Independência Financeira

>Independência Financeira

Posted on junho 7, 2010. Filed under: Independência Financeira |

>

O tempo de vida pode ser medido exponencialmente. Até os 18 anos demora muito a passar porque quase não aguentamos esperar para poder “fazer tudo o que queremos”. Após os 18 anos a velocidade duplica, após os 40 anos triplica e após os 50 anos cada ano passa 10 vezes mais rápido.
Se o tempo passa célere, com ele as oportunidades também. Muitos de nós deixamos de fazer um plano de independência financeira por subestimar o que podemos fazer em 10 anos, e superestimar o que podemos fazer em apenas um. O contrário é verdadeiro, em 10 anos podemos chegar a resultados inimagináveis. Outro motivo para as pessoas não fazerem o Plano de IF é confundi-lo com ser rico. Ser rico ou milionário não é exatamente a mesma coisa de ter independência financeira. Ser milionário é ter mais de um milhão em dinheiro ou bens, já a IF é ter uma renda proveniente de investimentos que suporte seu padrão de vida.
Se seu padrão de vida é de 5 mil reais, a independência financeira é ter renda acima disso, se for de 1 mil reais mensais, este é o parâmetro para a IF. Mas esta renda da IF não é a do seu trabalho no dia-a-dia, ela deve ser resultado de ativos (ações, aluguéis, etc.) que não são provenientes de sua profissão. O melhor parâmetro para começar o seu plano de IF é utilizar o período de um ano. Porque quando medimos somente os valores dentro do mês, temos uma visão parcial. Pois, enxergamos um “pedaço” do todo, impedindo compreender onde estamos e para onde vamos. E depois multiplicar por 10, vamos perceber se teremos independência financeira, no futuro.
Pegue uma folha em branco e divida em quatro colunas. Na primeira coloque a descrição. Na segunda coluna o QUANTO GANHAR. Na terceira o QUANTO GASTAR e na quarta coluna o QUANTO POUPAR PARA INVESTIR. No rodapé os totais irão fechar. Elaborar um plano não é muito simples porque mexe com hábitos, às vezes, arraigados. Também depende de nossos parceiros(as) e de decisões firmes. Alguns obstáculos devem ser bem pensados, pois seu futuro depende da tomada de passos decisivos agora.
Então, medite sobre: As vantagens de gastar menos que ganha e assim poupar para investir; Conhecer os ativos existentes para bons investimentos; A diversão de poder ser um comprador de ativos que põe o dinheiro no bolso, ao invés de ser um consumista inveterado; A alegria de conhecer o mercado de ações e suas diversas opções de investimentos; Poder anular os efeitos da inflação e dos impostos com bons investimentos; Como será bom aposentar sem depender da Previdência Pública; Diversificar seus investimentos, evitando colocar todos os “ovos na mesma sexta”; Combinar seus investimentos com a sua idade e os resultados almejados; Contratar um especialista para cada situação. O amadorismo custa caro; Divertir-se, educar-se e viver melhor.
Não permitamos que o passado dite o nosso presente e nosso futuro. Evite tornar-se um conservador, que tudo vê como uma repetição do que foi. O que já passou algum tempo atrás devemos esquecer, pois já não é mais relevante para nós, serviu apenas de aprendizado. As tendências mudam, as pessoas mudam, tudo muda. Cinco anos atrás já é pré-história. A nossa experiência passada já não é suficiente para viver, mantenhamo-nos atualizados. Pense nisso, mas pense agora! Fonte: A Gazeta
Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...