concursos no Brasil

>Concursos com inscrições e vagas em todo Brasil

Posted on maio 11, 2009. Filed under: concurso, concurso público, Concursos, concursos no Brasil |

>

Convivo diariamente com pessoas que fizeram concursos públicos para locais distantes de suas origens, abrindo mão das suas raízes familiares e do conforto de morar em local conhecido, em prol de vantagens como a estabilidade no emprego ou o salário mais elevado do que conseguiria obter na iniciativa privada local.

Em muitos casos a situação é amplificada pelo fato de o concurso ser nacional, com pouco controle (por parte do candidato) até mesmo do estado em que será lotado, caso aprovado.

Para muitas pessoas, as vantagens compensam a distância e o possível desconforto causado pela diferença de costumes ou até mesmo de desenvolvimento regional. Outras têm facilidade de se adaptar e gostam da mudança, ou têm a felicidade de acabar indo atuar em um local que seria de sua preferência, mesmo em outras circunstâncias.

Mas há os casos de exceção: aquelas que acabam embarcando em um mundo de frustrações e insatisfação por estarem num local em que não desejariam, muitas vezes realizando atividades muito diferentes daquelas que sonharam, ou se prepararam, ou teriam potencial.

Se você deseja fazer concurso, abaixo tem uma relação com os principais e melhores concursos do Brasil é só clicar e fazer sua inscrição.

Organizador


Vagas Salário máximo Escolarid Local de trabalho
Aeronáutica

ABERTAS

até

22/05/09

160 não informado nível médio formação em Guaratinguetá (SP) e após qualquer unidade militar veja edital
Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo

ABERTAS

até

29/05/09

120 R$ 3.600 nível superior estado de São Paulo veja edital
Associação Sulina de Crédito e Assistência Rural e a Associação Riograndense de Empreendimentos de Assistência Técnica e Extensão Rural ABERTAS até 21/05/09 cad R$ 2.294,67 nível médio e superior RS veja edital
Banco do Brasil

ABERTAS

até

24/05/09

cad
R$ 1.037,40 nível médio estados do Acre, do Amapá, do Amazonas, do Maranhão, de Pernambuco, de Rondônia e de Roraima e cidades de Afuá/PA, Almeirim/PA e Monte Dourado/PA veja edital
Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza

ABERTAS

até

22/05/09

1.781 R$ 2.600 nível médio, técnico e superior várias cidades do Estado de São Paulo veja edital
Companhia Imobiliária de Brasília

ABERTAS

até

10/05/09

13 R$ 3.303,97 nível superior Brasília veja edital
Conselho Regional de Corretores de Imóveis da 14ª Região, em Mato Grosso do Sul

ABERTAS

até

21/05/09

106 R$ 2 mil todos os níveis Campo Grande (MS) veja edital
Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo

ABERTAS

até

14/05/09

284 R$ 3.304,31 todos os níveis São Paulo, Araçatuba, Bauru, Botucatu, Campinas, Marília, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, Sorocaba e Taubaté veja edital
Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Estado de São Paulo

ABERTAS

até

12/05/09

196 R$ 2.770,17 todos os níveis Grande SP, interior e baixada veja edital
Defensoria Pública do Estado de Alagoas

ABERTAS

até

31/05/09

24 R$ 14.790,89 nível superior Maceió veja edital
Fundação Nacional de Saúde

ABERTAS

até

17/05/09

411 R$ 2.222,72 nível médio e superior todo o país veja edital
Governo do Rio Grande do Norte

ABERTAS

até

14/05/09

400 R$ 1.470,00 nível médio Natal, Nísia Floresta, Parnamirim, Caicó, Mossoró, Pau dos Ferros e Caraúbas veja edital
Governo de Rondônia

ABERTAS

até

31/05/09

1.140 R$ 9.050 todos os níveis Porto Velho veja edital
Hospital Regional de Santa Maria (DF)

ABERTAS

até

10/05/09

295 R$ 5 mil nível fundamental, médio e superior Santa Maria (DF) veja edital
Instituto de Botânica de São Paulo

ABERTAS

até

17/05/09

40 R$ 1.037,86 todos os níveis São Paulo (SP) veja edital
Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro)

ABERTAS

até

26/05/09

127 R$ 7.563,01 nível superior Estados do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Goiás veja edital
Marinha ABERTAS até 18/05/09 95 R$ 4 mil nível superior Rio de Janeiro (RJ) veja edital
Metrô do Distrito Federal

ABERTAS

até

10/05/09

731 R$ 2.985,00 todos os níveis Brasília (DF) veja edital
Ministério Público do Rio de Janeiro

ABERTAS

até

13/05/09

30 não informado nível superior Rio de Janeiro (RJ) veja edital
Prefeitura de Betim (MG)

ABERTAS

até

10/05/09

436 R$ 690 nível fundamental e nível médio Betim (MG) veja edital
Prefeitura de Franca (SP)

ABERTAS

até

12/05/09

cad R$ 2.727,97 todos os níveis Franca (SP) veja edital
Prefeitura de Guarulhos (SP) ABERTAS até 22/05/09 434 R$ 2.447,20 todos os níveis Guarulhos (SP) veja editais
Prefeitura de Itupeva (SP)

