Goiás

>Campeonato Brasileiro

Posted on maio 17, 2010. Filed under: Avaí, Botafogo, Brasileirão, Campeonato Brasileiro, Ceará, Corinthians, Cruzeiro, FUTEBOL, Goiás, Grêmio, Internacional, PALMEIRAS, Santos, São Paulo, Vasco |

> Os resultados do Corinthians no Campeonato Brasileiro esfriam qualquer possibilidade de crise após o fracasso na Copa Libertadores da América. A equipe comandada por Mano Menezes conquistou a sua segunda vitória consecutiva na competição nacional na tarde de domingo: 2 a 1 sobre o Grêmio, no estádio Olímpico.

Nico Varella/AE

Nico Varella/AE
Souza bate para marcar o segundo do Corinthians

O resultado do Corinthians ganha mais importância por causa do bom retrospecto do Grêmio em casa. Os gaúchos não perdiam em seu estádio pelo Campeonato Brasileiro desde o dia 13 de setembro de 2008, diante do Goiás. Nesta semana, no entanto, estavam mais preocupados com as semifinais da Copa do Brasil.
Com apenas 1 ponto no Brasileirão, o Grêmio se concentra para fazer jogo de volta com o Santos na quarta-feira, na Vila Belmiro. No sábado, terá outro time paulista pela frente: o Palmeiras, no Palestra Itália. O Corinthians receberá o Fluminense no dia seguinte, para tentar seguir com 100% de aproveitamento no campeonato que lhe resta.

 
Santos perde pênalti e só empata


Ainda de olho na Copa do Brasil, o Santos recebeu o Ceará, na Vila Belmiro e conseguiu um bom placar. Depois de sair perdendo logo no início do jogo, os Meninos da Vila conseguiram um empate ainda no primeiro tempo, o segundo do Peixe no Brasileirão . O timr do Ceará reclamou muito da arbritagem, que invalidou um gol legal de Anderson e deu um pênalti duvidoso para o time da casa, que resultou no gol santista. Na segunda etapa, Neymar, que fez o gol santista, bateu um pênalti para fora, já no final da partida.

O Santos começou a partida melhor, criando alguns ataques, principalmente em boas jogadas de Marquinhos e André. Entretanto, quem abriu o placar foi o Ceará. Logo aos nove minutos, o atacante Misael cruzou para Washington, estreante do dia, que desviou de cabeça, no canto de Felipe, que nada pôde fazer para evitar o 1 a 0. Aos 17 minutos, outro susto para a defesa santista. Depois de uma cobrança de falta, o zagueiro Anderson finalizou para o fundo do gol santista, mas o juiz anulou, alegando um impedimento, que não existiu.
Depois de alguns minutos de pressão, os Meninos da Vila conseguiram marcar, mas não valeu. Depois de uma batida de Neymar, Diego espalmou e André, em impedimento, completou com categoria para as redes.
Foi aí que Neymar assumiu a responsabilidade. A Joia recebeu a bola pela direita e entrou costurando na zaga do adversário. Fabrício deu um carrinho e o árbitro marcou um pênalti duvidoso para o Peixe. Na cobrança, o santista deu duas paradinhas e enganou o goleiro Diego, podendo só rolar a bola para o fundo das redes: 1 a 1.

Em seguida, mais um pênalti para o Peixe. Neymar fez grande jogada pela esquerda e foi calçado. O próprio atacante pegou a bola, deu uma paradinha, mas acabou batendo para fora, para desespero dos torcedores santistas na Vila, aos 39.

Antes do fim do jogo, Neymar pediu mais uma penalidade, em uma dividida com o goleiro. Desta vez, o árbitro marcou falta do atacante. Ficou barato.

Inter vira sobre o Goiás fora de casa


Com objetivos diferentes no atual momento da temporada, Goiás e Internacional se enfrentaram no estádio Serra Dourada. Ambos foram derrotados na primeira rodada e buscavam a recuperação na tabela, mas em partida muito disputada, o Inter buscou a virada em 3 a 2 após sair perdendo por 2 a 0 e, mesmo com time reserva, conquista seus primeiros três pontos no campeonato.

