OAB

>OAB elogia Argentina pela abertura de arquivos da ditadura

Posted on janeiro 7, 2010. Filed under: Álcool, Corinthians, Cristina Kirchner, etanol, Força Aérea, gasolina, Marinha, OAB, PAC da Mobilidade, STJ |

>

Valter Campanato/ABr

Foto
PRESIDENTE NACIONAL DA OAB, CEZAR BRITTO

<!– function paginaSlideShow220187(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Cezar Britto, elogiou nesta quinta (7) a decisão da presidente da Argentina, Cristina Kirchner, de abrir os arquivos confidenciais referentes à atuação das Forças Armadas durante o período da ditadura militar no país (1976-1983). Segundo a OAB, a atitude de Kirchner “deve servir de exemplo a todos aqueles que defendem a democracia e o direito à memória e à história”. O decreto determina a abertura de “toda aquela informação e documentação vinculada à atuação das Forças Armadas” entre 1976 e 1983, salvo aquela relacionada ao “conflito bélico do Atlântico Sul [Guerra das Malvinas] e a qualquer outro conflito de caráter interestatal”. Britto disse que a entidade espera que o Brasil siga “corajosamente” o exemplo da Argentina.

  • Amorim: ‘o barato pode sair caro’

Roosewelt Pinheiro-ABr
Foto
MINISTRO CELSO AMORIM

<!– function paginaSlideShow220184(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

“Muitas vezes, o barato pode sair caro”. A frase é do ministro Celso Amorim (Relações Exteriores) ao reafirmar que será “totalmente política” a decisão final sobre a compra dos 36 caças para renovar a frota da Força Aérea Brasileira (FAB). A questão virou motivo de polêmica entre o presidente Lula e a Aeronáutica. Desde setembro, Lula vem alertando pela preferência ao Rafale, modelo francês, mesmo este sendo o mais caro da concorrência que possui ainda caças americanos e suecos. Em relatório técnico, de quem “entende do negócio”, a Aeronáutica faz referência ao modelo sueco. No entanto, autoridades como Amorim e o ministro Nelson Jobim (Defesa), preferem seguir as instruções do Planalto e apenas informaram que a decisão final será política. Neste jogo, o presidente Nicolas Sarkozy deverá levar a melhor.

  • Álcool poderá sofrer mudanças

Wilson Dias/ABr
Foto
MINISTRO REINHOLD STEPHANES

<!– function paginaSlideShow220178(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O governo brasileiro deverá reduzir temporariamente a mistura de álcool na gasolina. Segundo o ministro Reinhold Stephanes (Agricultura), a medida deverá ser tomada em meio à oferta reduzida do biocombustível no mercado no período da entressafra. Os preços do etanol subiram substancialmente nas últimas semanas em boa parte do país, já que a oferta do produto está caindo com o fim do processamento da safra.O movimento prejudica os donos de veículos flex, que em muitos Estados já estão trocando o etanol pela gasolina. A eventual redução na mistura deverá ser discutida pelo governo na próxima segunda (11).

  • Governo destinará R$ 80 mi para Angra

<!– function paginaSlideShow220173(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O governo federal vai liberar, por medida provisória, R$ 80 milhões para a recuperação de Angra dos Reis, a cidade mais afetada pelas chuvas do início do ano no estado. A informação foi anunciada agora há pouco pelos ministros Márcio Fortes (Cidades) e Geddel Vieira (Integração Nacional). Acompanhados do governador do Rio, Sérgio Cabral e do prefeito de Angra, Tuca Jordão, eles sobrevoaram os locais mais atingidos no município. Eles também anunciaram que durante a reunião do PAC da Mobilidade, marcada para o dia 13 de janeiro, com a presença do presidente Lula, da ministra Dilma Roussef (Casa Civil), e do ministro Guido Mantega (Fazenda), também será discutida a liberação de verbas para programas de prevenção no município.

  • Richthofen: STJ nega regime semiaberto

Revista Veja
Foto
SUZANE VON RICHTHOFEN

<!– function paginaSlideShow220171(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) indeferiu pedido apresentado pela defesa de Suzane Von Richthofen para que ela fosse transferida para o regime prisional semiaberto. Em 2002, a ré participou do assassinado dos pais em São Paulo e foi condenada à pena de 39 anos e 6 meses de reclusão. De acordo com o argumento apresentado pela defesa, há mais de um ano Suzane teria cumprido o prazo especificado pela Lei de Execuções Penais para a progressão de regime. Em sua decisão, o relator do processo no STJ, ministro Og Fernandes, indeferiu o pedido sob o argumento de que a liminar fica restrita às hipóteses nas quais exista flagrante ilegalidade o que, segundo ele, não foi verificado.

  • Marinha omite gastos na reforma de
    R$ 2 milhões da casa de praia de Lula

<!– function paginaSlideShow220168(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

A Marinha admitiu gastos de R$ 800 mil na reformar da casa de praia onde o presidente Lula passa o réveillon há quatro anos, na Bahia, mas omitiu gastos superiores a R$ 1,2 milhão em obras acessórias e para o conforto dos seus hóspedes ilustres. A notícia foi avançada neste site com exclusividade nesta quarta-feira. A casa faz parte da Base Naval de Aratu, área privativa na praia de Inema, a 40 km de Salvador. Ouvida terça-feira sobre os custos da reforma, a Marinha não desmentiu os gastos superiores a R$ 2 milhões, limitando-se a informar que consultaria “outras instâncias ministeriais” para oferecer explicações. Somente nesta quarta-feira divulgou nota dizendo tratar-se de uma “casa de fazenda, carecendo de obras de estruturas e conforto, visto que suas instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias ainda remontam à época de sua construção”, para justificar a reforma e seus custos.


Fotografia é história

Fiel corintiano
Foto

<!– function paginaSlideShow220135(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Torcedor do Corinthians na arquibancada do Pacaembu, antes do time de Ronaldo entrar no gramado. Junho de 2009.

Como foiComo sempre acontece, todos os clubes começam o ano prometendo grandes reforços para o time e a torcida fica na esperança da conquista de títulos. Os fãs do Timão viram chegar o lateral Roberto Carlos, por exemplo. Mas sonham mesmo é com a Libertadores. Empolgação dos torcedores é o que não falta. É só reparar nessa foto que fiz ano passado, desse fiel corintiano, uma das vítimas da violência nos estádios. Levará para sempre as marcas das guerras entre torcidas. Perdeu parte dos dedos em um conflito com rivais. Essa, aliás, é uma faceta que não se pode desconhecer. São minorias, é claro. Mas em muitos casos transformam-se em associações para proteção de malfeitores. Como se a posse do ingresso para assistir ao jogo dê autorização para o vandalismo. Orlando Brito.

