gol

>Corinthians vence e se isolosa na liderança do Campeonato Brasileiro

Posted on julho 19, 2010. Filed under: Campeonato Brasileiro, Corinthians, gol, Liderança |

>

                                   Bruno César comemora o gol que deu a liderança isolada do Corinthians


Corinthians no Campeonato Brasileiro Bruno César comemora o gol que deu a liderança isolada do 

Com a magra vitória, que veio somente aos 35min do segundo tempo, com um gol do meia Bruno César, o time alvinegro chegou a 21 pontos, três a mais do que o Ceará, que perdeu para o Internacional por 2 a 1. A equipe cearense ficou com 18 pontos.
A penalidade desperdiçada pelo zagueiro Chicão logo no primeiro minuto do confronto não abalou o Corinthians, que dominou totalmente a primeira etapa, com muito mais volume de jogo do que o adversário.
             
Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Espanha faz a história e entra para história como campeã da Copa do Mundo pela primeira vez em 2010

Posted on julho 11, 2010. Filed under: Copa 2010, Copa do Mundo, Espanha, FUTEBOL, gol, Holanda |

>

Iniesta arma o chute para fazer o gol do título espanhol (crédito: EFE)

Zamora, lendário goleiro da década de 30. Parra, Basora e Zarra, jogadores da equipe quarta colocada em 50. Puskas e Gento, atacantes da Copa de 62. Butrageño, Hierro e Raul, ídolos recentes do futebol espanhol. Todos eles foram honrados hoje no gramado do Soccer City, em Johanesburgo. A Espanha venceu a Holanda por 1 a 0 na final da Copa do Mundo da África do Sul, gol de Iniesta na prorrogação. Com isso, a Fúria se tornou a oitava seleção campeã do mundo.

A equipe espanhola, no entanto, foi a campeã com o menor número de gols marcados: apenas oito em sete jogos. A Inglaterra, em 66 e o Brasil, em 94, eram os campeões com o pior ataque até então: 11 gols. Em contrapartida, a defesa espanhola só sofreu dois gols e igualou o recorde italiano de 2006 e francês de 1998.

A artilharia da Copa do Mundo 2010 ficou dividida entre quatro jogadores. Forlán, Müller, Sneijder e Villa terminaram o torneio com cinco gols. Iniesta se tornou o 56° jogador a marcar gol em uma final de Copa (o 70° gol da história em 19 finais).

Vicente Del Bosque optou novamente por Pedro na vaga de Torres. Com isso, Villa ficou centralizado e três meias faziam o elo com o ataque. No meio, Xavi, nas pontas (com inversões constantes), Pedro e Iniesta.

A Espanha fez o seu jogo. Teve mais posse de bola e sofreu com o anti-jogo holandês no primeiro tempo. Além disso, a marcação no meio-campo obrigou a Espanha a trocar passes na defesa (diferente dos outros jogos). Assim, os três meias espanhóis ficaram isolados da dupla de volantes e dos quatro homens da zaga.

No segundo tempo, com seis jogadores holandeses com cartão amarelo, Vicente Del Bosque colocou Navas no lugar de Pedro. O jogador do Sevilha passou a atuar na ponta direita, no mano a mano com Van Bronckhorst. Sem poder fazer a falta, o jogador espanhol conseguia chegar à linha de fundo com frequência.

A Holanda, até então com 100% de aproveitamento e há 25 jogos sem perder, entrou no gramado do Soccer City com a sua formação habitual.

No 4-2-3-1, a equipe de Van Marwijk apostou na forte marcação para deter o toque de bola espanhol e obrigar o chute da defesa para o ataque. Sneijder, nas cobranças de falta próximo à área e Robben, nos escanteios, levaram muito perigo ao goleiro Casillas.

A campanha espanhola
A Espanha iniciou a luta pelo título com derrota, 1 a 0 diante da Suíça. Depois, confirmou o primeiro lugar no grupo H com duas vitórias: 2 a 0 em Honduras e 2 a 1 no Chile.

Na fase de mata-mata, quatro resultados por 1 a 0, que refletiram a maneira espanhola de atuar: muito toque de bola e paciência para matar o jogo. Portugal, Paraguai, Alemanha e Holanda foram derrotados nas oitavas, quartas, semis e na final, respectivamente.

História
Espanha e Holanda nunca haviam se enfretado em Copas. As partidas mais importantes entre as seleções ocorreram em 1983, nas eliminatória da Euro 84. Em Sevilha, a Espanha venceu por 1 a 0. Depois, os holendeses, em Roterdã, fizeram 2 a 1. O resultado, porém, tirou a Holanda do campeonato europeu.

Mais sete jogos amistosos foram disputaos entre as finalistas de 2010. O retrospecto está empatado: três vitórias para cada e um empate. A Espanha fez 13 gols e a Holanda nove.

