Chapada dos Guimarães

>Com censo 2010 doze cidades de Mato Grosso terá redução no repasse do FPM

Posted on novembro 6, 2010. Filed under: Alta Floresta, Barra do Bugres, Censo 2010, Chapada dos Guimarães, Colíder, Colniza, Denise, FPM, Guiratinga, IBGE, Marcelândia, Peixoto de Azevedo |

>

A arrecadação do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de 12 das 141 cidades de Mato Grosso, o equivalente a 8,5% do total, vai diminuir a partir de 2011. Isso porque todas elas sofreram redução populacional nos últimos 10 anos. Os repasses são medidos pela oscilação do número de habitantes em cada município.
A redução foi confirmada no Censo realizado neste ano pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que divulgou ontem, de forma preliminar, a quantidade de habitantes em todos os municípios brasileiros. Na análise do IBGE houve decréscimo populacional nos municípios cuja fonte econômica advém da pecuária e das indústrias madeireira e canavieira. 

 Cidade de Barra dos Bugres que teve decréscimo populacional

As cidade são:

  • Alta Floresta, 
  • Barra do Bugres, 
  • Chapada dos Guimarães, 
  • Colíder, 
  • Colniza, 
  • Denise, 
  • Guiratinga, 
  • Marcelândia, 
  • Peixoto de Azevedo, 
  • São José do Rio Claro, 
  • Tabaporã e 
  • Terra Nova do Norte.

Dez cidades tiveram aumento populacional
Já em situação mais confortável estão outros 10 municípios, ou 7,09% do total, que tiveram registro de aumento da população. Maior parte deles integra a fronteira agrícola de Mato Grosso. São eles:

  • Campo Verde, 
  • Lucas do Rio Verde, 
  • Nova Mutum, 
  • Primavera do Leste, 
  • Sapezal, 
  • Sorriso, 
  • Vera, 
  • Porto Esperidião, 
  • Porto Alegre do Norte, 
  • Juruena e 
  • Confresa.
 Lucas do Rio verde é destaque
Lucas do Rio Verde, por exemplo, está no topo dos que mais cresceram, com incremento populacional de pouco mais de 12 mil habitantes do ano passado para cá. Prefeitos dos municípios que sofreram redução ou aumento populacional têm até o dia 21 para questionar os resultados apontados pelo IBGE.

REVISÃO – O Instituto já se adiantou que vai revisar a contagem populacional, por determinação da Diretoria de Pesquisa do órgão, nos municípios de Colniza, Sinop, Terra Nova do Norte e na capital do Estado. Já as cidades de Alta Floresta, Denise, Nova Olímpia, Nova Bandeirantes, São Félix do Araguaia, São José do Rio Claro, Guiratinga, Chapada dos Guimarães, Colíder, Marcelândia e Tabaporã aguardam autorização para passar pelo mesmo processo.
Na região Centro-Oeste, Mato Grosso é o estado com a maior quantidade de processos de revisão (15), seguido por Goiás (6), Mato Grosso do Sul (2) e Distrito Federal (1). Em todo país, haverá revisão em 376 cidades.
Segundo o chefe do IBGE em Mato Grosso, Deovaldo Benedito Souza, a revisão será necessária para dar mais lisura ao Censo 2010. “Os municípios revisados serão aqueles que perderam FPM e com grande quantidade de domicílios vagos. Vamos verificar também o trabalho dos recenseadores”, revela Souza. O Censo 2010 mostrou que Mato Grosso conta com a segunda maior população da região Centro-Oeste, com 2.954.625, mas esta marca, após as revisões e a imputação dos domicílios fechados (21.764 mil), pode saltar para 3.026.446 habitantes. Quem não foi recenseado pode entrar em contato com o IBGE até o dia 21 deste mês para solicitar visita pelo telefone 0800-721-8181.
ANÁLISE – O IBGE analisa que o crescimento populacional de Mato Grosso se deu de forma natural, ou seja, pela diferença entre nascimentos e mortes. O fenômeno é conhecido na demografia como vegetativo. No passado, o Estado inflou em questão de décadas por um intenso processo migratório que trouxe para cá pessoas oriundas da região sul do país. Os municípios mato-grossenses que mais cresceram são aqueles que estão agregando valor à produção antes de exportá-la. O processo exige instalação de indústrias, o que demanda elevada quantidade de mão-de-obra. 
Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Opções de viagem e turismo para feriadão de 15 de novembro em Mato Grosso

