabo eleitoral do tucano na corrida à sucessão estadual.
    
O democrata criticou o governo estadual, com objetivo de atingir Silval Barbosa (PMDB), que busca a reeleição, e também o Departamento Nacional de Infra-Estrutura (Dnit) de Transportes, sob Luiz Pagot (PR), seu ex-primeiro-suplente de senador. Enquanto isso, Pagot e o ex-governador Blairo Maggi estão promovendo um miniestradeira pela BR-163, a Cuiabá-Santarém (PA). Segundo Jayme, a rodovia possui 900 km e só conta com 220 km de asfalto. “Os 200 km foram feitos no governo tucano de Fernando Henrique Cardoso (1996/2002). E, depois disso, só foram construídos 25 km de asfalto”, comparou. Jayme acrescentou também que com os “quase R$ 50 milhões desviados na compra de maquinários pelo governo Maggi poderiam ter sido construído hospitais”.
Deputada Thelma chora ao lembrar Dante    Assim como Jayme, o ex-senador Antero Paes de Barros, que entrou na briga por vaga no Congresso Nacional, pediu empenho da militância ao projeto político do grupo. Lembrou de Dante e se mostrou emocionado. Já com o discurso de pré-candidato, pediu apoio para estar no Senado e lutar pela Educação. Também saiu em defesa dos usineiros de cana-de-açucar e etanol. “Sou apóstolo e defensor do meio ambiente, mas não posso aceitar que Mato Grosso fique impedido de ampliar sua produção”, declarou.
   
Já chamando Serra de presidente, Wilson Santos disse que o pré-candidato a presidente da República tem a missão de alavancar e investir em setores essenciais, como saúde, educação e segurança do Estado. Assim como os demais líderes, o tucano citou a necessidade de investimentos em ferrovias e hidrovias. “Desde que Dante deixou o governo e FHC também, a Ferronorte não andou. Poderia ter sido terminada”. No fim, entregou uma carta com 14 itens que, segundo ele, vão acelerar o ritmo de crescimento do Estado.
  
Wilson fez todos os militantes se levantar para aplaudir Serra. “Se Deus permitir e Deus comprender, quero que seja parceiro de Mato Grosso”, finalizou, para passar o microfone a Serra. Bem humorado, o presidenciável já havia recebido informações sobre Mato Grosso e usou os mesmos pontos debatidos tanto por Jayme, quanto por Antero e Wilson para relacioná-los como projetos que farão parte do seu plano de governo e que os implantou em São Paulo enquanto governador.
  
  Entre outras lideranças que estiveram presentes estavam diversos pré-candidatos proporcionais, como os ex-deputados estaduais Carlos Avalone e Carlos Carlão do Nascimento, os ex-secretários da gestão Wilson, Ussiel Tavares (Procuradoria-Geral do Município), Oscar Soares (Trânsito e Transporte Urbano), os ex-governadores Rogério Salles, Frederico Campos e Júlio Campos e os senadores Gilberto Goellner e Jorge Yanai.


Ao lado do pré-candidato a governador Wilson Santos, 
o presidenciável José Serra saúda os participantes do ato
Fotos: Josinei Moreira
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Wilson Santos será anunciado candidato de Zé Serra e da oposição em MT

Posted on março 12, 2010. Filed under: Antero de Barros, candidatura, DEM, Dilceu Dal, eleições 2010, Jayme Campos, PSDB, PTB, PV, Wilson Santos |

>

Dilceu Dal’Bosco, deputado do DEM


O nome mais provável para ser o candidato a vicel, com bom trânsito político, cujo perfil de votos agrada a aliança – que precisa de alguém com votos no interior, sobretudo na região Norte do Estado. Outro nome que chegou a ser cotado foi o do deputado José Domingos Fraga Filho, ex-prefeito de Sorriso.


Eleições 2010 – Uma pequena margem percentual de diferença para Jayme Campos, senador pelos Democratas, fará do prefeito de Cuiabá, Wilson Santos, candidato a governador da aliança DEM-PSDB – e que já conta com o respaldo e apoio do PTB. Os números foram conhecidos nesta sexta-feira no final da manhã, numa reunião entre o senador democrata e o prefeito tucano no escritório do ex-senador Antero de Barros, atual marqueteiro político de Santos e dono da Antecipar, instituto de pesquisa. O anuncio oficial será às 16 horas, no plenarinho da Assembléia Legislativa.

