linha de crédito

>BB disponibilizará crédito de até R$ 130 mil para aquisição de animais na 45ª Expoagro

Posted on julho 4, 2009. Filed under: 45ª Expoagro, Acrimat, Banco do Brasil, gado de cria, linha de crédito |

>

Pecuaristas poderão acessar até R$ 130 mil para comprar gado de cria, recria e engorda

Linha de crédito para compra de gado é exclusiva para negociação feita em feiras agropecuárias

Pecuaristas que efetuarem a compra de animais durante a 45ª edição da Exposição Internacional, Agropecuária, Industrial e Comercial de Mato Grosso (Expoagro) poderão aderir à nova linha de crédito lançada pelo Banco do Brasil. Trata-se da MCR 6.2 Investimento, em que o criador terá um crédito de até R$ 130 mil para financiar a compra de gado para cria, recria e engorda. A parceria foi firmada durante a feira entre o agente financeiro e a Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat).

O gerente de Mercado do BB, Anderson Torquato Scorsafava, explica que a linha de crédito é exclusiva para aquisições feitas em feiras agropecuárias e que como em outro tipo de financiamento está condicionado à análise de crédito. “O pecuarista tem de estar com cadastro atualizado junto ao banco, não ter restrição. Além disso tem de comprovar que o gado foi comprado durante a feira”, diz o gerente ao informar porém, que as propostas fechadas durante a feira serão analisados com mais agilidade.


De acordo com a associação de criadores do Estado, são realizadas 60 feiras como a Expoagro todos os anos e que nesses eventos os pecuaristas aproveitam para renovar seu plantel, adquirindo animais de alta linhagem comercial. Só para este ano, o Sindicato Rural de Cuiabá, promotor da Expoagro, estima que sejam movimentados R$ 15 milhões durante os 11 dias de feira, somente com a venda de animais nos leilões.


Além do limite de crédito de R$ 130 mil por Cadastro de Pessoa Física (CPF), o prazo para o pagamento de animais destinados ao corte é de dois anos e o leiteiro aumenta para três anos, ambos sem carência. Os juros são de 6,75% ao ano (a.a.). O integrante da Comissão de Crédito da Acrimat, Júlio Medeiros, afirma que a parceria é um avanço para o segmento, que tem muita dificuldade em conseguir financiamento para atividade. Ele acrescenta que todo o investimento feito pelos pecuaristas é feito com capital próprio.


“Esta linha de crédito é importante, porém precisamos de mais prazo para pagamento. O ideal seria de cinco anos, já que o ciclo da pecuária é diferente agricultura”, diz Malheiros ao citar por exemplo, que entre a compra de uma novilha até o momento em que ela vai reproduzir, há um intervalo considerável e que três anos é pouco para pagar o financiamento de um produto que vai gerar rentabilidade a médio prazo. Ele acrescenta ainda que, o pouco tempo destinado ao prazo para quitação do financiamento é o principal motivo para a baixa quantidade de operações realizadas pelo pecuaristas junto aos agentes financeiros. Fonte: A Gazeta

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...