Cáceres

>Hospital Regional de Cáceres: MP aciona Silval, pede bloqueio de verba e sugere intervenção federal no Estado

Posted on dezembro 17, 2010. Filed under: Cáceres |

>

MP aciona Silval, pede bloqueio de verba e sugere intervenção federal no Estado
De acordo com o documento, caso Silval e Amaral não resolvam o problema no hospital de Cáceres, eles podem responder por crime de desobediência
O Ministério Público solicitou a Justiça que nofitique o governador Silval Barbosa (PMDB) e o secretário estadual de Saúde Augusto Amaral para que efetivem, no prazo máximo de 10 dias, as determinações de uma liminar que previa uma série de ações necessárias para resolver os problemas estruturais do Hospital Regional de Cáceres. Caso as providências não sejam tomadas, o MP sugere a intervenção do governo federal no Estado.  

A ação é de autoria dos promotores de Justiça André Luís de Almeida e Rogério Bravin de Souza, que pedem ainda que a verba destinada ao Estado para a solução dos problemas estruturais, de segurança e de acessibilidade no local seja bloqueada.

De acordo com o documento, caso  Silval e Amaral  não resolvam o problema, podem responder por crime de desobediência. “Os gestores fazem letra morta a determinação da Justiça e a situação torna-se cada vez mais calamitosa”, diz trecho da ação.
 
Segundo os promotores, a liminar foi proferida em 2 de julho deste ano e até o momento nenhuma ação referente ao caso foi adotada. “É total o descaso dos gestores em relação ao hospital regional e, principalmente, à vida de centenas de pessoas que necessitam dos serviços precariamente prestados nessa unidade hospitalar”, ressaltaram.
 
Entre as determinações da ordem judicia, constam também a regularização de todos os procedimentos cirúrgicos pendentes, o levantamento do número de profissionais de saúde necessários para atender a demanda para, dessa forma, programar a realização de um concurso público e o controle efetivo da carga horária dos médicos e enfermeiros. Fonte: RDNews

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Cumbaru ganha mercado

Posted on novembro 2, 2010. Filed under: Cáceres, cerrado, Cooperativa, cumbaru, Dipteryx alata, extrativismo, leguminosae, Mato Grosso, Mercado, natureza, nutrientes, Poconé, vitaminas |

>

Natureza e mercado – O Cerrado possui milhares de plantas medicinais e uma outra quantidade expressiva de frutos que servem para alimentação humana e são ricos em vitaminas e nutrientes. Em Mato Grosso, desde o final dos anos 90, entidades e organizações não-governamentais atuam em comunidades que utilizam o extrativismo repassando conhecimento a respeito do uso sustentável de espécies nativas e com alto valor nutricional, como o cumbaru, mangava, pequi, jatobá. No entanto, as espécies nativas nem sempre são bem utilizadas pela população, principalmente em uma região em que a migração de famílias é muito intensa, como em Mato Grosso.
Castanhas de cumbaru são comercializadas torradas
Em Poconé, a Cooperativa Mista dos Produtores Rurais de Poconé (Comprup), há dois anos estimula seus associados a se dedicarem à produção e beneficiamento do cumbaru. Cento e dez famílias de pequenos agricultores garantem renda extra com a atividade. A futura pedagoga Cíntia Masuí, que mora na comunidade São José, conta que no assentamento o projeto começou com 3 mulheres e atualmente 12 pessoas participam da produção de doces, farinhas, licores, sucos e geléias feitos com a fruta.
“Nós usávamos mais para reflorestamento e como madeira para cercas. Hoje, produzimos 350 quilos por mês que são transformados em farinha e outros produtos, diz o presidente da Comprup, Jorge Getúlio da Silva. “Os associados estão divididos em dois grupos, a maior parte só recolhe os frutos nas fazendas da região e o restante quebra e retira a castanha”, explica.
A indústria, instalada na sede da cooperativa, vende uma média semanal de 100 quilos de castanha de cumbaru.
Árvore de cumbaru carregada de frutos
O mesmo tem acontecido na região de Cáceres onde, há quase dez anos, a Federação de Órgãos Para Assistência Social e Educacional (Fase-MT) incentiva os produtores a associar os produtos do Cerrado com a produção agrícola convencional. Por enquanto, os produtos são comercializados pelos grupos em feiras e eventos, além de serem consumidos na própria comunidade que valoriza cada vez mais o que o Cerrado produz.
O cumbaru (Dipteryx alata) é da família leguminosae e é a terceira maior família dentre as Angiospermas que conta com 727 gêneros e aproximadamente 19.325 espécies. A importância econômica dos representantes desta família é indiscutível, pois muitos gêneros e espécies são utilizados na alimentação humana, na recuperação de solos empobrecidos, na arborização urbana, bem como nas indústrias madeireira e química. O gênero Dipteryx apresenta 12 espécies distribuídas nas Américas do Sul e Central.
Uma tonelada de sementes não beneficiadas de cumbaru pode alcançar aproximadamente R$ 386 mil, sendo muito valorizada no mercado consumidor externo. O cumbaru floresce de novembro a fevereiro e frutifica de janeiro a março, excepcionalmente até julho no Cerrado do Centro-Oeste.
Fonte: Natureza
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Bicicleta é o transporte ecologicamente mais sustentável do planeta