Para chegar ao título mundial, a seleção espanhola disputou 13 Copas e fez 56 partidas pelo torneio. Venceu 28, perdeu 16 e empatou 12. Fez 88 gols e sofreu 59.

 

Casillas salva o gol de Robben no segundo tempo (crédito: EFE)

O jogo
Aos quatro minutos, Xavi cobrou falta pela direita, Sergio Ramos antecipou Van Persie e cabeceou para a ótima defesa de Stekelenburg. Na sobra, Piqué tentou cruzar, mas o camisa 1 defendeu novamente.

Três minutos depois, Alonso tocou para Busquets na defesa. O volante deixou passar e a bola sobrou para Kuyt. De fora da área, o holandês bateu em cima de Casillas. Logo depois, Xavi lançou Villa por cima da zaga e Stekelenburg saiu bem do gol.

Aos 10, Iniesta abriu para Sergio Ramos na direita. O lateral encarou Kuyt e de frente para o gol tentou o cruzamento rasteiro. Heitinga jogou para escanteio. Na cobrança, Xavi recebeu e cruzou para Villa. A conclusão do camisa sete, poré, bateu na rede pelo lado de fora.

Sneijder, seis minutos depois, cobrou falta da intermediária e Casillas saiu  do gol para afastar. Aos 29, Villa saiu da área e enfiou para Xavi na frente, mas o goleiro holandês saiu do gol antes da conclusão.

Pouco depois, a melhor chance holandesa da primeira etapa. Robben cobrou escanteio para trás, Van Bommel jogou rasteiro para a área e Mathijsen furou na tentativa de finalização.

Aos 43, Alonso cobrou da intermediária e a bola saiu rente à trave direita. No último lance do primeiro tempo, Heitinga cabeceou para o meio da área e Puyol afastou. Na sobra, Robben chutou do bico da grande área e Casillas buscou na canto esquerdo baixo.

Segundo tempo

Segundo tempo
A Espanha quase abriu o marcador aos dois minutos. Xavi cobrou escanteio, Puyol desviou no primeiro pau e Capdevilla, sozinho, não conseguiu concluir. A resposta da Holanda veio com Van der Wiel. O lateral subiu ao ataque, cruzou e a bola passou na boca do gol.

Aos nove, Sergio Ramos sofreu falta perto da área. Xavi bateu e jogou perto do ângulo do gol holandês. Seis minutos depois, Van Persie subiu com Puyol e cabeceou por cima do gol.

No ataque seguinte, Robben perdeu a melhor oportunidade do jogo. Sneijder lançou entre os zagueiros e o camisa 11 bateu em cima de Casillas, que conseguiu mandar para escanteio.

Aos 24, Xavi abriu para Navas na direita. O meia cruzou, Heitinga falhou e Villa, sozinho na frente de Stekelenburg, concluiu para o gol. O zagueiro holandês, que havia falhado, conseguiu desviar para escanteio.

Sete minutos depois, Sergio Ramos de frente para o gol cabeceou por cima da meta holandesa. Aos 37, Robben ganhou na corrida de Puyol, tentou driblar Casillas, mas o goleiro fez a defesa nos pés do holandês.

Depois, as equipes passaram a tocar bola ne intermediária à espera da prorrogação.

ProrrogaçãoNo primeiro minuto, Iniesta e Fabregas tabelaram pelo meio e a bola sobrou para Xavi. A defesa holandesa afastou e Villa bateu com desvio pela linha de fundo.

Aos quatro, Iniesta enfiou para Fabregas e o jogador do Arsenal bateu em cima de Stekelenburg. A resposta holandesa veio com a cabeçada perigos de Mathijsen e a bola por cima do gol de Casillas.

Iniesta, pouco depois, com duas opções tentou a jogada individual e perdeu o gol na cara do goleiro holandês. Na blitz para cima da Holanda, Navas recebeu na direita e bateu no gol. A bola desviou na zaga e quase entrou.`

Segundo tempo
Iniesta, aos três minutos, foi lançado e derrubado por Heitinga na entrada da área. O árbitro Howard Webb expulsou o zagueiro e na cobrança Xavi bateu por cima do gol.

Aos nove, Sneijder cobrou falta, a bola desviou e passou perto da trave direita de Casillas.
Logo depois, Torres, da direita, lançou na área. A bola sobrou para Fabregas, que tocou para Iniesta. O camisa seis tocou na saída do goleiro e fez o gol do título.

