Embraer

>A favor das privatizações

Posted on outubro 21, 2010. Filed under: Alfredo da Mota Menezes, Dilma Rousseff, Embraer, José Serra, Plano Real, privatizações, PSDB, Telebrás, telefonia, Vale do Rio Doce |

>Por Alfredo da Mota Menezes*

Dilma Rousseff usa a privatização de estatais como arma de acusação ao candidato do PSDB. O José Serra poderia pedir a Dilma que se comprometa perante o povo brasileiro que, se eleita, estatizaria outra vez a telefonia no país. Nem que a vaca tussa ela faria isso.
Será que foi uma coisa maléfica as privatizações? Coloco alguns números que roubo de uma revista de circulação nacional sobre o assunto.
Quando a Telebrás foi privatizada, ali por 1999, o Brasil tinha 22 milhões de linhas telefônicas fixas. Hoje possui 60 milhões, aumento de 172% em algo como dez anos. Telefone, gente, era deixado em herança para os filhos. No momento da privatização, no Brasil havia 7,3 milhões de celulares, hoje tem 190 milhões ou aumento de 2.478%. Uma linha custava cerca de nove mil reais e levava três anos para ser instalada. Hoje custa 115 reais e sete dias para a instalação. O setor dá emprego agora a mais de 400 mil pessoas no Brasil.
Reclamam demais da privatização da Vale do Rio Doce. Vejam os números de antes e de agora. Em 1997 o valor de mercado dela era de oito bilhões de reais. Hoje é de 272 bilhões, aumento de 3.265%. O lucro líquido dela naquele ano foi de 756 milhões, hoje é de 10 bilhões. O mais importante: possuía 11 mil funcionários, hoje tem 40 mil, aumentou 264%.
A Embraer vendeu em 1997 quatro aviões, em 2010 vendeu 227, aumento de 5.575%. Possuía seis mil funcionários, hoje 17 mil, aumento de 179%. Além disso, as empresas privatizadas pagam muito mais impostos que antes.
As privatizações arrecadaram 106 bilhões de dólares. Sem esse dinheiro não se teria a redução da dívida pública e nem o equilíbrio fiscal. O Plano Real, que controlou a inflação e ajudou a vida de milhões de brasileiros, seria também afetado. Alguém é contra isso? O PSDB fala nisso nos debates ou no horário gratuito?
O mundo comunista inteiro vendeu as estatais. A China hoje faz a mesma coisa e não demora Cuba fará também. A América Latina toda vendeu suas estatais. No Brasil a coisa é usada como se fosse um belzebu.
Alguém em MT quer de volta a velha Cemat? Aquela que a Secretaria de Fazenda tinha que ajudar no fim do mês a pagar suas contas? Aquela que qualquer dinheiro que caía nas contas era tomado pela Justiça Trabalhista?
Alguém quer de volta o Bemat? Aquele que tinha nomeações políticas para gerir dinheiro num mundo capitalista? Aquele que emprestava dinheiro aos amigos do rei sem quase nenhuma garantia?
Perguntem ao Blairo, Silval e Pagot, que coordenam a campanha da Dilma em MT, se eles são contra as privatizações.
Alfredo da Mota Menezes. E-mail: pox@terra.com.br; site: http://www.alfredomenezes.com
Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( 1 so far )

>O caminho do empreendedorismo

Posted on outubro 6, 2010. Filed under: caminho, CLT, criar, descobrir, Embraer, empreendedores, empreendedorismo, emprego, experiência, Inovação, jovem, mercado de trabalho, Petrobras, Sem-categoria |