Posted on outubro 26, 2010. Filed under: Avenida das Torres, Bicicleta, Cáceres, ciclovias, CUIABÁ, ecologicamente, Mato Grosso, Mobilidade Urbana, ONU, planeta, sustentável, transporte |

>

Mobilidade urbana – a Organização das Nações Unidas (ONU) elegeu a bicicleta como o transporte ecologicamente mais sustentável do planeta. Embora o veículo tenha especial atenção nos países do Primeiro Mundo, na maioria das grandes cidades brasileiras as obras de infraestrutura simplesmente ignoram os ciclistas. Em Mato Grosso, a bicicleta é transporte para muita gente em cidades do interior, como Sinop e Cáceres, mas em Cuiabá existem duas ciclovias que nem mesmo a população as reconhece no espaço urbano. Estão localizadas na avenida das Torres e na rodovia do Moinho, apenas no trecho do bairro Pedregal. Usuários e amantes do esporte afirmam que a sociedade local menospreza o transporte por acreditar que é apenas de uso da população carente, como ocorre com o transporte coletivo.

Bicicleta um dos meios de mobilidade urbana ecologicamente mais sustentável

Enquanto isso, nos países do Primeiro Mundo a bicicleta é encarada como a melhor opção de transporte. Oferece rapidez e facilidades na hora de estacionar. É saudável e não emite gases poluentes e não causa transtornos no trânsito. Na Europa, por exemplo, 30% dos trajetos curtos – menos de 3 km – são feitos de bicicleta. Em Dublin (Irlanda), 11% da população têm a bicicleta como o principal meio para ir ao trabalho.
O Brasil possui apenas 600 quilômetros de vias para uso exclusivo de bicicletas. Este número é pequeno se comparado à frota nacional que é hoje de 50 milhões de bicicletas. De acordo com o diretor do Departamento de Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades, Renato Buareto, a idéia do governo é financiar projetos que incentivem o uso da bicicleta, principalmente nos deslocamentos de pequenas distâncias. Em Cuiabá, os ciclistas – em torno de 5 mil – dividem espaço no trânsito com os veículos pesados, assim como os pedestres.
O comerciante de bicicletas em Cuiabá e Várzea Grande, Robson Hugo dos Santos, acredita que a cidade vai precisar de uns 50 anos para obter infraestrutura de acesso aos ciclistas, enquanto isso recomenda muito cuidado ao pedalar nas principais ruas e avenidas. “É preciso se manter a um metro e meio de distância dos carros, mas essa é uma regra que não se consegue cumprir por aqui, mesmo seguindo as normas de andar próximo à sarjeta. O ciclista deve obedecer os sinais de trânsito, usar a sinalização dianteira e traseira para bicicletas e capacete, evitar ultrapassagens de carro e nunca andar na calçada”, alerta.
Na sua opinião, os gestores públicos deveriam captar verbas já existentes no Ministério das Cidades para a construção de ciclovias. “Não dá pra entender porque se faz uma obra como a duplicação da Rodovia Emanuel Pinheiro, entre Cuiabá e Chapada dos Guimarães, sem ciclovia”, comenta.
As vendas de bicicletas em Cuiabá estão voltadas para os esportes. O comerciante diz que existem hoje cerca de quatro grupos de ciclistas que pedalam à noite pela cidade. “As vendas até aumentaram, mas para uso de lazer e esporte. Numa pesquisa que fizemos com nossos clientes, se Cuiabá tivesse ciclovias eles afirmaram que deixariam o carro em casa e iriam trabalhar de bicicleta”, disse. 
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>JBS Friboi demite 400 funcionários e anuncia fechamento da unidade em Cáceres