Ficha técnica:
Holanda 0 X 1 Espanha
Data: 11/07/2010, Domingo
Horário: 15h30 (horário de Brasília)
Local: Estádio Soccer City , Johanesburgo, na África do Sul
Árbitro: Howard Webb (Inglaterra)
Auxiliares: Darren Cann (Inglaterra) e Michael Mullarkey (Inglaterra)
Cartões Amarelos: Van Persie, Puyol, Van Bommel, Sergio Ramos, De Jong, Van Bronckhorst, Heitinga, Capdevilla, Robben, Van der Wiel, Mathijsen e Iniesta.
Cartão Vermelho: Heitinga

Holanda
Stekelenburg; Van der Wiel, Heitinga, Mathijsen e Van Bronckhorst (Braafheid); De Jong (Van der Vaart), Van Bommel, Sneijder, Kuyt (Elia) e Robben; Van Persie.
Técnico: Van Marwijk

EspanhaCasillas; Sergio Ramos, Piqué, Puyol e Capdevilla; Busquets, Xabi Alonso (Fabregas), Iniesta, Xavi e Pedro (Navas); Villa (Torres).
Técnico: Vicente Del Bosque
Gol: Iniesta aos 12 minutos do segundo tempo da prorrogação.

Os 23 campeões mundiais:1 – Iker CASILLAS (Goleiro) – Nascimento: 20/05/1980 – Clube: Real Madrid – Altura: 1,84m
2 – Raul ALBIOL (Zagueiro) – Nascimento: 04/09/1985 – Clube: Real Madrid – Altura: 1,87m
3 – Gerard PIQUE (Zagueiro) – Nascimento: 02/02/1987 – Clube: Barcelona – Altura: 1,92m
4 – Carlos MARCHENA (Zagueiro) – Nascimento: 31/07/1979 – Clube: Valência – Altura: 1,82m
5 – Carles PUYOL (Zagueiro) – Nascimento: 13/04/1978 – Clube: Barcelona – Altura: 1,78m
6 – Andres INIESTA (Meio-campo) – Nascimento: 11/05/1984 – Clube: Barcelona – Altura: 1,70m
7 – David VILLA (Atacante) – Nascimento: 03/12/1981 – Clube: Barcelona – Altura: 1,83m
8 – XAVI Hernandez (Meio-campo) – Nascimento: 25/01/1980 – Clube: Barcelona – Altura: 1,70m
9 – Fernando TORRES (Atacante) – Nascimento: 20/03/1984 – Clube: Liverpool (ENG) – Altura: 1,81m
10 – Cesc FABREGAS (Meio-campo) – Nascimento: 04/05/1987 – Clube: Arsenal (ENG) – Altura: 1,75m
11 – Joan CAPDEVILA (Lateral-esquerdo) – Nascimento: 03/02/1978 – Clube: Villarreal – Altura: 1,82m
12 – Victor VALDES (Goleiro) – Nascimento: 14/01/1982 – Clube: Barcelona – Altura: 1,83m
13 – Juan Manuel MATA (Atacante) – Nascimento: 25/11/1981 – Clube: Real Madrid – Altura: 1,74m
14 – XABI ALONSO (Volante) – Nascimento: 26/05/1983 – Clube: Ajax – Altura: 1,83m
15 – SERGIO RAMOS (Lateral-direito) – Nascimento: 30/03/1986 – Clube: Real Madrid – Altura: 1,83m
16 – Sergio BUSQUETS (Volante) – Nascimento: 16/07/1988 – Clube: Barcelona – Altura: 1,89m
17 – Alvaro ARBELOA (Lateral-direito) – Nascimento: 17/01/1983 – Clube: Real Madrid – Altura: 1,84m
18 – PEDRO (Atacante) – Nascimento: 28/07/1987 – Clube: Barcelona – Altura: 1,69m
19 – Fernando LLORENTE (Atacante) – Nascimento: 26/02/1985 – Clube: Atlético de Bilbao – Altura: 1,94m
20 – Javier MARTINEZ (Meio-campo) – Nascimento: 02/09/1988 – Clube: Atlético de Bilbao – Altura: 1,90m
21 – DAVID SILVA (Meio-campo) – Nascimento: 08/01/1986 – Clube: Valência – Altura: 1,77
22 – Jesus NAVAS (Atacante) – Nascimento: 21/11/1985 – Clube: Sevilha – Altura: 1,72m
23 – Pepe REINA (Goleiro) – Nascimento: 31/08/1982 – Clube: Liverpool (ENG) – Altura: 1,87m

Fonte: RD1

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Copa 2010: Alemanha manda Inglaterra embora sem dó, com goleada de 4 a 1

Posted on junho 27, 2010. Filed under: Alemanha, Copa 2010, Copa do Mundo, FUTEBOL, gol, Inglaterra |

>Neste domingo a Alemanha carimbou seu passaporte com uma goleada, mesmo com contravérsias, sobre a Iglaterra, e despacha os ingleses mais cedo para casa.

O gol de Klose, o brilhantismo de Özil, a habilidade de Schweinsteiger, o oportunismo de Müller… Todos esses ingredientes valorizaram ainda mais a goleada histórica da Alemanha sobre a Inglaterra por 4 a 1, neste domingo, em Bloemfontein.