Posted on novembro 5, 2010. Filed under: Araguaia, Chapada dos Guimarães, Hotel Águas Quentes, Mato Grosso, pantanal, Parque do Cristalino, Pousada Penhasco, Sesc Pantanal Hotel, viagem e turismo |

>

O estado de Mato Grosso reserva paisagens de belezas distintas que vão da aridez do cerrado à exuberância da floresta amazônica. Uma oportunidade de visitar destinos tão próximos, mas às vezes ainda desconhecidos, está no feriado de 15 de novembro. Para facilitar a escolha é preciso conhecer os diferentes biomas existentes no estado e o que cada um deles tem a oferecer.

Área do Parque do Cristalino no município de Alta Floresta MT

Amazônia

O norte de Mato Grosso é coberto, em grande parte, pela vasta e misteriosa floresta amazônica, numa explosão de biodiversidade que encanta não apenas turistas, mas também cientistas de todo o mundo. A floresta possui uma das maiores concentrações de matéria viva por metro quadrado no mundo. Mais de 500 mil quilômetros quadrados da Amazônia estão em território mato-grossense. Possui áreas de densa floresta formada por espécies de grande porte com mais de 50 metros de altura, cortadas por rios e protegidas em áreas de preservação como o Parques Estadual do Cristalino e o Parque Nacional do Xingu.

Hospedagem

Após um dia com muitas atividades e descobertas, acreditamos que o momento de descanso seja sagrado. As acomodações estão localizadas num ambiente tranqüilo e acolhedor, oferecendo conforto e qualidade para uma ótima estadia no lodge.

SUSTENTABILIDADE
O respeito ao meio ambiente é um fator presente nos quartos. O aquecimento da água é feito com energia solar, todos os efluentes são tratados em sistemas orgânicos de filtros – com separação das águas-cinzas e águas-negras, a circulação do ar nas acomodações é feita através de telas localizadas no topo das instalações, e todos os produtos de limpeza utilizados são biodegradáveis.

TIPOS DE ACOMODAÇÕES
Existem três tipos de acomodações: Bungalows Privativos, Apartamentos Superiores e Apartamentos Standard. Enquanto que os Apartamentos Standard oferecem instalações funcionais de alvenaria, os Bungalows Privativos e os Apartamentos Superiores se destacam pelo bom gosto na medida certa para um estadia maravilhosa neste autêntico jungle lodge.

CRISTALINO JUNGLE LODGE
FLORESTA TOUR VIAGENS E TURISMO

Reservas
Av. Perimetral Oeste, 2001
CEP 78580-000
Alta Floresta – MT – Brasil
Fone e Fax: 66 3521 1396
E-mail: info@cristalinolodge.com.br
Site: www.cristalinolodge.com.br 

Outras atrações da região são o sítio arqueológico de Pedra Preta, o rio Teles Pires com a cachoeira de Sete Quedas e a corredeira dos Andradas, o Lago Azul e os rios São Benedito e Azul. Os municípios de Alta Floresta, Paranaíta e Novo Mundo constituem o núcleo inicial de ecoturismo da Amazônia mato-grossense, com diversas pousadas e infra-estrutura para observação de aves, ecoturismo, pesca esportiva (pesque-e-solte) e turismo de aventura.