Posted on setembro 12, 2010. Filed under: Cáceres, empregos, frigorífico, JBS Friboi, Mato Grosso |

>

A empresa JBS Friboi, a maior da cidade de Cáceres, anunciou em nota oficial que a unidade será fechada. A nota afirma que “tendo em vista seu constante foco na busca por eficiência produtiva e operacional”.O certo é que a decisão da empresa pode comprometer a economia do município, diminuindo eliminando empregos e receita, através dos impostos.
Cáceres, Mato Grosso
Em funcionamento em Cáceres há 25 anos, o frigorífico tinha capacidade para abater 500 cabeças de gado por dia e gerava aproximadamente 600 empregos diretos e beneficiava até 5 mil. A cidade-pólo do Oeste mato-grossense tem na agropecuária a principal atividade econômica e, sem contar a unidade, controlada por um dos maiores grupos do mundo, o setor poderá sofrer um impacto.
Somente na última semana a empresa já havia demitido cerca de 400 funcionários, que retornavam das férias coletivas dadas pela JBS Friboi sob a alegação da falta de oferta de gado para abate. As outras três unidades do grupo no Estado, localizadas em São José dos Quatro Marcos, Araputanga e Pedra Preta, continuaram funcionando normalmente. A presidente do sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação de Cáceres, Gláucia Maria Andrade Gonzaga, declarou à imprensa que foram mantidos o pessoal de manutenção, limpeza, refeitório e administrativo.
“Isso é uma catástrofe para a nossa cidade”, lamentou o vereador Antônio Salvador da Silva (PSDC). Ex-funcionário da empresa e distribuidor de carnes da Friboi no comércio, Salvador descarta possibilidade da planta industrial do grupo estar obsoleta e levanta algumas hipóteses sobre o fechamento. A empresa espera manter a normalidade no atendimento aos pecuaristas e aos clientes usuais da unidade de Cáceres, distribuindo abate e vendas entre as unidades de São José dos Quatro Marcos e Araputanga, que ficam a mais ou menos 150 km de distância do município. O grupo também informou que irá trabalhar no sentido de realocar os colaboradores da unidade para outras fábricas da companhia que estejam com deficiência de mão-de-obra.
Políticos atrapalham
A pavimentação das ruas de acesso ao frigorífico foi tema de debate político nas eleições de 2008 e também neste pleito. Durante ato político, o candidato à reeleição, deputado federal Pedro Henry (PP), teria afirmado que o dinheiro para tal obra já estava assegurado por emenda de sua autoria. Seu irmão, o ex-prefeito Ricardo Henry (PP), também prometeu aos funcionários a pavimentação, um antigo pleito da empresa. A obra não se viabilizou, nem mesmo com o sucessor Túlio Fontes. O grupo teria se oferecido para contribuir com recursos necessários para aquisição dos tubos para a drenagem da extensão a ser asfaltada. Ricardo chegou a dar início à obra, que segue sem conclusão. No início do ano passado, Túlio também tentou retomar a obra, mas fora supreendido ao descobrir que, sequer, havia projeto para asfaltamento das ruas.
Com participação de RDNews
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Inscrição para vestibular do IFMT começa dia 10

Posted on setembro 8, 2010. Filed under: Campo Novo do Parecis, Cáceres, Confresa, Enem, IFMT, Juína, Pontes e Lacerda, São Vicente, vestibular, vestibular do IFMT |

>

O Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT) torna público por meio do edital 027/2010, à abertura do processo seletivo para o Vestibular 2011/1. As inscrições podem ser realizadas no período de 10 a 30 de setembro de 2010, no site – www.ifmt.edu.br. O valor da taxa de inscrição é R$ 50,00. A confirmação da inscrição estará efetivada somente após o pagamento do boleto bancário correspondente à taxa e à sua devida confirmação da rede bancária.
 
Vagas
São ofertadas 466 vagas para cursos superiores de graduação nos Campi de Cuiabá, Cuiabá – Bela Vista, São Vicente, Cáceres, Juína, Campo Novo do Parecis, Pontes e Lacerda e Confresa. A metade das vagas são ofertadas para os estudantes que fizerem o Enem.