  • Ministros se reúnem com
    prefeitos da Baixa Fluminense

<!– function paginaSlideShow220167(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Os ministros Marcio Fortes (Cidades) e Geddel Vieira Lima (Integração Nacional) vão se reunir nesta quinta (7) com prefeitos de municípios da Baixa Fluminense, castigados pelas enchentes ocorridas em dezembro passado. Antes do encontro, as autoridades sobrevoarão a região, onde morreram nove pessoas vítimas das fortes chuvas. No começo da tarde, os ministros terão reunião com o prefeito de Angra, Tuca Jordão, no quartel do Corpo de Bombeiros da cidade. O vice-governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, participará do encontro.<!– .replace('

‘,”).replace(‘

‘,”) –> As informações são da Agência Brasil.

  • Península Antártica resfriou 0,6ºC

British Antarctic Survey/AP
Foto
REGIÃO SOFREU RESFRIAMENTO DE 0,6º C EM 14 ANOS

<!– function paginaSlideShow220165(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Dados meteorológicos da Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF), a base brasileira no continente gelado, indicam uma tendência de resfriamento de 0,6º C, nas temperaturas registradas nos últimos 14 anos. 2009 foi excepcionalmente frio na EACF, com uma temperatura média de 2,6º C negativos. Neste século, apenas 2007 foi mais frio, com temperatura média de 3,1º C negativos. Novembro teve a temperatura mais baixa para o mês em 11 anos, além de ter a terceira média mais baixa desde 2001. Para 2010, a tendência é que a temperatura continue no mesmo patamar.

  • MT: Promotoria quer reduzir
    ganhos de conselheiro do TCE

<!– function paginaSlideShow220164(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O Ministério Público de Mato Grosso pediu à Justiça a suspensão de pagamentos acima do teto constitucional para o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, ex-deputado estadual Humberto Bosaipo (DEM). De acordo com a Promotoria, ele recebe mensalmente um total de cerca de R$ 75 mil vindos de quatro fontes, todas públicas. Empossado no TCE em dezembro de 2007, Bosaipo recebe salário de R$ 22.111,55, teto do funcionalismo estadual –90% do salário de um ministro do Supremo Tribunal Federal. Além da suspensão dos pagamentos que superem o teto, a ação pede à Justiça que seja feito o cálculo dos valores supostamente recebidos de forma indevida e quer que dinheiro seja restituído.

Sponholz

Sponholz
  • Safra de 2010 deve crescer 5,2%

<!– function paginaSlideShow220156(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

A safra brasileira de grãos deve ficar 5,2% maior em 2010 na comparação com a do ano passado. Segundo nova estimativa divulgada nesta quinta (7) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção deve alcançar 140,7 milhões de toneladas, em uma área de 48,1 milhões de hectares, 2,0% superior à de 2009. A nova estimativa do IBGE também aponta que a safra de 2009 deve ficar 8,3% menor que a do ano anterior, quando atingiu o recorde de 146 milhões de toneladas. Apesar da queda, a safra de 134,1 milhões de toneladas colhidas no ano passado é a segunda maior da série histórica do IBGE.

  • PSDB contesta no STF créditos extras

<!– function paginaSlideShow220113(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O PSDB protocolou no Supremo Tribunal Federal (STF) ação direta de inconstitucionalidade para contestar medida provisória editada pelo governo Lula que abre créditos extraordinários para órgãos e entidades do Poder Executivo. A MP direciona R$ 18 bilhões para a implantação do trem de alta velocidade que ligará o Rio de Janeiro e São Paulo, para a construção de terminais fluviais no Amazonas e implantação e melhoria de sistemas públicos de abastecimento de água em municípios de até 50 mil habitantes. De acordo com o PSDB, pela Constituição, o crédito extraordinário só pode ser aberto para “atender a despesas imprevisíveis e urgentes, como decorrentes de guerra, comoção interna ou calamidade pública”. A Suprema Corte deverá analisar a ação apenas em fevereiro. Fonte: ClaudioHumberto

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Ministra Dilma da vexame ao propor acordo do clima tímido em Copenhague

Posted on dezembro 14, 2009. Filed under: Clima, Copenhague, Dilma Rousseff, efeito estufa, gases, Ministra Dilma, OAB, Orçamento da União, TAM, tímido |

>

Em entrevistas concedidas a reporter da Rádio CBN, empresários e políticos, inclusive do próprio governo, monstraram indignados pelo fato da Ministra Dilma apresentar uma proposta aquém do que ja havia sido debatido em Compenhague.


A folha Online postou o seguinte texto:

Ao final de seu primeiro dia em campo como chefe da delegação brasileira na negociação do clima, neste domingo (13), a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) defendeu uma meta global de corte de 50% nas emissões de gases do efeito estufa até 2050, em relação aos números de 1990.


O número é o mais tímido entre os três que foram incluídos em uma proposta de acordo apresentada na semana passada com apoio do Brasil (50%, 85% e 95%). Mas representa um avanço na posição da própria Dilma, que, dias antes de ir para Copenhague, não queria nenhum valor que implicasse em um compromisso dos países em desenvolvimento que viesse depois a ser cobrado.


“Esse [número] nós temos, é o mínimo de 50% [até 2050]”, afirmou Dilma após passar a tarde reunida com outros chefes de delegação discutindo a proposta de acordo. O texto precisa ser entregue a premiês e presidentes nesta quinta para que eles o assinem na sexta.


Setores do governo avaliam que uma meta inferior a 70% de corte das emissões globais sobre 1990 é insuficiente para conter o aquecimento do planeta sob um teto de 2 ºC até 2100, como recomendado pelo Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC).

Enfática, Dilma colocou a hipótese de não haver acordo nenhum em Copenhague caso ele acabe com a diferenciação de responsabilidades entre países ricos e pobres definida pelo Protocolo de Kyoto (1997).
“Não posso deixar que haja uma volta para trás. Eu não posso voltar para casa [com um acordo desses], né?”, pontuou.


Exigência

Durante toda a entrevista, a ministra repetiu que cabe a países ricos a cota maior e compulsória do corte de emissões e do financiamento às nações em desenvolvimento para lidarem com a mudança climática.


Segundo Dilma, a questão de igualar a exigência de corte entre o bloco dos desenvolvidos e o dos em desenvolvimento voltou à baila ontem na reunião dos ministros. Ela aceita compromissos, mas não metas nem sanções por descumprimento.


Outro problema constantemente levantado pela delegação brasileira é a falta de dinheiro na mesa para as ações de médio prazo. Os países desenvolvidos não citam números e, com exceção da União Europeia, não falam em financiamento depois de 2013. Em vez disso, cobram aporte dos emergentes –sobretudo da China e do Brasil (Índia e África do Sul raramente são citados).