Pela manhã, o senador Jayme Campos chegou a dizer, em entrevista a uma emissora de rádio da cidade, que um ponto de diferença, pelo acordo firmado com o PSDB, seria o suficiente para estabelecer quem seria o candidato da aliança. Segundo fontes com acesso ao prefeito de Cuiabá e ao senador Campos garantiram que a margem foi, de fato, pequena entre os dois.

A rigor, nem Jayme e nem Wilson Santos vão divulgar os números aferidos pelos institutos Ibope e Vox Populi. A pesquisa é de consumo interno dos dois partidos e foi encomendada para um fim específico. Ela sequer foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Também pela manhã, em outra emissora de rádio, Wilson Santos dava a entender que, de fato, a diferença entre ele e Jayme Campos seria pequena. O prefeito de Cuiabá também falou em balizamento com Silval Barbosa, vice-governador próximo de assumir o Executivo e candidato ao Governo da aliança PMDB-PR-PT, e ainda de Mauro Mendes, empresário que busca viabilizar sua candidatura num leque de pequenos partidos.

 Wilson Santos e Jayme Campos


A possibilidade de ter melhor desempenho numa avaliação contra Jayme Campos, em verdade, já era esperada pelo prefeito de Cuiabá. Tanto que ele descartou qualquer hipótese de disputar em outubro qualquer outo cargo que não fosse governador. Além disso,o prefeito organizou uma agenda de eventos e inauguração para ocorrer antes do prazo final de desincompatibilização do cargo. Entre as quais, a Avenida das Torres e a ETA do Tijucal, considerados dois marcos de sua administração.

 Wilson vai encarar uma campanha pesada.


Com a definição, o DEM deverá indicar o candidato a vice na chapa. O nome mais provável é de Dilceu Dal’Bosco, deputado estadual com bom trânsito político, cujo perfil de votos agrada a aliança – que precisa de alguém com votos no interior, sobretudo na região Norte do Estado. Outro nome que chegou a ser cotado foi o do deputado José Domingos Fraga Filho, ex-prefeito de Sorriso.

A questão da vice para o DEM, no entanto, não é ponto pacífico. Jayme Campos admitiu nesta sexta-feira que poderá até disponibilizar a indicação para outro partido. “Não podemos fechar nada agora” – disse. Existe o interesse de tentar atrair o Partido Progressista dos deputados José Riva e Pedro Henry para coligação. Além disso, o PPS também está com valorização elevada, especialmente porque o apoio da sigla ajuda a “esvaziar” o pretenso candidato Mauro Mendes. Outro partido que interessa a aliança é o PV.

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>O Marqueteiro Antero de Barros afirma que Mauro Mendes "jogou a toalha"

Posted on março 9, 2010. Filed under: Antero de Barros, Maqueteiro, Mauro Mendes |

>

  • MidiaNews

    Ex-senador Antero de Barros (PSDB) acha que Mauro Mendes está fora da disputa



    O ex-senador Antero Paes de Barros (PSDB), marqueteiro político e estrategista da aliança PSDB-DEM, acredita que o empresário e pré-candidato ao governo do Estado, Mauro Mendes (PSB), já “jogou a toalha” e não disputará o pleito de outubro. “Pelo que tenho visto, caiu a ficha do Mauro. Ele não é candidato a nada”, previu.

     

    Na avaliação de Antero, o projeto de Mendes “afundou” devido a questões partidárias e suas consequências, como o pouco tempo no programa eleitoral gratuito de rádio e televisão, e incertezas junto aos aliados. “Foi uma questão partidária. Além de não ter tempo de TV e rádio, existem muitas incertezas naquela aliança e o Mauro não tem a confiança necessária para disputar”, avaliou.

     

    No projeto encabeçado por Mauro Mendes, foi anunciada a coligação “Mato Grosso Muito Mais”. Ela foi formada por nove legendas: PSB, PPS, PDT, PV, PC do B, PRTB, PRB, PMN e PSC. Entretanto, Antero afirma que alguns desses partidos já estariam em outros grupos políticos, sem citar nomes. “Eles falam que têm nove partidos, mas muitos deixaram esse grupo”, revelou.

     

    Antero analisou que o fato de Mendes deixar de participar da chamada “Caravana 40”, conforme revelado pelo MidiaNews, é sintomático. “Ele não será candidato dele mesmo. Mauro tem um bom nome, mas ficou em uma situação ruim, por falta de grupo”, declarou.