>Luiz Gonzaga Bertelli*

O mercado de trabalho está mudando e os jovens precisam saber como construir carreira em território instável. Não é de hoje que o emprego com carteira assinada e todos os benefícios garantidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) vem perdendo espaço para novas modalidades de contratação. Criar e gerenciar seu próprio negócio – e, consequentemente, sua força de trabalho – pode não ser a garantia de um futuro profissional livre de percalços, mas com certeza fará a diferença na falta de uma ocupação.
Esse assunto me motivou até a escrever o livro Formando empreendedores – Guia para o estudante que sonha com negócio próprio ou com sucesso na carreira profissional, lançado e distribuído gratuitamente aos estudantes há quase quatro anos. A obra traz depoimentos de diversos especialistas, que abordam a realidade do mercado; a relação entre o empreendedorismo dos cidadãos e o desenvolvimento do Brasil; a formação e o perfil do empreendedor; conselhos sobre como vencer os entraves que sempre aparecem em projetos; sistemas de proteção – como incubadoras de empresas -; a importância e o valor da marca, entre outras dicas.
O grande exemplo de empreendedorismo brasileiro é Ozires Silva, ex-presidente da Embraer e da Petrobras, que não contente em ter realizado um sonho pessoal, que era integrar a Força Aérea Brasileira, entendeu que o país deveria ter uma fábrica de aviões e mobilizou-se para estimular pessoas a aderir a esse ideal e auxiliá-lo. Com isso fundou a Embraer que, em 1970, iniciou a produção brasileira de aviões.
O empreendedorismo também pode ser praticado em menor escala pelo jovem no seu dia-a-dia. Trata-se do intraempreendedorismo, que é a aplicação das ideias de inovação dentro da própria empresa em que atua como estagiário, aprendiz ou mesmo empregado. Essa habilidade também pode se manifestar como a tão valorizada iniciativa ou proatividade. Ou seja, o jovem que não tem experiência para criar projetos ou descobrir novas áreas de atuação também não pode ficar em seu canto, esperando que alguém lhe passar alguma atividade. Ele precisa mostrar-se interessado, propor soluções, tirar dúvidas e absorver o máximo de informação sobre sua área de atuação. Um futuro profissional preparado para atuar com autonomia dentro e fora de uma empresa terá sempre uma ocupação garantida.

*Luiz Gonzaga Bertelli é presidente executivo do Centro de Integração Empresa-Escola (Ciee) e diretor da Fiesp
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Negócios: Embraer fecha acordo para fabricação de 140 aviões no valor de US$ 5 bilhões com empresa britânica

Posted on julho 20, 2010. Filed under: aviões, Embraer, Flybe, Negócios, voos regionais |

>A fabricante brasileira de aviões Embraer anunciou nesta terça-feira o fechamento de um negócio de US$ 5 bilhões para venda de até 140 aeronaves para a britânica Flybe, que opera voos regionais na Grã-Bretanha, Irlanda e algumas cidades europeias.

Avião da Embraer

A Flybe é uma das maiores operadoras de voos regionais de baixo custo na Grã-Bretanha, mas a empresa pretende expandir a sua operação na Europa.

Para isso, a companhia quer comprar 140 aeronaves Embraer 175, com 88 assentos.

Nesta terça-feira, a empresa fechou a compra de 35 aeronaves por US$ 1,3 bilhões. As duas companhias também fecharam um acordo que pode culminar na venda de outras 105 aeronaves para a Flybe, no valor de US$ 3,7 bilhões.

Ecológico A primeira das 35 aeronaves deverá ser entregue em setembro de 2011, e a última em março de 2017.

Segundo o diretor da Flybe, Jim French, a empresa optou pelos jatos da Embraer porque pretende manter apenas aviões de duas fabricantes na sua frota. Além da Embraer, a Flybe compra aviões da canadense Bombardier.

“O 175 [da Embraer] vai permitir que nós sigamos com nossa estratégia de duas frotas. Além disso, o desempenho econômico e ambiental da aeronave se enquadra na política da Flybe de comprar apenas aviões com boa certificação ambiental”, disse French.

Segundo o vice-presidente executivo da Embraer, Paulo César de Souza e Silva, a Flybe já possui hoje 14 aviões do tipo E-195 da Embraer.

“Com mais de 86% em comum com o Embraer 195, o E-175 continua cumprindo os requerimentos de eficiência econômica e conforto da Flybe”, disse Silva, segundo nota da Flybe.

