Copa 2014: Cuiabá

>Copa 2014: Cuiabá debate viabilidades para o transporte coletivo

Posted on outubro 24, 2009. Filed under: Copa 2014, Copa 2014: Cuiabá, CUIABÁ |

>

Devido ao alto custo e a inviabilidade do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) para Cuiabá, o VRP (Veículo Rápido sobre Pneus) entrou no projeto da capital mato-grossense para a Copa 2014. Visto hoje como excelente alternativa para ajudar a desafogar o trânsito de Cuiabá, o VRP é a promessa de modernização para melhorar a mobilidade nos próximos anos. O sistema deverá ser construído em Cuiabá já nos próximos meses.

A implantação do sistema faz parte dos preparativos de Cuiabá para a Copa 2014 e promete mudar o perfil do transporte a médio prazo. O projeto foi preparado pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes Urbanos (SMTU) e já foi encaminhado para a Agência Executora da Copa.

Conforme o secretário da SMTU, Edivá Alves, a prioridade do projeto é a Avenida do CPA, uma das mais movimentadas de Cuiabá. A Secretaria ainda tem mais 71 projetos de obras para melhorar o fluxo de veículos e pedestres na capital. O sistema VRP deve percorrer outras áreas da cidade.

O secretário explicou que a Avenida do CPA deve ser alargada para a implantação do VRP, com vias centrais exclusivas para circulação do transporte coletivo. As vias dos ônibus ficarão na pista central para evitar a aglomeração de pedestres nas calçadas.

O VRP – O Veículo Rápido sobre Pneus, semelhante a ônibus, é um sistema de transporte expresso em corredores segregados, como os que existem em Pequim (China). Além de liberar as vias centrais para trânsito de veículos, o VRP vai facilitar o deslocamento da população oferecendo um meio de transporte mais atrativo que o de ônibus comuns.

Em Cuiabá, os usuários nos pontos de ônibus sofrem com o calor. Mas com a implantação do sistema de transporte expresso, a situação deverá ser amenizada, oferecendo conforto e rapidez à população.

A tecnologia de piso baixo permite aos passageiros entrar e sair dos veículos com segurança e rapidez, elevando a velocidade do transporte da cidade e tornando-o mais eficiente. O corredor deverá ter faixas de ultrapassagem e paradas no canteiro central. Toda a operação do sistema é controlada visualmente ao vivo na central da gestora BPTC.

Em Pequim, por exemplo, os ônibus utilizados no BRT são equipados com eixos dianteiros RL85A da ZF e sistemas de direção e transmissão Ecomat de seis marchas. O sistema funciona das 5 horas da manhã até as 23 horas. Os passageiros pagam as tarifas nas plataformas de embarque/desembarque em nível, que possuem sistema eletrônico de informação.

Para as autoridades, o BRT oferece a vantagem de baixo custo de implantação, em comparação com as ferrovias, que alia a grande capacidade e elevada velocidade à flexibilidade dos ônibus. O sistema está sendo usado por centenas de cidades em todo o mundo.

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( 2 so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...