Cerrado

Mais próximo dos moradores de Cuiabá o cerrado é um bioma caracterizado por árvores retorcidas, montanhas, escarpas e cachoeiras, além de uma fauna e flora de beleza ímpar que convidam a passeios tranquilos para a reposição das energias.
 Fotos das cachoeiras do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, Mato Grosso

O cerrado é o segundo maior bioma da América do Sul, ocupando uma área de 2 milhões de quilômetros quadrados ou cerca de 22% do território nacional. Em Mato Grosso, a área ocupada por este bioma é de aproximadamente 300 mil km2, o equivalente a 34% do território estadual. O Parque Nacional de Chapada dos Guimarães é o principal destino que inclui cachoeiras, trilhas, cavernas, paredões de pedra e uma vista exuberante a 836 metros de altitude, no Morro de São Jerônimo.

Pousada Penhasco em Chapada dos Guimarães, uma das opções de hospedagem
Se a opção for se manter perto das águas Mato Grosso oferece ainda a rota das águas termais entre as cidades de Jaciara, Poxoréo, Juscimeira, Rondonópolis, Campo Verde e Primavera do Leste. No meio da Serra de São Vicente, próximo a Cuiabá, está o balneário das Águas Quentes. Em Jaciara é possível viver dias de adrenalina em esportes radicais como rafting, rapel e canoagem. Juscimeira possui fontes termais com propriedades medicinais. Em Rondonópolis, encontram-se cânions com veios de água que desembocam no rio Vermelho.

Pantanal
Paraíso ecológico conhecido internacionalmente, o bioma ocupa os estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso e tem uma área total de 230 mil km2. Declarado pela Unesco como Reserva da Biosfera e Patrimônio Natural da Humanidade, o local abriga centenas de espécies de aves, peixes, mamíferos, répteis e insetos.

Estancia Ecológica Sesc Pantanal Hotel, no município de Poconé
Para reservas acesse: www.sescpantanal.com.br

A hospedagem pode ser em hotéis de maior porte como o Hotel Sesc Porto Cercado, localizado no Pantanal de Poconé e Barão de Melgaço (145 km de Cuiabá), ou em pousadas como a Arara Eco Lodge (132 km ao sul de Cuiabá) e a Piuval (110 km de Cuiabá e a 10 de Poconé). No roteiro estão cavalgadas, focagem de animais, trilhas, passeios de barco e observação de aves e animais como jacarés e onças.

Araguaia
Depois da novela global de mesmo nome, a região começou a chamar a atenção de turistas de todo o país. Belas praias de areia fina, animais exóticos, aldeias indígenas, grutas e cachoeiras são algumas das atrações. Além disso é lá que se encontra a maior ilha fluvial do mundo, a ilha do Bananal. A região do Araguaia é marcada ainda por lendas misticismo e mistérios que atraem pesquisadores, esotéricos e ufólogos do mundo inteiro.

 O Hotel Mato Grosso Águas Quentes está localizado a 85 Km de Cuiabá, no meio de maravilhosas serras e muito verde. O hotel possui 70 apartamentos, salas de TV, jogos, salas de reunião, piscinas, cachoeiras, restaurantes, quadras esportivas, boate e um atendimento especial para deixar você relaxado neste paraíso de águas termais. 
Reservas e informações no site do hotel

O Rio Araguaia nasce na Serra do Caiapó, na confluência de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, e deságua no Rio Tocantins, formando uma grande rede hidrográfica que une a Região Centro-Oeste ao Norte do Brasil. Também serve como fronteira natural entre outros três Estados: Tocantins, Pará e Maranhão. Quando as suas águas baixam, entre os meses de junho e outubro, vêm à tona praias exuberantes de areia fina e branca.
Em Mato Grosso os municípios representantes deste bioma são Barra do Garças, Santa Terezinha e São Félix do Araguaia. Barra é a maior das cidades pelas quais passa o rio Araguaia e tem boas opções de alojamento e restaurantes, além de outros atrativos.
Com a participação de texto do Jornal A Gazeta
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>A insustentável posição de Blairo Maggi sobre o meio ambiente