     

    Nas previsões de Antero, outro Mauro entrará na disputa, referindo-se ao Mauro César Lara de Barros, o procurador Mauro (PSOL). Na última eleição para escolha do prefeito de Cuiabá, em 2008, o procurador ficou em último colocado, obtendo 10.833 votos.

     

    Em 2006, o procurador candidatou ao Governo, ficando em quarto colocado com 31.336 votos. Nessa eleição, o próprio Antero estava na disputa, onde perdeu para o governador Blairo Maggi (PR), que disputou a reeleição. “O procurador é de um partido sério e certamente será candidato”, disse.

     

    Ele ainda acredita nas candidaturas do PSDB/DEM, indefinida entra o prefeito Wilson Santos (PSDB) e Jaime Campos (DEM), e do vice-governador Silval Barbosa (PMDB), fechando a disputa com três nomes colocados. Neste caso, desconsiderando o projeto Mauro Mendes, que cogitou-se aliar a chapa de Silval, como candidato a vice.

     

    Outro lado
    A reportagem tentou contato com Mauro Mendes por duas vezes, mas seu celular, segundo operadora, encontrava-se desligado. Fonte: MidiaNews

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Antero de Barros e Roberto França na TV: vai começar a guerra pela audiência na Grande Cuiabá

Posted on agosto 19, 2009. Filed under: Antero de Barros, audiência, audiência em Cuiabá, Grande Cuiabá, Roberto França, TV Cuiabá, TV Rondon |

>

.fullpost{display:inline;}


A guerra na TV matogrossense e seus bastidores parece que não é coisa só da Globo e Record nacional. Tal como lá, cá também tememos a disputa pela audiência no horário nobre, sobretudo o horário das novelas e noticiários, onde se veiculam as mais caras publicidades.

Os matogrossenses estão prestes a presenciar uma mesma guerra, só que em nível regional. Trata-se da entrada, em horário nobre, com uma grade voltada para programação local, do ex-senador, ex-deputado federal e ex-vereador Antero Paes de Barros. Antero que em épocas anteriores já apresentou programa de TV regional, volta a telinha e vai competir em disputa de horário, diretamente com outro craque da comunicação, Roberto França.

O atual deputado França, após derrota à titularidade por uma vaga na Assembléia Legislativa, decidiu voltar a comunicar com o seu eleitor e o povo através do programa “Resumo do Dia” no canal 5, TV Rondon, retransmissora do SBT, em 2007. Receita política, que por enquanto dá certo para certos políticos, desde que tenham talento e carisma. O que tem de fartura e abundância Roberto França e também Antero de Barros.

Barros, a exemplo de França, tem como escola e profissão, o rádio e a comunicação aberta e de massa. Ambos a abandonaram quando chegaram a cargos eletivos, e pela via normal tentam agora o retorno.

Segundo observadores, críticos e comunicólogos, com o retorno e chegada de Antero a TV, o debate político sobre diversos assuntos que demandam no Estado, e envolvendo os dois apresentadores, tende a aumentar, haja visto as posições políticas e adversas entre Antero e França. Um, opositor ao atual governo, outro de tapas e beijos com o governo Maggi. Mas com isso a cuiabania e o povo mato-grossense ganha mais espaço nos veículos de comunicação, seus valores e a própria participação da comunidade no cenário político, como sempre foi de direito de fato a participação da cuiabania.

Outro aspecto está no fato de que também trás um certo ar de mais profissionalismo nas TV´s, dado as apresentações atuais dos programas regionais. Ao que se sabe, um termo de contrato foi assinado entre o ex-senador, que é jornalista e radialista, com a TV Cuiabá de propriedade do também deputado Maksês Leite, com validade por três anos. O início de produção do informativo que vai ao ar no mesmo horário que o programa de frança, será no dia 21 de setembro, ás 21 horas, com uma hora de duração.

A revista eletrônica diária vai retransmitirá política, economia , cultura e assuntos ligados a cidade. Não se sabe se o contrato foi com o site de noticias PNB – Preto no Branco, ou foi com a pessoa física de Antero. Valor da recisão de contrato, segundo fontes, caso Antero de Barros não cumpra o acordado: a bagatela de 500 mil reais.

Fonte: www.megadebate.com.br

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...