Chile

>O emocinante resgate dos 33 mineiros em San José, no Chile

Posted on outubro 13, 2010. Filed under: Chile, Regate no Chile, resgate, San José, soterrados, túnel |

>

  • Roxana Gomez, filha do mineiro Mario Gomez, chora durante a transmissão do resgate de seu pai
    Roxana Gomez, filha do mineiro Mario Gomez, chora durante a transmissão do resgate de seu pai .

Regate no Chile – Edison Peña, 34, foi o 12º mineiro a ser resgatado da mina San José, no norte do Chile. Apaixonado por esportes, ele praticava corrida diariamente no interior da mina e chegou a correr 10 quilômetros em um dia, apesar do pouco espaço disponível.

 Jorge Galleguilos comemora a saída – AFP

O mineiro chileno Jorge Galleguillos Orellana, de 56 anos, foi resgatado por volta de 9h32 desta quarta-feira (13). Ele sofre de hipertensão e recebeu cuidados assim que saiu da cápsula Fénix.

Antes dele, foi resgatado da mina, Alex Vega, 32. Ele, que estava soterrado a 700 metros de profundidade, junto com outros 32 trabalhadores, há 69 dias, é mecânico de máquinas pesadas e foi recepcionado pela mulher. Pai de dois filhos, trabalhava na mina para economizar dinheiro para comprar uma casa para família em Copiapó.

Assim que deixou o túnel, ele fez o sinal da cruz, cumprimentou as pessoas que estão no acampamento e abraçou longamente a mulher.

 Mario Gomez, o mais velho dos 33, acena com bandeira chilena – AFP

Por volta das 8h, Mario Gómez, 63, foi o nono mineiro a ser retirado. Ele é o mais velho do grupo e começou a trabalhar em minas com 12 anos. Ao sair, ele caiu de joelhos e rezou, segurando a bandeira chilena. Gómez também foi abraçado por sua mulher, Lilianete Ramirez.

Gomez tem silicose, uma doença pulmonar comum aos mineiros, e recebeu antibióticos e medicamentos para inflamação brônquica.

O oitavo mineiro retirado foi Claudio Yáñez, 34, que trabalha como operador de broca. Ele foi resgatado por volta das 7h. O sétimo mineiro foi salvo por volta das 6h20. José Ojeda, 46, trabalha como perfurador. O sexto mineiro trazido à superfície foi o operário Osmán Araya, 30, que saiu por volta das 5h35. O quinto a ser resgatado foi Jimmy Sánchez, 19. Aparentemente debilitado, ele saiu da mina por volta das 4h10.
O boliviano Carlos Mamani, 23, foi o quarto a chegar na superfície. O presidente boliviano, Evo Morales, que havia prometido estar presente no resgate dele, chegou na mina apenas durante a manhã de hoje.

Sebastian Piñera abraça Florencio Avalos, o primeiro a ser resgatado – AFP

O terceiro resgatado da mina foi Juan Illanes, 52. O segundo foi Mario Sepulveda, 40. Ele trouxe consigo uma sacola cheia de pedras da mina onde esteve preso. Eufórico, Sepulveda surpreendeu ao sair da cápsula e distribuir pedras da mina San José como presentes e lembranças para funcionários envolvidos no resgate. O mineiro também abraçou fortemente o presidente Sebastián Piñera.

O primeiro operário a sair da mina foi Florencio Ávalos, 31. Centenas de pessoas se aglomeraram em volta do telão no acampamento “Esperanza” para comemorar a saída do mineiro. Balões, gritos de guerra e muita euforia celebraram o sucesso do primeiro resgate.

Saúde é considerada boa
A situação de saúde dos primeiros mineiros resgatados é considerada “bastante boa”, afirmou o ministro da Saúde, Jaime Mañalich, em uma entrevista coletiva nas proximidades da jazida. “As coisas vão extraodinariamente bem até aqui, inclusive melhor do que o esperado”, disse.