Em breve, será divulgado um novo edital que destinará 419 vagas para cursos superiores de graduação nos oito campi, a partir do preenchimento de vagas pelo Enem.

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Momento político

Posted on agosto 3, 2010. Filed under: Alfredo da Mota Menezes, Blairo Maggi, Cáceres, Justiça Eleitoral., Pedro Henry, reeleição |

>

Por Alfredo da Mota Menezes
Pedro Henry está com problemas na Justiça Eleitoral para ser candidato à reeleição. Lembro que ele era para ser o candidato ao Senado em 2006 na chapa de Blairo Maggi. Teve outros problemas e teve que ceder a vaga a Jaime Campos.
Henry seria eleito senador naquela oportunidade. O que lha daria condições de pleitear hoje a candidatura do grupo ao governo do estado. Ao invés disso, está com dificuldade de ter o aceite da Justiça para sua reeleição.
Na política de longo prazo, avançar o sinal, na maioria das vezes, não dá certo. O Henry quis ir por atalhos e foi levado à incômoda situação de agora. Deixou de ser senador e governador.
Talvez como resultado da sua não confortável situação atual, o seu próprio grupo começa a apontar o dedo para ele como o culpado pelo desgaste dos governos Maggi e Silval na região de Cáceres. Estão dizendo que a região foi entregue a ele. Indicava o que fazer ou não fazer. Agora, na apuração dos resultados, é o lugar onde a coligação do Silval está com mais problemas junto ao eleitor.
Os fatos sugerem que Sérgio Ricardo está fazendo campanha para deputado de olho na de prefeito em 2012. Quer ser o mais votado em Cuiabá, com a massificação do seu nome nesta eleição, pensando em ser o prefeito da Copa.
O PP tem bons candidatos a deputados federais e estaduais, por causa disso resolveu sair sozinho para a eleição deste ano. Aí começaram a acontecer fatos inesperados.
Pedro Henry está com dificuldade em registrar sua candidatura. Chico Daltro foi ser vice do Silval. Eliene Lima tem um problema de saúde em família que faz com que ele diminua seu ritmo de trabalho pelo estado. Para deputado estadual, dois campeões de votos da sigla, Riva e Valter Rabello, estão com algum tipo de pendência na Justiça Eleitoral.
Numa atitude até inesperada, Blairo Maggi disse que não dá para comparar seu governo com o de Dante de Oliveira e nem outros com outros, pois o orçamento da frente é sempre maior do que o que passou. Não sei se é para conseguir os votos de antigos eleitores do Dante ou se essa diferente postura veio mesmo para ficar. Faltou dizer ainda que o Dante fez rigoroso ajuste fiscal, rigor que lhe custou a eleição ao Senado.
Um rumor tem crescido em Cuiabá: saber qual o resultado do inquérito sobre o superfaturamento dos maquinários repassados às prefeituras. O governo do Estado, numa atitude positiva, veio de público e disse que sumiu algo como 45 milhões de reais na compra daquelas máquinas. Pessoas também foram mandadas para o interior para saber se peças e componentes desses maquinários foram trocadas ou não.
Até agora ninguém sabe quem foi o culpado pelo desfalque apontado pelo próprio governo. Ninguém está entendendo esse silêncio barulhento perto de uma eleição disputadíssima.
Alfredo da Mota Menezes. E-mail: pox@terra.com.br; site: http://www.alfredomenezes.com
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Eleições 2010: TRE de MT cassa direitos eleitorais do deputado Pedro Henry por 3 anos

Posted on julho 21, 2010. Filed under: afiliada, Cáceres, eleições 2010, MT, Pedro Henry, SBT, TRE, TSE, TV Descalvados |

>

  • MidiaNews

    Deputado federal Pedro Henry, que está inelegível; cabe recurso da decisão junto ao TSE


    O Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em votação na manhã desta terça-feira (20), decretou a inelegibilidade do deputado federal Pedro Henry (PP), que disputaria a reeleição. Com isso, ele fica proibido de disputar nos próximos três anos. Cabe recurso à decisão, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

    O motivo da decretação da inelegibilidade, conforme o processo 1364/2008, relatado pelo juiz eleitoral Jorge Luiz Tadeu Rodrigues, acompanhado por unanimidade pelo Pleno, foi por configuração de abuso de poder econômico e utilização indevida de veículo de comunicação social.