Posted on maio 27, 2010. Filed under: Blairo Maggi, Chapada dos Guimarães, destamatamento, insustentável, Meio Ambiente, mudanças climáticas, Polícia Federal, preservação |

>

A Polícia Federal trabalhou mais de dois anos usando duas armas: monitoramento telefônico e perícia de imagens de satélite. Depois, foi usada uma terceira arma: a quebra do sigilo bancário e fiscal dos suspeitos. Isso levou dezenas de pessoas à prisão na Operação Jurupari, em Mato Grosso, e levantou uma dúvida: o ex-governador Blairo Maggi não tinha mudado?
Seu ex-secretário de Meio Ambiente Luiz Henrique Daldegan era o chefe da operação limpeza de reputação de Blairo, que no passado era o maior antiambientalista e depois passou a dizer que era um defensor do meio ambiente. Daldegan hoje está preso como suspeito de fazer parte de um esquema de esquentamento de madeira retirada ilegalmente de terras públicas. O ex-secretário de Mudanças Climáticas Afrânio Migliari também está no mesmo processo, como chefe de inúmeros ilícitos. Ao todo, foram expedidas ordens de prisão de 91 pessoas entre políticos, servidores, autoridades da Secretaria de Meio Ambiente, empresários.
Na questão ambiental houve dois Blairo Maggi nos últimos anos. O primeiro disse que destruir 24 mil km de floresta num ano era pouco perto do tamanho da Amazônia; afirmou que o país não podia ficar catando coquinho na floresta; hostilizou ministros do Meio Ambiente e acusou o Inpe de erro técnico. Um segundo Blairo Maggi disse que tinha se convencido de que estava errado.
Numa entrevista que me concedeu em agosto de 2009, Blairo disse:
— Tive que fazer uma inflexão, reavaliar as minhas posições. Não só minhas, como as dos demais componentes do agronegócio do meu estado. Tive que chamá-los e dizer que o caminho que estávamos seguindo não era o mais correto.
O que o delegado da PF Franco Perazzoni, que comandou a investigação, conta é que foi flagrado um grande conluio entre empresas, funcionários públicos, políticos e autoridades com poder para liberar os “planos de manejo”.
— As grandes fraudes acontecem no inventário da madeira. Pelo plano de manejo é preciso dividir a terra em 30 talhões, ir explorando um a cada ano, de tal forma que só no final do trigésimo ano se volte ao primeiro talhão. Com planos assim é que se consegue a emissão do guia florestal, documento exigido para se transportar madeira e vendê-la no mercado legal. A fraude consiste em pôr no inventário o que não tem. Isso gera um registro fictício que é usado, depois, para legalizar madeira retirada ilegalmente de área pública. O registro falso esquenta a madeira ilegal — diz.
A diferença de preço entre a madeira ilegal e a supostamente legal é imensa:
— Numa tora, numa árvore em pé, em área que não pode ser explorada, não se dá mais que R$ 50,00. Se ela for apresentada como retirada de plano de manejo, pode chegar a R$ 1.400 o m. Nem tráfico de drogas dá lucro tão grande.
Pelo monitoramento telefônico foi possível acompanhar o tráfico de influências para conseguir licenças falsas. Com as imagens de satélite era possível verificar, por exemplo, que a terra da qual se pedia licença para retirar madeira já estava degradada há muito tempo. O que os proprietários conseguiam eram relatórios de vistoria feitos por técnicos atestando haver a madeira que não havia no local. Depois, era só ir numa área pública, muitas vezes indígena, tirar a madeira e usar a guia falsa para esquentar aquela madeira. Tudo passava pela Secretaria de Meio Ambiente.
O curioso é que o braço direito de Maggi, para provar que o estado do Mato Grosso tinha virado exemplo de sustentabilidade, era justamente o secretário Daldegan. Com ele, e grande comitiva, o governador foi a Copenhague participar de debates sobre créditos pelo desmatamento evitado. Alegava ter desenvolvido ferramentas modernas para detectar, prevenir e combater o desmatamento. Enquanto isso, a Polícia Federal investigava:
— O monitoramento telefônico não é usado como elemento de prova, mas como orientação para conduzir as investigações que ganharam consistência com os laudos periciais — diz Perazzoni.
Inúmeras falsas licenças foram assinadas exatamente pelo subsecretário de gestão de florestas, e depois secretário de Mudanças Climáticas, Afrânio Cesar Migliari. Existem indícios, diz o relatório da Polícia Federal, de que Migliari era dono de fato de empresas investigadas e inclusive madeireiras.
As propriedades investigadas ficavam perto de áreas indígenas ou protegidas. Em geral, já estavam desmatadas, mesmo assim conseguiam licenças de exploração que tinham indícios eloquentes de fraude. Por exemplo, segundo o delegado, houve um inventário que registrava que uma determinada terra estava 60% ocupada pela mesma espécie nobre. Com a diversidade da floresta nativa é difícil acreditar em tal percentual de uma mesma espécie.
Há uma licença espantosa dada pela Secretaria de Meio Ambiente: plantar eucalipto na Chapada dos Guimarães, uma Área de Preservação Permanente onde era proibido plantar espécies exóticas.
Blairo, candidato ao Senado e líder nas pesquisas, aparece no inquérito pressionando para apressar a liberação de licenças que favoreciam políticos. É assim que se desmata na Amazônia com o conluio de gente muito fina. E que fica por aí usando em vão a palavra sustentabilidade. Fonte: Mirian Leitão
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Tv Record estréia Programa Oportunidades e Investimentos

