Fusão

>United Airlines e Continental anunciam fusão nesta segunda-feira

Posted on maio 3, 2010. Filed under: Continental, Fusão, United Airlines |

>

Avião da United Airlines em Denver

Nova companhia seguirá com o nome United

Diretores das companhias aéreas americanas United Airlines e Continental se reuniram neste domingo e concordaram em uma fusão, segundo o jornal Wall Street Journal.

O acordo, que deverá ser anunciado formalmente nesta segunda-feira, deve criar a maior companhia aérea do mundo e poderá, segundo analistas, redesenhar o mercado americano da aviação.

A fusão ainda tem que ser aprovada por órgãos reguladores americanos.

A nova companhia aérea será chamada United e terá a cidade de Chicago como base, voando para até 370 destinos.

Há dois anos, a Delta se juntou à Northwest Airlines, tornando-se a líder mundial em tráfego de passageiros. Fonte: BBC Brasil

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Grande negócio: Casas Bahia e Grupo Pão de Açucar farão fusão operacional

Posted on dezembro 4, 2009. Filed under: Casas Bahia, Fusão, Grandes negócios, Grupo Pão de Açucar, operacional |

>

O Grupo Pão de Açúcar e a Casas Bahia anunciam fusão de operações nesta sexta-feira. É um dos maiores negócios financeiros do ano no país e aponta mudanças no setor varejista. Os grupos convocaram coletiva de imprensa para as 11h, a fim de detalhar o negócio.

Segundo a Folha Online apurou, o processo de fusão será de “longo prazo”. Ou seja, a princípio os dois conselhos vão interagir com igual poder. Ainda não há informações sobre cenários do desdobramento do processo, uma “fusão operacional”.

Segundo o último balanço do grupo da família Diniz, a empresa teve lucro de R$ 171 milhões no terceiro trimestre do ano, com expansão de 156,7% ante o mesmo período do ano passado. As vendas nesse período somaram R$ 6,151 bilhões, com alta de 39,6%.

A fusão deve criar uma empresa com faturamento de quase R$ 40 bilhões, segundo dados dos balanços de ambas referentes a 2008. No ano passado, o faturamento bruto do Pão de Açúcar foi de R$ 25,7 bilhões, enquanto o da Casas Bahia foi de R$ 13,9 bilhões, totalizando R$ 39,6 bilhões.

Em junho, o Grupo Pão de Açúcar anunciou a compra da Globex Utilidades, dona da rede Ponto Frio, que era, até então, a segunda maior no segmento de eletroeletrônicos do país, atrás apenas da Casas Bahia. Com a aquisição, o grupo Pão de Açúcar, que inclui a bandeira de mesmo nome, além de Extra, CompreBem, Sendas e Assai, recuperou a liderança no varejo brasileiro, que era ocupada pelo Carrefour.

Colaborou Ricardo Feltrin, secretário de Redação da Folha Online

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Fusão bilionária: JBS Friboi é líder mundial em carnes

Posted on setembro 19, 2009. Filed under: Friboi, Fusão, JBS |

>

A JBS Friboi se tornou ontem a maior empresa de processamento de proteína animal do mundo. Com a aquisição nos Estados Unidos da Pilgrim”s Pride e a associação com a Bertin SA, o grupo comandado por Joesley Batista conseguiu superar a americana Tyson Foods, que ocupou o posto durante os últimos anos. Após o anúncio a empresa passa a acumular uma receita líquida de US$ 26,7 bilhões, 2,4 vezes maior do que da BRF, que uniu num mesmo grupo Sadia e Perdigão. “Passamos a Tyson e estamos apenas começando. Chegamos até aqui e com capacidade para continuar investindo”, disse Batista.

Com a aquisição da Pilgrim”s e a fusão com a Bertin, a nova composição do grupo JBS se altera. Foi criada uma holding, onde a família Batista possui 60% do capital e a família Bertin os 40% restantes. Essa holding possui aproximadamente 60% das ações da JBS SA, sendo que os 40% restantes estão pulverizados entre os acionistas minoritários, incluindo o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Na prática, e em valores aproximados, a família Batista passa a controlar 36% das ações da JBS, a família Bertin possui 24%, o BNDES, que tinha participação nas duas empresas, fica em aproximadamente 23% dos papéis e os 17% restantes ficam distribuídos no mercado. Ao mesmo momento que a JBS se tornou a maior empresa de proteína do mundo, ela conseguiu diversificar sua atuação no mercado de carnes, seguindo o exemplo de sua concorrente Marfrig.

A empresa, que já era a maior no segmento de bovinos, com a compra da Pilgrim”s passou a ocupar a segunda colocação no ranking americano de carne de frango com uma marca líder de vendas e assumiu a liderança global no segmento de couros, com a incorporação das operações da Bertin. “A Pilgrim”s passa a ser uma das marcas de nossa subsidiária americana e a Bertin, junto com todas as suas marcas, vira também uma marca da subsidiária brasileira da JBS”, disse Batista. Para financiar toda essa operação, a JBS pretende usar parte dos recursos que tem em caixa e giram ao redor de US$ 1,5 bilhão. Para complementar o restante dos recursos, Batista disse que a empresa estuda uma emissão privada de ações da subsidiária americana, que levantaria outros US$ 2,5 bilhões. Além disso, a empresa retomará, a partir de janeiro de 2010, o processo da oferta pública de ações da JBS USA, que capitalizaria a empresa em mais de US$ 2,5 bilhões. “O processo de IPO nos Estados Unidos foi prorrogado por conta da compra da Pilgrim”s. Adicionaremos ao processo toda a documentação complementar e reapresentaremos à SEC”, disse Batista, referindo-se à Securities and Exchange Commission.

Fonte: A Gazeta

Ler Post Completo | Make a Comment ( 1 so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...