árabes

>Cinco assuntos

Posted on outubro 17, 2010. Filed under: aposentadoria, assuntos, árabes, Dilma Rousseff, petróleo, pré-sal, Venezuela |

>Por Alfredo da Mota Menezes*
1 – Dilma Rousseff tem dito que o dinheiro do pré-sal será investido em obras e ações no Brasil. Há um perigo nisso, conhecido como “doença holandesa”.

A Holanda descobriu muito petróleo, sua moeda se fortaleceu e o país passou a comprar mais produtos industrializados fora do que produzi-los. Desindustrializou-se. Espanha e Portugal, com o ouro e a prata da América Latina, também. A mesma coisa se pode dizer hoje dos países árabes e da Venezuela.

A Noruega agiu diferente, deixou o dinheiro aplicado no exterior e é para a aposentadoria dos noruegueses. Não sofreu a tal doença.

No caso do Brasil, essa excessiva internalização do dinheiro está sendo levado em conta pela candidata do PT? Ou é somente conversa para ganhar votos?

2 – Serra bateu Lula em 2002 em MT. Alckmin ganhou no primeiro e segundo turno do Lula em 2006. Agora o Serra bateu a Dilma. Será que região de agropecuária é mais conservadora? Será que é receio de MST e invasão de terra? Ações da Policia Federal contra madeireiros ajudaram nessa desconfiança? Será pela falta de transporte? Só tenho dúvidas.

3 – Já tem publicação colocando o Maggi como nome forte da agropecuária brasileira. Pode ser um perigo para ele como senador. Se pender muito para esse lado pode ser carimbado como monotemático.

Tasso Jereissati, empresário como o Maggi, fugiu desse figurino e era ouvido nos assuntos nacionais. Talvez seja o caminho mais adequado para o Maggi. Tendo força no panorama nacional, teria até mais força para ajudar nos assuntos da agropecuária. Se ficar só nessa vai passar a maior parte do tempo resolvendo pendências do setor, como fazia Jonas Pinheiro.

4 – José do Pátio será convidado a deixar o PMDB. Se emburrar, vão expulsá-lo. Será por que ele apoiou o Wilson Santos ou podem ser levantados outros motivos? Na eleição de 2012 para a prefeitura de Rondonópolis, em que pode ser candidato à reeleição, o governador o apoiaria ou prefere apoiar outro nome da base que o elegeu? O melhor seria rifar o Zé agora.

O Zé do Pátio não está bem na administração municipal. O PMDB e o Silval poderiam ajudá-lo a sair dessa situação. É preferível que ele se desgaste mais ainda e já fora do PMDB. Chegaria fraco na eleição de 2012.

Ninguém falou em expulsar o Zé do Pátio antes ou no meio da eleição. Talvez pelo apoio dele ao Bezerra e à esposa. Agora será descartado.

5 – Levei um espanto quando o reitor da Unemat, Adriano Silva, disse-me numa rádio que não existe nenhum impedimento legal para que essa universidade venha para Cuiabá ou Várzea Grande. Deputados disseram que não se podia enquanto não se modificasse uma tal lei. Ela não existe. Para se ter a Unemat aqui, com seis cursos iniciais, seriam necessários somente 18 milhões de reais por ano. É incompreensível não trazê-la.

*Alfredo da Mota Menezes . E-mail: pox@terra.com.br; site: http://www.alfredomenezes.com

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...