  • Michael Regan/Getty Images Klose comemora ao abrir o placar para contra a Inglaterra
  • Christophe Simon/AFP Rooney reclama com o assistente que não validou gol inglês
  • Cameron Spencer/Getty Images Arbitragem não vê a bola entrar no que seria o segundo gol inglês
    • Rebote Inglaterra cobra falta na barreira, Alemanha puxa contra-ataque. Essa situação resultou um gol e pelo menos dois lances perigosos
       
      Criatividade Com cinco homens no meio, Alemanha dominou o setor e apagou os ingleses Gerrard, Barry, Milner e Lampard.
       
      Segurança Laterais alemães não foram tanto ao ataque, anulando assim as investidas pelos lados da Inglaterra.
    Porém, um erro grave do árbitro Jorge Larrionda e do auxiliar Mauricio Espinosa, que não assinalaram um gol claro a favor dos ingleses, acabou dando argumentos aos britânicos para tentar justificar a perda da vaga às quartas de final.
    Aos 38 minutos do primeiro tempo, o placar do estádio Free State indicava 2 a 1 para a Alemanha. No campo, Lampard chutou da entrada da área, a bola bateu no travessão, dentro do gol, novamente no travessão e parou nas mãos do goleiro Neuer. No entanto, o lance que resultaria no empate para os ingleses não foi validado pelo árbitro uruguaio Jorge Larrionda, muito em virtude do mau posicionamento do seu auxiliar.
    A jogada irritou os jogadores da Inglaterra e, mais ainda, os torcedores que lotaram o Free State. Prova disso é que, na saída do intervalo, o barulho sempre ensurdecedor das vuvuzelas deu lugar a uma sonora vaia ao trio de arbitragem, que acabou se tornando protagonista do clássico entre Alemanha e Inglaterra.
    Curiosamente, o lance deste domingo remete a outro acontecido em 1966. Na ocasião, Inglaterra e Alemanha disputavam a final da Copa do Mundo. Após o empate por 2 a 2 no tempo normal, o inglês Hurst acertou um belo chute, que bateu na trave e em cima da linha. O árbitro, no entanto, validou o gol, a equipe inglesa acabou vencendo por 4 a 2, e os alemães lamentam até hoje a marcação errada naquela decisão.
    Antes desta jogada, no entanto, a Alemanha foi muito superior à Inglaterra. O técnico Fabio Capello teve opções para montar sua defesa, mas o setor não foi capaz de frear os habilidosos alemães. Upson, por exemplo, perdeu uma disputa com Klose após “lançamento” do goleiro Neuer. O erro permitiu ao atacante alemão abriu o placar, chegar a 12 gols ao longo da história e ficar a três de Ronaldo, o maior artilheiro da história das Copas do Mundo.
    Perdidos em campo, os ingleses ainda assistiram Podolski ampliar o placar e desperdiçar chances claras de marcar. No raro momento em que o time inglês conseguiu acertar alguma coisa, Upson aproveitou uma falha de Neuer para descontar.
    No segundo tempo, os jovens alemães mostraram por que são apontados como favoritos ao título e ganharam a alcunha de sensação desta Copa do Mundo. Com uma variedade de dribles, rápidos contra-ataques e muita disposição, Schweinsteiger, Özil e Müller dominaram a faixa de meio-campo e, com dois belos gols, acabaram de destruir o frágil sistema defensivo adversário e completaram o vexame inglês neste Mundial. Já para a Alemanha, expectativa por um grande confronto com México ou Argentina na próxima fase.
    Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

    >Campeonato Mato-grossense de Futebol: Barra do Garças, Luverdense, União e Crac vencem; Mixto perde de novo

    Posted on março 8, 2010. Filed under: Barra do Garças, Campeonato Mato-grossense de Futebol, gol, Luverdense, Mixto, União e Crac |

    >

    De Sinop – Alexandre Alves / De Barra do Garças – Ronaldo Couto
    O Barra do Garças virou o jogo em cima do Mixto e venceu por 2 a 1, no estádio Zeca Costa, neste domingo. Patrick, aos quatro minutos de jogo, abriu o placar para o Mixto. Mas no segundo tempo Rafael fez dois gols, um no primeiro minuto e outro aos 39, vencendo por 2 a 1. O Barra vai a 17 pontos e segue firme na liderança da chave B.

    O Luverdense venceu o Cáceres, fora de casa, por 4 a 0, e assumiu a vice-liderança da chave A, com 16 pontos, dois a menos que o líder Sorriso. Os gols do time de Lucas foram de Flávio Torres, aos dois minutos do primeiro tempo; Willian, aos cinco; e Felipe Mamão, aos 26 e 37 da etapa final.

