Eder Moraes

>Ecândulo do maquinário: O destino de Geralo Devito e Éder Moraes dever ser selado nesta semana

Posted on maio 3, 2010. Filed under: destino, Ecândulo do maquinário, Eder Moraes, Geralo Devito |

>

A segunda-feira deve ser um dia de muita agitação no Palácio Paiaguás, apesar dos inúmeros contatos e reuniões mantidos no sábado e domingo, mas não foi suficiente por fim a “crise de maquinário” que envolve três secretários do governo de Blairo Maggi e foi mantido por Silval Barbosa.
Um dos secretários já “apeou” do governo, Marchetti deixou o governo na sexta-feira, afirmando que vai para coordenação da campanha de Maggi ao senado.
É dada como certa que o secretário estadual de Administração, Geraldo De Vitto, deve deixar o governo do estado nesta segunda-feira, o que está em gestação é uma saída honrosa para o mesmo.
Até agora o Paiaguás tem procurado blindar o ex-super secretário da fazenda,  atualmente na Casa Civil, mas tudo indica que a fritura de Éder Moraes não vai parar, e ainda nesta semana
o futuro da Casa Civil deve ser definido. O governador Silval Barbosa está sendo pressionado de ambos os lados, um manter pulso forte  e continuar com Éder, outros chegam a exigir a demissão do mesmo  
Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Mixto anuncia a construção da "Toca do Tigre"

Posted on março 5, 2010. Filed under: Afam, Centro de Treinamento, construção, Eder Moraes, Gaúcho, hotel fazenda, Mixto Esporte Clube, Tigre, Toca do Tigre |

>

Quem conheceu a antiga sede do Mixto Esporte Clube, até os anos 80, entre a avenida Getúlio Vargas, com lateral para a avenida Marechal Deodoro e fundos na Cândido Mariano, onde havia uma quadra de cimento, deve se lembrar do “pardieiro” que abrigava craques como Gonçalves, Foguinho, Gilson Bonfim, entre outros.

Logo na entrada do prédio sem reboco ou pintura, um mendigo que virou guarda da sede, conhecido como “Capitão Caverna”, dormia sob uma escada, junto a meia dúzia de cachorros, menos fétidos que ele; acredite. A única geladeira da “República” vivia vazia e até um pé de couve nasceu dentro. Encostados em beliches, nas paredes úmidas e mofadas, craques dormiam sem sequer reclamar. Tempos em que o “Tigre” peitava rivais no Campeonato Brasileiro.

Quase 30 anos depois as coisas mudaram. Wilson Mano (ex-jogador do Corinthians) que chegou a treinar o alvinegro por pouco tempo em 2008, dormia em colchão “king size, com lençóis de seda e tomava uma garrafa de vinho importado por noite, sempre muito bem acompanhado.

No começo desse ano, Roberto Cavalo, sua comissão técnica e os indicados por ele Perdigão, Gabiru e companhia tomavam o “desjejum” num hotel fazenda onde moravam, e, apesar do centro de treinamento ficar a menos de um quilômetro do local, havia até um microônibus para o transporte. Pois essa mordomia toda está com os dias contados. O presidente da Afam, Eder Moraes revelou que inicia nos próximos dias a construção de 15 suítes na chamada “Toca do Tigre”. A idéia é montar um amplo alojamento e refeitório para os atletas profissionais, no Centro de Treinamento que foi comprado do ex-jogador Gaúcho.
Fonte: A Gazeta
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Governo Federal mais de R$ 260 milhões para Mato Grosso

Posted on julho 7, 2009. Filed under: Blairo Maggi, Eder Moraes, Fundo de Exportação, Guido Mantega, Lei Kandir, Mato Grosso, Ministro da Fazenda, Sefaz |

>

Cerca de R$ 265,5 milhões engordaram os cofres públicos do Tesouro Estadual no último dia 25 de junho.
Gov. Blairo Maggi, Guido Mantega, Ministro da Fazenda e Eder Moraes, SEFAZ
Gov. Blairo Maggi, Guido Mantega, Ministro da Fazenda e Eder Moraes, SEFAZ

Os recursos são decorrentes de restituição da União para com Mato Grosso, referente ao Fundo de Exportação (FEX) e a Lei Kandir, ambos instrumentos de compensação originados na isenção de impostos (ICMS) sobre a circulação de produtos destinados a exportação, em prejuízo para o Estado e Municípios.

Deste montante total, R$ 66,3 milhões pertencem aos 141 municípios do Estado, pois eles são detentores de 25% do total arrecadado do ICMS enquanto o Estado fica com 75%.


Esses recursos foram liberados graças a intervenção do governador Blairo Maggi junto ao ministro Guido Mantega na última audiência que tiveram em Brasília, onde ficaram ainda definidas outras vantagens para Mato Grosso, como a autorização para dois empréstimos, um de R$ 260 milhões para aquisição de máquinas e equipamentos e outro de R$ 92,5 milhões para compensação das perdas de receitas com a queda na arrecadação de impostos federais que devem ser divididos com os Estados.


A liberação foi autorizada pelo presidente Lula e demonstra a real capacidade e o respeito nutrido por ele junto ao governador Blairo Maggi, já que nos quatro primeiros anos da gestão de ambos havia certo distanciamento no relacionamento com a União, inclusive com críticas mútuas.
Esses recursos praticamente representam quase 50% de uma arrecadação mensal do Estado e dos municípios, contribuindo para que o Estado equilibre suas finanças, sem perder o controle diante da crise econômica mundial.

Para os municípios a reserva decorrente deste recurso poderá representar o pagamento de obrigações até o final do ano como o 13º salário do funcionalismo público.

Fonte: Ponto N

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...