Fernando Collor

>O momento fez o Lula

Posted on junho 29, 2010. Filed under: Alfredo da Mota Menezes, Depressão, Fernando Collor, FHC, Getúlio Vargas, Inflação, Lula, Plano Real, sorte |

> Por Alfredo da Mota Menezes

Existe uma expressão em história que diz que não é o herói ou o líder que faz o momento, é o inverso. O que adiantaria aparecer hoje Napoleão Bonaparte? Ele apareceu no momento certo, que o fez. Sua grande habilidade foi entender o momento. Outros nomes na história não souberam entender e usar o momento.
Alguns exemplos históricos talvez ilustrem esse aspecto. Getúlio Vargas, o primeiro “pai dos pobres”, virou mito, entre outros motivos, porque deu assistência ao trabalhador, incluindo as leis trabalhistas, no momento da grande migração brasileira do campo para as cidades.
O mundo estava investindo no trabalhador, até na Itália fascista. Os EUA, por causa da Depressão econômica, foram por aí também. Na Argentina surge o Justicialismo ou a grande ligação que o trabalhador terá com o peronismo. Foi Perón que fez aquilo ou o momento o conduziu a fazer aquilo? O mesmo se pode dizer de Lázaro Cárdenas no México.
Vindo para casa. O presidente Lula descobriu que se deveria investir no pobre ou foi o momento que o levou a isso? Está se transformando em novo “pai dos pobres” por sorte na política. Goleiro bom e político têm que ter sorte. Lula tem de sobra.
Imaginemos que o Lula tivesse ganho de Fernando Collor a eleição para presidente de 1989. Inflação desbragada, descontrole nas contas públicas, adaptação à nova Constituição. Se ganha do Collor, naquele momento complicado, ele teria tempo e meios para investir no pobre? Teria tirado milhões da pobreza?
Imagine que o Lula ganhasse de FHC em 1994. Para consolidar o Plano Real, que ele era contra, deveria tomar as amargas medidas que o ex-presidente tomou. Todas que a esquerda condena até hoje ou ações neoliberais. Naquele momento de ajustes na economia, Lula teria dinheiro para tantas Bolsas Família? Naquele momento de transição, Lula tiraria milhões da pobreza? Era outro momento complicado para ele assumir a presidência.
Ele assume o governo com as contas públicas se ajeitando, com a Lei de Responsabilidade Fiscal, com um plano econômica em andamento e a economia se estabilizando. As pessoas mais pobres, que sofreram o diabo naquele ajuste fiscal, precisavam de apoio para sair do sufoco. Veio o Lula e caminhou por aí, como o Serra ou outro teria caminhado. O momento conduziu o Lula àquelas ações. O momento o fez e não o contrário.
Com a estabilização da economia mais gente foi incorporada ao mercado consumidor. Outra vez o presidente estava no lugar e na hora certa. O momento o está transformando na pessoa que tirou tantos milhões de uma classe social para outra. O Lula entendeu o momento e foi em frente.
Tem outra característica daqueles que entenderam e usaram com inteligência o momento: o discurso. Napoleão, Roosevelt, Perón, Vargas e agora o Lula. O momento histórico e o discurso convincente fizeram esses mitos. Também o homem de Garanhuns.

Alfredo da Mota Menezes. E-mail: pox@terra.com.br

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Ex-advogado de Collor é encontrado morto em apartamento em Brasília

Posted on setembro 1, 2009. Filed under: aposentado, Fernando Collor, homicídio, Tribunal Superior Eleitoral |

>

O ministro aposentado do Tribunal Superior Eleitoral José Guilherme Villela, de 73 anos, que advogou para o ex-presidente Fernando Collor durante o processo de impeachment, em 1992, foi encontrado morto na noite desta segunda-feira em seu apartamento em Brasília, informou o Jornal da Globo. Junto com ele, também estavam os corpos de sua mulher, Maria Carvalho Villela e o da empregada, identificada como Francisca.

A polícia ainda não sabe a causa das mortes, mas os corpos têm sinais de violência, provavelmente facadas. A suspeita é de triplo homicídio. Os três não eram vistos desde sexta-feira.

A OAB/DF divulgou nota lamentando a morte do advogado e pedindo rigor nas investigações.

José Guilherme Villela era graduado em Direito pela UFMG e advogado há 50 anos.

Fonte: Folha de S. Paulo

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...