Posted on fevereiro 10, 2010. Filed under: artista plástico, Chapada dos Guimarães, Investimentos, meditação, Oportunidades, palestras, Rondonfolia, terapeuta Shakyamuni, terapias corporais, TV Record, workshops |

>

A jovem, competente e dedicada, Amália Campos Gonçalves foi aprovada no vestibular nas universidades federais de Mato Grosso, Rio de Janeiro e Santa Catarina. Para a alegria e satisfação de dever cumprido dos pais Monica de Campos Padilha e Wancley Gonçalves.


O casal Bruna e Marcelo Epaminondas está radiante com a chegada do filho Arthur, que nasceu na última sexta-feira na Clínica Femina.


Jaqueline e Flávio Miraglia estão de volta a Cuiabá. Passaram uma pequena temporada na cidade maravilhosa desfrutando das delícias daquele lugar e aproveitaram para curtir o grande show da musa do pop, Beyoncé.


Feliz da vida a colunável Giane e a vovó Celcita Pinheiro comemoram a aprovação do filho Arthur no curso de Economia na UFMT.


No último final de semana, o cirurgião plástico Bruno Spadoni conquistou o título como o mais novo membro na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Agora, Cuiabá tem mais um competente e renomado profissional na área.


A empresária e sociality Ruth Semiramys junto com sua equipe da Ótica Diniz Prime recebeu na última terça-feira, em grande estilo, os convidados no coquetel de lançamento do aniversário deste jornalista. Reuniu empresários, socialities, formadores de opinião e a imprensa para um finalzinho de tarde pra lá de animado e descontraído ao som do Dj Vasco Neves e muita Bossa Nova e MPB.


O colunista e promoter Valdomiro Arruda e o bonde da Zumzum, capitaneado por Menotti Griggi embarcaram para o Rio de Janeiro onde vão curtir o Carnaval e o circuito eletrônico.