ABERTAS

até

22/05/09

55 R$ 2.565 todos os níveis Itupeva (SP) veja edital
Prefeitura de Santana de Parnaíba (SP)

ABERTAS

até

20/05/09

236 R$ 5.900 todos os níveis Santana de Parnaíba (SP) veja edital
Secretaria de Planejamento e Gestão do Rio de Janeiro

ABERTAS

até

24/05/09

60 R$ 5.082 todos os níveis várias do RJ veja edital
Tribunal de Justiça de Minas Gerais

ABERTAS

até

27/05/09

717 remuneração ocorre de acordo com o trabalho realizado nível superior diversas cidades mineiras veja edital
Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul

ABERTAS

até

20/05/09

20

R$ 6.160,14 nível médio e superior cidades do Rio Grande do Sul veja edital
Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (Santa Catarina)

ABERTAS

até

15/05/09

2 R$ 19.955,40 nível superior Florianópolis (SC) veja edital
Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região (Rondônia e Acre)

ABERTAS

até

02/06/09

9 R$ 19.955,40 nível superior Porto Velho (RO) veja edital
Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (Maranhão)

ABERTAS

até

11/05/09

5 e cad R$ 6.611,39 nível médio e superior São Luís veja edital
Universidade Federal de São Carlos (SP)

ABERTAS

até

22/05/09

27 R$ 1.747,83 nível médio e superior Araras, São Carlos e Sorocaba (SP) veja edital
Universidade Federal do ABC

ABERTAS

até

15/05/09

31 R$ 1.747,83 nível médio, técnico ou superior Santo André e São Bernardo do Campo (SP) veja edital

Para estas, um vencimento inicial de R$ 8.000,00 no contracheque não compensa itens como:

  • a distância da família,
  • a distância e ausência de contato com seus superiores hierárquicos e com a cadeia de decisões de seu órgão,
  • a impossibilidade de encontrar no mercado local itens comuns, como um iogurte ou a sua fruta predileta,
  • a impossibilidade de encontrar moradia no padrão desejado,
  • a necessidade de interromper o ciclo normal de seu desenvolvimento acadêmico,
  • a chegada das revistas semanais com 6 dias de atraso,
  • a Internet discada,
  • a distância de horas, por transporte incerto, até o centro de saúde mais próximo.

Claro que há infinitos motivos e níveis de gradação entre as extremidades da escala de satisfação. Pessoas que se motivam pela acolhida que recebem da população local. Pessoas que sentem saudade do litoral, ou da serra, ou do frio, ou do calor. Pessoas que não têm condições de levar a família consigo, por qualquer razão. Pessoas que descobrem novos interesses em sua carreira. Pessoas que encontram condições de trabalho que, ao invés de desafiar pela dificuldade, desmotivam pela impossibilidade. E muito mais.

Felizmente muitas pessoas conseguem se motivar e atuar em todas as condições acima, encontram sempre o lado positivo e ainda constróem uma vida produtiva e criativa para si e para os seus, mesmo quando o contracheque parece não compensar as circunstâncias.

Minha experiência pessoal neste sentido é muito positiva, embora nada extrema: passei em um concurso público federal (para pesquisa e desenvolvimento em telecomunicações) ainda na década de 1990, o que me levou a mudar de cidade (algo a que resisti muito) e acabou mudando minha vida e carreira de muitas maneiras – até mesmo me levando a buscar a graduação em Administração, e não na área de TI, como seria o desenvolvimento natural se as coisas tivessem mantido seu rumo original. Não fiquei muito tempo no emprego para o qual passei naquele concurso, mas quando saí de lá, minha vida já era outra.

E é deste tipo de experiências e expectativas positivas que o artigo “Mudar de cidade por estabilidade e salário vale a pena, dizem aprovados“, publicado recentemente pelo G1, trata.

Nestes tempos bicudos em que aumenta a valorização da expectativa de estabilidade trazida pelos concursos públicos, este tipo de consideração pode ser muito interessante, ainda mais quando se considera que na maioria dos casos, as principais possibilidades de remoção ou transferência só podem surgir após completar o segundo (ou o terceiro) ano em sua lotação inicial.

Separei um trecho que, embora não seja brilhante na expressão de sua opinião generalizada sobre a temperatura e praias da região Sul, é bem ilustrativo:

Para Fábio Gonçalves, diretor executivo do curso preparatório Academia do Concurso, antes de mais nada o candidato deve questionar se a remuneração vale a pena.

“Muitas pessoas moram com a família ou em casa própria e têm vários benefícios na cidade de origem. Quando passam em um concurso e vão para a outra cidade, percebem que, com os novos gastos, terão um poder aquisitivo menor. Por isso, é muito importante fazer as contas, Às vezes, vale mais a pena continuar se preparando para um concurso mais próximo”, diz.

Ele afirma ainda que mesmo se a remuneração valer a pena é importante ter certeza de que vai conseguir viver bem longe da família e dos amigos.

“Se for um concurso com várias opções de localidade, é melhor escolher uma localidade que o candidato goste. Se ele gosta de praia e sol e não se adapta ao frio, não seria uma boa opção concorrer a cidades do Sul do país, por exemplo”.

Ele recomenda a quem está disposto a exercer o cargo público longe de casa que opte para concursos da área fiscal para nível superior e para os de tribunal para nível médio devido às altas remunerações.

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...