    De acordo com o processo, Pedro Henry concedeu uma entrevista na TV Descalvados, afiliada do SBT em Cáceres, com duração de 30 minutos, um mês antes da disputa eleitoral, onde seu irmão, Ricardo Henry (PP), disputou o pleito. A TV é de propriedade da família Henry.

    A denúncia foi formalizada pela coligação contrária a Henry, “Cáceres com a Força do Povo”, que apoiou o prefeito Túlio Fontes (DEM). Ricardo Henry também foi julgado inelegível, mas esse já acumula uma série de processos o condenando.

    Outro lado
    Antes do julgamento, Pedro Henry emitiu uma nota afirmando que: “Se um deputado federal, que representa o Estado de Mato Grosso, não puder conceder uma entrevista e externar sua opinião, acabou a liberdade de imprensa nesse país”.

    Pela manhã, em seu Twitter, Pedro Henry anunciou o julgamento, afirmando que encontra-se inelegibilidade por ter dado um entrevista. “O mais engraçado e que na entrevista eu não falo o nome de nenhum candidato”, afirmando que não falou o nome do irmão, Ricardo Henry, que disputou o pleito eleitoral.

    Fonte: MidiaNews

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Acontece em Mato Grosso

Posted on junho 7, 2010. Filed under: Cavalhada, Cáceres, Creche, exponop, Festival de Pesca, insegurança, Pesca, Raio, Sinop, Tabaporã |

>

Raio

O raio é uma das mais violentas manifestações da natureza. Manifestação que, em uma fração de segundos, pode produzir uma carga de energia tão alta cujos parâmetros podem chegam a: 125 milhões de volts; 200 mil ampères; 25 mil graus centígrados.

Exponop
  
Números bastante significativos elevaram a Exponop, que acontece em Sinop (a 500 km ao norte de Cuiabá), à terceira maior exposição do Norte de Mato Grosso. Em sua 26ª edição, o evento, que aconteceu no final de semana, é considerado hoje uma vitrine de investimentos em todos os setores dos estandes espalhados pelo parque de exposições da cidade. Ao todo, foram 165 expositores e a expectativa é que, nos 8 dias de feira o valor dos negócios, entre leilões e vendas, ultrapasse a marca dos R$ 30 milhões, superando o ano de 2009, que somou R$ 24 milhões. O público foi de cerca de 230 mil pessoas. Todas marcas superam a última Exponop.

Pesca

Município ao norte de Mato Grosso, situado em uma região de floresta, Tabaporã guarda belezas naturais que podem atrair muitos turistas em busca de um bom rio para pescarias, cachoeiras e corredeiras para a prática de rapel e rafting, entre outros atrativos. Para divulgar esse potencial e mostrar o cenário turístico para o estado de Mato Grosso, o município organizou o 1º Festival de Pesca, que integra o Campeonato Estadual de Pesca promovido pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Turismo (Sedtur). O evento aconteceu no final de semana e cerca de 40 equipes participaram. A Marinha do Brasil deu suporte com orientação, fiscalização e monitoramento aos pescadores. 

Insegurança

Clientes obrigados a sacar grandes quantias em espécies nos caixas dos bancos em Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá) têm que contar com a sorte ou proteção do acaso para não ser vítimas dos costumeiros assaltos, as chamadas “saidinhas dos bancos” como acontece com frequência em todo país. Nenhuma agência dispõe de cabines individuais de proteção visual em seus caixas para segurança dos clientes. Em quaisquer uma das 7 agências os saques de recursos e outras transações são vistas pelas demais pessoas no interior dos estabelecimentos. (Expressão Notícias) 

Creche

Cerca de 270 crianças de 2 e 3 anos, se amontoam em 14 salas de aulas sem ventilação e com parte das instalações elétricas danificada, na creche “Fazendo Arte”. Verdadeiro labirinto, a creche localizada no bairro da Cavalhada, em Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá), só tem uma saída – pela parte do fundo – o que coloca em risco a vida dos alunos, em caso de incêndio ou quaisquer outros incidentes.