“Tem uma situação completamente invertida. A responsabilidade é dos países desenvolvidos”, afirmou a ministra.


A UE defendeu nesta semana a colaboração dos emergentes em um fundo global para lidar com adaptação e corte de emissões nos países em desenvolvimento –uma proposta inicialmente colocada pelo México.

Dilma não rechaçou a ideia, mas afirmou que antes de definir a posição brasileira quer ver dinheiro na mesa. “Você só vai fazer isso quando você souber quanto vai ser posto.” Para ela, primeiro os países ricos, donos da responsabilidade, precisam mostrar suas ofertas. “Se vai ter contribuição voluntária ou não é um segundo momento.”


A ministra defende que a discussão em Copenhague se balize pelo PIB per capita e, em linha com a posição tradicional do Brasil, considere o histórico de emissões. Alguns países dizem que os emergentes, por estarem entre os que mais contribuem hoje para o aumento dos gases-estufa, deveriam fazer mais –o que Dilma classifica como um “escândalo”.


A ONU estima que em 2020 serão precisos US$ 150 bilhões anuais para bancar as ações de adaptação e mitigação no médio prazo. Dilma diz que o Brasil vê um número entre US$ 100 bilhões e US$ 500 bilhões. Fonte: Folha Online

Decisão sobre caças ficará para 2010

José Cruz/ABr
Foto
PRESIDENTE LULA

<!– function paginaSlideShow218110(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O presidente Lula confirmou hoje (14) que o governo federal vai deixar para 2010 a decisão sobre a compra de 36 caças para a Força Aérea Brasileira. Lula é quem vai dar a palavra final sobre a escolha dos aviões, mas prometeu reunir o Conselho de Defesa Nacional para decidir, conjuntamente, se o Brasil vai comprar as aeronaves da França, Estados Unidos ou Suécia. No entanto, ele já admitiu ter preferência pelos aviões franceses. O presidente também informou que está prevista a compra de submarinos para a Marinha, assim como cerca de 3.000 carros blindados para o Exército.

Orçamento fica para semana que vem

José Cruz/ABr
Foto
SENADORA IDELI SALVATTI

<!– function paginaSlideShow218108(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

A conclusão da votação do Orçamento da União para 2010 deve ficar para semana que vem. Com o cronograma apertado, a Comissão Mista de Orçamento ainda precisa analisar relatórios setoriais, antes de entrar na discussão do relatório final do deputado Magela (PT-DF). A senadora Ideli Salvatti (PT-SC) acredita que o mais provável é concluir a votação no dia 22 deste mês, último dia de trabalho antes do recesso. O líder do DEM na Câmara, Ronaldo Caiado (GO), afirmou que o tema será discutido nesta terça (15) com o líder do DEM no Senado, José Agripino (RN), e parlamentares da comissão. Na noite desta segunda (14), a comissão tentará realizar uma reunião extraordinária.

Caso Arruda: OAB pede para que
Câmara do DF não entre em recesso

oab.org.br
Foto
CEZAR BRITTO

<!– function paginaSlideShow218104(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Cezar Britto, pediu nesta segunda (14) que a Câmara Legislativa do Distrito Federal não entre em recesso legislativo neste fim de ano, para que a Casa possa analisar os pedidos de impeachment contra o governador José Roberto Arruda. Britto fez a sugestão após a OAB protocolar representações por quebra de decoro parlamentar contra os deputados distritais Eurides Brito (PMDB), Leonardo Prudente (DEM) e Junior Brunelli (PSC), para impedi-los de participar da análise do processo em que estão envolvidos. “Se um deputado é acusado do crime que se investiga, não pode participar do seu exame como se não estivesse envolvido, pois não haverá isenção”, disse Britto.

Eramos 6

Eramos 6

Até o Ano Novo, tudo velho

<!– function paginaSlideShow218094(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Para esta segunda (14), Carlos Chagas traz em seu artigo um resumo de tudo o que não vai ser concluído este ano na política. Desde a confirmação dos partidos sobre seus candidatos à 2010, até os trabalhos do Legislativo, Judiciário e também sobre as discussões em torno do escândalo de corrupção envolvendo o governo do Distrito Federal. Segundo ele, “de hoje até o início de janeiro não acontecerá nada na política nacional. Fica tudo como está, salvo se Papai Noel dispuser de planos surpreendentes, daqueles que continuamos ignorando”.

Arruda perde para Serra e Cabral

<!– function paginaSlideShow218089(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O governador José Roberto Arruda perdeu para os governadores José Serra (PSDB) e Sérgio Cabral (PMDB) – o campeão – na enquete do “pior governador do Brasil”, do blog Militar Legal. O Distrito Federal paga o melhor salário da Polícia Militar; o Rio, um dos piores.

TAM retém passageiros franceses por 4 horas. Como reclamaram, foram presos.

<!– function paginaSlideShow218088(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Dois franceses e uma francesa de meia-idade foram soltos sob fiança, sexta, após tumulto num voo da TAM, domingo passado, em Guarulhos (SP), de volta à França. Uma falha técnica reteve o avião sob o sol por quase quatro horas, sob protesto de outros passageiros. Os três queriam trocar de avião, temendo tragédia igual à da voo 447 da Air France, segundo a imprensa francesa. A TAM processa o trio por “danos morais”. Deveria sofrer processo idêntico.

Impostos: brasileiro pagou R$ 1 trilhão

<!– function paginaSlideShow218097(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O “impostômetro” instalado da Associação Comercial de São Paulo, acaba de registrar o recolhimento de R$ 1 trilhão em impostos, durante o ano de 2009.

AC: TSE livra deputado de cassação

Ag. Câmara
Foto
SÉRGIO PETECÃO

<!– function paginaSlideShow218086(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O Tribunal Superior Eleitoral negou recurso que pretendia cassar o mandato do deputado Sérgio Petecão (PMN-AC). De autoria dos ex-deputados Narciso Mendes e Auricélia Assis Mendes, o documento acusava Petecão de abuso de poder político e compra de votos durante a campanha. O relator, ministro Marcelo Ribeiro, votou pela rejeição por considerar que as provas apresentadas não levaram à “conclusão irrefutável de que houve abuso”.

África paralisa negociação da COP 15

<!– function paginaSlideShow218085(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Os delegados de países africanos abandonaram nesta segunda (14) os grupos oficiais de negociação da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 15). Apoiados por outros países em desenvolvimento, a África deixou o grupo para protestar contra uma tentativa dos países desenvolvidos de acabar com o Protocolo de Kyoto. Segundo Jeremy Hobbs, diretor executivo da ONG Oxfam International, a África “soou o sinal de alerta para evitar que o trem descarrile ao fim desta semana”. Segundo representantes africanos, o Protocolo de Kyoto é o único meio de se impor metas vinculantes às nações ricas, historicamente responsáveis pelo acúmulo de gases-estufa na atmosfera.

