Econômico

>Como saber qual o retorno econômico de um investimento? O que fazer?

Posted on agosto 1, 2010. Filed under: ações, aplicação, Econômico, imóvel, investimento, Oportunidade, poupança, Saulo Gouveia |

>

Quem ainda não se viu numa encruzilhada precisando aprovar um projeto, mas não consegue convencer os donos da grana? Quem ainda não ficou com uma baita dúvida ao querer colocar seu suado dinheirinho em um empreendimento e não se convence? Para aprovar uma despesa a mais como saber qual o retorno econômico? O que fazer?
Para decidir, primeiro escreva os motivos positivos e os contras, depois tire uma cópia. Jogue o original fora. Deixe-a de molho por trinta dias. Veja-a de novo. E se achar necessário, espere mais uma semana e torne a lê-la. Se depois disso continuar achando que vale a pena, passe para o passo a seguir.
Para saber se o retorno é atrativo, é simples. Pegue uma folha em branco divida ao meio e de um lado coloque todo o montante que você vai gastar e do outro todas as entradas previstas. Some todos os valores para ter uma noção do tamanho total do projeto e descobrir se as entradas superaram as saídas. Se o resultado for positivo, resta agora saber se o valor que sobra compensa o dinheiro aplicado. É também preciso saber se você tivesse colocado em outra aplicação daria mais.
Veja o seguinte exemplo: colocando R$ 100 mil agora em um projeto e recebendo ao longo de cinco anos 30 mil reais líquidos anuais, teremos um total de entradas de R$ 150 mil. Vale a pena? Se descontarmos 10% – do custo de oportunidade – ao ano cai para R$ 93,1 mil reais. Percebeu? Esse projeto não compensa. Para ser viável o retorno deverá ser acima dos R$ 100 mil iniciais.
Lembrete: O custo de oportunidade – os 10% – é a taxa que compara o empreendimento escolhido com outra aplicação, como ações, poupança ou imóvel. Se não souber fazer essa conta peça ajuda a um financista. Os especialistas em finanças sempre tomam as decisões entre duas – ou mais – alternativas. É melhor comprar ou alugar? Qual projeto tem prioridade? É melhor produzir ou terceirizar? Sempre comparam para saber qual é a taxa atrativa ou qual é o custo da oportunidade.
Se por acaso você precisar convencer alguém de aprovar seu projeto, a viabilidade financeira é o primeiro passo e o capacitará a envolvê-lo. Essa é a linguagem que o pessoal do financeiro gosta de ouvir, por isso, é importante falar do que eles vão ganhar. Assim caro leitor você não vai entrar numa fria, pois o seu planejamento lhe mostrará claramente o que fazer. Quem sabe pode superar com mais serenidade períodos turbulentos e realizar planos e objetivos de longo prazo. Saberá de onde vem e para onde vai seu dinheiro. Pense nisso, mas pense agora!
Autor: Saulo Gouveia – Fonte: A Gazeta
Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Painel Econômico

Posted on julho 7, 2010. Filed under: Calçados, desemprego, Econômico, Energia, etanol, Mato Grosso, mulher, Negócios, Painel, prêmio, Sebrae |

>

Prêmio – O Sebrae Mato Grosso lança hoje (7) o Prêmio Sebrae Mulher de Negócios. O objetivo da premiação é reconhecer e dar visibilidade às histórias de vida de mulheres que conseguiram superar dificuldades e construir negócios de sucesso, incentivando o empreendorismo feminino. As inscrições vão até 15 de setembro. 
 ,
Mais informações no site  www.mulherdenegocios.sebrae.com.br
EnergiaNa sexta-feira (9), o Conselho dos Consumidores de Energia Elétrica de Mato Grosso (Concel/MT) irá a Sinop conhecer as demandas dos consumidores e propor soluções para melhorar a situação da distribuidora na cidade. Uma oportunidade para a população local acompanhar de perto as atividades desenvolvidas pelo setor elétrico em Mato Grosso. O encontro será no Hotel Ucayali.
Carne bovina – “Caderno de Receitas” é a nova publicação da Acrimat, que traz 25 receitas com carne vermelha elaboradas por chefs cuiabanos. A idéia é incentivar o uso de cortes menos nobres em pratos saborosos.


Deflação – O Índice de Preços ao Consumidor-Classe 1 (IPC-C1), que mede a inflação para os consumidores com renda até 2,5 salários mínimos, deverá prosseguir em deflação em julho, após cair 0,38% em junho, segundo economistas da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Produtos – A redução deverá puxada pelos alimentos como feijão, leite e alimentos in natura, que no primeiro semestre acumularam alta de 4,78%.

Desemprego – O Índice de Medo do Desemprego (IMD) atingiu 82,3 pontos em junho, conforme pesquisa encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O estudo tem como base uma escala fixa de 100 pontos. Quanto mais alta a pontuação, maior a confiança do trabalhador.

Desemprego 2 – Foram ouvidas 2,002 mil pessoas em diferentes regiões do país. Do total, 53% disseram que não têm medo do desemprego.

Etanol – Os preços médios do etanol nos postos recuaram em 13 Estados na semana encerrada em 3 de julho, de acordo com a Agência Nacional de Petróleo (ANP).

Calçados – O setor de calçados está otimista com mercado. De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), as medidas antidumping adotadas pelo governo federal em setembro do ano passado geraram 60 mil empregos.

 Fonte: A Gazeta

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...