evangelho

>A ciência, mãos dadas com a palavra de Deus

Posted on outubro 13, 2009. Filed under: ciência, evangelho |

>

Tenho sido muito abordado na rua por causa dos meus artigos. Sempre tem alguém disposto a fazer algum comentário. Sinto-me honrado com tal atenção. Notei que os com conotação religiosa são os que mais despertam a atenção e os mais objetos de e-mails. Já por diversas vezes me indagaram de onde adquiri essa formação religiosa. Essa formação vem do berço com minha mãe me ensinando a rezar desde pequenino. Minha avó paterna foi minha mãe por força do falecimento desta quando eu tinha apenas 11 meses de idade.

Segui nessa linha de cidadão e cristão tendo se acentuado mais ainda minha fé após o falecimento da minha esposa com apenas 6 anos de casado. Fiquei com duas crianças , uma menina de 4 anos e um menino de 2. Assumi as funções de pai, penso, como Deus esperava. Nele me apoiei e hoje somos uma família cristã e felizes. Os desígnios de Deus são incompreensíveis e temos que aceitá-los sem questionamentos. Ao vivenciar os ensinamentos divinos, como magistrado procurei ser eficiente, estudioso, julgando sem acepção de pessoas e procurando ser justo. Como advogado, cuja função é limitada por força da quarentena, a que sou injustamente submetido, na justiça estadual, salvo quanto ao exercício na federal, eleitoral, e livre em outros Estados da Federação, busco na defesa e representação do cidadão, o que melhor puder obter do direito puro, afastada a advocacia fantasiosa da busca de liminares maculadas, esquemas, assim como a não propositura de lides desnecessárias só almejando numerário.

Genericamente falando, como é triste observar um magistrado ou advogado desonesto, que procura enriquecer no exercício de sua atividade, mas através de procedimentos reprováveis. São, como diz o evangelho em MT 23:27,28: “Semelhantes aos sepulcros caiados: por fora parecem formosos, mas por dentro estão cheios… de toda espécie de podridão… pareceis justos aos olhos dos homens , mas, por dentro estais cheios de hipocrisia e iniqüidade”. E como é bom por outro lado observar os sinais da bênção de Deus nesta ou naquela atividade. A prosperidade lógica, o bom conceito, as pinceladas da honra e dignidade.

Os cabelos brancos do trabalho sério ao qual se acrescentou a sabedoria. O patrimônio moral que se transmite aos filhos se perpetua, e do qual eles se orgulham. Recordo-me quando Ulysses Guimarães, um dos grandes políticos brasileiro deste século, faleceu. O líder das diretas do qual Dante de Oliveira teve papel primordial. Ele que exerceu as mais expressivas funções e cargos do legislativo, inclusive por diversas vezes a Presidência da República, como substituto legal. Uma notícia dos jornais de Brasília, quando da sua morte me chamou a atenção. Ela dizia que os brasilienses tinham ficado impressionados com a beleza e o resplendor de um arco-íris formado por cima do Congresso nacional. Arco-íris que segundo o Gênesis 9:9,13,14,15,16, significa aliança.”Vou fazer uma aliança convosco e com vossa posteridade… eis a aliança, que faço convosco.. ponho o meu arco nas nuvens para que ele seja sinal de aliança entre mim e a terra….quando eu vir o arco nas nuvens, eu me lembrarei da aliança eterna estabelecida entre Deus e todos os seres vivos”.

Quis, assim a providenciar, homenagear um político probo, dedicado e íntegro e por essa forma dizer a todos o que Ela desejava dos parlamentares. Este país já nasceu abençoado com o sinal da Santa Cruz com o Cruzeiro do Sul trazendo sua resplandecência todas as noites. Mas, para isso devemos enfrentar nossos problemas com responsabilidade, discutindo os graves como o aborto, mortandade infantil, segurança, criminalidade, células tronco, representação política, saúde, e outros, com seriedade e sem paixões, não se isolando só na ciência mas, compartilhando com a palavra de Deus, pois a história demonstra que as nações que não trilharam esse caminho foram para o desastre. Que o diga, a 1ª e a 2ª Guerra e nosso conflito com o Paraguai, ocasionado, por ambições territoriais. Com prudência vamos nos basear na mestra da vida, a história. Dela extrair os melhores ensinamentos de sabedoria e situaremos o Brasil como potência e país a ser imitado.

Autor: Licínio Carpinelli Stefani é desembargador aposentado do TJMT e advogado. E-mail: liciniocarpinelli@cfadvocacia.com.br – Fonte: A Gazeta

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...