Cooperativas

>Só resta intervir

Posted on abril 19, 2010. Filed under: Cooperativas, DEM, Dilma, Distrito Federal, Futuro, Lula, Polícia Federal |

>  

“Oito anos de Lula, quatro de Dilma, mais oito de Lula é o melhor que podemos construir pro futuro do país?” (Ciro Gomes)

Lembra da deputada Eurídice Brito que aparece em vídeo enchendo a bolsa com maços de dinheiro? Pois o dela foi um dos 13 votos que no último sábado elegeram Rogério Rosso (PMDB) para cumprir o resto do mandato do ex-governador José Roberto Arruda e do seu vice Paulo Octávio, abatidos pelo escândalo do mensalão do DEM do Distrito Federal.

De Leonardo Prudente (DEM), presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, você deve se lembrar. Sim, aquele que escondeu dinheiro nas meias. Prudente renunciou ao mandato. Deu lugar ao suplente Geraldo Naves, preso depois por ter ajudado Arruda a tentar subornar uma testemunha do escândalo. Assim como Arruda, Naves foi solto. Saiu da cadeia para votar em Rosso.

E o deputado Rubens Brunelli – aquele que em vídeo reza contrito por ter alcançado a graça de receber dinheiro do mensalão? Brunelli também renunciou ao mandato. Assumiu o suplente – um tal de Pedro do Ovo, que recebia por mês R$ 40 mil, segundo uma conversa gravada entre Arruda e o seu chefe da Casa Civil. Pedro do Ovo votou em Rosso, é claro.

E Airton Gomes, Benedito Domingos, Benício Tavares, Rogério Ulysses e Roney Nemer, deputados distritais de variados partidos, todos apontados pela Polícia Federal como notórios integrantes da sofisticada organização criminosa chefiada por Arruda? Votaram em Rosso – por que não? Identificamos até aqui quantos dos 13 votos que elegeram Rosso? Um, dois, três… Oito. Adiante.

O deputado Batista das Cooperativas ficou de fora da lista dos mensaleiros. Mas gente empregada por ele na administração da cidade-satélite de Águas Claras foi descoberta trabalhando para uma cooperativa que é… De quem? Dele. Batista votou em Rosso. Outro que votou: o deputado Aguinaldo de Sena, que responde a processo por improbidade administrativa. Foi secretário de Esportes de Arruda.

Quer dizer: 10 dos 13 votos responsáveis pela eleição do novo governador do Distrito Federal são votos manchados por fortes suspeitas de corrupção. Quem é Rosso? Administrador da cidade-satélite de Ceilândia no último governo de Joaquim Roriz, substituiu Durval Barbosa na presidência da Companhia de Desenvolvimento do Planalto (Codeplan) durante parte do governo Arruda.

Durval você sabe quem é. Orientado por Roriz, abriu os cofres da Codeplan para eleger Arruda governador em 2006. Encarregou-se do caixa 2 da campanha dele. Uma vez Arruda eleito, foi promovido a Secretário de Relações Institucionais. Assustado com o número de processos abertos contra ele pelo Ministério Público, e sentindo-se abandonado por Arruda, esvaziou sua videoteca e detonou o esquema do mensalão.

Bancado pelo deputado federal Tadeu Filippelli, ex-cria política de Roriz e atual presidente do PMDB do Distrito Federal, Rosso se elegeu direto no primeiro turno. Mas se fosse obrigado a disputar o segundo turno contaria com os quatro votos da bancada de deputados do PT. Para isso Filippelli e o PT haviam firmado um acordo de bastidor sob as bênçãos de Lula e do comando da campanha de Dilma Rousseff.

O inimigo a ser derrotado era Roriz, candidato a governar Brasília pela quinta vez, e que ofereceu seu palanque para José Serra, candidato do PSDB à sucessão de Lula. Roriz apoiou a candidatura de Wilson Lima, presidente da Câmara Legislativa no exercício do cargo de governador. Na noite da sexta-feira, Lima foi dormir com a certeza de que teria 12 votos de saída. Acordou com 10. No meio da tarde tinha oito. Restaram-lhe quatro.

Lula e Dilma querem juntar o PT e o PMDB para eleger em outubro o próximo governador do Distrito Federal. Agnelo Queiroz é o candidato do PT ao governo. Filippelli quer ser vice dele ou candidato ao Senado. Tudo o que o PMDB pedir lhe será concedido por Lula desde que o partido siga com Dilma. Aliar-se com uma fatia da escória que manda em Brasília há 12 anos não parece ser algo de tão absurdo assim.

E-mail para esta coluna: noblat@oglobo.com.br BLOG DO NOBLAT: http://www.oglobo.com.br/noblat

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...