O nome do jogo foi o atacante Walter, que marcou os dois primeiros gols da equipe colorada e, em grande atuação individual, comandou a reação do Inter na partida contra um combalido Goiás, completamente dominado pelo meio de campo do time gaúcho.

O lateral Welington Saci teve pelo menos duas chances em chutes fortes, mas não marcou. Dessa forma, no entanto, quem marcaria seria Everton Santos. Aos 31 minutos, o atacante recebeu na entrada da área e chutou forte, estufando a rede do goleiro Lauro, abrindo o placar.
A defesa colorada sofreu o segundo gol aos 41 minutos, com Amaral tentando duas vezes para completar um cruzamento na área.

Aos dez minutos da etapa final, a zaga do Goiás iniciou a reação do time gaúcho. Wendel Santos cometeu falta em Taison na grande área e o árbitro marcou pênalti. Walter foi para a cobrança e diminuiu o placar chutando no ângulo. Aos 29 minutos, Walter dominou na entrada da área, driblou Welington Saci e chutou forte. A bola foi no ângulo direito do gol, e reacendeu a chama colorada, empatando o jogo. Aos 37, Fábio cometeu nova falta em Walter, dentro da área. Novo pênalti, para a cobrança no canto de Giuliano, virando o placar após sair perdendo por 2 a 0.

 
Vasco e Palmeiras só empatam


Faltou brilho, técnica, calma e tudo o que faz um grande jogo de Futebol. Cheio de erros de passes e com lances atrapalhados, Vasco e Palmeiras empataram em 0 a 0 na noite de domingo, em São Januário, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Sob pressão pelo primeiro semestre improdutivo e com críticas para dar e vender, Vasco e Palmeiras entraram em campo com o peso da expectativa de começarem a escrever novos rumos em 2010. E quem tomou a iniciativa foram os donos da casa. Com velocidade, a equipe cruzmaltina marcava bem, com segurança, e encaixava ataques em velocidade.

Philippe Coutinho, que tinha a missão de organizar o meio de campo do Vasco e conduzir o time ao setor ofensivo, fazia o que dele se esperava. Aos 13, teve boa chance, mas Marcos evitou o gol. Pelo lado alviverde, Ewerthon percebeu sua equipe com dificuldades na armação. Por isso, recuou um pouco e tentou cooperar. Mas até Cleiton Xavier resolveu errar passes simples, prejudicando o desenvolvimento das investidas palmeirenses.

Aos 37 minutos, um lance típico de “Os Três Patetas”. A bola quicou na área do Palmeiras, de forma despretensiosa, Marcos correu para pegá-la, mas Cleiton Xavier teve a mesma ideia e eles se chocaram, caindo no chão e deixando Souza em boas condições para abrir o placar. Mas o volante cruzmaltino finalizou a cena como ela merecia, isolando a bola. Aos 45, Elton arriscou uma bicicleta e encerrou o primeiro tempo de uma forma mais “honrosa”.

Diante de pouco acerto, o placar de 0 a 0 era o esperado, o que se desenhava, e o que se concluiu.


 
Cruzeiro evita a derrota


Em jogo de duas expulsões e muitas alternativas, o Cruzeiro demonstrou poder de reação ao sair perdendo por 2 a 0 no primeiro tempo e empatar na etapa final, por 2 a 2, com o Avaí, domingo, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Porém, mesmo com os titulares em campo, o time mineiro não conseguiu superar o adversário no Mineirão e agora se concentra no duelo decisivo com o São Paulo pela Libertadores. A equipe catarinense se manteve invicta e no topo da tabela da competição  nacional.

A partida teve dois tempos distintos. Na primeira etapa, o Avaí abriu dois gols de frente, com Pará e Roberto, ao ficar com um jogador a mais, uma vez que o zagueiro Leonardo Silva foi expulso aos 17min. Na etapa final, o Cruzeiro reagiu com dois dois de Wellington Paulista. O goleiro Zé Carlos recebeu o cartão vermelho aos 14min e deixou os catarinenses com dez em campo.

