Feira do Livro Indígena em Cuiabá

>Feira do Livro Indígena em Cuiabá

Posted on outubro 7, 2009. Filed under: Feira do Livro Indígena em Cuiabá |

>

De hoje até o dia 10 de outubro, o centro histórico da Capital abriga a 1ª Feira do Livro Indígena de Mato Grosso (Flimt), que contará com lançamentos, palestras, fóruns, oficinas, seminários, estandes de livrarias locais e nacionais. Terão lugar na feira importantes eventos como o lançamento Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas e da Academia dos Saberes Indígenas. O foco é a divulgação da cultura indígena, mas o público também encontrará obras nos mais variados temas e haverá ações como o lançamento do edital do Cine Mais Cultura.

O secretário de Estado de Cultura, Paulo Pitaluga, salienta que esta deve ser a primeira de muitas feiras do livro indígena em Mato Grosso. A intenção, diz ele, é de que seja perene e que se torne referência entre os eventos literários realizados no país. Depois da não-realização da terceira Literamérica, em função dos altos custos que representava para o Estado, a pasta optou por fazer um evento mais barato e que tivesse um diferencial, explica ele, lembrando que existem muitas feiras comuns de livros pelo Brasil, inclusive em Mato Grosso.

Segundo o secretário, a criação da Flimt está baseada no fato de o Estado ocupar o segundo lugar do país em populações indígenas e de etnias. “Então, nada como homenagear esses índios que já estão se lançando na literatura, na poesia, e tal”, argumenta. Ele acredita inclusive que não será difícil manter o foco, em vista da projeção que os índios alcançaram, com posições de destaque inclusive na sociedade dos não-índios e na academia. Crê na produção cada vez maior de trabalhos realizados por eles e sobre eles.

A programação da feira começa hoje, às 9h, com uma cerimônia espiritual indígena com Álvaro Tukano e Manoel Moura e apresentação típica de um grupo Umutina. Durante toda a manhã ocorrerão uma série de ações, como o lançamento da Academia dos Saberes Indígenas – uma espécie de academia de letras indígena, mas que também abres espaço para a tradição oral e ritual – e da Declaração das Nações Unidas Sobre os Direitos dos Povos Indígenas (ver box). O período também será marcado pela abertura do Seminário de Bibliotecas Públicas de Mato Grosso e o lançamento do edital do Cine Mais Cultura – parceria entre a SEC e o Ministério da Cultura que prevê a distribuição de cineclubes pelo interior do Estado. Além da participação da secretária geral da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), Beth Serra.

Na parte da tarde haverá pintura corporal e a continuação do seminário. O jornalista e escritor Galeno Amorim, diretor do Observatório do Livro e Leitura, ministra a palestra “Retratos da Leitura no Brasil”, com a participação da professora Nelilda Ormond Braga, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, que contribuirá com o debate. Já o Caxiri Literário tratará do tema “Literatura Indígena: o tênue fio entre escrita e oralidade”, com mediação de Daniel Munduruku, formado em Filosofia e pós-graduado em Antropologia Social. No final da tarde, o próprio Daniel lança seu livro O Banquete dos Deuses, seguido de uma palestra de Ana Maria Ribeiro (do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso e da UFMT), que falará do tema “Além do Artefato: Cultura material e imaterial Nambiquara”.

A programação prossegue por todo o restante da semana com atividades nos dois períodos e eventos culturais à noite. São cafés literários, saraus, rodas de histórias indígenas, lançamentos de livros, performances artísticas, oficinas, contação de história. Já no que diz respeito às obras, a Flimt contará com 27 estandes de editoras e livrarias e oito estandes institucionais, distribuídos no estacionamento do Palácio da Instrução e Praça da República. Tanto as editoras quanto as livrarias deverão oferecer descontos para o público que visitar a feira. Haverá inclusive um estande de autores independentes -aqueles que escrevem e editam seus livros por conta própria.

Serviço – A Flimt será aberta hoje e permanece até o sábado (dia 10), com atividades na Praça da República e Palácio da Instrução. A entrada é gratuita. Informações no site da SEC: http://www.cultura.mt.gov.br. Fonte: A Gazeta

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...