criminalidade

>O estado do medo

Posted on agosto 6, 2010. Filed under: carga tributária, criminalidade, Educação, Ibama, Mato Grosso, medo, saúde pública, Sema, violência |

>

Um estado desgovernado como está Mato Grosso hoje gera aflição e medo nos mato-grossenses. Medo da violência, estampada na criminalidade que cresce num espaço desocupado pelo estado cujo governo se mostra fraco e omisso.
Medo na Educação, pois os pais trabalhadores e desempregados estão aflitos em ver seus filhos frequentando a escola pública que, com raras exceções, continua de mal a pior: maltratando nossas crianças, jovens, professores e servidores.
Medo de ficar doente e precisar se servir da saúde pública, porque o sistema é bruto e não cura.
Medo da carga tributária: os pequenos empresários e comerciantes vivem aflitos pelo modelo arrecadatório, perverso, da Sefaz, que com sua truculência impõe o medo no setor que mais emprega no estado.
E os produtores de alimentos e riquezas vivem aflitos pela falta de clareza sobre as leis ambientais são mais de 10 mil – e não sabem a quem se dirigir: se à Sema ou ao Ibama. Nossos produtores vivem trabalhando com medo de multas e repressão.
O mais novo medo de quem pensa no futuro de Mato Grosso é o desarranjo das contas públicas, causado pela corrupção e a farra dos precatórios, que parecem não ter limites e nem fim.
E os prefeitos de Mato Grosso – com poucas exceções – têm medo de declarar apoio a qualquer outro candidato que não seja o governador, que está se aproveitando como pode desses meses à frente do poder.
Elegendo um bom governador podemos mudar tudo isso. Precisamos de um Estado servidor, com um governo eficiente e comprometido com as necessidades dos mato-grossenses. Pois precisamos de um governador que priorize o combate rigoroso ao crime. A tolerância com o crime deve ser zero!
Precisamos de escolas que tenham o compromisso de ensinar cada criança e jovem para que ele possa ter escolhas no futuro. Precisamos investir na construção de novos hospitais. Governador nenhum pode dormir tranquilo sabendo que há cidadãos sob sua responsabilidade morrendo em filas intermináveis.
Precisamos de tranquilidade na cidade: arrecada mais o Estado que defende os empreendedores, que defende quem gera empregos – e não aquele que procura extorquir os pequenos e médios empresários que prosperam.
Por fim, precisamos dar autonomia aos municípios e não ficar humilhando os prefeitos que precisam andar o tempo todo de pires na mão.
A sociedade vai usar mais do que nunca o voto sem medo, porque é secreto. Viva a democracia!

Autor: Otaviano Pivetta é deputado estadual licenciado

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Os graves problemas do Brasil

Posted on fevereiro 2, 2010. Filed under: Congresso Nacional, corrupção, criminalidade, escândalos, graves problemas do Brasil, pesquisa CNT-Sensus, preocupações, saúde pública, violência |

>

Resultados da pesquisa CNT-Sensus revelam que a saúde pública, transporte e educação deixaram de ser as maiores preocupações dos brasileiros. A situação está mudando e preocupa. A pesquisa aponta que a corrupção, violência e a criminalidade são os maiores problemas enfrentados atualmente, revelando que, cada vez mais, o crescimento da criminalidade reflete no cotidiano das pessoas.

A pesquisa CNT-Sensus aponta que 69,4% dos brasileiros acreditam que a corrupção está aumentando no Brasil. O aumento da preocupação fica claro se comparado com os números da mesma pesquisa, que foi feita em setembro de 1998, apontando que 56% dos entrevistados achavam que a corrupção estava aumentando.


A violência é o problema que mais incomoda os brasileiros (22,9%). Na sequência vem outro motivo, mas igualmente ligado à criminalidade, ou seja, as drogas (21,2%). A saúde pública, apesar de todo caos vivido na maioria das cidades brasileiras, é apontada por apenas 6,7% dos brasileiros como o maior problema enfrentado.


Essa mudança na opinião dos brasileiros não chega a surpreender, muito pelo contrário. Trata-se sim do puro reflexo do que vem ocorrendo nas grandes cidades brasileiras, onde os índices de criminalidade aumentam cada vez mais. No Rio de Janeiro o tráfico de drogas dá as ordens. Em Cuiabá a violência também aumenta e na vizinha Várzea Grande os índices de assassinatos assustam. Chegam a atingir a média de um morto por dia, ou até mais.


Não é nenhuma novidade dizer que o combate à violência é um dos maiores desafios do governo brasileiro e que a corrupção precisa ser encarada com mais seriedade, em especial no âmbito do Congresso Nacional, onde sucessivos escândalos vêm sendo descobertos. Não se pode deixar de reconhecer que já houve muitos avanços, indo para a cadeia homens que até pouco tempo eram considerados intocáveis. Porém, todos sabem que ainda existe muita coisa para aparecer.


De um modo geral tudo isso acaba desgastando os Poderes e fazendo com que estes fiquem desacreditados. A violência é um dos piores males e a corrupção não fica para traz. A pesquisa CNT-Sensus revela essa realidade brasileira e deve servir para que, em todos os âmbitos – municipal, estadual e federal – sejam tomadas medidas no sentido de reverter essa lamentável situação. Fonte: A Gazeta

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...