Cara nova – Os mato-grossenses ganham a partir desta semana mais um canal de comunicação. O programa Oportunidades, da TV Record, estreiou o bloco Investimentos com intuito de levar ao telespectador os principais acontecimentos de tudo que envolve o mercado de capitais, como técnicas, termos e estratégias utilizadas. Será veiculado todas as terças-feiras, a partir das 7h15. Portanto, fiquem antenados!


Rondonfolia – Já estão confirmadas as atrações que vão agitar os carnavalescos nas cinco noites de festa na cidade Rondonopolitana. A folia está garantida com as bandas nacionais, Companhia do Pagode, Via Brasil, Kibaiana, Pagolyte e Leandra Leon. E não para por aí, o trio elétrico Papa Léguas também está a caminho para percorrer a avenida do samba. Destaque também para os grupos locais: Banda Marinho e seus Beat Boys, Sakamanha, Temperos do Samba, Banda Nativa e Chocolate Sensual. Haja folego!


Prata da casa – O renomado artista plástico mato-grossense Victor Hugo, vem fazendo um excelente trabalho pelo país a fora. A agenda de 2010 começou recheada de programações, nos meses de março e junho estará realizando a Exposição Fauna Mataviva, respectivamente, no Parque Mãe Bonifácia e no Parque Ibirapuera, em São Paulo. Através de parceiros e patrocinadores levará pelo Brasil não só a sua arte mas também o nome do nosso Estado.


Momento Zen – Já comecem a se programar porque em março o renomado terapeuta Shakyamuni estará pela primeira vez na Capital ministrando um curso de Meditação. Será realizado entre os dias 26 e 28, na pousada Yassin, em Chapada dos Guimarães. Shakyamuni é profissional em terapias corporais neo-reichianas, renascimento e tantra, na India. Na programação dará palestras, sessões individuais e workshops de meditação e terapias corporais. Autor: Fernando Baracat/A Gazeta

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Ibama retoma área ocupada por restaurante no Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

Posted on janeiro 20, 2010. Filed under: AGU, Chapada dos Guimarães, Ibama, liminar, Meio Ambiente, restaurante |

>

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) conseguiu retomar na Justiça a posse de uma área de 3,5 hectares dentro do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães (MT), que estava ocupada por um restaurante. A Advocacia-Geral da União (AGU) derrubou liminar que garantia ao proprietário do estabelecimento a permanência no local.

De acordo com os procuradores federais, que defenderam o Ibama, a área em que o restaurante e a residência dos proprietários estão localizados já foi indenizada pelo governo durante a desapropriação para criação do parque.

O Ibama também argumentou que o restaurante vinha causando “graves danos ao meio ambiente” na unidade de conservação, como poluição sonora e lançamento de resíduos em leitos d’água.

De acordo com o pedido da AGU, que foi acatado pela Justiça, “o uso e a exploração [de área dentro da unidade de conservação] deve passar pelo crivo do órgão ambiental competente de modo a evitar a degradação do meio ambiente”. Fonte: UOL

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Chapada dos Guimarães realiza Festival "Chapada in Jazz" acontece em novembro

Posted on novembro 10, 2009. Filed under: Centro Geodésico, Chapada dos Guimarães, Chapada in Jazz, Cultura, Festival, Meio Ambiente, Turismo |

>Cravada no Centro Geodésico da América do Sul, a cidade de Chapada dos Guimarães está prestes a receber pela primeira vez o Chapada in Jazz. Baixos, contrabaixos, baterias, saxofones e pianos vindos de alguns cantos do país aportam na pequena e aconchegante Chapada para formar nos dias 13 e 14 de novembro um festival a partir 20h, com entrada gratuita. Segundo o músico e curador do evento, Ebinho Cardoso, o evento já nasce grande.


“Temos grandes nomes do jazz nacional vindo a Mato Grosso participar do Chapada in Jazz e também temos que mostrar que nosso Estado é capaz de fazer um belo festival de jazz”, reforça. A atividade cultural tem o patrocínio do governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC); Secretaria de Desenvolvimento do Turismo (Sedtur) e a Secretaria de Turismo, Cultura e Meio Ambiente da Prefeitura de Chapada dos Guimarães.