    O União venceu o clássico contra o REC, por 2 a 1, no Luthero Lopes. Neghetti, aos 13 minutos do primeiro tempo, abriu o placar. O REC empatou o jogo com gol de Andrezinho, de pênalti, aos 31 da etapa final. Todavia, Ronaldo Paulista fez o segundo gol do União, aos 36 minutos, decretando a vitória por 2 a 1. Com os três pontos conquistados, o colorado foi a 14, na vice-liderança da chave B.

    No outro jogo da tarde de domingo, o Crac venceu o Operário por 1 a 0, com gol de Danilo, aos 18 minutos do primeiro tempo. A partida foi no estádio Félix Belém, em Campo Verde. Com a vitória, o Crac foi a 13 pontos e se mantém no G-4 da chave A, encostando-se ao Ope, que permanece com 14.

    A rodada deste fim de semana marcou a abertura do segundo turno do Campeonato Mato-grossense com sete jogos. No sábado à noite, o Araguaia venceu o Vila Aurora por 2 a 1, Sinop bateu o Cuiabá por 2 a 0 e, o Sorriso venceu o Cacerense por 1 a 0, disparando na tabela da chave A com 18 pontos.

    Confira a classicação:

    Chave A:

    Sorriso – 18 pontos
    Luverdense – 16
    Operário – 14
    Crac – 13

    Sinop – 12
    Cuiabá – 9
    Cacerense – 5
    Cáceres – 0

    Chave B:

    Barra do Garças – 17
    União – 14
    Vila Aurora – 12
    Araguaia – 10

    Palmeiras – 7
    Mixto – 4
    REC – 1


    Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

    >Copa do Mundo 2014 no Brasil custa mais que o dobro da africana

    Posted on fevereiro 17, 2010. Filed under: África do Sul 2010, BNDES, CBF, Copa do Mundo, Copa do Mundo 2014, esporte, FUTEBOL, gol |

    >

    Maquete do Estádio Verdão em Cuiabá

    A quatro anos e meio de seu início, a Copa do Mundo do Brasil-2014 já tem previsão de gastos 120% maior que o investido na África do Sul-2010. Ou seja, o evento brasileiro tende a custar mais que o dobro do africano. Detalhe: o Mundial no território nacional tem estimativa de custo incompleta, enquanto o torneio deste ano está próximo da conta definitiva.

    No início de fevereiro, o governo federal divulgou uma primeira lista de projetos para a Copa-2014. Incluiu 59 obras, sendo 12 delas em estádios.

    O custo total previsto é de R$ 17,52 bilhões, incluindo verba federal, estadual e privada. Desse valor, são R$ 5,343 bilhões para construção e reforma de arenas. O restante é para transporte e obras nos entornos das praças esportivas.

    A Copa da África do Sul tem gasto total previsto de 33 bilhões de rands (R$ 7,968 bilhões), montante informado à Folha pela porta-voz do Tesouro Nacional sul-africano, Thoraya Pandy. “Esse valor inclui infraestrutura, estádios, comunicação, segurança e desenvolvimento esportivo”, explicou.

    O investimento em arenas foi de 13 bilhões de rands (R$ 3,1 bilhões) e, em transporte, atingiu 14 bilhões de rands (R$ 3,38 bilhões). “Acho que esse valor é muito maior. Tenho convicção de que é maior que isso”, afirmou o ministro do Esporte, Orlando Silva Jr., a respeito das cifras sul-africanas.

    Há dinheiro para reforma de aeroportos que não entra na conta da África do Sul. Mas o Brasil também não incluiu o setor aéreo em suas obras.

    Ressalve-se que o Mundial brasileiro tem número maior de sedes do que a África do Sul: são 12 contra 9. Também terá mais arenas: 12 contra 10.

    Proporcionalmente, isso justificaria aumento de um terço no investimento total e de um quinto em estádios. A diferença, porém, é de R$ 9,5 bilhões.

    E há tendência de alta. Os custos de estádios, únicos que tinham estimativa feita no projeto da CBF, já mais do que dobraram em relação a 2007.

    Mais: ainda não houve previsão sobre os gastos com segurança, tecnologia e infraestrutura esportiva, como CTs.

    Em comum, Brasil e África do Sul tem onipresença estatal para bancar as obras.
    Um total de 94% dos custos dos estádios será de responsabilidade dos governos federal e estadual, segundo documentos do Ministério do Esporte. O restante será pago pelos clubes – Atlético-PR, São Paulo e Internacional, donos de arenas.

    Estados, clubes e União assinaram termo em que foi estabelecida a fatia de cada um.
    Todos os gastos em infraestrutura estarão na conta dos governos, sendo dois terços deles financiados pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

    Na África, a presença estatal é mais forte, já que o governo federal bancou quase tudo. Houve, em menor porte, aportes privados e de municípios.