Citi vai devolver R$ 20 bi aos EUA

<!– function paginaSlideShow218098(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O Citigroup afirmou nesta segunda (14) que chegou a um acordo com órgãos reguladores norte-americanos para devolver US$ 20 bilhões recebidos como parte do resgate bancário. O banco recebeu US$ 45 bilhões da administração americana como parte do Programa de Alívio de Ativos Problemáticos. Os outros US$ 25 bilhões foram convertidos, este ano, em ações ordinárias do Citigroup, deixando os Estados Unidos com cerca de 34% de participação na instituição financeira. Em nota, o presidente-executivo do Citigroup, Vikram Pandit, afirmou que o grupo é “grato pelos Estados Unidos” e reconhece a obrigação de “apoiar a recuperação econômica financiando assistência aos donos de moradias e outros mutuários em necessidade”.

ONU pede explicações sobre censura

<!– function paginaSlideShow218081(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

A Organização das Nações Unidas (ONU) enviou ao Itamaraty uma carta pedindo explicações sobre a censura imposta ao jornal O Estado de S. Paulo. Segundo reportagem do Estadão, a carta foi enviada pelo relator da entidade para defesa da liberdade de expressão, Frank La Rue, antes da decisão do Supremo Tribunal Federal, tomada na última semana, que manteve a mordaça. Desde 31 de julho, o jornal está impedido de publicar notícias sobre a investigação da Polícia Federal relacionadas a atividades do empresário Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney.

Fonte: http://www.claudiohumberto.com.br

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Panetonegate no DF: Vídeo mostra a ‘gratidão’ de Prudente

Posted on dezembro 7, 2009. Filed under: Distrito Federal, empregos, impeachment, OAB, Panetonegate, PMDB, protocolar, Serra, superávit |

>

<!– function paginaSlideShow217379(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Novas imagens divulgadas nesta segunda (7), pelo telejornal DFTV, mostram o presidente licenciado da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Leonardo Prudente, recebendo novo montante de dinheiro do ex-secretário do governo do DF Durval Barbosa. No vídeo, Prudente agradece os “favores” de Durval e cita uma das ajudas do amigo. “Durval, rapaz, eu sou grato a você, rapaz. Eu já falei isso não foi mais de uma vez. Foi duzentas vezes. Eu não esqueço as pessoas que me ajudam, não. Não sou ingrato, não”, diz Prudente no novo vídeo. Em outra parte do diálogo, Prudente cita a ocasião onde Durval supostamente exerceu tráfico de influência. “Lembra quando o Arruda, quando o Roriz demitiu meu povo na Secretaria de Trabalho? Tava tudo demitido e você chegou e contratou eles lá na Codeplan, pra mim? Antes de contratar eu passei a lista pra você. Durval, são essas pessoas aqui e esse é o salário. Você me ajudou e ajudou a pagar o salário desse pessoal”.

Justiça dá até 17h para manifestantes desocuparem Câmara Legislativa do DF

<!– function paginaSlideShow217404(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

A Justiça do DF deu até as 17h desta segunda-feira para os manifestantes desocuparem Câmara Legislativa do Distrito Federal. Após esse horário, a Polícia Militar foi autorizada a cumprir a decisão de reintegração de posse. Os estudantes e sindicalistas que ocupam o plenário da Casa desde a última sexta-feira, já prometeram que vão resistir à ordem.

Escândalo: CNJ condena imagens

<!– function paginaSlideShow217399(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O corregedor do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Gilson Dipp, afirmou nesta segunda (7) que as imagens gravadas pelo ex-secretário do governo do DF Durval Barbosa denunciando o “DEMsalão” são “chocantes e sem espaço para impunidade”. Para Dipp, é necessário apuração no caso “sem que haja espaço para morosidade”. O ministro defendeu ainda ações de improbidade mais práticas e efetivas. E criticou o excesso de recursos que, para ele, não beneficiam nem a ampla defesa do acusado.

Crise cortou 20 milhões de empregos

<!– function paginaSlideShow217396(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Relatório divulgado nesta segunda (7) pela Organização Internacional do Trabalho mostra que mais de 20 milhões de postos de trabalho foram cortados desde o início da crise econômica mundial, em outubro de 2008. Nos países ricos foram 10,2 milhões enquanto nas economias em desenvolvimento, 10,7 milhões de empregos foram cortados ano passado, sendo quase 9 milhões apenas no primeiro trimestre de 2009. De acordo com as perspectivas da OIT, os países ricos só retomarão os níveis pré-crise após 2013. Já as economias emergentes, segundo a organização, se recuperarão em 2011. No entanto, o relatório ainda alerta que quase 43 milhões de pessoas correm o risco de serem excluídas do mercado de trabalho.

OAB protocola impeachment de Arruda

<!– function paginaSlideShow217393(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Cezar Britto, o diretor da OAB Nacional, Ophir Cavalcante Junior, e a presidente da OAB do Distrito Federal, Estefânia Viveiros, estão neste momento protocolando, na Câmara Legislativa do DF, o pedido de impeachment do governador José Roberto Arruda, e do vice-governador, Paulo Octávio, denunciados por suposto envolvimento em esquema de distribuição de propinas à base aliada. Presentes ao ato, também, os presidentes das Seccionais da OAB do Amapá, Washington Caldas; Amazonas, Aristófanes Bezerra; Bahia, Saul Quadros; Pernambuco, Jaime Asfora; Rio de Janeiro, Wadih Damous; Rio Grande do Sul, Claudio Lamachia; Roraima, Antonio Oneildo; São Paulo, Luiz Flávio D’Urso, e Tocantins, Ercílio Bezerra, além de diversos conselheiros federais da OAB.

Desmantelada fraude de U$53 milhões em vistos de trabalho nos EUA

<!– function paginaSlideShow217391(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Um gigantesco esquema de falsificação de vistos de trabalho temporário nos EUA foi desmantelada hoje no Brasil com a prisão de 11 suspeitos em quatro estados, segundo a Associated Press. O consulado americano em São Paulo acredita que 4,5 mil brasileiros foram vítimas da fraude desde 2002, num dos maiores casos do gênero até agora. A investigação começou em 2003. O consulado não soube informar se e quantos receberam os falsos vistos.

Eleições 2010: Serra lidera com 38%

Foto
JOSÉ SERRA

<!– function paginaSlideShow217387(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Na corrida pela Presidência da República em 2010, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), aparece na liderança com 38% das intenções de voto em novembro. Segundo a pesquisa CNI/Ibope, divulgada nesta segunda (7), a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), pré-candidata do PT, aparece em segundo lugar com 17% e, em seguida, Ciro Gomes (PSB) conta com 13%. A senadora Marina Silva (PT-AC) aparece em quarto lugar na disputa, com 6% dos votos em novembro. Os votos brancos, nulos e os eleitores que não responderam somam 25%. A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais, com grau de confiança de 95%.