Entre um dos nomes mais aguardados está o de Celso Pixinga, de São Paulo, considerado o maior baixista do Brasil e um dos melhores do mundo. Pixinga, que começou estudar piano erudito aos 6 anos de idade, afirma que o rock entrou em sua vida através de Beatles, Led Zepellin, Jimmy Hendrix. A troca do piano pela guitarra seria a primeira da sua vida. A segunda, já no início da década de 1980, foi uma “troca eterna”. “Foi quando escolhi o baixo. A troca da guitarra pelo baixo foi a coisa mais importante da minha vida musical”.

Além de Celso, aportam em Chapada os irmãos potiguares Eduardo e Roberto Taufic. O primeiro mestre no piano e o segundo, com carreira consolidada há muitos anos na Itália, rei do violão. Juntos, prometem fazer um show memorável. Do Distrito Federal chega o Galinha Caipira Completa, com um nome estranho e um som envolvente, com o melhor que o jazz pode oferecer ao público presente.

No último dia 14, Chapada recebe do Rio de Janeiro Nelson Faria e seu violão mágico, que aproveita as belas paisagens cariocas para se inspirar em músicas da Bossa Nova e tantos outros clássicos brasileiros, como Caprichoso, além de trazer toda sua vasta experiência como músico profissional há 25 anos.

Além dele, tocam o saxofonista Ademir Junior, o Quarteto, única banda mato-grossense a se apresentar e o pianista David Feldman, que toca o instrumento desde os quatro anos de idade, época em que aprendeu que a improvisação é a grande força motriz de inspiração do jazz. (Secom)

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Hotéis e pousadas turísticas de Mato Grosso já estão lotados

Posted on outubro 29, 2009. Filed under: Chapada dos Guimarães, hotéis, Hotéis em Mato Grosso, Hotel Mato Grosso Águas Quentes, Hotel Sesc Porto Cercado, Pousada Penhasco, Turismo, turismo em MT |

>

Os hotéis localizados em pontos turísticos de Mato Grosso estão, em sua grande maioria, com lotação esgotada para o feriado prolongado. Segundo Luiz Verdun, presidente da Associação Brasileira de Hotéis em Mato Grosso (ABIH-MT) enquanto o setor hoteleiro da Capital não tem tanta ocupação neste período por estar mais direcionado ao turismo de negócios, os hotéis e pousadas do interior vivem um bom momento em ocasiões como o próximo feriadão. “Pantanal e Chapada estão entre os locais mais visitados, não apenas por pessoas que moram na Capital mas por gente do interior e de fora do Estado também. Nos finais de semana as pessoas saem da cidade o que explica esta grande procura em outros municípios. Já em Cuiabá e Várzea Grande o movimento cai vertiginosamente”.

O Hotel Sesc Porto Cercado (localizado no Pantanal de Poconé e de Barão de Melgaço, às margens do rio Cuiabá e distante 145 km da Capital) está entre os mais visados. De acordo com Ludivino Romão, do setor de reservas, a procura dos turistas por apartamentos livres no feriado desta semana começou há quatro meses. “Para a Semana Santa do próximo ano, dos 108 apartamentos, há apenas dez livres. O restante já está reservado”.

Segundo o funcionário a maior parte dos turistas vem da Baixada Cuiabana. A diária média para um período de três dias (de sábado a segunda) é de R$ 380,00 para comerciário e R$ 760,00 para usuário com pensão completa.

Também não há mais vagas para quem quiser passar o feriado prolongado na Pousada Penhasco, em Chapada dos Guimarães. Almira Pereira de Andrade, gerente de reservas, disse que as reservas para o feriadão começaram a ser confirmadas há mais de duas semanas. “Feriado é sinônimo de pousada lotada, mesmo que os clientes já conheçam a Chapada porque são, em sua maioria, de Cuiabá”. Na Penhasco a diária é de R$ 279 o final de semana para um casal e com café da manhã.