    Também em comum, Brasil e África do Sul têm renda per capita próxima, em torno de US$ 10 mil (R$ 18,7 mil). O país africano tem desigualdade social um pouco maior, o que é indicativo de mão de obra mais barata. O eventual custo menor com salários dificilmente cobriria a diferença de mais de R$ 2 bilhões entre as obras de estádios no Brasil e na África do Sul. Fonte: Folha de S. Paulo

    Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

    >Ônibus do Palmeiras sofre emboscada e pedradas na volta a SP

    Posted on novembro 29, 2009. Filed under: Ônibus, emboscada, FUTEBOL, gol, PALMEIRAS, pedradas |

    >

    O ônibus que levava a delegação do Palmeiras de volta a São Paulo, após quatro dias treinando na cidade de Itu, sofreu uma emboscada neste sábado, por volta das 17h30, na saída da Rodovia Castelo Branco. O ônibus ficou danificado, mas ninguém sofreu ferimentos.


    De acordo com o site oficial do clube paulistano, cerca de 15 pessoas, sem nenhuma identificação com clubes ou torcidas organizadas, atiraram pedras contra o veículo.


    O clube ressaltou ainda que não registrou boletim de ocorrência devido à ausência de feridos.

    “Foi só um susto, mas um fato lamentável”, disse o gerente de futebol do clube, Toninho Cecílio, em entrevista ao Sportv.


    O veículo que levava a delegação palmeirense não tinha nenhuma identificação do clube. Como a diretoria palmeirense já havia adiantado, o novo ônibus do Palmeiras, com desenhos, símbolos e cores alviverdes, só será utilizado em trajetos que não ofereçam riscos à delegação.


    O Palmeiras volta a campo neste domingo, quando encara o Atlético-MG, às 17h (horário de Brasília), no Parque Antarctica. Sem vencer há quatro jogos, a equipe palmeirense despencou na tabela e hoje ocupa a quarta colocação, com 59 pontos –três a menos que o líder São Paulo.


    O Atlético-MG, que ainda sonha com uma vaga na Taça Libertadores-2010, é o quinto colocado, com 56 pontos. Fonte: Folha Online

    Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

    >Corretora SLW faz recomentações de investimento para a semana

    Posted on novembro 24, 2009. Filed under: Bovespa, Corretora SLW, Cosan, Fertilizantes Heringer, gol, Ibovespa, Marcopolo, Pão de Açucar, TAM |

    >

    A SLW divulgou suas recomendações para a semana, com cinco ações que, segundo seus analistas, tendem a apresentar um desempenho diferenciado em relação a outros ativos da BM&F Bovespa.

    São sugestões baseadas em fatos ou oportunidades que possam beneficiar o desempenho de curtíssimo de prazo.

    Na comparação com a carteira da semana passada, houve substituição das ações de GOL, Lojas Americanas e Usiminas pelas da TAM.

    Os três papéis que saíram da lista foram destaque naquele período, quando o portfólio apresentou alta de 3,87%, contra valorização de 1,53% do Ibovespa.

    Confira as recomendações:

    • TAM

    Após a alta de 8,9% dos papéis da GOL na semana passada, a equipe da SLW vê oportunidade dos da TAM se recuperarem no curto prazo.

    Ao passo que, apesar dos números do terceiro trimestre da primeira terem sido melhores, o cenário para o setor como um todo vem melhorando, principalmente no mercado interno.

    • Pão de Açúcar

    Depois do resultado sólido do Pão de Açúcar no terceiro trimestre, os analistas projetam vendas mais fortes no período do Natal, tanto para os alimentos como para os eletroeletrônicos, que agora possuem maior representatividade na receita da companhia.

    • Fertilizantes Heringer

    A corretora confia em uma recuperação e até uma performance superior ao índice das ações da Fertilizantes Heringer, que caíram 4,15% na semana passada.

    Isso porque o cenário para fertilizantes mudou bastante e, a partir do terceiro trimestre, já foi possível verificar a recuperação do setor. Tendência que deve se estender também nos últimos três meses do ano.

    • Marcopolo

    A expressiva melhora de cenário para os negócios da fabricante de carrocerias para ônibus Marcopolo fundamenta a recomendação da SLW. No Brasil, os pedidos em carteira já refletem atividades plenas até janeiro de 2010 para rodoviários e micros e até fevereiro do ano que vem para urbanos.

    Na Índia, onde tem uma parceria com a Tata Motors, a expectativa também é muito positiva.

    A retomada de encomendas aponta que o pior já passou para a Marcopolo e isto representa que nos próximos trimestres a empresa deverá mostrar melhora na geração de caixa e lucratividade.

    • Cosan

    A sugestão de posicionamento em Cosan reflete a manutenção da perspectiva positiva, após o “bom” resultado no segundo trimestre fiscal de 2010, impulsionado pelas vendas de açúcar e álcool no mercado interno.

