cartões de crédito

>Os perigos dos cartões de crédito

Posted on fevereiro 20, 2011. Filed under: cartões de crédito |

>

Por Saulo Gouveia

Os cartões de crédito são confortáveis para carregar, fáceis de manusear e seguros. Já se faz distante o hábito de sacar um talão de cheques toda vez que vamos fazer compras. Um terço dos pagamentos já são com dinheiro de plástico. Com cartões de crédito podemos comprar sem acréscimo e parcelado, passagens de avião, em grandes magazines, restaurantes e supermercados. Também podemos parcelar compras em diversos estabelecimentos.
As vantagens são inúmeras e fáceis de perceber, mas aí é que está o primeiro perigo: a facilidade. Tudo que é fácil permite acessar sem muito pensar. Se quisermos comprar algo e não temos o dinheiro disponível, basta ver na loja “em três prestações sem juros” e pronto. Somente vamos nos dar conta quando chegamos em casa. É aí que muitos começam a pagar somente o rotativo.
Como os juros do rotativo são altos, passam a ser eles mais uma despesa mensal que começam a competir com as outras necessidades. Se consumirmos com alimentação mil reais, o juro do rotativo também nos exige igual valor: O buraco não tem fim.
A “bola de neve” começa a crescer e por ser juros compostos a progressão é geométrica, então a cada oito meses a dívida duplica. Uma dívida de um mil reais se transforma em dois anos, se não for amortizada, em vinte e oito mil reais. Um abuso, principalmente porque a população não é esclarecida sobre os efeitos dos juros compostos nas promessas de pagamento.
Outra armadilha que não é percebida claramente é a do dinheiro fabricado. Toda despesa que fazemos sem lastro é dinheiro fabricado. Dinheiro que não ganhamos, apenas fabricamos para antecipar o futuro e ter o que queremos agora.
Quando compramos algo à vista esse recurso é fruto da permuta trabalho x dinheiro. Esse é real, verdadeiro e não precisa ser devolvido. Quando fabricamos dinheiro devolveremos multiplicadas várias vezes, risco na certa.
Outro perigo é o fato do cartão de crédito dar a sensação de poder e de riqueza. A maioria das pessoas perde de goleada nesse jogo. A solução é simples: Se você tem dinheiro sobrando no orçamento utilize os cartões apenas onde não conseguirá descontos ou onde irá acumular pontos de milhagem nas passagens aéreas. Nos demais estabelecimentos, pechinche, pechinche até conseguir descontos. E de descontos em descontos obterá um 14º salário.
Já se seu orçamento está no limite, troque o cartão de crédito por um cartão de débito, assim não terá contas a pagar, não terá dívidas. Podendo gastar somente o que tem terá domínio sobre seu caixa. Com esse hábito você inverterá o processo e começará a sobrar dinheiro.
A vida é como em um supermercado. Não tem ninguém para trazer o sucesso até você. É preciso buscar por si mesmo. Pense nisso, mas pense agora! Fonte: A Gazeta
Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Os brasileiros ficaram em quarto lugar entre os visitantes estrangeiros que mais gastaram na Copa 2010 da África do Sul, totalizando US$ 13,4 milhões

Posted on julho 15, 2010. Filed under: Alta Floresta, Caged, cartões de crédito, compras, Consumo, Copa do Mundo, empregos, Expomov, malha fina, Sedtur, Visa |

>

Gastos na Copa – Os cartões de crédito da bandeira Visa movimentaram US$ 312 milhões na África do Sul durante a Copa do Mundo. Os brasileiros ficaram em quarto lugar entre os visitantes estrangeiros que mais gastaram, totalizando US$ 13,4 milhões, ou 4,2% do total. Os que mais gastaram foram os americanos, com 19,05% do valor total, seguidos pelos ingleses (19,03%) e australianos (4,7%).
Expomov – A 6ª Feira de Móveis, Máquinas e Equipamentos para Indústria Moveleira de Mato Grosso (Expomov), em Alta Floresta, gerou expectativa de negócios de R$ 3,869 milhões no médio prazo. Nos dois dias do Encontro de Negócios da feira no final de semana passada foram efetivadas vendas de R$ 251,5 mil. A feira foi uma iniciativa do Sebrae-MT, em parceria com vários sindicatos do setor.
Cadastur – Equipe da Sedtur visita esta semana empreendimentos turísticos de Sinop para elevar o número de empresas e profissionais registrado no Cadastur. Nos próximos dias será a vez de Ponte Branca e Alto Araguaia.
Consumo 1 – A inadimplência dos consumidores deve crescer no segundo semestre, segundo projeções da Serasa Experian. Em maio, o indicador de Perspectiva de Inadimplência do Consumidor registrou alta de 0,3% em relação a abril, atingindo o patamar de 98,6.
Consumo 2 – Pela metodologia utilizada, em um horizonte médio de 6 meses, as oscilações cíclicas da inadimplência. Níveis abaixo de 100 indicam que, a inadimplência do consumidor não deve atingir patamares críticos.
Empregos – O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) divulga hoje (15) os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, Caged. Segundo o ministro Carlos Lupi, o semestre deve fechar com quase 1,5 milhão de empregos gerados. A estimativa é que a criação de vagas formais chegue a 2,5 milhões em 2010.
Limitação – Lupi nega que a oferta de emprego esteja parada. No momento, segundo ele, há sazonalidades que limitam a abertura de vagas nas áreas da educação e da agricultura, o que não quer dizer que o emprego não cresça.
Malha fina – Contribuintes que estavam na malha fina há 5 anos vão acertar as contas com o Fisco. Hoje (15), a Receita abre a consulta ao lote residual do Imposto de Renda da Pessoa Física de 2005. Ao todo, 117 contribuintes receberão restituição de R$ 341,1 mil, e 222 pessoas físicas terão imposto a pagar (R$ 648,8 mil)
Compras – O índice que mede a intenção de compra dos consumidores paulistanos no terceiro trimestre deste ano subiu de 74,6 % no segundo trimestre para 75,6%, conforme pesquisa trimestral de intenção de compras divulgada pelo Programa de Administração do Varejo (Provar) da Fundação Instituto de Administração (Fia).
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...