O anúncio do acordo entre a Flybe e a Embraer será feito nesta terça-feira em uma entrevista coletiva no Farnborough International Airshow, uma das maiores feiras do setor aéreo no mundo, que acontece no sul da Inglaterra.

Em setembro de 2006, a Flybe foi a primeira empresa a receber o E-195 da Embraer, considerada uma das aeronaves mais ecológicas da companhia brasileira.

Na época, as empresas fecharam um negócio de US$ 950 milhões por 26 aeronaves.

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Síntese econômica

Posted on janeiro 20, 2010. Filed under: Anac, Biocombustíveis, Concordata, Embraer, Estágio, Famato, IEL, Petrobras, Síntese econômica, telefonia |

>

Concordata

A Embraer aguarda o posicionamento da Japan Airlines (JAL) sobre o pedido de concordata da japonesa, com quem tem acordos comerciais. A JAL já recebeu da Embraer 6 aeronaves modelo 170 e tem pedidos firmes para mais. O preço de tabela de 2009 para o modelo 170, com capacidade para 70 passageiros, é de US$ 33 milhões, conforme informações da própria Embraer.

Biocombustíveis

A Petrobras fará pesquisas sobre o uso de biocombustíveis sob baixíssimas temperaturas na Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF), da Marinha brasileira na Antártida. A pesquisa vai testar o uso de biodiesel e etanol sob as situações de clima mais rigorosas. Os estudos serão parte de acordo de cooperação entre a Petrobras e a Marinha, com investimentos de R$ 3 milhões e terá duração de 4 anos.

Telefonia

O Brasil fechou 2009 com 173,9 milhões de telefones celulares em operação, crescimento de 15,47% sobre 2008.

Estágio

O Instituto Euvaldo Lodi, IEL-MT, observa momento atípico. No período de férias, ao invés da redução na oferta de estágio, está havendo incremento. As empresas têm procurado com maior frequência estagiários e muitos estudantes estão saindo em busca da oportunidade. Só para se ter uma idéia, em janeiro de 2009, o número de vagas ofertadas por semana era de cerca de 12 e neste ano chega a 36.

Sisbov

A Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso, Famato, avalia que as alterações no Sistema de Identificação e Certificação de Bovinos e Bubalinos (Sisbov) aumentarão o número de Estabelecimentos Rurais Aprovados Sisbov (Eras), que hoje é de cerca de 320 propriedades. Mas esta elevação não influenciará no mercado da pecuária estadual, que continuará em ritmo lento.

Elevação

Relatório divulgado pela Agência Nacional de Aviação Civil, Anac, mostra que a tarifa média nominal cobrada nos voos domésticos em novembro atingiu R$ 318,45, alta de 2% sobre os preços praticados em outubro. É o maior valor cobrado desde abril, quando as passagens custavam, em média, R$ 319,72. Comparativamente a novembro de 2008, quando o valor médio era de R$ 399,50, há um declínio de 20,28%. Fonte: A Gazeta

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Dia da Consciência Negra

Posted on novembro 19, 2009. Filed under: Azul, Dia da Consciência Negra, Embraer, MacArthur, Obama, Petro-sal, Sponholz, STF |

>

Senado

Foto
SEN. PAULO PAIM

<!– function paginaSlideShow215559(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O Senado Federal realiza nesta quinta (19) sessão especial para comemorar o Dia Nacional da Consciência Negra. O senador Paulo Paim (PT-RS), autor do requerimento, afirmou que espera ver aprovado o projeto que cria o Estatuto da Igualdade Racial. O projeto, de autoria do senador petista, tramita no Congresso Nacional há sete anos. A proposta trata de políticas públicas e programas especiais adotados pela iniciativa privada e o Estado para a correção das desigualdades raciais e a promoção da igualdade de oportunidades. Prevê ainda acesso universal e igualitário ao sistema Único de Saúde (SUS). O objetivo é garantir tratamento e especialização em doenças mais comuns na raça negra, como a anemia falciforme. A data de celebração do Dia da Consciência Negra foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695, o último dos líderes do Quilombo dos Palmares.

