eleitorado

>Eleições 2010: Procuradoria avalia que cartas de Silval Barbosa são "propaganda eleitoral completa"

Posted on fevereiro 5, 2010. Filed under: cartas do Silval Barbosa, eleições 2010, eleitorado, Ministério Público Federal, PMDB, propaganda eleitoral, Silval Barbosa, TRE |

>

O envio de cartas a eleitores e crianças de Mato Grosso pelo vice-governador Silval Barbosa (PMDB), pré-candidato ao governo do Estado, concentra todos os elementos de “uma propaganda eleitoral completa”.


A afirmação é do Ministério Público Federal, em trecho de representação encaminhada ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de Mato Grosso por propaganda eleitoral extemporânea.


As cartas, personalizadas com o auxílio de dados específicos dos destinatários (nome, idade, opção religiosa), vêm sendo distribuídas desde o final do ano passado, como a Folha revelou na edição de ontem.


A reportagem teve acesso a cartas encaminhadas a duas crianças, de 5 e 6 anos. “Diga pra mamãe que o Silval Barbosa é legal. Não vou nunca lhe decepcionar”, diz uma delas.


Nas cartas endereçadas a adultos, a conotação eleitoral é mais explícita. “Refleti muito quando o partido me convidou para ser seu pré-candidato a governador […]. Aceitei a missão”, afirma, em outra carta.


Segundo o procurador da República Thiago Lemos de Andrade, as cartas têm a “evidente e cristalina” intenção de “angariar a simpatia e o apoio do eleitorado, exibindo supostas qualidades que fariam dele a melhor opção de voto”.


“Silval Barbosa utiliza-se de cartas para fazer uma propaganda eleitoral completa, isto é, composta de todos os elementos que caracterizam esse tipo de propaganda”, afirmou o procurador na representação.


Estes elementos seriam, segundo a Procuradoria, as referências à eleição futura, a exposição “de suas pretensas qualidades, méritos e vantagens” e o pedido de voto.


Silval negou, por meio de sua assessoria, que tenha “qualquer interesse eleitoral” na medida –que qualificou como uma forma de “contato mais próximo” com a população.


A representação da Procuradoria, ainda não analisada, pede a suspensão imediata da distribuição das cartas e a imposição de multa ao vice. Fonte: Folha de S. Paulo

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...