Furacão – Em uma partida equilibrada na Arena da Baixada, o Atlético Paranaense não conseguiu sair de um empate em 2 a 2 diante do surpreendente Guarani. Com cada time dominando uma etapa, o resultado foi melhor para os visitantes, que chegam a quatro pontos.


 
Botafogo vira em cima do Tricolor e gera nova crise


O São Paulo vacilou em casa e ainda não sabe o que é vencer neste Campeonato Brasileiro. Mais uma vez com o time misto, já que o técnico Ricardo Gomes prioriza a Copa Libertadores da América, o Tricolor levou a virada por 2 a 1 para o Botafogo, na tarde de domingo, no estádio do Morumbi. Com a vitória, o Alvinegro carioca quebrou um longo tabu pois não vencia o adversário em sua casa desde 1995.
Léo Lima abriu a contagem para o time da casa, mas o Botafogo conquistou a vitória ao balançar as redes com Antônio Carlos e Renato Cajá. Assim, o São Paulo segue com apenas um ponto na competição, enquanto o time de Joel Santana tem agora quatro.

O São Paulo começou melhor a partida, com um esquema tático bem definido com três zagueiros -Richarlyson foi improvisado no setor, mas sem deixar de avançar. Assim, logo nos instantes iniciais, o Tricolor quase abriu o placar. Jean fez um excelente lançamento para Washington, que partiu em velocidade e driblou o goleiro, mas deixou a bola escapar.

Mas, com o Botafogo perdido em campo, o time de Ricardo Gomes abriu o placar. Aos sete minutos, Jorge Wagner pegou a bola na esquerda e fez o cruzamento na medida para Léo Lima desviar de cabeça.
Depois do revés, o time do Rio de Janeiro acordou e se encaixou em campo, criando condições para dar a resposta ao time misto dos donos da casa. Depois de cobrança de escanteio, Antônio Carlos cabeceou para as redes, mas o árbitro Sandro Ricci assinalou falta na jogada.

Melhor em campo, o Botafogo teve boa oportunidade na sequência, quando Caio foi derrubado quase na linha da grande área. Na cobrança da falta, Lucio Flavio rolou na área para Sandro Silva chutar, mas Jorge Wagner fez o bloqueio com o corpo.

Aos 27, o Botafogo igualou o placar com sua jogada mais eficiência: a bola aérea. Lucio Flavio cobrou falta da esquerda, Washington não conseguiu cortar e Antônio Carlos cabeceou para as redes. O Coração Valente até reclamou, pois alegou que foi empurrado na jogada, mas o árbitro validou o gol.
O jogo ficou mais equilibrado no restante do primeiro tempo, e as chances de gol diminuíram. A forte disputa no meio-campo e a atenção das defesas em jogadas aéreas impediram novos lances de emoção.

E o início do segundo tempo seguiu sonolento. O São Paulo não conseguiu exercer uma pressão real de time mandante e só arriscou em chutes sem perigo de longe. Assim, com a torcida demonstrando bastante irritação com o desempenho da equipe, Ricardo Gomes fez duas alterações ao mesmo tempo. Washington, vaiado, e Wellington deixaram o gramado para as entradas de Fernandinho e Cicinho. Joel Santana, por sua vez, respondeu rápido e tirou Sandro Silva para a entrada de Edno. 

O Botafogo criou melhorou com a entrada de Renato Cajá na vaga de Lucio Flavio. Assim, aos 42, o meia tabelou com Herrera e chutou na saída de Rogério Ceni para marcar o segundo gol dos visitantes.


Fonte: A Gazeta 

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Apagão do combustível: Petrobras volta a importar gasolina após 40 anos

Posted on fevereiro 17, 2010. Filed under: combustível, Goiás, importar gasolina, Petrobras |

>

Alguns estados, como Goiás, já sofre com falta de combustível. Com isso, após quarenta anos de autonomia, a Petrobras voltou a importar gasolina. Prejudicada pela crise do etanol, a estatal foi obrigada a comprar o combustível da Venezuela, que já recebeu encomendas futuras.


