Manobra política

>Osvaldo Sobrinho assume vaga de Jaime Campos no Senado

Posted on setembro 10, 2009. Filed under: DEM, Democratas, Dnit, Luiz Antônio Pagot, Manobra política, PTB, Senado, tucanos |

>

Manobra política envolvendo Democratas e tucanos permitiu que, sem cumprir prazos regimentais, nem convocações, o petebista Osvaldo Sobrinho assumisse a vaga do senador do senador licenciado Jaime Campos (DEM), tão logo foi lido e aprovado na Comissão de Constituição e Justiça a renúncia do primeiro suplente, Luiz Antônio Pagot (PR). Com a decisão, Jaime Campos passa a ter apenas Osvaldo Sobrinho como suplente.

Essa manobra política ganhou outros contornos como, por exemplo, as composições com o governo do Estado, já que o DEM e PTB são do arco de aliança que elegeu o governador Blairo Maggi.

Todo o processo começou com o pedido de licença do senador Jaime Campos para tratamento de assuntos particulares. O democrata chamou Pagot e comunicou a licença, e de pronto ele rejeitou a idéia em deixar o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit).

Só que o pior seria a perda do mandato de suplente, o que levou o PR a analisar a possibilidade ingressar na Justiça para que Pagot assumisse e se licenciasse, permanecendo no Dnit e repassando a vaga.

Toda essa engenharia acabou sendo desmontada em uma reunião na manhã de ontem, no Palácio Paiaguás (sede do governo do Estado) entre a cúpula do Partido da República e o governador Blairo Maggi, quando ficou decidido que Pagot ainda pela manhã renunciaria a primeira suplência em prol de Mato Grosso, ou seja, o Estado e os investimentos que o Dnit mantém são mais importantes do que o mandato temporário de senador para o PR.

O presidente do PR, Wellington Fagundes, disse que como candidato e político o senador Jaime Campos tomou a decisão que melhor lhe convinha, mas que isto não afasta o DEM do arco de alianças e do apoio ao governo Maggi.

Só que a situação já estava tão definida, que nem bem Pagot renunciou, e Osvaldo Sobrinho que já se encontrava em Brasília fosse convocado e empossado, fato pouco corriqueiro dentro do Senado.

A licença de menos de 120 dias não exige a convocação do suplente, o que garantiria a permanência de Pagot como primeiro suplente, mas não permitiria que Osvaldo Sobrinho assumisse.

Fonte: A Gazeta


Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...