Segundo Mañalich, alguns mineiros apresentaram aumento da frequência cardíaca quando subiam pelo túnel de 622 metros de comprimento e 66 centímetros de diâmetro, mas todos se recuperaram de forma satisfatória após um repouso, sem a necessidade de medicamentos.

  • Ariel Marinkovic/AFP  
  • Parentes dos 33 mineiros soterrados comemoram quando a perfuradora deixa o local das operações de resgate após concluir o revestimento do túnel
    • O ministro explicou que a partir deste momento, os mineiros seguirão um protocolo de hidratação e de suplementos vitamínicos. Os trabalhadores que já foram internados no hospital de Copiapó estão sendo avaliados por especialistas, como dermatologistas e oftalmologistas.
      “Os mineiros têm uma situação psíquica tranquila”, completou Mañalich, que também destacou o cansaço de todos.

      Com a redução do tempo dos trajetos, Mañalich disse que a operação de resgate – programada para durar 48 horas – pode cair a um dia e meio, 12 horas a menos que o esperado.

      Expectativa
      Muito havia se especulado sobre a ordem de saída dos trabalhadores, confirmada apenas há poucas horas do início do resgate pelo presidente do Chile, que estava presente na mina no momento da saída do primeiro soterrado.

      O resgate dos mineiros foi marcado pela comoção que gerou em todo o mundo — a imprensa de todo o planeta baixou na mina nos últimos dias, além de empresas, como a Nasa, que enviaram técnicos para ajudar nos trabalhos.

      A rapidez dos trabalhos também chamou a atenção. Inicialmente, o governo chileno havia previsto a conclusão dos trabalhos para o Natal, no final de dezembro. Mas os trabalhos para perfurar o solo e abrir caminho para a cápsula Fênix se adiantaram e, pouco mais de dois meses depois, os mineiros puderam finalmente reencontrar suas famílias.

      Nos dois dias que a reportagem do UOL Notícias acompanhou o resgate dos mineiros, também chamou a atenção a organização da estrutura em torno da mina San José. O acampamento, que, em agosto, era apenas um amontoado de barracas, tornou-se uma minicidade, em que é possível encontrar desde pronto socorro a internet WiFi e banheiros com ducha.

      Ordem do resgate
      Segue a ordem de saída anunciada pelas autoridades chilenas:

      .1. Florencio Ávalos, 31 anos, capataz.
      .2. Mario Sepúlveda, 39, eletricista.
      .3. Juan Illanes, 52 anos, operário da mina.
      .4. Carlos Mamani, 23, boliviano, operador de máquinas.
      .5. Jimmy Sánchez, 19, operário da mina.
      .6. Osmán Araya, 30, operário da mina.
      .7. José Ojeda, 46, perfurador.
      .8. Claudio Yáñez, 34, operador de broca.
      .9. Mario Gómez, 63, operário da mina.
      .10. Álex Vega, 31, mecânico.
      .11. Jorge Galleguillos, 56, operário da mina.
      .12. Edison Peña, 34, operário da mina.

      13. Carlos Barrios, 27, operário da mina.
      14. Víctor Zamora, 33, mecânico.
      15. Víctor Segóvia, 48, eletricista.
      16. Daniel Herrera, 37, motorista.
      17. Omar Reygadas, 56, eletricista.
      18. Esteban Rojas, 44, encarregado de manutenção.
      19. Pablo Rojas, 45, operário da mina.
      20. Darío Segóvia, 48, operador de broca.
      21. Yonni Barrios, 50, eletricista, enfermeiro.
      22. Samuel Ávalos, 43, operário da mina.
      23. Carlos Bugueño, 27, operário da mina.
      24. José Henríquez, 54, perfurador.
      25. Renan Ávalos, 29, operário da mina.
      26. Claudio Acuña, 44, operário da mina.
      27. Franklin Lobos, 53, motorista, ex-jogador de futebol.
      28. Richard Villarroel, 23, mecânico.
      29. Juan Aguilar, 46, supervisor.
      30. Raúl Bustos, 40, engenheiro hidráulico.
      31. Pedro Cortez, 24, operário da mina.
      32. Ariel Ticona, 29, operário da mina.
      33. Luis Urzúa, 54, topógrafo, chefe de turno.