A gasolina importada vai chegar ao Brasil ainda em fevereiro. Segundo a Petrobras, foram importados 270.000 metros cúbicos do combustível – o equivalente a 2 milhões de barris. “Para os meses subsequentes, a Petrobras está avaliando a necessidade de importação e, se existente, estimará o volume a ser importado”, informou a estatal.


As fortes chuvas de verão interromperam a colheita de cana-de-açúcar no país, o que prejudicou a produção do etanol. Além disso, parte da cana colhida para a produção do combustível precisou ser usada na produção de açúcar, que tem excelente cotação no mercado internacional. Dessa forma, a oferta do bicombustível tornou-se inferior à demanda.


O quadro provocou a alta nos preços do etanol além de pontuais desabastecimentos nas bombas. O álcool mais caro levou os donos de carros flex a preferirem abastecer somente com gasolina. O aumento na demanda cresceu ainda mais porque em 1º de fevereiro entrou em vigor uma lei que diminui de 25% para 20% a mistura de etanol na gasolina. Acredita-se que o mercado só deve se estabilizar com o início da safra, que em algumas usinas será antecipada de abril para o fim deste mês. Fonte: Veja
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Eleições 2010: Cúpula do PSDB reforça candidatura de Wilson Santos ao governo de MT

Posted on janeiro 28, 2010. Filed under: eleições 2010, Goiás, Hotel Palace Mato Grosso, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul., Palácio Paiaguás, PSDB, Sérgio Guerra |

>


Antero Paes de Barros,Marisa Serrano, Arthur Virgílio, presidente do PSDB Sérgio Guerra, deputada federal Thelma de Oliveira e o secretário-geral do partido, Rodrigo Castro, avalizam pré-candidatura de Wilson Santos ao Paiaguás
Foto: Josinei Moreira

O presidente da executiva nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra, diz que acredita na vitória do partido na disputa pelo Palácio Paiaguás, tendo como candidato o prefeito da Capital Wilson Santos (PSDB) ou o senador Jayme Campos (DEM). Mesmo assim, pondera que para isso a sigla terá de vencer as forças políticas existentes e o poderio econômico delas. “Temos muita confiança na candidatura de Wilson. Ele tem o perfil adequado, assim como meu colega de parlamento Jayme Campos”, afirmou Guerra, durante entrevista coletiva a jornalistas no Hotel Palace Mato Grosso, instantes antes do início de um encontro com lideranças tucanas de todo o Estado.


Além do presidente do PSDB, compareceram os senadores Arthur Virgílio, líder dos tucanos no Senado, Marisa Serrano (MS), primeira vice-presidente da executiva nacional, e o secretário-geral do PSDB e deputado federal Rodrigo de Castro (MG), que é tido como “braço-direito” do governador de Minas Gerais Aécio Neves. Ponderados, as lideranças reforçam que, por enquanto, o partido apenas se articula internamente e que nenhuma candidatura será imposta. Mesmo tendo apenas seis prefeitos e sete vice-prefeitos eleitos em 2008, os tucanos acreditam estar bem enraizados no Estado para assegurar a vitória. Segundo a presidente da sigla em Mato Grosso, deputada federal Thelma de Oliveira, hoje o PSDB tem 90 diretórios e 30 comissões especiais. Já o PSDB Mulher está presente em 15 cidades. “O partido se faz forte ao se interiorizar. Temos que conversar com os companheiros, discutir o que pensam. A eleição não será fácil, mas vamos mostrar o nosso diferencial”, ressaltou Marisa.