A denúncia foi feita por pais de alunos e confirmada pela diretora Sirênia dos Santos Rodrigues. Ela afirma que já comunicou o fato à administração, mas até agora, nenhuma providência foi tomada para resolver a situação. (Expressão Notícias)

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Polícia Federal deflagra operação "Re-volver" em Mato Grosso e prende 30

Posted on junho 2, 2010. Filed under: Cáceres, Empresário, Polícia Federal, tráfico de drogas |

>


A Polícia Federal de Mato Grosso deflagrou, na manhã de hoje, a operação “Re-volver”, de combate ao tráfico de drogas e crimes conexos. São 30 mandados de prisão cumpridos e outros 20 de busca e apreensão. Duas pessoas estão foragidas.

De acordo com a PF, a operação tem como origem fatos investigados na operação “Volver”, deflagrada no dia 10 de julho de 2009. Foram aprofundadas as investigações em relação a um empresário de Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá), tendo em vista que na referida operação não haviam sido colhidas provas suficientes de sua participação nos eventos criminosos.

Inicialmente, constatou-se que o empresário (que não teve o nome divulgado) financiava a atividade do tráfico de entorpecentes, inclusive de alguns investigados já presos na “Volver”.

Com o aprofundamento das investigações se constatou o envolvimento de diversas pessoas ligadas a este empresário que também participava ativamente de roubo e receptação de veículos roubados para posterior troca por substância entorpecente e aquisição de armas de fogo de origem ilícita. 


Empresário é acusado de homicídio


O empresário investagado na operação “Re-volver”, deflagrada hoje pela Polícia Federal, é acusado de um homicídio em Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá) e já estava preso por este crime.

Durante as investigações feitas pela Polícia Federal, foram realizados diversos flagrantes que culminaram na apreensão de 82.756 quilos de pasta-base de cocaína, prisão de 22 adultos e apreensão de 2 menores, recuperação de 3 carretas roubadas, recuperação de 1 veículo com chassi adulterado, além de uma prisão por uso de documento falso. 

 
2 PMs são acusados na operação ‘Re-volver’


Durante as investigações da Polícia Federal que culminaram com a operação ‘Re-volver”, foram constatadas a participação de 2 policiais militares. Um soldado PM que colaborava com o bando criminoso, fornecendo informações privilegiadas que evitavam as apreensões dos veículos roubados, garantindo que estes “transitassem seguros” até o seu destino, já foi preso.

Segundo a PF, a Corregedoria da Polícia Militar acompanhou hoje as buscas e apreensões e prisões realizadas nas residências dos policiais militares investigados.

A ação ocorre nos municípios de Cáceres, Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Mirassol Doeste, Nova Olímpia, Tangará da Serra e Campo Novo dos Parecis. Há mandados sendo cumpridos em Vitória (ES), Imperatriz (MA), Goiânia (GO) e Rio Verde (GO).

Assim como na Operação Volver, constatou-se a reiteração criminosa por parte dos autores destes crimes. Quase metade dos investigados já se encontravam presos e boa parte do restante possui antecedentes criminais. Fonte: Gazetadigital

 

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Globo aponta time do Cáceres como pior do Brasil e critica campeonato matogrossense de futebol

Posted on abril 16, 2010. Filed under: Campeonato Mato-grossense de Futebol, Cáceres, esporte, FUTEBOL, Globo |

>

Pior time do Brasil no ano, Cáceres-MT chegou a ter uniforme retido por lavadeira

Sem dinheiro, clube recorreu a roupa de equipes amadoras. Campeão pelo Flamengo em 1992, Júlio César troca acusações com dirigente

De uniforme branco emprestado, Cáceres-MT enfrenta o Luverdense pelo Estadual

Sem vencer desde o dia 28 de março de 2009, quando fez 3 a 0 no Cacerense pelo Campeonato Mato-Grossense, o Cáceres Esporte Clube pode ser considerado o pior time do Brasil na temporada. Principalmente se for levada em conta a sua campanha no Estadual de 2010, em que não conseguiu conquistar um ponto sequer. Em 13 jogos, marcou apenas nove gols e sofreu 65.
Rebaixado, o clube ameaça ser barrado da Segunda Divisão em 2011 por falta de competitividade, em decisão tomada pelo presidente da Federação Mato-Grossense, Carlos Orione. 
Fundado em 1978, o Crocodilo do Pantanal não tem patrimônio. Sem qualquer meio de transporte para treinar no Estádio Geraldão, a equipe – formada por jogadores que recebem entre R$ 500 e R$ 1.500 – utiliza um campo em frente à prefeitura. Também não há departamento médico. Com isso, o secretário de Saúde do município de Cáceres, Luiz Landin, por vezes quebra o galho em jogos em casa.
– Nenhum time de Mato Grosso tem departamento médico, apenas o União (de Rondonópolis), porque tem dinheiro. O doutor Landin sempre nos ajudou, assim como sua esposa, a doutora Cláudia, que é cardiologista. Nunca cobraram um centavo – diz, por telefone, o presidente Luiz Mário Cardoso, também conhecido como Pacu. 