      Fonte: Notícias  UOL 

      Anúncios
      Ler Post Completo | Make a Comment ( 1 so far )

      >Brasil x Chile: Dunga faz mistério sobre escalação e minimiza bom retrospecto

      Posted on junho 28, 2010. Filed under: Brasil, Chile, Copa 2010, Dunga, FUTEBOL, seleção brasileira |

      >

      Ao lado de Grafite no treino deste domingo, Felipe Melo não está confirmado

      Ao lado de Grafite no treino deste domingo, Felipe Melo não está confirmado
      O Brasil joga contra o Chile nesta segunda às 15h30min em Johannesburgo pelas oitavas de final da Copa. 
      As duas equipes reeditam o confronto pela mesma fase da Copa de 1998, na França, quando o Brasil do então capitão Dunga goleou os chilenos por 4 a 1. 
      O treinador não quis confirmar a escalação da equipe. Felipe Melo, que se recupera de uma lesão no tornozelo, ainda é dúvida, mas Kaká e Robinho devem voltar ao time. 
      Sob o comando de Dunga, o Brasil enfrentou o Chile cinco vezes e venceu todos os confrontos, mas o treinador menosprezou o retrospecto favorável. “São apenas estatísticas”, disse ele.
      Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

      >Terremoto gigantesco atinge o Chile e é sentido em São Paulo

      Posted on fevereiro 27, 2010. Filed under: catástrofe, Chile, escala Richter, magnitude, Michelle Bachelet, terremoto, Tsunami |

      >

      Um terremoto de magnitude 8,8 atingiu o centro-sul do Chile na madrugada deste sábado (27), o maior tremor no país em 25 anos. Pelo menos 78 pessoas morreram, segundo a presidente chilena, Michelle Bachelet. Foi decretado estado de catástrofe no país.

      Foto que reproduz imagem de TV mostra carro atingido por escombros de prédio na capital chilena, Santiago; Chile sofreu tremor de mais de 8 graus de magnitude nesta madrugada