Sérgio Guerra, por sua vez, se mostra bastante animado. Acredita em vitória nos Estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. “Estamos em uma posição privilegiada nas regiões Sul e Sudeste e vamos enfrentar duros embates no Nordeste e no Norte”, avalia Guerra. Já o presidenciável José Serra, governador de São Paulo, não deve participar, ao menos por enquanto, das reuniões partidárias. “Ele tem que resolver os problemas do governo. São Paulo vive uma situação delicada por causa das chuvas. Ele deve vir a Mato Grosso após a oficialização de sua candidatura em abril”, diz Rodrigo Castro. Fonte: RDNews

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Quem sabe agora no lugar certo

Posted on dezembro 13, 2009. Filed under: Ano Novo, bom Natal, Chico Buarque, Goiás, Natal, Reflexão, Vencer, virada |

>

A chegada do Natal e da virada de mais um ano nos remete, ainda que involuntariamente, à reflexão sobre o que fizemos de nossas vidas nos últimos 12 meses e o que podemos modificar – e lógico para melhor – na próxima temporada do calendário. É de novo a vez de varrer tudo aquilo que nos fez infeliz e estabelecer metas, nos permitindo no meio de um turbilhão que foi o atual ano traçar planos atraentes e quem sabe até sonhar aquele sonho tido como impossível. Tal qual a canção “Sonho Impossível”, versão de Chico Buarque, que diz “Quantas guerras terei que vencer… Vou saber que valeu delirar… E assim, seja lá como for, vai ter fim a infinita aflição…”


Mas uma boa dica para a virada do ano, nos moldes lá da minha terra Goiás, é escolher com cuidado o local onde passar da meia-noite do 31 de dezembro para a 1ª hora de janeiro. Admito ter sido péssima minha escolha ao passar de 2008 para 2009. Estive nesse exato segundo no lugar errado e na hora errada e, como tenho fortes as minhas raízes goianas, espero escolher melhor com quem, onde e como entrar em 2010. Reza a tradição que o que se faz nesse momento pode-se repetir pelo resto do ano que chega. Para mim, confesso, 2009 foi fatal e acabou sendo como um furacão, devastador. E creio que fiquei à deriva… e haja estoque de lágrimas. Credo!


Não pretendo nem de longe dar receitas de vida. Falo em nível pessoal. Venci batalhas quase impossíveis e agora é preciso concentrar a energia, arregaçar as mangas e pôr a mão na massa. E como diz a mesma canção que citei acima: ” Lutar, quando é fácil ceder; Vencer, o inimigo invencível… Romper, a incabível prisão…”. Então, vamos lá. Não pretendo me perder num amontoado de desejos, deixando a mente dispersa e depois não ser capaz de finalizar nenhum deles. O legal é dar o primeiro passo e hei de conseguir, ainda que tenha em mente uma mirabolante lista de prioridades.


Antes de prosseguir meus devaneios, não quero ser de toda ingrata com 2009. Se foi um ano daqueles de fazer qualquer um arrancar os cabelos, tenho por dever lembrar também das lágrimas que não foram de lamento e sim de felicidade. E na condição prazeirozíssima de mãe, não poderia deixar de citar a emoção de ver minha filha mais velha formar-se tão jovem em Direito e de primeira passar no temido exame da OAB. Também no âmbito familiar, os avanços da minha caçula tão peralta e do meu filho, que me surpreende a cada dia pela forma sensata de encarar a vida e até de se permitir me dar uns puxões de orelha. Não poderia deixar de registrar o apoio do meu irmão e irmãs, sobrinhos, sobrinhas, etc, e, principalmente do meu pai, que, na sabedoria dos seus bem vividos 87 anos, é o meu esteio. Sim, também não deixo de lado amigos e amigas que me estenderam a mão em horas difíceis e comemoraram comigo minhas vitórias.


Mas com 2010 bem aí na porta, vamos começar definindo qual é a nossa prioridade. Se você ainda não tem isso claro, faça uma lista de tudo que lhe vier à mente. Encha quantas folhas de papel forem necessárias. Sonhar demais não faz mal, desde que não percamos o norte do mundo real. Com o coração aberto, vou tentar eliminar o que considero o pior dos sentimentos humanos e talvez o mais limitante de todos: a indecisão. Dizem que ela é prima-irmã da depressão. Essa doencinha básica, já definida como o mal do século!