Por falta de pagamento, ela reteve os uniformes. Autorizei a ficar com eles, e tive que comprar outros para o segundo turno. Temos quatro cores no estatuto, então podemos usar, verde, amarelo, branco ou azul

 

As dificuldades financeiras fizeram com que o Cáceres deixasse de lado seus uniformes, um todo azul e outro todo branco. Por falta de pagamento a uma lavadeira, a roupa foi confiscada, e os jogadores tiveram de vestir camisas e calções de times amadores da cidade, como o Jardim das Oliveiras e o Beque Vila Real.

– Por falta de pagamento, ela reteve os uniformes. Autorizei a ficar com eles e tive que comprar outros para o segundo turno. Temos quatro cores no estatuto, então podemos usar, verde, amarelo, branco ou azul – explica Pacu.

Ex-jogador do Fla e presidente do Cáceres não se entendem
 
Presidente do Cáceres-MT, Pacu acumula dívidas

O clube, que sempre viveu em crise financeira, agora sofre com a troca de acusações entre o mandatário – há 15 anos no cargo – e o ex-jogador Júlio César, autor de um dos gols do Flamengo na final do Brasileiro de 1992, contra o Botafogo.

– Não tínhamos a mínima estrutura para disputar o campeonato deste ano. Em janeiro, o Júlio César esteve aqui em Cáceres e se reuniu conosco. Ficou decidido que ele montaria o plantel, com toda a estrutura, e o nosso compromisso era dar alimentação e moradia. Foram trazidos 22 jogadores inexperientes, e acharam que conseguiriam recursos na cidade. Como não conseguiram, abandonaram a equipe – afirma o presidente.

Júlio César ao lado do técnico Ademir Goiano, que fui junto com ele para assumir o Cáceres

Júlio César chegou ao Cáceres com o objetivo de ser o diretor de futebol e implantar uma nova filosofia de trabalho, profissionalizando o clube. Ele diz que pagou pela falta de credibilidade de Pacu entre o empresariado local:

– Falaram que não tinham dinheiro para disputar o campeonato, mas que teriam uma quantia a receber de contratos atrasados com empresários locais. Levei 14 jogadores e ficou estabelecido que a folha de pagamento não poderia passar de R$ 35 mil. Eu gastei quase R$ 10 mil do meu bolso, com hotel e alimentação, pois nem moradia o clube deu. Nenhum empresário quis ajudar, e colocavam a culpa no presidente Luiz Mário – rebateu.

Sede da Copa sofre com Estadual deficitário
Cuiabá desbancou Goiânia e Campo Grande, sendo escolhida como sede na região Centro-Oeste para a Copa do Mundo de 2014, junto com a capital Brasília. No entanto, sofre com um Estadual deficitário e sem público. Praticamente todo o montante das rendas das partidas vai para a federação, para cobrir custos de arbitragens e demais taxas. Na tentativa de diminuir o prejuízo, o governo de Mato Grosso tem liberado uma verba para os clubes, porém com uma exigência:

– Existe a determinação para que os clubes tenham divisões de base. Portanto, há o campeonato profissional, o sub-17 e o sub-18. O clube que não tem categoria de base não disputa o Estadual – explica o jornalista Gonzaga Júnior, editor do “Jornal Oeste”, da cidade de Cáceres.

A campanha do Cáceres em 2010:

Cáceres 1 x 2 Cuiabá
Luverdense 3 x 0 Cáceres
Cáceres 0 x 1 Crac
Sorriso 2 x 1 Cáceres
Sinop 5 x 0 Cáceres
Cáceres 4 x 5 Cacerense
Operário 1 x 0 Cáceres
Cáceres 0 x 4 Luverdense
Cáceres 0 x 1 Sinop
Cuiabá 11 x 1 Cáceres
Crac 9 x 1 Cáceres
Cáceres 0 x 14 Sorriso
Cáceres 1 x 7 Operário

Fonte: Globo Esporte

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

« Entradas Anteriores

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...