MacArthur e Obama: quanta diferença!

Foto

<!– function paginaSlideShow215558(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O general Douglas MacArthur, que obrigou o imperador Hiroito a assinar a rendição, pondo fim à II Guerra Mundial, certamente se revirou no túmulo com a imagem de Barack Obama fazendo exagerada reverência ao imperador Akihito, durante sua visita a Tóquio.

Sponholz

Sponholz

STF decide extraditar terrorista, mas palavra final será do presidente Lula

Orlando Brito

Foto
O PLENÁRIO JULGA E PORRALOUCAS PRÓ-BATTISTI INSULTAM O STF
<!– function paginaSlideShow215506(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O ministro Gilmar Mendes, presidente do Supremo Tribunal Federal, encerrou a sessão de julgamento da extradição do terrorista Cesare Battisti, após afirmar que aprova a extradição e considera comuns os quatro assassinatos pelos quais o bandido italiano foi condenado duas vezes à prisão perpétua. Além disso, a maioria dos ministros também determinou que a Corte pode apenas “autorizar” a extradição, mas cabe ao presidente Lula a “determinação” do ato. Essa discussão foi suscitada por advogados esquerdistas pró-Battisti, como se uma sentença da mais alta corte do País pudesse não ser acatada, no Estado de Direito, mas a maioria apoiou a ideia. Para Gilmar Mendes, o não cumprimento da extradição colocaria o Brasil em uma posição de “desprestígio grave no âmbito internacional”. O único ministro que votou a favor da extradição mas votou contra o poder do Supremo de determiná-la foi Carlos Ayres Britto, que definiu a decisão da Corte como “um rito de passagem necessário”.
A tese do crime comum foi defendida pelo relator, ministro Cezar Peluso, e seguida por outros quatro ministros. O placar final foi de 5 x 4. No lado de fora do julgamento, alguns poucos militantes pró-Battisti, sobre os quais pesam suspeitas de receberem cachê para isso, tiraram as roupas exibindo órgãos genitais, numa atitude de insulto ao STF.

Câmara aprova criação da Petro-sal

<!– function paginaSlideShow215554(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta (18) a criação da estatal Petro-sal. A empresa deve gerenciar os contratos de exploração e produção de petróleo e gás na camada pré-sal. A Câmara ainda vai votar os pontos mais polêmicos do projeto. Entre eles, está o pedido da oposição que tentará mudar a forma de indicação do chefe da nova estatal. Na proposta atual, o presidente da Petro-Sal seria indicado diretamente pelo presidente Lula e não deverá ser sabatinado pelo Congresso. A oposição quer obrigar o indicado a passar pelo crivo do Legislativo. Depois de votadas as emendas, o projeto segue para o Senado Federal.

Itália elogia decisão sobre Battisti

Foto
MIN. IGNAZIO LA RUSSA

<!– function paginaSlideShow215553(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O ministro italiano da Defesa, Ignazio La Russa, afirmou nesta quarta (18) ter recebido com “grande satisfação” o parecer do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) brasileiro, Gilmar Mendes, favorável à extradição de Cesare Battisti. La Russa declarou ainda que está satisfeito “pelo filho de [Pierluigi] Torregiani e por todas as outras vítimas assassinadas por Battisti”.O ministro considerou ainda que “outra decisão seria horrível”. Sobre a possibilidade do STF levar ao presidente Lula a decisão final sobre o caso, La Russa disse “não ter dúvidas de que o governo de um país amigo só irá tomar nota da decisão. É uma mera formalidade”.

Fotografia é história
Ulysses e Waldir
Foto

<!– function paginaSlideShow215515(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Há vinte anos, em 1989, o Brasil voltava a votar para presidente com o voto popular e direto, depois de quase trinta anos. Vinte e duas chapas se apresentaram para concorrer ao cargo. Entre elas a de Ulysses Guimarães e Waldir Pires, do PMDB, com apoio de Pedro Simon. A dupla de peemedebistas não foi bem sucedida. Ficou em sétimo lugar. O vencedor foi Collor, e o segundo, Lula.