      De acordo com o United States Geological Service (USGS, por sua sigla em Inglês), o terremoto teve seu epicentro a 35 quilômetros de profundidade, na região de Bio Bio, a cerca de 320 quilômetros ao sul da capital chilena, Santiago, e a 91 quilômetros ao norte de Concepción.
      Pelo menos 13 réplicas de magnitudes entre 6,9 e 5,2 graus na escala Richter ocorreram nas horas posteriores ao primeiro tremor, registrado às 3h26 no horário local, segundo o Escritório Nacional de Emergência (ONEMI) do Chile.
      “Quero pedir calma”, disse a presidente chilena, Michelle Bachelet, ao convocar uma reunião de emergência para discutir as medidas após o tremor.
      O aeroporto internacional de Santiago foi fechado e todos os voos foram cancelados até novo aviso, segundo relatos de funcionários de algumas companhias aéreas no Peru e no Brasil.
      Os voos, quase todos de longa distância e na maioria procedentes de cidades dos Estados Unidos e Europa, estavam sendo desviados para aeroportos na Argentina, principalmente para a cidade de Mendoza.
      O Chile também está problemas de comunicação, com linhas telefônicas sem funcionar. Várias pontes ficaram danificadas, segundo o subsecretário do Interior, Patrício Rosende.
      Os danos materiais também estão sendo avaliados pelo governo. Na região de Araucanía, onde houve vítimas, foram relatados danos a hospitais e redes de infraestrutura básica, como água, gás e eletricidade.
      Tsunami
      Um alerta de tsunami foi emitido para as zonas costeiras do Chile, Equador e Peru, e depois estendido para a Colômbia, Panamá, Costa Rica, Antártida, Nicarágua, Honduras, El Salvador, Guatemala, as ilhas Pitcairn e a Polinésia Francesa.
      Áreas da Ilha de Páscoa (que fica a 3.500 km da costa do Chile no Oceano Pacífico) estão sendo evacuadas pela Marinha chilena, devido ao risco de formação de ondas gigantes após o terremoto.
      O tremor também poderá causar danos em todas as ilhas do Havaí, afirmou o Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico. “É preciso tomar medidas urgentes para proteger a vida e a propriedade”, disse o Centro em um comunicado. “Todas as costas correm perigo, sem importar a direção que estão”, acrescentou. Estima-se que a primeira onda do tsunami chegará ao Havaí às 11h19 (18h19 no horário de Brasília).
      A agência meteorológica do Japão alertou para possíveis tsunamis na região do Pacífico.
      ‘Interminável’
      De acordo com a correspondente da BBC no Cone Sul Valeria Perasso, na região de Araucanía, onde houve vítimas, foram relatados danos a hospitais e redes de infraestrutura básica, como água, gás e electricidade.
      Moradores das zonas atingidas pelo terremoto descreveram o tremor como “interminável”, e o estado de choque foi sentido nas ruas, em meio a casas destruídas.
      Entretanto, lembrou a jornalista, ainda é cedo para fazer uma avaliação dos prejuízos.
      Segundo o USGS, os efeitos do tremor foram percebidos no mar de Valparaíso, na costa a oeste de Santiago.
      O leitor Mark Winstanley, que contatou a BBC em Viña del Mar, um balneário próximo de Valparaíso, afirmou que os prédios haviam tremido, mas que ele não havia visto ainda sinais de destruição. Telefones e eletricidade estavam cortados, disse Winstanley.
      Na capital chilena, relatos dão conta de que os prédios tremeram entre 10 segundos e 30 segundos.
      Um professor da universidade de Santiago, Cristian Bonacic, disse que o terremoto havia sido forte, mas que a cidade parecia ter resistido bem. Comunicações via internet estavam funcionando, mas não os telefones celulares.
      Um jornalista que falou à TV chilena da cidade de Temuco, 600 km ao sul da capital, disse que muitas pessoas haviam deixado suas residências com medo de desabamentos. Muitas, em prantos.
      Depois do terremoto, tremores de intensidade variável foram registrados em todo o país, levando as autoridades chilenas a pedir aos moradores que permaneçam em casa.
      Graciela Martín, de Mendoza, no lado argentino da fronteira andina, afirmou que “deste lado da fronteira, sentimos um tremor de cerca de um minuto.” Há inclusive depoimentos de pessoas que dizem ter sentido os efeitos no Brasil. A Defesa Civil de São Paulo confirmou os relatos, mas disse que não há danos ou vítimas.
      “Círculo de fogo”
      O Chile, onde hoje foi registrado um terremoto de 8,8 graus na escala Richter nesta madrugada, fica no chamado “círculo de fogo” que margeia os países banhados pelo Pacífico, uma das áreas mais sísmicas do planeta, onde ocorrem 80% dos terremotos
      Bachelet
      Ao convocar a reunião de emergência, a presidente Michelle Bachelet, que havia planejado com antecedência uma viagem para a região de Bio Bio neste sábado, afirmou que equipamentos seriam enviados de Santiago para as províncias do sul para restabelecer as comunicações interrompidas.
      “Foi de fato um grande terremoto, mas as instituições estão funcionando. Em breve poderemos ter informação visual sobre o que aconteceu”, disse a presidente chilena.
      O maior terremoto a atingir o Chile no século 20 foi um tremor de magnitude 9,5, que atingiu a cidade de Valdívia em 1960, deixando 1.655 mortos.
      Para o sismólogo britânico Roger Musson, o terremoto deste sábado foi “gigantesco”.
      “Qualquer movimento acima de oito graus é um grande terremoto”, precisou o especialista.
      *Com informações de BBC, Folha Online e agências internacionaisFonte: UOL
      Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

      Liked it here?
      Why not try sites on the blogroll...