PMDB-DF discute apoio a Arruda

<!– function paginaSlideShow217383(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O diretório do PMDB no Distrito Federal se reúne nesta segunda (7) para avaliar a permanência do partido no governo de José Roberto Arruda (DEM-DF). O democrata é acusado de liderar um suposto esquema de corrupção. A discussão ocorre após peemedebistas serem citados em conversas do ex-secretario do DF Durval Barbosa sobre um suposto pagamento de propina. Entre os beneficiários do mensalão do DEM, estariam envolvidos o presidente da Câmara, Michel Temer (SP), o líder do partido na Casa, Henrique Eduardo Alves (RN), e os deputados federais Eduardo Cunha (RJ) e Tadeu Filipelli (DF). A expectativa é que o PMDB siga outros partidos aliados –PV, PSDB, PSB, PPS– e deixe o governo Arruda. No entanto, a decisão pode não sair hoje. Pode ficar para quarta (9), quando a Executiva Nacional do PMDB se reúne para avaliar a questão.

Balança comercial inicia dezembro
com US$ 376 mi

<!– function paginaSlideShow217376(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

A balança comercial iniciou dezembro com superávit de US$ 376 milhões. Segundo o Ministério do Desenvolvimento, o resultado dos seis primeiros dias do mês é mais da metade do saldo registrado no mês de novembro, que foi de US$ 615 milhões. No acumulado do ano, o superávit da balança comercial brasileira chegou a US$ 23,5 bilhões. De acordo com o Banco Central, a previsão do mercado é que o superávit cresça nas próximas semanas. Para o ano, a expectativa do saldo comercial é de US$ 25 bilhões.

Fonte: http://www.claudiohumberto.com.br
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>PEC do Calote dos Precatórios: Senado na calada da noite

Posted on dezembro 7, 2009. Filed under: Calote, OAB, PEC, Precatórios, Senado |

><!– function paginaSlideShow217328(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Foto

BRITTO: POLÍTICOS NÃO PENSARAM NAS PRÓXIMAS GERAÇÕES

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Cezar Britto, fez hoje críticas contundentes ao Congresso Nacional por seu comportamento na aprovação da Proposta de Emenda à Constituição 351, a famigerada PEC do Calote dos Precatórios. “O Senado, particularmente, tem se mostrado muito eficiente para trabalhar na calada da noite”, denunciou Britto, na última sessão deste ano do Pleno da entidade, com os 81 conselheiros federais. Ele disse que a sociedade brasileira estranhou a rapidez com que o Senado, na última quarta-feira, aprovu a PEC do Calote. A matéria passou pela Comissão de Constituição, Justiça e de Cidadania (CCJ) e foi aprovada por em dois turnos da Casa, tudo em algumas horas num único dia (03).

Ele informou que o comportamento de cada parlamentar na votação da PEC, que causa graves prejuízos à democracia e à cidadania brasileiras, será denunciado em todo o País pela OAB. “Os políticos, ao aprovar essa matéria, não pensaram nas próximas gerações, mas sim nas próximas eleições, preferindo agradar prefeitos e governadores”, sustentou Britto, na manifestação ao plenário do Conselho Federal da OAB, quandos fez veementes críticas à Câmara e ao Senado Federal, por terem aprovado essa emenda constitucional – que em alguns Estados levará a que os precatórios só sejam pagos em cerca de 100 anos.

Britto observou que, nesse caso, os políticos “A PEC rasga o título que deveria ser o mais seguro para todos: a julgada. “Essa PEC cria o leilão e transforma a sentença judicial em mercadoria podre”, criticou o presidente da OAB, informando que ingressará com Ação Direta de Inconstitucionalidade no Surpemo contra a PEC, aguardando apenas sua promulgação. Fonte: www.claudiohumberto.com.br

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Governador do DF chama Durval de ‘herança maldita’ e diz que o dinheiro foi declarado ao TRE

Posted on novembro 30, 2009. Filed under: Arruda, DEM, Distrito Federal, governador do DF, Honduras, impeachment, Kassab, OAB, OEA, Sponholz |

>

Jornal de Brasília
Foto
O EX-SECRETÁRIO DURVAL BARBOSA: 32 PROCESSOS E DELAÇAO PREMIADA.

<!– function paginaSlideShow216595(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), prepara a divulgação de nota oficial, nesta segunda-feira, após o exame do que foi possível conhecer do inquérito 650, da Polícia Federal. Ele reafirmará, no documento, que são datadas de 2004 e 2006 as gravações em vídeo em que aparece, anteriores à sua posse no governo, e que o dinheiro recebido de Durval Barbosa foi “devidamente contabilizado” e consta da prestação de contas de sua campanha eleitoral entregue no Tribunal Regional Eleitoral. E concluirá sua declaração afirmando que as denúncias têm pelo menor algo de positivo: “ficamos livres dessa herança maldita”. Nessa nota, o governador também questiona gravações recentes, lançando suspeitas sobre os defeitos atribuídos ao “aquecimento” dos equipamentos de escuta, tornando as vozes praticamente inaudíveis. Arruda explicará também que aceitou nomear Durval Barbosa em razão de suas conhecidas relações políticas (ele tem um irmão que é deputado distrital) e também porque ele não tinha condenações na Justiça e, portanto, acabou beneficiado pelo princípio da presunção de inocência.

Processos se referem ao governo anterior – Em entrevista a este site, Arruda destacou que os 32 processos a que responde o ex-secretário de Relações Institucionais decorreram de irregularidades constatadas no governo anterior, chefiado por Joaquim Roriz (PSC). Condenado em pelo menos dois desses processos, Barbosa fez acordo de delação premiada em setembro passado, após a sentença mais recente. Ele também se beneficiará do Programa de Proteção a Testemunhas, do Ministério da Justiça, para tentar diminuir suas penas.