Como foiA campanha de Ulysses teve início bem alviçareiro, com viagens praticamente diárias. Com a falta de tempo, ele encontrava-se com o candidato a seu vice no apartamento onde morava, na Asa Norte. A Veja, porém, redirecionou-me para cobrir outra campanha, a de Fernando Collor, que subia vertiginosamente nas pesquisas. Era um momento histórico da política brasileira que eu não queria deixar de fotografar. Toda vez que a agenda de Collor era fraca, eu dava uma corrida para fazer uns cliques de outras candidaturas: Lula, Covas, Caiado, Roberto Freyre, Brizolla, Maluf, Afif, Affonso Camargo, Enéias etc. Orlando Brito.

Honduras: Lula e Kirchner de pé atrás

<!– function paginaSlideShow215552(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O presidente Lula e a líder argentina, Cristina Kirchner, anunciaram nesta quarta (18) que não reconhecerão o resultado das eleições do próximo dia 29 em Honduras caso o presidente deposto, Manuel Zelaya, não tenha sido restituído até essa data. No documento, Argentina e Brasil expressam “sua enérgica condenação” ao golpe de Estado de 28 de junho e afirmam que “a restituição de Zelaya é indispensável para o restabelecimento da ordem constitucional, do Estado de direito e da vida democrática”. A declaração também pede o fim imediato das hostilidades à Embaixada do Brasil em Tegucigalpa, onde Zelaya está abrigado desde 21 de setembro, e a garantia à liberdade de movimento dos diplomatas brasileiros.

Alencar não descarta disputar o Senado

Foto

JOSÉ ALENCAR
<!– function paginaSlideShow215527(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O vice-presidente José Alencar não descarta a possibilidade de disputar uma vaga ao Senado em 2010. Segundo ele, “se Deus o curar e os eleitores quiserem, poderá se candidatar ao Legislativo”. Sobre a disputa para a Presidência da República, Alencar afirmou que o povo brasileiro “deseja a continuidade de Lula”. Mas, como o presidente não pode se candidatar a um terceiro mandato, o vice-presidente disse não ter dúvidas de que os eleitores acompanharão a indicação do petista para a sua sucessão.

PV e PSOL analisam aliança para 2010

Foto
SEN. MARINA SILVA

<!– function paginaSlideShow215521(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

A pré-candidata à Presidência senadora Marina Silva (AC) afirmou nesta quarta (18) que o PV e o PSOL devem “aprofundar o diálogo” em busca de uma aliança para 2010. O assunto deverá ser debatido em reunião da Executiva do PV nesta quinta (19), em Brasília. Marina Silva também agradeceu as declarações de apoio de Heloisa Helena (PSOL-AL) à sua candidatura e rebateu as críticas de que sua campanha está parada. Segundo ela, existe uma agenda estruturada do PV que tem sido cumprida “diariamente”.

Azul e Embraer querem etanol de aviões

<!– function paginaSlideShow215519(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

A cana-de-açúcar será usada para a produção de combustíveis à aviação. A ação faz parte de um memorando, assinado nesta quarta (18) pela a empresa Azul, a Embraer; a General Eletric (GE), que fornece as turbinas de aeronaves para a Embraer; e a empresa americana Amyris Biotechnologies, que desenvolverá o bioquerosene. A projeção atual indica que o bioquerosene derivado da cana será mais barato do que o derivado do petróleo. No entanto, segundo as empresas, tudo dependerá do comportamento dos preços das matérias-primas desses combustíveis. Com o novo biocombustível, a expectativa é que as emissões de gases poluentes caiam de 80% a 90%.

Alencar volta a criticar juros altos

<!– function paginaSlideShow215518(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O vice-presidente da República, José Alencar, voltou a criticar os juros no Brasil, nesta quarta (18). Ele informou que nos oito anos de governo Lula serão gastos cerca de R$ 1,2 trilhão na rubrica juros. Segundo ele, se a taxa média nominal tivesse sido a metade, o País teria economizado R$ 600 bilhões. Para ele há uma “certa incoerência dentro do governo” quando afirma que é preciso continuar comprando e ampliando os investimentos, e paralelamente adota taxas de juros que inibem tais medidas.