O Hotel Mato Grosso Águas Quentes também não tem nenhum dos 70 apartamentos disponível pois foi reservado há um ano pela Igreja Presbiteriana no feriado prolongado. Já o Hotel Fazenda Primavera, localizado na rodovia MT-358, no município de Nova Olímpia (a 196 quilômetros da Capital), já tem 90% dos seus 46 apartamentos já reservados. O hotel está localizado entre os Chapadões da Serra de Tapirapuã. Segundo a gerente Elaine Vieira, a procura começou há 15 dias, inicialmente com as reservas que foram sendo confirmadas ao longo desta semana. “Nossos clientes vêm de Cuiabá e municípios como Lucas do Rio Verde e Nova Mutum mas também há gente de outros estados como Rondônia, por exemplo”. A diária custa R$ 300 para o casal com café da manhã.

Se nos hotéis de municípios do interior o movimento é intenso, a Capital costuma ficar vazia nos feriados prolongados. Mas, na opinião de Verdun, isso não chega a ser prejudicial. “Durante a semana o setor hoteleiro de Cuiabá e Várzea Grande tem uma boa frequência o que acaba compensando períodos os feriados. Há esta sazonalidade que permite que os hotéis, tanto da Capital quanto do interior, tenham boa frequência em épocas diferentes”.

Fonte: A Gazeta

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Turismo em Cuiabá: Balneário Som do Mato

Posted on setembro 11, 2009. Filed under: Balneário Som do Mato, Chapada dos Guimarães, paraíso Ecológico, Turismo em Cuiabá |

>

Balneário Som do Mato – Rio Claro – Cuiabá MT

A cerca de 25 anos do início da construção das instalações do Balneário Som do Mato, o Senhor Wilmar Uhdre e sua esposa Ilka Terezinha, ele cuidando do atendimento e do administrativo e ela cuidando da deliciosa culinária servida para os turistas.
Localizado as margens da Rodovia Manoel Pinheiro no Km 36 no sentido Cuiabá – Chapada dos Guimarães, tem-se acesso ao Rio Claro de águas límpidas com temperatura sendo agradável, um lugar calmo e tranqüilo. Sendo a água totalmente potável.
Recebe turistas Nacionais e Internacionais.

Um ótimo paraíso Ecológico.

Você também merece conhecer este local. Aproveite.

Telefone p/ reservas: (65) 9605-3690 / 9958-7814

Parque Nacional Chapada dos Guimarães – MT

Fonte: Coisas de MT

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Dez 2008 Novela da Globo pode ser filmada em Mato Grosso

Posted on dezembro 17, 2008. Filed under: Alta Floresta, Chapada dos Guimarães, Lagoa Azul, Nobres, novela da Globo, pantanal, Parque do Cristalino, Rede Globo, Sesc Pantanal |

>

#fullpost {display:none;}

A Rede Globo e o Governo de Mato Grosso, através da Secretaria de Turismo estão negociando a gravação de uma novela no estado, o secretário Yuri Bastos tem colocado a disposição da emissora alguns locais onde se pratica turismo e ecoturismo. Entre eles está o Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, o bioma mais famoso do mundo, o pantanal, que está concorrendo a uma das 7 marivilhas da natureza do mundo, (clique aqui para votar). Outro local é o Parque do Cristalino, na região de Alta Floresta, e as cavernas, cachoeiras e a Lagoa Azul na região de Nobres.

Vista aérea do SESC Pantanal
Reserva ambiental do Sesc Pantanal – Um dos locais sugeridos

Yuri viajou esta semana para o Rio de Janeiro, onde terá reuniões nesse sentido com a alta cúpula da Globo.

Leia Mais…

Voltar…

checkFull(“post-” + “6634154911228130459”);

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...