Corumbá

>Incra pagou R$ 7,5 milhões a mais por fazenda de Bumlai, amigão de Lula

Posted on setembro 15, 2010. Filed under: amigão de Lula, Campo Grande News, Corumbá, Fazenda, fazenda São Gabriel, INCRA, José Carlos Bumlai, Justiça Federal, Ministério Público Federal |

>

Foto

José Carlos Bumlai. O amigão de Lula

A fazenda São Gabriel, em Corumbá (MS), pela qual o Incra teria pago R$ 7,5 milhões a mais do que o valor de mercado, pertencia à família Bumlai, cujo patriarca, José Carlos Bumlai, é amigo pessoal do presidente Lula e integra o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social criado pelo governo federal.

A informação é do site Campo Grande News.

Na ação na Justiça Federal em que o Ministério Público Federal questiona a venda da fazenda, e obteve a suspensão do pagamento pelo Incra, aparecem como beneficiários da transação quatro filhos de José Carlos Bumlai, Maurício de Barros Bumlai, Fernando de Barros Bumlai, Cristiane de Barros Marques Bumlai Pagnoceli e Guilherme de Barros Costa Marques Bumlai. A denúncia feita pelo MPF à Justiça é de que a área foi comprada por R$ 7,5 milhões acima do valor de mercado.

 A fazenda, de 4,6 mil hectares, foi avaliada, em 2005, época da aquisição pelo Incra, em R$ 20 milhões. Desse total, R$ 4 milhões eram referentes às benfeitorias, que são pagos à vista, e R$ 16 milhões para a terra nua.
Fonte: CH

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Serra grava resposta a ataque de Lula na TV

Posted on setembro 8, 2010. Filed under: candidato do PSDB à Presidência, Corumbá, Dilma Rousseff, José Serra, Lula, Receita Federal |

>Cátia Seabra, da Folha.com

O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, cancelou viagem a Corumbá (MS), onde gravaria na fronteira, para gravar uma resposta ao depoimento do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, exibido no horário eleitoral. O texto ainda não foi definido pela campanha tucana, mas deve ser exibido amanhã.
Ontem, Lula ocupou parte do programa eleitoral da candidata petista Dilma Rousseff para atacar a candidatura de Serra, por conta das críticas que se sucederam à quebra de sigilo de dados fiscais, pela Receita Federal, de pessoas ligadas ao tucano –apesar disso, o caso não foi citado diretamente.
A fala do presidente (de cerca de dois minutos e pouco mais de 300 palavras) segue estratégia definida pela campanha de Dilma de poupar a candidata do PT e deixar que o presidente faça ataques diretos ao adversário tucano e à oposição.
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...