/** * ESTILO PADRÃO DO GRIDVIEW * Não altere esse documento, caso deseje uma formatação diferente, * use o método setClassCss() para setar outra classe com a mesma estrutura. */ /* TABELA INTEIRA */ .ClasseGridDefault { /*border: solid 3px #EFEFEF;*/ font-family: Trebuchet MS, Arial, Verdana; font-size: 11px; } /* TABELA INTEIRA */ .ClasseGridDefault input { border: solid 1px #999999; color: #999999; font-family: Trebuchet MS, Arial, Verdana; font-size: 11px; padding: 2px; } /* IMAGENS DA TABELA */ .ClasseGridDefault img { border: none; } /* CABEÇALHO COLUNA */ .ClasseGridDefault th { text-align: left; background: #999999; color: #FFFFFF; padding: 0px 5px 0px 5px; } /* LINHAS */ .ClasseGridDefault tbody td { padding: 5px; vertical-align: top; } /* PRIMEIRA LINHA DA TABELA: “mostrando 1 a 5 de 19” */ .ClasseGridDefault thead th { text-align: right; color: #444; } /* PAGINADOR */ .ClasseGridDefault tfoot td { font-size: 11px; } /** * ESTILO PADRÃO DO GRIDVIEW * Não altere esse documento, caso deseje uma formatação diferente, * use o método setClassCss() para setar outra classe com a mesma estrutura. */ /* TABELA INTEIRA */ .ClasseGridDefault { /*border: solid 3px #EFEFEF;*/ font-family: Trebuchet MS, Arial, Verdana; font-size: 11px; } /* TABELA INTEIRA */ .ClasseGridDefault input { border: solid 1px #999999; color: #999999; font-family: Trebuchet MS, Arial, Verdana; font-size: 11px; padding: 2px; } /* IMAGENS DA TABELA */ .ClasseGridDefault img { border: none; } /* CABEÇALHO COLUNA */ .ClasseGridDefault th { text-align: left; background: #999999; color: #FFFFFF; padding: 0px 5px 0px 5px; } /* LINHAS */ .ClasseGridDefault tbody td { padding: 5px; vertical-align: top; } /* PRIMEIRA LINHA DA TABELA: “mostrando 1 a 5 de 19” */ .ClasseGridDefault thead th { text-align: right; color: #444; } /* PAGINADOR */ .ClasseGridDefault tfoot td { font-size: 11px; }

OAB pede impeachment de Arruda

<!– function paginaSlideShow216598(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

A cúpula da OAB-DF decidiu nesta segunda (30) abrir processo de impeachment contra o governador do DF, José Roberto Arruda (DEM). O democrata é acusado de participar de esquema de pagamento de propina a parlamentares da Câmara Legislativa. A ordem analisou o inquérito da Polícia Federal que aponta a suposta participação de Arruda no esquema de corrupção batizado como Caixa de Pandora. A presidente da OAB-DF, Estefânia Viveiros, considerou “um absurdo” a situação disse que a ordem vai mobilizar entidades nacionais e do Distrito Federal para envolver a sociedade no pedido de afastamento do governador. O pedido de impeachment ainda precisa ser votado pelo conselho pleno da OAB antes de ser encaminhado para análise da Câmara Legislativa.

Inflação 2009 tem leve redução

<!– function paginaSlideShow216592(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Novo boletim Focus, divulgado nesta segunda (30) pelo Banco Central, mostra que os analistas do mercado financeiro reduziram levemente a estimativa de inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para 2009. A estimativa passou de 4,26% para 4,25%. Para o ano que vem, houve aumento de 4,43% para 4,45%. Já a taxa básica de juros, a Selic, não deve ser alterada em 2009. Atualmente, a Selic está em 8,75% ao ano. A taxa deve fechar 2010 em 10,50% ao ano, estimativa que também não foi alterada.

Kassab: acusações contra Arruda
são “graves” e “consistentes”

Foto
GILBERTO KASSAB

<!– function paginaSlideShow216591(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), disse ontem (29) que as denúncias contra o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), “são graves e consistentes”. Arruda foi filmado ao receber dinheiro vivo na campanha eleitoral de 2006. Para o prefeito, seu aliado tem “obrigação” de dar esclarecimentos sobre o escândalo investigado por uma operação da Polícia Federal, Caixa de Pandora. Kassab alegou não estar a par das discussões partidárias sobre as denúncias e afirmou que ainda espera uma manifestação oficial do governador para se pronunciar de forma mais objetiva. Kassab é presidente do Conselho Político do DEM .

Sponholz

Sponholz

‘Maria Louca’ agora quer ser presidente

<!– function paginaSlideShow216578(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Apoiado por quinze diretórios do PMDB (RS, SC, PR, SP, ES, GO, MT, MS, PI, RO, AC, PE, CE, PA e RJ), o governador do Paraná, Roberto Requião, cujos adversários apelidaram de “Maria Louca”, será lançado pré-candidato à Presidência amanhã (1º). A iniciativa tem o apoio do senador Pedro Simon (RS), do ex-governador paulista Orestes Quércia (SP) e do ex-sealopra Mangabeira Unger (RJ). Simon negou que a candidatura de Requião seja “anti-Lula”. Para ele, “poderá ser a salvação de Lula para não perder para o pré-candidato do PSDB, José Serra”.

OEA analisará eleições hondurenhas

<!– function paginaSlideShow216577(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O secretário-geral da Organização de Estados Americanos, José Miguel Insulza, informou que o Conselho Permanente da organização analisará, no dia 4 de dezembro em Washington (EUA), as eleições hondurenhas realizadas neste domingo. Segundo Insulza a reunião será dedicada exclusivamente a Honduras e também discutirá o que for decidido pelo Congresso Nacional de Honduras na próxima quarta (2) sobre o pedido de restituição do presidente deposto Manuel Zelaya.

Fotografia é história
Torben Grael
Foto

<!– function paginaSlideShow216384(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O velejador em 1984, no Iate Clube de Niterói, antes de disputar sua primeira Olimpíada. Agora, 25 anos depois, e dono de cinco medalhas olímpicas e vários campeonatos mundiais, foi escolhido o melhor velejador do mundo.

Como foiA Veja queria um ensaio com os atletas brasileiros com chance de premiação nos Jogos de Los Angeles. Claro que o primeiro que me preocupei em retratar foi Torben Grael. Poderia ter feito suas fotos a bordo do veleiro com que, nos Estados Unidos, acabou conquistando uma medalha de prata para o Brasil. Mas preferi uma imagem mais surpreendente do jovem velejador: até seus momentos de lazer, na piscina, era com um barco de brinquedo. Orlando Brito

PPS decide se entrega cargos no DF

Foto

<!– function paginaSlideShow216576(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

A executiva nacional do PPS se reúne hoje para decidir deixa a base de apoio ao governador José Roberto Arruda (DEM) e os cargos que ocupa no governo do Distrito Federal. O presidente do partido, ex-senador Roberto Freire, divulgou nota neste domingo onde pede “o rompimento com o governo Arruda e a entrega de todos os cargos que o partido ocupa na administração do Distrito Federal’, mesmo antes da reunião do diretório. O PPS controla, entre outros órgãos, a Secretaria de Saúde do GDF, cujo subsecretário de Recursos Humanos, João Luís (foto), está entre os políticos que aparecem em imagens recebendo dinheiro das mãos de Durval Barbosa, pivô do escândalo.

