cassado

>Vereador de Cuiabá, Lutero Ponce, é cassado por 14 votos a 4

Posted on novembro 16, 2009. Filed under: cassado, Câmara Municipal de Cuiabá, Lutero Ponce, mandato, vereador |

>

O vereador Lutero Ponce (PMDB) acaba de ter seu mandato cassado na Câmara Municipal de Cuiabá. Durante toda esta segunda-feira (16) a Casa foi tomada pelo julgamento do parlamentar, acusado de improbidade administrativa por supostamente causar um rombo de R$ 7,5 milhões durante o biênio 2007/2008, quando foi presidente da Câmara. Ponce teve 14 votos a favor de sua cassação, uma abstenção e apenas quatro votos pela não cassação.

Abalado, o parlamentar saiu do local logo após o final da votação, não atendendo a imprensa e dizendo que estaria à disposição apenas amanhã. Os quatro votos pela permanência de Lutero na Casa foram dos vereadores Lueci Ramos (PSDB), Chico 2000 (PR), Clovito (PTB) e do próprio peemedebista.

A única abstenção foi do relator da Comissão Processante, vereador Lúdio Cabral (PT).

Fonte: Olhar Direto

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Senado surreal desobedece Supremo

Posted on novembro 4, 2009. Filed under: cassado, Expedito Júnior, Mesa Diretora, Sarney, Senado, STF |

>

Não há mais limites para a irracionalidade no Senado. As manobras desta quarta-feira não fazem qualquer sentido, do ponto de vista político. Um grande desgaste com o Supremo Tribunal Federal garantiu mais uma semana de mandato para Expedito Júnior, cassado por compra de votos. Semana que terminará em cassação. Ou seja, o senado desobedece hoje para obedecer daqui a uma semana.

A Mesa Diretora da Casa, presidida por Sarney, votou pelo acatamento de um recurso do cassado, e impediu a posse do substituto. Sarney votou contra esta decisão e Serys Slhessarenko se absteve. Os outros cinco integrantes deram asas à desobediência ao Supremo, que mandava empossar o segundo colocado nas eleições: Acir Gurgacz (PDT).

Hoje, logo mais às 10h, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Demóstenes Torres (DEM/GO), vai seguir o seguinte script: chamar para si a relatoria do caso e depois, na quarta-feira da semana que vem, declarar que a decisão do Supremo deve ser cumprida, com cassação de Expedito Júnior e posse de Gurgacz.

Neste meio tempo, os advogados do futuro senador ameaçaram até pedir a prisão da Mesa Diretora. Não há mais fronteira para o desprestígio do Senado. O presidente do Supremo chegou a duvidar do que se passava: “Eu me recuso a acreditar que o Senado está a recusar o cumprimento da decisão do STF”, disse Gilmar Mendes. Diante da ameaça de prisão, Sarney ainda fez graça, e disse aos jornalistas: “eu não peço cigarro [na prisão] porque eu não fumo, mas pelo menos vocês me confortem [na cadeia]“.

Fonte: r7

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...