católicos

>“Ingênuos, Pobres e Católicos”, professor Alfredo Menezes, lança seu 8º livro na próxima terça-feira

Posted on fevereiro 20, 2011. Filed under: católicos |

>

Será lançado na próxima terça-feira, 22 de fevereiro, o livro “Ingênuo, Pobres e Católicos”, do professor Alfredo da Mota Menezes. O lançamento da obra, editada pelo Fundo de Cultura, ocorrerá na Assembléia Legislativa de Mato Grosso, às 18h30. O autor conta a história do relacionamento dos EUA com a América Latina.

O livro mostra fatores e teorias que levam os EUA à crença numa superioridade em relação aos vizinhos mais ao sul do continente. Como afirma Menezes “ali (nos EUA) o vizinho não é olhado como igual”. Ele observa, ainda, que o país olha a América Latina como uma área “monolítica, o comportamento seria igual em todos os países” e em determinados momentos da história a vêem “como criança ou um símbolo feminino, além de negra ou mestiça”. O trabalho é baseado em escritos e autores norte-americanos a partir de uma busca feita pelo professor sobre “o que se escreve nos EUA sobre esse relacionamento”. Fonte: Pagina do E
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>PT continua atacando liderança religiosa de "preconceituoso, mentiroso, difamador e caluniador" por pedir para não votar em Dilma

Posted on outubro 5, 2010. Filed under: católicos, Dilma, evangélicos, pastor Piragine, Presidente do PT |

>

Ofensiva contra o PT
Católicos e evangélicos se opõem a Dilma

A ofensiva católica e evangélica contra o PT e Dilma Rousseff devido à posição dela favorável à legalização do aborto — que ela mudou na campanha — se tornou uma espécie de “cruzada” nas últimas semanas e foi um dos fatores que influenciaram na tendência de queda nos votos da presidenciável, na avaliação da cúpula de campanha.
Enquanto a presidenciável se escorava em lideranças evangélicas do meio político, padres e pastores realizaram uma mobilização em missas e cultos, além de cartas e víde os na internet para pregar contra o voto no PT.
A Regional Sul 1 da CNBB, que contempla o estado de São Paulo, divulgou longo documento, lido nas missas, que “recomenda encarecidamente” que não se vote no PT.
Pela internet, um culto da 1 Igreja Batista de Curitiba foi visto por quase 3 milhões de pessoas. Entre cenas fortes de fetos mortos e despedaçados, uma criança indígena sendo enterrada viva e uma mulher sendo espancada, o pastor pede que não se vote em petistas.
Também no fim de agosto, o bispo Nelson Westrupp, da Diocese de Santo André (região do ABC) e presidente da Regional Sul 1, recomendou a difusão do documento “Apelo a Todos os Brasileiros e Brasileiras” onde se argumenta que o governo se comprometeu, em acordos multilaterais e com envio de projeto de lei, à legalização do aborto.
A orientação política anti-PT do pastor Paschoal Piragine aconteceu em um culto, gravado, no fim de agosto. O pastor opina que o PT — por ter fechado questão favorável à legalização do aborto e à união civil entre homossexuais — tenta transformar o país em uma terra onde o pecado é aceito e vulgarizado.
Presidente do PT do Paraná chinga pastor Piragine
A campanha de Dilma já gravou vídeos e imprimiu material para conter uma possível debandada. Procurado na semana passada, o secretário de comunicação do PT, deputado reeleito André Vargas (PR), disse que o pastor Piragine é “preconceituoso, mentiroso, difamador e caluniador”. Petistas se reuniram com ele mas não o demoveram de sua postura.

— Isso é a opinião preconceituosa dele, lastreada na mentira — disse Vargas.

Fonte: Blog do Noblat  

Se Dilma for eleita a presidente esse será o tratamento que dará a evangélicos e católicos? 

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Idolatria mesmo: PT lança boneco do presidente Lula

Posted on julho 9, 2010. Filed under: boneco de Lula, católicos, idolatria, lulinhas, presidente Lula, PT, relegiosos |

>

<!– function paginaSlideShow238839(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i<10; i++) { try { if (document.getElementById("img_" +id+ "_" +i).style.display == "") { index = i; } document.getElementById("img_" +id+ "_" +i).style.display = 'none'; document.getElementById("link_" +id+ "_" +i).style.fontWeight = ''; } catch (e) {} } switch (num) { case "+": if ((index != -1) && (index 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Tudo como nos grandes centros de concentração de religiosos católicos, 
aproveitar a boa fé do povo para propagar a idolatria e ganhar dinheiro.

