Julier Sebastião

>Eleição 2010: Ibope aponta Mauro Mendes na liderança com 34% em Cuiabá

Posted on dezembro 24, 2009. Filed under: CUIABÁ, Eleição 2010, Ibope, Jaime Campos, juiz federal, Julier Sebastião, Liderança, Mauro Mendes, Senador, Silval Barbosa, Wilson Santos |

>

Pesquisa do Ibope realizada em Cuiabá, a qual A Gazeta teve acesso com exclusividade, revela que, se as eleições fossem hoje, o empresário Mauro Mendes (PSB) seria eleito governador de Mato Grosso com 34% dos votos, seguido do prefeito da Capital, Wilson Santos (PSDB), com 18%. A grande surpresa foram as intenções de voto ao juiz federal Julier Sebastião da Silva, que aparece tecnicamente empatado em terceiro lugar com o vice-governador Silval Barbosa e o senador Jaime Campos.

O senador Jaime Campos (DEM) e o vice-governador Silval Barbosa (PMDB) ficaram com com 8% das intenções de voto, e o juiz Julier Sebastião (sem filiação partidária) aparece empatado com os dois, com 7%. Conforme a legislação eleitoral, o juiz pode se filiar a um partido político até seis meses antes da eleição, ou seja, em abril de 2010.

Os números do Ibope sobre a perspectiva eleitoral para 2010 demonstram que, mesmo com a máquina estatal a seu favor, e com o intenso apoio do governador Blairo Maggi, o vice-governador Silval Barbosa aparece com baixo percentual de intenção de votos em Cuiabá, tecnicamente empatado com o juiz Julier Sebastião, que sequer confirmou publicamente a intenção de disputar o governo do Estado. Em todos os cenários avaliados, Silval Barbosa obteve, no máximo, 15% das intenções de voto. Ao menos 17% dos eleitores sondados disseram que votariam em branco ou nulo, e 8% não souberam, ou não quiseram responder à pesquisa.

A pesquisa foi encomendada por um grupo de empresários de Cuiabá e realizada na modalidade estimulada, quando o eleitor é apresentado a um cartão com o nome dos postulantes ao cargo. O intervalo de confiança estimado é de 95% e margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos. A sondagem foi realizada entre os dias 13 e 17 de novembro, com 504 entrevistados residentes na Capital.

No cenário dois da pesquisa estimulada, onde é omitido o nome do senador democrata Jaime Campos, as intenções de voto para o pré-candidato ao governo, Mauro Mendes, saltam de 34% para 37%.

A sondagem considerou quatro cenários, com os nomes dos postulantes ao cargo (Mauro Mendes, Wilson Santos, Jaime Campos e Silval Barbosa). Em todos os cenários, o Mauro Mendes (PSB) lidera a corrida pelo Palácio Paiaguás.

Contudo, o percentual de intenção de votos atribuído ao empresário é menor do que o efetivamente obtido na eleição de 2008, quando ele disputou o cargo de prefeito de Cuiabá com o prefeito Wilson Santos, do PSDB.

No ano passado, Mauro Mendes obteve 39,53% dos votos válidos no segundo turno, somando um total de 114.432 votos. Na pesquisa do Ibope, em todos os cenários, ele não ultrapassou 38%.

Os números da pesquisa indicam que o eleitorado de Mauro Mendes não é fiel e que ele não está conseguindo capitalizar possível desgaste da administração do tucano Wilson Santos frente à prefeitura de Cuiabá.

Ainda no cenário dois da pesquisa, na ausência de Jaime Campos, o prefeito de Cuiabá Wilson Santos sobe apenas um ponto percentual e fica com 19% das intenções de voto, enquanto o vice-governador Silval Barbosa surge em terceiro lugar, com 9%, mais uma vez tecnicamente empatado com o juiz Julier Sebastião (7%). Votos brancos e nulos somaram 19% e 9% não souberam ou não quiseram responder.

Nome – Quando a pesquisa estimulada omite o nome do prefeito Wilson Santos, o eleitorado migra de maneira quase uniforme para os demais postulantes ao cargo de governador, sem direcionar o voto para nenhum candidato em especial.

Neste cenário, o empresário Mauro Mendes cresce quatro pontos percentuais e obtém 38% das intenções de voto, contra os 34% quando compete com todos os demais pré-candidatos.

O senador Jaime Campos e o vice-governador Silval Barbosa sobem três pontos percentuais e ficam em segundo lugar, ambos com 11% das intenções de voto. Mas, devido à margem de erro de quatro pontos percentuais para mais ou para menos, eles continuam empatados tecnicamente com o juiz Julier Sebastião, que obteve o índice de 9%.

O número de votos brancos e nulos sobre de 17% para 20% e o quantitativo de pessoas que não souberam ou não quiseram responder aumenta em quatro pontos percentuais, de 8% para 12%.

Mas, conforme a pesquisa, o eleitorado se comporta de forma diferente na mão inversa. Ou seja, na simulação que omite o nome do pré-candidato Mauro Mendes, as intenções de voto em Wilson Santos saltam seis pontos percentuais, de 18% para 24%, a maior variação de todas os cenários, e coloca o tucano em primeiro lugar na corrida pelo Palácio Paiaguás.

Caso Mauro Mendes não seja candidato, o vice-governador Silval Barbosa, que obteve neste cenário da pesquisa 15% das intenções de voto, vai para o segundo turno com o prefeito Wilson Santos. O senador Jaime Campos está, nesta simulação, tecnicamente empatado com Silval Barbosa, com 13% das intenções de voto. E o juiz Julier Sebastião surge em terceiro lugar, com 10%.

Avaliação – Conforme a pesquisa Ibope, o governo Blairo Maggi (PR) continua bem avaliado pelo eleitorado de Cuiabá, onde 57% dos entrevistados responderam que a gestão é ótima ou boa. Outros 31% disseram que a administração de Blairo Maggi é regular e apenas 9% a classificaram como ruim ou péssima. 2% não souberam ou não quiseram responder ao questionário da pesquisa.

Já o prefeito da Capital, Wilson Santos (PSDB), teve a aprovação de 29% dos entrevistados, que classificaram sua gestão como ótima ou boa. O mesmo percentual de entrevistados disse que a gestão de Wilson Santos na prefeitura de Cuiabá é regular. 40% classificaram como péssima a atual administração da prefeitura e 2% não souberam ou não quiseram responder. Transferência de votos – Apesar da boa avaliação por parte do eleitorado, a pesquisa revela que o governador Blairo Maggi não transfere votos para os candidatos. 57% dos entrevistados disseram que o apoio político de Blairo Maggi não afetaria sua decisão no momento de escolher o próximo governador do Estado. E apenas 28% disseram que esse apoio poderia influenciar em sua decisão.

Já o presidente Lula surge com maior potencial de transferir votos. De acordo com a pesquisa, 51% disseram que não votariam em um candidato por indicação do líder petista, mas 38% confirmaram que votariam em um candidato apoiado por ele. O presidenciável do PSDB, José Serra, é o que surge com menor capacidade de influenciar o eleitor de Mato Grosso. 67% apontaram que o apoio de Serra não afetariam sua decisão e apenas 14% disseram que votariam em um candidato ao governo indicado por ele.

Fonte: A Gazeta

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...