DF: OAB decide a favor do impeachment

<!– function paginaSlideShow216575(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

A Ordem dos Advogados do Brasil decide nesta segunda-feira (30) se adere à decisão da seccional da Ordem do Distrito Federal de pedir o impeachment do governador do DF, José Roberto Arruda (DEM). O presidente nacional Cezar Britto se reúne com Estefânia Viveiros, a presidente da OAB-DF, para discutir o caso. Mas o pedido ainda precisa passar pelo conselho da OAB-DF e, se for aprovado, será apresentado à Câmara Legislativa do DF. Caso o requerimento da OAB-DF seja engavetado, tendo em vista o envolvimento de grande parte da Câmara Legislativa no caso, o órgão se prepara para um pedido de impeachment através da Justiça.

Arruda se explica ao DEM nesta segunda

Roosewelt Pinheiro/ABr
Foto
ARRUDA SE DEFENDE

<!– function paginaSlideShow216572(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O governador do DF, José Roberto Arruda, deverá se defender pessoalmente, junto à cúpula do seu partido o Democratas, das graves acusações envolvendo recebimento de dinheiro do ex-delegado Durval Barbosa, que ocupava o cargo de secretário de Relações Institucionais do seu governo. A reunião de Arruda com o DEM deverá ser realizada a partie das 14h desta segunda feira. Neste final de semana, o governador telefonou a diversos integrantes do partido. Ele alega que as gravações em vídeo, divulgadas nas emissoras de tevê e na internet, não são recentes, mas de 2006, durante a campanha eleitoral. A quantia, segundo Arruda seria uma doação, registrada e assinada por Durval Barbosa, e aprovada pela Justiça Eleitoral. O ex-assessor, que é muito ligado ao ex-governador Joaquim Roriz, chantageava Arruda ameaçando divulgar as imagens. Réu em quase quarenta processos penais, ele já foi condenado em vários deles e, temendo acabar preso, procurou a Polícia Federal e fez um acordo de delação premiada, em troca de redução de pena, e sua inclusão no Programa de Proteção a Testemunhas, do Ministério da Justiça.

DEM exige provas de inocência – O senador Demóstenes Torres (DEM-GO) foi um dos políticos do DEM que receberam telefonemas de Arruda, mas afirmou que o governador “tem que apresentar provas” porque só a versão não resolve”. Quanto a possibilidade de expulsão do governador na reunião desta segunda-feira, esclareceu que “a movimentação é para ouví-lo. Não vamos lá nem para absolvê-lo, nem para condená-lo. Mas se ele não conseguir se explicar, seremos obrigados a tomar a medida extrema”.

Opositor de Zelaya vence eleições

<!– function paginaSlideShow216574(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O primeiro relatório oficial do Tribunal Supremo Eleitoral de Honduras, divulgado na madrugada desta segunda (30), aponta o candidato opositor do presidente deposto Manuel Zelaya, Porfírio Lobo, como vencedor das eleições presidenciais de ontem. Após apuração de 61% das mesas, Lobo tem 55,9% dos votos. A derrota até já foi reconhecida pelo candidato do Partido Liberal, Elvin Santos. Lobo se declarou o novo presidente hondurenho eleito e agradeceu a Santos, felicitando-o pela disputa.

Sponholz

Sponholz

Vídeos mostram deputados embolsando e metendo dinheiro suspeito em meias

Foto
PRUDENTE METEU DINHEIRO NOS BOLSOS E EM SUAS MEIAS

<!– function paginaSlideShow216573(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Várias gravações em vídeo, realizadas pelo ex-secretário de Relações Institucionais do governo do DF Durval Barbosa, divuladas neste domingo, mostram deputados recebendo dinheiro vivo. No caso do presidente da Câmara Legislativa, deputado Leonardo Prudente, ele aparece metendo dinheiro nos bolsos e até nas meias. Outros parlamentares que aparecem em situação semelhante são Júnior Brunelli (PSC), Odilon Aires (PMDB), Eurídice Brito (PMDB). Fonte: http://www.claudiohumberto.com.br

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Em Canarana, rapazes matam advogado a pauladas

Posted on novembro 10, 2009. Filed under: Araguaia, assassinato, Canarana, crime, Cross Fox, golpes, Nova Xavantina, OAB |

> Jornal O Pioneiro


  • M., 17, e Geisiel, 18, confessaram à Polícia o assassinato de Gilmar (destaque)
    O menor M.S.R., 17, e Geisiel Eurípedes de Souza, 18, foram presos pela Polícia Civil acusados de espancar até a morte o advogado Gilmar Gnadt, no município de Canarana (823 km a Nordeste de Cuiabá), na região do Araguaia.

    M. e Geisiel são de Nova Xavantina e deslocaram-se para Canarana à procura de emprego. Segundo informações da polícia, eles confirmaram a responsabilidade pelo crime.

    Em depoimento, ele contaram que travaram uma luta corporal com o advogado e usaram um pedaço de pau para espancá-lo até a morte. Os dois estavam alcoolizados. Os golpes foram aplicados na região da cabeça. Logo depois, eles fugiram a pé.

    As investigações começaram após dois bonés, uma camiseta e uma pulseira terem sido encontrados no veículo da vítima, um Cross Fox. Por meio de investigação, a Polícia chegou até os dois rapazes.

    A Polícia Civil descobriu que a camiseta pertencia a M.S.R, que a usou numa festa na noite anterior. Na residência do menor estava Geisiel Eurípedes. A pulseira deixada no carro da vítima tinha as iniciais de Geisiel.

    Em entrevista ao MidiaNews, o delegado que investiga o caso, Marcelo Fernandes Jardim, afirmou que as evidências no local do crime contribuíram para que a Polícia chegasse aos criminosos, que, em depoimento, confessaram o crime.

    O delegado decretou a prisão de Geisiel, que deverá ser transferido ainda hoje para o Presídio de Água Boa (730 km de Cuiabá). Além da internação do menor, que também deverá ser transferido de Canarana, em função da comoção social da população da cidade.

    Conforme Marcelo Jardim, o menor possuia várias passagens pela Polícia, por furtos e tráfico de droga. Além disso, estava em recuperação do vício. Já Geisiel não possui antecedentes criminais.

    O inquérito será concluído em 10 dias. Os rapazes serão indiciados por homicídio.

    Pai da vítima fala sobre o assassinato

    O pai do advogado, Bruno Gnadt, 60, falou ao site NotíciasNX que “está muito abalado e revoltado” com o acontecido. De acordo com ele, seu filho era um excelente profissional.

    “Ele só fez coisa boa. Eu não sei por que fizeram isso com meu filho. Ele só fez coisas boas até agora. Meu filho nunca aceitou dinheiro para fazer coisa errada, nunca se deixou comprar”, desabafou.