  O PT nacional pretende lançar, em breve nas lojas do partido, os bonecos do presidente Lula. Ainda será avaliado, como será feita a produção dos “lulinhas”, que devem custar em torno de R$ 5. 
O dinheiro arrecadado com as vendas deverá ser voltado para o financiamento das candidaturas. Segundo o PT, ainda não há previsão para o início da comercialização do boneco, que será vendido também, no Comitê Central da campanha da candidata petista Dilma Rousseff, em Brasilia.
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Deus não vota nem joga

Posted on junho 8, 2010. Filed under: campanha eleitoral, católicos, Código Penal, Dalai Lama, Dilma, evangélicos, José Serra, Padre Marcelo Rossi, Vaticano |

>Por Alexandre Garcia

Estão misturando Deus com campanha eleitoral. Pode não ser pecado contra a Lei Eleitoral, mas, sem dúvida, é pecado contra a Lei de Deus. Está no 2º Mandamento: “Não tomarás Seu Santo Nome em vão”. Lembro isso porque há poucos dias o Padre Marcelo Rossi oficiou uma missa de corpo presente de José Serra e pediu orações para o candidato. Outro dia, foi a vez da candidata Dilma receber as orações de ministros evangélicos. Num país em que se agradece a Deus pelo dinheiro que entrou nas meias, nas cuecas e nas bolsas, isso pode não surpreender, mas não faz o menor sentido. Uma, porque o Estado, sob cuja égide se realizam as eleições, é laico; outra, porque Deus não se mete nisso. Ele nos deu o livre arbítrio.
Se Deus se metesse em política, certamente Hitler não teria nascido ou não teria assumido o poder na Alemanha. E se Deus se metesse nessas coisas, o responsável pela matança de 6 milhões de judeus – o povo com que Ele tem mais intimidade – seria o próprio Deus. A Stálin tampouco seria dado o poder de matar milhões de russos, justo no país em que a fé cristã é profundamente forte. Se Stálin não tivesse livre arbítrio, o responsável seria Deus. Também imaginam que Deus e os santos se metem em sorteios, jogos de futebol, coisas assim. Se isso fosse verdade, Deus estaria sendo bondoso para o ganhador da Sena e cruel para os milhões que perderam. Dizem que se reza para santo decidisse partida de futebol, o campeonato baiano ficaria todo empatado…
Há lugares em que se misturam estado e religião. O Vaticano é o estado de mais evidente exemplo disso. Mas o Afeganistão dos talibãs foi um triste outro exemplo de teocracia, como é hoje o Irã dos aiatolás. O Tibete, hoje controlado pelos chineses, era um reino controlado pelo líder religioso, o Dalai Lama, hoje expatriado. Israel do Velho Testamento era um estado com grande intimidade com Deus, o Jeová ou Adonai. Hoje Israel é, como o Brasil, um estado laico. Religião e poder misturados têm causado, como mostra a História, matanças, inquisições, morticínios cruéis. Os reis católicos da Espanha, Fernando e Isabel, promoveram matanças de velhos, mulheres e crianças só porque eram muçulmanos. E viraram santos.
Assim, é perigoso fazer a mistura, mesmo porque se Deus tomasse partido, negaria sua própria essência, porque se colocaria do lado de um grupo de filhos contra outro grupo de filhos do mesmo Pai. Se pudesse negar a essência, não seria Deus. Parece simples, esse raciocínio, mas para quem comete o pecado de não usar o cérebro que Deus nos deu, essas obviedades não são consideradas e se entra na campanha eleitoral com a maior irracionalidade, aceitando conselhos de ministros religiosos para votar neste ou naquele candidato, em nome de Deus. Como se Deus escolhesse seus representantes – o que também negaria sua essência, ao dar preferência para alguns. É, sim, pecado de arrogância, se anunciar como representante de Deus.
Para o fim ficou o pior de tudo. Há os que usam Deus para ganhar dinheiro. Aí, não é apenas pecado contra o 2º Mandamento de Deus; é também pecado contra os mandamentos dos homens, inscritos do Código Penal. Um pecado chamado estelionato.

Alexandre Garcia. E-mail: alexgar@terra.com.br
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...