bastidores

>Prefeito de Primavera do Leste deseja Pagot candidato a governador

Posted on novembro 9, 2009. Filed under: bastidores, Blairo Maggi, Dnit, Prefeito de Primavera do Leste, Primavera do Leste |

>

O prefeito de segundo mandato de Primavera do Leste Getúlio Viana (PR) acredita numa reviravolta nas “costuras” políticas com vistas ao pleito majoritário de 2010. Chega a dizer que o PR, hoje sem um nome lançado à sucessão estadual, vai acabar entrando no páreo. Segundo ele, o novo governador de Mato Grosso deve conhecer bem o Estado e ter ligações com o agronegócio. “O próximo governador tem que ter um bom conhecimento sobre a nossa economia. O que e como produzimos”, afirma o republicano, um dos agricultores do Leste mato-grossense. Para Viana, o empresário Mauro Mendes, que trocou o PR pelo PSB, apresentava esse perfil. O cuiroso é que, para Viana, o candidato derrotado à Prefeitura de Cuiabá em 2008 não preenche mais esse espaço da representatividade do agronegócio, pelo visto porque saiu da legenda republicana. “Eu acreditava que Mauro podia ser esse cara, mas quem sabe o (Luiz) Pagot mude de ideia e se candidate. Ele tem até abril para pensar”, enfatizou o prefeito. Ex-secretário de Infraestrutura, Casa Civil e Educação do governo Maggi, Pagot é hoje diretor-geral do Dnit em Brasília. Chegou a lançar pré-candidatura a governador, mas no ano passado “jogou a toalha”.

Disse também que, por enquanto, está apenas assistindo, nos bastidores, as articulações políticas. Apesar de sonhar com um republicano como cabeça-de-chapa, Getúlio Viana defende a pré-candidatura à sucessão do governador Blairo Maggi do atual vice Silval Barbosa (PMDB). “Eu acho que é um bom nome. Ele conhece boa parte do Estado”, pondera.

Sobre o nome de Maggi para o Senado, Getúlio Viana se mostra um tanto cético. “Ele (Maggi) era candidato, depois desistiu. Agora diz que é novamente. A decisão que ele tomar será bem tomada. Se for eleito senador, fará um bom mandato. Por outro lado, se quiser tomar conta da Copa do Mundo também o fará muito bem ”, comenta o republicano, que rasgou elogios ao governador do seu partido. “Ele (Maggi) cumpriu muito bem o seu mandato”. Perguntado sobre os seus projetos políticos, Viana disse que vai continuar prefeito até o término deste segundo mandato.

Sobre a Crise nos municípios

Getúlio Viana disse que Primavera do Leste, assim como os demais municípios, sofre com a queda na arrecadação de ICMS e FPM. Contrariando recentes declarações do presidente eleito do TCE, Valter Albano, que elencou a falta de planejamento como a principal causa da crise nos municípios, o prefeito primaverense reage, ao assegurar que “a crise chega de uma hora para outra e não dá tempo para se fazer planejamento antes”.

Segundo ele, estavam previstos arrecadação de R$ 75 milhões para este ano, mas a tendência é não chegar a R$ 73 milhões. “Nós tivemos que segurar, deixar de investir, de construir creches e de melhorar a cidade por causa da queda de receitas”, argumenta. Por outro lado, Viana não demitiu servidor. Hoje, conduz uma administração que conta com 1,6 mil servidores que consomem uma folha mensal de R$ 3 milhões, o que representa 47% da receita corrente líquida. Está muito abaixo do teto máximo ficado pela lei fiscal, que é de 54%. (Patrícia Sanches)


Fonte: RDNews

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...