candidata do PT

>Pesquisa Datafolha aponta Dilma a frente de José Serra

Posted on outubro 27, 2010. Filed under: candidata do PT, Dilma Rousseff, José Serra, pesquisa Datafolha, Presidência, PSDB |

>Eleições 2010 – A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, manteve 12 pontos percentuais de vantagem sobre José Serra, do PSDB, segundo pesquisa Datafolha realizada e divulgada nesta terça-feira.

Quando são levados em conta apenas os votos válidos, ela aparece com 56%, contra 44% do tucano. Foram entrevistados 4.066 eleitores em 246 municípios. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos.

Pretendem votar em branco ou anular o voto 5% dos eleitores entrevistados (eram 4% no último levantamento), enquanto 8% dizem estar indecisos (contra 6% da última pesquisa).

O levantamento foi encomendado pela TV Globo e pela Folha de S. Paulo e está registrado no TSE sob o número 37.404.

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Aliados de Lula criam frente pró-Dilma e Serra tenta apoio de Marina

Posted on outubro 4, 2010. Filed under: candidata do PT, Dilma Rousseff, eleições 2010, força-tarefa, José Serra, Marina Silva, Presidência, segundo turno |

>

Dilma e Serra estão no 2º turno / Foto: Dorivan Marinho / Rodrigo Coca / Ag. O Globo

Eleições 2010: segundo turno – Uma força-tarefa será formada para eleger Dilma Rousseff no segundo turno: aliados do governo eleitos farão uma reunião nesta segunda-feira em Brasília sob o comando da candidata do PT à presidência. Tarso Genro (PT-RS) e Sérgio Cabral (PMDB-RJ) já confirmaram presença. 
Enquanto isso, equipe de José Serra busca o apoio de Marina Silva.
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Após denúncia sobre Casa Civil assessor citado pede para ser exonerado

Posted on setembro 13, 2010. Filed under: candidata do PT, Capital Assessoria, Casa Civil, Dilma Rousseff, Erenice Guerra, exonerado, Ministra da Casa Civil, Vinícius de Oliveira Castro |

>O assessor da Secretaria-Executiva da Casa Civil Vinícius de Oliveira Castro pediu para ser exonerado nesta segunda-feira, 13 de setembro, em Brasília. Castro foi citado, em reportagem publicada neste final de semana pela revista Veja, como participante de um suposto esquema para beneficiar empresas com contratos no governo.

Erenice Guerra, ministra da Casa Civil, é braço direito da candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff. Antes de suceder a presidenciável na pasta, Erenice era sua secretária-executiva. Em nota divulgada na manhã desta segunda-feira, Erenice pediu para ser investigada pela Comissão de Ética Pública e ofereceu seus sigilos bancário, telefônico  e fiscal para investigação.

Em nota, a Casa Civil informa que a saída do servidor e o repúdio dele a “todas as acusações”, mas não explica o porquê da decisão de sair do cargo.

Segundo a revista, Israel Guerra, filho da ministra Erenice Guerra, receberia dinheiro para intermediar contratos milionários entre empresários e órgãos do governo. A ministra nega a acusação.

Envolvimento no caso

A participação do servidor, de acordo com a revista Veja, era indireta. A mãe de Vinícius Castro, Sônia Castro, era uma das sócias na empresa Capital Assessoria e Consultoria Empresarial, de Israel Guerra.

Capital era uma das empresas supostamente beneficiadas no esquema. Segundo a revista, a Capital receberia uma taxa de 6% em caso de “êxito” na prestação dos serviços.

Oficialmente, a Capital estava registrada em nome de Saulo Guerra, outro filho de Erenice, e de Sônia Castro, mãe de Vinícius Castro, assessor da secretaria-executiva da Casa Civil.

Fonte: UOL

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>STM nega a Dilma acesso a próprio processo

Posted on setembro 11, 2010. Filed under: candidata do PT, Dilma Rousseff, ditadura, Superior Tribunal Militar |

>O STM (Superior Tribunal Militar) negou à candidata do PT, Dilma Rousseff, acesso ao processo que a levou à prisão na ditadura (1964-85).

O pedido foi negado pelo presidente do tribunal, Carlos Alberto Marques Soares.

Soares utilizou um dos argumentos apresentados à Folha ao negar acesso do jornal aos autos: o processo está em precário estado de conservação e será restaurado e digitalizado. “Não vou dar [acesso] a ninguém. Ela [Dilma] que entre com um mandado de segurança”, afirmou o presidente do tribunal.

Segundo a assessoria da campanha de Dilma, o pedido faz parte da estratégia de reunir o “máximo de informações” sobre a candidata para serem usadas em eventuais esclarecimentos sobre o seu passado. A assessoria jurídica disse que não vai recorrer.

F onte: Blog o Noblat

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...