Uma outra forma de reduzir a ansiedade diante dos impasses é conduzir nossas vidas tal qual a regra número 1 dos Alcóolicos Anônimos (AA). Para eles, dependentes do álcool, o lema é evite o primeiro gole. Para nós, seria viver um dia de cada vez. Sim, esta pode ser uma grande saída para quem precisa começar a agir e não consegue. Viver um dia de cada vez implica em um plano de recuperação mental, um compromisso com a gente mesmo e menos rigidez de pensamento consigo próprio. Na verdade, somos nós os piores inquisidores de nós mesmos. Usamos muito tempo para lamentar o que fizemos no passado ou o que deixamos de fazer.


Nos preocupamos demais com as perdas, esquecemos que podemos ganhar. Insistimos em deixar o passado vivo dentro de nós ou no contraponto saltar ao futuro. Por isso, o lema adaptado do AA, um dia de cada vez. Viver o presente, ou seja, cada 24 horas, pode resultar em mudanças morais, na ampliação da capacidade de enxergar oportunidades, melhorar a autoestima, ouvir mais, ter mais fé, confiança e se entregar. Pois é, dona Margareth e aqueles que concordam com todas essas reflexões, mãos à obra. Grandes gênios da história foram considerados loucos por insistirem em ideias que somente para eles faziam sentido. E de quebra, mais um trecho da música de Chico Buarque: “…Romper, a incabível prisão… Voar, num limite improvável… é minha lei, é minha questão… E o mundo vai ver uma flor, brotar do impossível chão!” Antecipadamente, um bom Natal a todos e uma virada de muitos graus no seu Ano Novo.

Autora: Margareth Botelho é jornalista em Cuiabá. Fonte: A Gazeta . E-mail: margareth@gazetadigital.com.br

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Empregos em Mato Grosso: Rede Ponto Frio está recebendo inscrições

Posted on outubro 17, 2008. Filed under: DF, Empregos em Mato Grosso, Empregos em Minas Gerais, Empregos em São Paulo, empregos em SC, empregos no Espírito Santo, empregos no PR, empregos no Rio de Janeiro, empregos no RS, Goiás |

>

1.500 VAGAS EM 9 ESTADOS E NO DF

O Ponto Frio, empresa de eletroeletrônicos, eletrodomésticos e produtos para o lar, anunciou na quarta-feira, 15 de outubro, que irá contratar 1,5 mil temporários para reforçar o quadro de funcionários para o Natal.

Os novos colaboradores irão atuar nas lojas da rede presentes nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Goiás, além do Distrito Federal.

Cargos

A rede vai recrutar colaboradores para os cargos de Vendedor, Operador de Caixa, Expedidor, Auxiliar de Armazenagem, Operador de Empilhadeira e Conferente.

Requisitos

Para ingressar em uma das lojas, os profissionais devem preencher os requisitos exigidos. Confira quais são eles em cada função:


Vendedor: é preciso possuir o ensino médio completo e ter experiência de, no mínimo, seis meses na área de vendas;


Operador de Caixa: exigem-se o ensino médio completo e experiência mínima de seis meses na função;


Expedidor: com ensino fundamental completo;


Auxiliar de Armazenagem: é necessário possuir o ensino fundamental completo;


Operador de Empilhadeira: os candidatos devem ter o ensino médio completo, experiência de, no mínimo, seis meses na área e certificado de Operador de Empilhadeira;


Conferente: com estudo de ensino médio completo e experiência mínima de seis meses na área.

Como inscrever:


Os interessados em concorrer a uma das chances podem inscrever-se no site do Ponto Frio, no endereço eletrônico www.pontofrio.com.br, e clicar nos links “Institucional – Trabalhe Conosco – Cargos de Loja”.

Quem quiser pode entregar o currículo diretamente em uma das lojas da rede, entre os dias 15 de outubro e 28 de novembro, e mencionar no envelope a referência “Natal PF/2008”

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...