Finanças

>Bolsas europeias abrem em alta após pacote de € 750 bi contra a crise

Posted on maio 10, 2010. Filed under: Bolsas, crise, Finanças, FMI, Frankfurt, Grécia, União Européia |

>

As bolsas europeias reagiram bem ao pacote anunciado para proteger o euro contra ataques especulativos e evitar que a crise da Grécia se espalhe. 
 Atenas, capital da Grécia
Londres abriu a segunda-feira em alta de 1,48%, Paris teve ganhos de 4,95% e Frankfurt registrou 2,94%. 
Neste domingo, os ministros de Finanças da União Europeia aprovaram uma ajuda de € 500 bilhões. O FMI vai contribuir com uma soma adicional de € 250 bilhões.
Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Passo maior que as pernas

Posted on fevereiro 8, 2010. Filed under: comprar, dinheiro emprestado, Finanças, gestores, microcomputador, preço baixo |

>

A empresa AMD é a esperança de todos que querem comprar um microcomputador por preço baixo. Ela compete com a Intel na produção de processadores. Processadores são equipamentos cada vez mais minúsculos que fazem os micros “andarem” mais rápido. Trata-se de boa competição, fortalecendo a qualidade, a velocidade e os preços baixos.

Pois é, a AMD deu um passo maior que as pernas. Comprou a produtora de chips gráficos ATI, e com dinheiro emprestado – 2,5 bilhões de dólares. Se uma companhia do porte da AMD toma decisões financeiras arriscadas como essa, o que dizer das nossas pequenas empresas. Não ficam atrás e é por isso que a cada dez empresas abertas no Brasil, sete vão à falência em, no máximo, três anos de existência.

Também nas empresas a vaidade e o orgulho falam muito alto, fazendo muitos empreendedores perderem o rumo. Basta a firma dar sinais de expansão e dinheiro em caixa para os gestores acharem que estão com a “bola toda” e investirem muito acima da capacidade. Contratam gente demais, compram ativos demais, estocam demais.

Além disso, funcionários mal treinados e despreparados para exercerem suas funções, alto índice de rotatividade de colaboradores, excesso de tributos e de despesas financeiras causam muitas falências. Administrar a empresa sob condições normais requer conhecimento, habilidades e atitudes. Agora imagine recuperar uma empresa em crise? O quanto necessita de experiência e lucidez nas tomadas de decisões?

Um dos desafios do dia-a-dia da pequena empresa é lidar com o paradoxo abundância-escassez. E não me refiro apenas ao fluxo de negócios, mas também ao fluxo de caixa. Por isso, seguem algumas dicas.

Fature imediatamente todo serviço executado. Um dos maiores problemas da falta de caixa é a “caderneta digital”. Trata-se dos produtos ou serviços executados que ficam na “prateleira”, “o cliente ainda não definiu em nome de quem; não sabemos o prazo; a forma de pagamento será dita semana que vem”. E as contas vencendo.

Crie incentivos para os clientes desejarem pagar à vista ou em prazos menores. Existem muitos ganhos nessa prática, além de diminuir o tamanho do ciclo de caixa, reduz a inadimplência. Prazos longos permitem aos clientes esquecerem até que devem. Muitos quando vencem a última fatura, nem moram mais na mesma cidade.

Escolha vender para clientes que pagam em dia. Além de melhorar o dinheiro em caixa, vai tirar sua empresa da zona de risco. Clientes que estão sempre pagando atrasado, com despesas financeiras, têm algum problema de gestão e não sabemos qual deles vai quebrar.

Fuja das permutas como “o diabo foge da cruz”. Permuta somente de produtos que para sua empresa é indispensável na operação. Vejo muitos empresários permutando com coisas que alguém vai usar um dia. Se o produto vai para linha de produção, se transformará em dinheiro, caso contrário é recurso parado.

Reduza seu estoque ao ponto de não sobrar e não faltar. Comprar bem é uma das mais importantes capacidades que os gestores devem desenvolver. Fazemos mágicas com gestão de estoques. Podemos ter produtos para promoções, para aumentar as margens, para diminuir ações da concorrência e muito mais.

Em finanças, quanto menor a letra e mais barato o papel, mais importante a informação.

Pense nisso, mas pense agora!

Autor: Saulo Gouveia Carvalho (saulo@saulogouveia.net) – Fonte: A Gazeta

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Sai diretor de Política Monetária do Banco Central e é substituido por Aldo Mendes

Posted on novembro 17, 2009. Filed under: Banco Central, entrevista, Finanças, Henrique Meirelles, Mercado de Capitais, Política Monetária |

>

O Banco Central confirmou na noite desta segunda-feira a saída de Mário Torós do cargo de diretor de Política Monetária e a indicação de Aldo Luis Mendes, atual presidente da seguradora Aliança do Brasil, para a função.

“O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, encaminhará ao Presidente da República a recomendação da indicação do nome de Aldo Luiz Mendes, 51, para ocupar o cargo de diretor de Política Monetária”, diz o comunicado do BC, ressaltando que Torós pediu para sair do BC “por motivos pessoais” após dois anos.

A situação do diretor de Torós no cargo tornou-se “insustentável”, na avaliação de uma alta fonte do governo que pediu para não ser identificada, após o diretor dar uma entrevista ao jornal “Valor Econômico” em que detalhou os bastidores da atuação do Banco Central durante o ápice da crise financeira, no final do ano passado.

Na entrevista, Torós citou que um dos principais problemas foi uma corrida bancária no país e detalhou as atuações do BC no mercado de câmbio para conter o que classificou de ataque especulativo. Já havia rumores no mercado de que Torós tinha intenção de deixar o BC.

Antes de presidir a Aliança do Brasil, Mendes passou oito anos na diretoria do Banco do Brasil. Neste período, ocupou as funções de diretor de Finanças, diretor de mercado de capitais e vice-presidente de Finanças, Mercado de Capitais e Relações com Investidores. Ele também já exerceu o cargo de vice-presidente da Andima (Associação Nacional das Instituições do Mercado Financeiro) e integrou os conselhos de administração da BM&F e da CPI (Central Interbancária de Pagamentos). Fonte: Folha de S. Paulo

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...