Brasil e Argentina pedem
garantias sobre bases na Colômbia

<!– function paginaSlideShow215517(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

A líder argentina, Cristina Kirchner, e o presidente Lula exigiram nesta quarta (18) garantias de que as operações militares dos Estados Unidos se limitarão apenas a Colômbia. O pedido faz parte de uma declaração conjunta que os dois presidentes divulgaram hoje após reunião de trabalho que tiveram em Brasília. No documento, Lula e Cristina também manifestaram “preocupação com a presença de bases militares de potências de fora da região, incompatível com os princípios de respeito à soberania e à integridade territorial dos Estados sul-americanos”. Fonte: http://www.claudiohumberto.com.br


Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Síntese econômica: Nestlé pretende até 2012 dobrar seu faturamento no Brasil

Posted on setembro 25, 2009. Filed under: agroindústrias, Economês, Embraer, Febraban, Nestlé, Suinocultura |

>

Embraer 1

A Embraer pretende realizar oferta de títulos de dívida com vencimento em 2020 no mercado de capitais global. A empresa diz que a emissão ocorrerá por meio de sua subsidiária integral Embraer Overseas Limited. A empresa utilizará os recursos líquidos da oferta “para propósitos corporativos em geral, os quais podem incluir o pagamento de dívidas de curto prazo”.


Embraer 2

As notas constituirão obrigações sênior, não garantidas e não subordinadas da Embraer Overseas e terão garantia incondicional da Embraer. A garantia será pari passou a todas as obrigações da Embraer de natureza semelhante. Deutsche Bank e Morgan Stanley estão atuando como coordenadores da oferta. A oferta será realizada no âmbito de programa de distribuição de valores mobiliários registrado junto à Securities and Exchange Commission (SEC) dos EUA.


Febraban 1

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) realizará, dias 01 e 02 de outubro, no Hotel Transamérica, em São Paulo, a 10ª edição de seu congresso de Auditoria Interna, Compliance e Gestão de Risco. O evento será marcado por um cenário em que o Brasil emerge da crise financeira nação de enorme maior potencial de crescimento – situação privilegiada, proporcionada, em grande parte, pela solidez de seu sistema financeiro e pela confiabilidade de seus sistemas de governança corporativa.


Febraban 2

O Congresso Febraban de Auditoria Interna, Compliance e Gestão de Risco é um dos mais importantes fóruns de discussão dos temas relacionados à auditoria e compliance, questões que vem ganhando importância nos últimos anos. Informações sobre o evento no site www.febraban.org.br.


Economês

Os preços médios do álcool combustível e da gasolina voltaram a ficar mais caros nos postos da cidade de São Paulo. De acordo com levantamento realizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), por meio do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da terceira quadrissemana do mês (últimos 30 dias encerrados em 22 de setembro), o valor do álcool combustível subiu 3,84% e a gasolina avançou 0,50%.


Nestlé

A Nestlé pretende até 2012 dobrar seu faturamento no Brasil em relação ao que será registrado neste ano, segundo o presidente da empresa, Ivan Zurita. Para 2009, o faturamento deve totalizar R$ 15,5 bilhões, indicando expansão de 10%. De acordo com Zurita, a expansão estimada para este e os próximos anos leva em conta todas as categorias de produtos.


Suinocultura 1

Para manter o apoio à comercialização de carne suína, o Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou a prorrogação para 30 de setembro de 2010 da Linha Especial de Crédito (LEC) colocada à disposição dos produtores rurais em fevereiro. O prazo venceria este mês.


Suinocultura 2

O novo preço de referência é R$ 1,90 por quilo de suíno vivo e o prazo de contratação do financiamento inicia-se em 1º de outubro de 2009. O reembolso deve ser efetuado em até 180 dias. O limite de financiamento é de R$ 250 mil para o produtor e de R$ 20 milhões para as agroindústrias.

Fonte: A Gazeta

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...