descamisados

>O lulismo

Posted on novembro 16, 2009. Filed under: descamisados, Lulismo, público, peronismo, populismo |

>

Os fatos mostram que há identificação entre o peronismo e o lulismo. Algumas características do peronismo: nacionalismo, intervencionismo econômico, assistência aos descamisados, apoio à nova economia ou substituição de importações, sem oposição ou uma “democracia unânime”, populismo autoritário, apoio nos sindicatos.


Quais seriam as bases ou características do lulismo? Será que se aproxima do peronismo?


É nacionalista. Esse nacionalismo leva a outro elemento do lulismo: contra privatizações. Quem a faz não representa os verdadeiros interesses nacionais. O lulismo tem ainda viés estatizante.


Assistência aos mais pobres. Programas específicos para os nossos descamisados. Se aceita também as regras básicas do liberalismo econômico. O resultado seria o que se chama de social-desenvolvimentismo.


O lulismo não aceita o contraditório, a opinião contrária é rebatida com vigor. Quando ataca os que atacam o lulismo sempre rotulam as pessoas como da direita ou conservadoras. Seriam contra os interesses do povo ou nacionais.


Esse posicionamento tem base em outro pressuposto do lulismo: o populismo autoritário. Ataca inclusive setores da imprensa, da burocracia ou da intelectualidade que levante o dedo para a atuação do lulismo. Não consegue, mas busca o pensamento hegemônico.


O lulismo tem base ainda nos sindicatos e em movimentos sociais, até os irrigam com dinheiro público. Se necessário, podem ser usados como ameaça a outros setores. Há um enfraquecimento dos partidos políticos (incluindo o PT). Qualquer ação para desmoralizá-los é válida.


O lulismo faz tudo para ter o apoio da maioria. Não enfrenta reformas, como as da previdência ou tributária, porque isso poderia trazer desgaste para o projeto de poder. Só bondades políticas, nunca maldades, mesmo que sejam necessárias. Aumentam-se gastos públicos com pessoal para manter o apoio desse segmento para o projeto em andamento. Para criar o clima favorável usam-se sempre programas de impactos com divulgação massiva.


Não está claro ainda se o lulismo será aceito pela maior parta da classe média. Uma parte desse segmento social até apoia o governo Lula. Mas será que ela aceitará o lulismo ou a continuação do poder do presidente e suas ideias em outro personagem da política?


No plano externo o lulismo acena para os mais pobres e faz negócios com os mais ricos. O lulismo não aceita integração econômica com países mais fortes. Aceita e incentiva integração regional onde o Brasil tem presença econômica maior.


Não se sabe ainda como o lulismo vai enfrentar o principal competidor do Brasil na América do Sul: a China. Não pode haver excessos na competição. Ela é também a maior compradora hoje de produtos brasileiros. O lulismo ainda não mostrou suas armas para esse embate.


Não parece recomendável acontecer no Brasil o que aconteceu na Argentina com o peronismo. Criar um debate eterno entre grupos e gentes contra ou favor um presidente que já foi para casa. Alguém acima dos partidos políticos, como no peronismo e que atrasou o país vizinho.


A eleição no ano que é uma das mais importantes que o país já passou. O povo vai decidir se manda o lulismo para casa ou se o quer no poder, através de terceiros, sabe-se lá por quantos anos.

Autor: Alfredo da Mota Menezes – Fonte: A Gazeta.

E-mail: pox@terra.com.br; site: http://www.alfredeomenezes.com


Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...