    Autor: Conrado Mazzoni (cmazzoni@brasileconomico.com.br)

    Fonte: Brasil Econômico

    Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

    >Dunga convoca a nova Seleção Brasileira

    Posted on outubro 27, 2009. Filed under: amistoso, Dunga, FUTEBOL, gol, seleção brasileira |

    >

    Os laterais Fábio Aurélio, do Liverpool, e Michel Bastos, do Lyon, e os atacantes Carlos Eduardo, do Hoffenheim, e Hulk, do Porto, foram as principais novidades do técnico Dunga na convocação da seleção brasileira para os amistosos contra a Inglaterra e Omã, no mês de novembro.

    Os quatro jogadores nunca haviam recebido uma oportunidade do treinador da seleção, que nesta terça-feira convocou 24 jogadores.

    Fábio Aurélio e Michel Bastos, que jogam na lateral esquerda, ficam com as vagas de André Santos e Filipe Luis, em relação à última convocação. No ataque, Dunga convocou cinco jogadores, sendo um deles Robinho, que volta ao time após não figurar na última convocação em função de uma lesão no tornozelo. Diego Tardelli ficou de fora.

    Anteriormente, Dunga já havia afirmado que não convocaria jogadores que atuam no Brasil para não desfalcar as equipes que disputam a reta final do Campeonato Brasileiro. Sendo assim, o goleiro Vitor, o zagueiro Miranda, os meio-campistas Sandro e Diego Souza e o atacante Adriano, que estiveram na última lista, desta vez não foram chamados.

    A partida contra a Inglaterra está marcada para o dia 14 de novembro, no Khalifa International Stadium, em Doha, no Qatar. O jogo contra Omã será no dia 17 de novembro, em Mascate, capital do país do Oriente Médio.

    O último jogo da seleção brasileira foi o empate sem gols contra a Venezuela, no dia 14, em Campo Grande, pelas última rodada das eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

    O resultado fez o time brasileiro terminar na primeira colocação do qualificatório, com 34 pontos, seguido pelo Paraguai, com 33.

    Veja a lista de convocados

    Goleiros
    Júlio César (Inter de Milão-ITA)
    Doni (Roma-ITA)

    Laterais
    Daniel Alves (Barcelona-ESP)
    Maicon (Inter de Milão-ITA)
    Michel Bastos (Lyon-FRA)
    Fábio Aurélio (Liverpool-ING)

    Zagueiros
    Juan (Roma-ITA)
    Luisão (Benfica-POR)
    Naldo (Werder Bremen-ALE)
    Lúcio (Inter de Milão-ITA)

    Meio-campistas
    Felipe Melo (Juventus-ITA)
    Josué (Wolfsburg-ALE)
    Gilberto Silva (Panathinaikos-GRE)
    Júlio Baptista (Roma-ITA)
    Alex (Spartak Moscou-RUS)
    Elano (Galatasaray-TUR)
    Lucas (Liverpool-ING)
    Ramires (Benfica-POR)
    Kaká (Real Madrid-ESP)

    Atacantes
    Robinho (Manchester City-ING)
    Luis Fabiano (Sevilla-ESP)
    Nilmar (Villarreal-ESP)
    Hulk (Porto-POR)
    Carlos Eduardo (Hoffenheim-ALE)

    Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

    >Defeito misterioso atinge motor de Gol, Fox e Voyage

    Posted on outubro 24, 2009. Filed under: defeitos, Fox, gol, recall, Volks, Voyage |

    >

    Defeito misterioso atinge motor de Gol, Fox e Voyage

    Montadora admite falhas em pelo menos 300 automóveis 1.0 fabricados desde o ano passado. Concessionários dizem que pode haver milhares de carros afetados. Um dos primeiros sinais é a baixa do nível do óleo e ruídos
    Um problema misterioso nos motores 1.0 flexível 1.0 VHT, da Volkswagen, está afetando modelos como Gol G5 (nova geração), Voyage e Fox. A fabricante admite a existência de defeito, mas informa que ainda não conseguiu identificar sua origem. “Divulgaremos um parecer em dois ou três meses”, diz João Alvarez Filho, gerente-executivo de Engenharia da empresa. “Temos conhecimento de 300 casos, todos de carros equipados com o motor 1.0, nenhum com o 1.6.” Segundo concessionários da marca, pode haver milhares de veículos com o problema.

    Consumidores relataram queda no nível de óleo do motor, que passa a apresentar um barulho constante. “Parece ruído de tucho (peça do cabeçote) batendo ou virabrequim (parte inferior do motor) rajando”, diz Alvarez. Esses depoimentos são constantes em páginas da internet e comunidades de sites de relacionamento dedicadas à VW. A maioria das queixas é em relação ao Gol 1.0, mas Alvarez diz que há casos também com Voyage e Fox, os outros carros equipados com o 1.0 VHT.

    A maior parte dos veículos com problemas tem entre 10 mil e 15 mil km rodados, mas há relatos de modelos mais recentes. “O meu Gol foi para a concessionária com barulho no motor aos 700 km”, diz Fábio Vieira. Nas autorizadas, se constata redução no nível de óleo. E em decorrência disso, surgem problemas em diversos componentes. Uma das peças que mais tem sido afetada – e trocada – é o cabeçote. Mas são comuns os casos em que é preciso substituir todo o motor.

    Foi o que ocorreu com Hugo Barros, cujo Gol com 10 mil km teve o motor 1.0 trocado. “O carro começou a fazer barulho de válvula batendo e disseram que era problema no bloco e no cabeçote”, conta. “O meu foi entregue em 18 dias e, na autorizada, vi que os motores de outros cinco Gol estavam sendo substituídos.”

    Já no Gol de Rafael Iwata, apenas o cabeçote foi substituído, mas quando o carro tinha somente 500 km rodados. “Me entregaram o Gol reparado em 30 dias e hoje, aos 14 mil km, ele não apresenta mais problemas.”

    O que falta à Volks identificar é a origem do problema. “Por não se tratar de um defeito que compromete a segurança, não faremos recall”, diz Alvarez. Nas autorizadas, reclamações começaram a aparecer há cerca de três meses. Se o defeito for em todos os Gol, Fox e Voyage com o 1.0 VHT, e não apenas num lote, mais de 420 mil carros podem estar ameaçados.

    Seus direitos

    Márcia Oliveira, técnica do Procon-SP, diz que o cliente pode exigir a troca de todo o motor, não apenas de uma peça, se provar que a substituição parcial desvalorizará o veículo. “A troca do carro eu acho improvável”, afirma. “É preciso entrar na Justiça, o que é caro e demorado. As montadoras vencem pelo cansaço.”

    Josué Rios, advogado e consultor do JT, diz que se o caso não for solucionado definitivamente em 30 dias, a fabricante tem de trocar o veículo do cliente por um novo.

    Gerente do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), Carlos Thadeu de Oliveira afirma que se for constatado risco à segurança, a VW terá de fazer recall. “Mas desde já tem de alertar sobre a necessidade do reparo, sem esperar que o cliente procure uma concessionária.”

    Fonte: Estadão

    Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

    >Mixto goleia Tangará por 14 a 0

    Posted on agosto 21, 2009. Filed under: futebol mato-grossense, gol, Mixto, placar, Tangará |

    >

    Alex Sorocaba do Mixto, disputa bola com Wesley, do Tangará, em jogo
    disputado na tarde de quinta-feira, no estádio Dutrinha

    “Cinco vira, 10 termina”. A brincadeira de criança extrapolou e chegou a 14. O protagonista foi o Mixto, a vítima o Tangará, o placar, acredite: 14 a 0. Os 305 torcedores do alvinegro que foram ao estádio presidente Dutra na tarde de ontem até perderam as contas, mas não saíram iludidos. Apesar dos 36 gols marcados em 6 jogos – só Buiú marcou 10, o Tigre cumpre tabela na Segunda Divisão, afinal já está classificado para a final da competição e aguarda o adversário, que pode ser o Operário. Na preliminar de ontem, o Chicote fez 4 a 1 no Alta Floresta, que chegou em ônibus coletivo à Cuiabá e assumiu a liderança com 6 pontos.


    O Mixto estreava no returno e não conseguiu regularizar Jean Carlos, aguardando transferência da Bolívia. Nem precisou. No primeiro tempo, Valderrama abriu o placar aos 7 minutos; Tiziu fez o segundo aos 19″, Sorocaba o terceiro, aos 38″, Buiú, o quarto, aos 44″ e ainda teve tempo para Cleyton, de falta, fechar o placar parcial: 5 a 0.


    Em ritmo de treino o “massacre” continuou, humilhante. Jean, Buiú (aos 6 e aos 16 minutos), Andrezinho (aos 18 e 28″), Bebeto, Fred, Buiú, de novo, de calcanhar e Calado, trataram de aumentar o placar, que só não foi maior que a goleada da década de 80, quando o mesmo Mixto também fez 14 no Humaitá de Cáceres. Domingo, nova rodada dupla, com o Mixto x Cacerense, às 16 e Operário x Cuiabá às 18 horas. Alguém se habilita superar a marca ?


    Mixto – Mauro; Filhão, Fred, Bebeto e Cleyton; Jean (Dudú), Chicão, Valderrama e Alex Sorocaba (Calado); Buiú e Thiago Tiziu. Técnico: Arildo Berdun.

    Tangará – Dida; Luís Paulo, Fabiano (Eduardo), Gugu e Manoel; Wesley, Marquinhos, Carioca e Everton (Ericsan); Alex e Rafael. Técnico:Rosalvo.

    Fonte: A Gazeta

    Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

    Liked it here?
    Why not try sites on the blogroll...