    Ele disse que ouviu falar que seu filho pediu socorro antes de morrer. “Ele gritava muito antes de morrer. As pessoas tiraram ele do carro e espancaram ele. Vamos fazer justiça”, disse, indignado. “Eu dei minha vida para formar meus filhos”, completou.

    Gilmar tinha 34 anos e era solteiro. Ele trabalhava em seu escritório, que fica em frente ao Fórum da cidade de Canarana.

    OAB

    O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso (OAB-MT), Francisco Faiad, entrou em contato com o secretário de Justiça e Segurança Pública, Diógenes Curado, pedindo a designação de um delegado especial para investigar o caso.

    Com informações do Canarananews

    Sangue no automóvel do advogado: brutalidade

    Camisetas e bonés dos adolescentes deixados no carro

  • Fonte: Mídia News
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Belchior e Sarney numa foto em fevereiro deste ano seguido de um mistério

Posted on agosto 29, 2009. Filed under: Belchior, OAB, Sarney |

>


  • O senador José Sarney, o cantor Belchior em evento em Brasília

    O cantor Belchior foi fotografado ao lado do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), no dia 9 de fevereiro deste ano, em Brasília. O cantor participou da instalação da Coordenação de Direito Eleitoral do Conselho Federal da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e posou para fotos ao lado do peemedebista e de representantes da entidade.

    No evento, Sarney disse que a comissão de direito eleitoral da OAB é um passo importante na luta por direitos. Pouco depois, o senador protagonizou a crise política que atinge o Senado por vários meses.

    O presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB-SP), o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Carlos Ayres Britto, e o presidente da OAB, Cezar Britto, também estavam presentes no evento.

    Segundo informa a coluna de Barbara Gancia publicada na Folha desta sexta-feira, o sumiço do cantor não pode ser considerado um artifício para reerguer a carreira nem um exílio voluntário de alguém com dinheiro no bolso. A colunista afirma que o desaparecimento está ligado a uma disputa familiar e a problemas financeiros.

  • Fonte: Midianews
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>OAB interpela Tarso Genro no STF por acusar advogados de vazar grampos

Posted on julho 29, 2009. Filed under: Bolsa-Família, Lula, OAB, sigilo, STF |

>

Orlando Brito
Foto
O ministro da Justiça, Tarso Genro

<!– function paginaSlideShow205204(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil interpelou hoje no Supremo Tribunal Federal o ministro Tarso Genro (Justiça) a quem pede explicações sobre suas declarações, veiculadas pelo jornal Folha de S. Paulo, de que o vazamento de conversas de uma operação policial envolvendo a família Sarney, “pode ser feita por advogados para desviar o foco ou para comprovar a inocência de seu cliente”. O pedido ao STF é assinado pelo presidente nacional da OAB, Cezar Britto, e o secretário-geral adjunto da entidade, Alberto Zacharias Toron. Para eles, as declarações de Tarso Genro são “inaceitáveis”, não sendo a primeira vez que o ministro “enxovalha” a honra dos advogados de forma genérica. Eles pedem que o ministro da Justiça apresente os nomes dos profissionais da advocacia que, pelas suas declarações, foram responsáveis pelo vazamento. Para a OAB, “é inconcebível que uma declaração dessa gravidade, feita por uma autoridade do porte do requerido (o ministro), possa ficar solta no ar, conspurcando todos os advogados, quando é notório que o tipo de vazamento realizado, uma vez mais, tem nítido caráter incriminatório e jamais partiria de advogados”. De acordo com a petição, caso o ministro confirme no STF suas declarações, ele precisa nomear os advogados que estão envolvidos no vazamento de informações e quando foi que eles praticaram a conduta criminosa. A entidade quer saber também, se há inquérito apurando o fato criminoso relativo ao vazamento de dados cobertos pelo sigilo.

Governo tem pressa sobre Pré-sal

<!– function paginaSlideShow205203(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O ministro Edison Lobão (Minas e Energia) disse nesta quarta (29) que o governo “tem pressa” para resolver a exploração da camada pré-sal e deve enviar até três projetos com urgência constitucional ao Congresso sobre o assunto. Lobão negou que a urgência tenha alguma relação com os trabalhos da CPI da Petrobras, que deve investigar irregularidades na direção da estatal. Entre as principais medidas, o governo vai propor a criação de um fundo social, no qual a receita arrecadada com a exploração do pré-sal será direcionada à educação, à saúde e para um possível fundo trabalhista e também o marco regulatório. Lobão afirmou que o governo ainda não decidiu se vai determinar a criação de uma estatal exclusiva para o pré-sal neste projeto ou se enviará outro texto a respeito da nova empresa. Em caráter de urgência, os projetos tem que ser votados pelo Legislativo em 90 dias.

Senado garante: servidora é assídua

<!– function paginaSlideShow205208(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

A assessoria de imprensa da presidência do Senado divulgou nota há instantes afirmando que a servidora Gabriela Aragão Guimarães Mendes, lotada no gabinete do senador José Sarney, “tomou posse em 16 de janeiro de 2007 e foi imediatamente cedida ao Conselho Editorial do Senado Federal, onde exerce as suas atribuições. Seu horário de trabalho – 7h às 13h – é cumprido com assiduidade”. A nota se refere à matéria “Gabinete emprega filha de auxiliar como fantasma”, publicada hoje no jornal O Estado de S. Paulo. A assessoria informou ainda que Gabriela recebe salário bruto mensal de R$ 1.247,48 e faz ainda estágio obrigatório na Caixa Econômica Federal (onde almoça), em horário compatível com suas atividades no Senado, conforme declaração da própria CEF.

Cuba: guerra com EUA não acabou

<!– function paginaSlideShow205197(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Mesmo com os avanços diplomáticos entre Estados Unidos e Cuba, após a eleição do presidente americano Barack Obama, o chanceler cubano, Bruno Rodríguez, afirmou hoje (29) que a “guerra econômica com os EUA ainda não acabou”. De acordo com informações noticiadas pela imprensa local da ilha, Rodríguez enfatizou que o governo norte-americano continua a “perseguir as gestões comerciais no exterior”. Em 2008, segundo o chanceler, as medidas norte-americanas custaram a Cuba cerca de US$ 3 bilhões e, em quase 50 anos, desde a imposição do embargo (1962) “o montante ultrapassa US$ 96 bilhões”. Este ano, os dois países retomaram as rodadas anuais de conversações sobre a migração cubana para o território norte-americano, suspensas há seis anos. Porém, Bruno Rodríguez adiantou que “nada está totalmente resolvido “tanto em términos políticos como práticos”.

Itália cria fundo para ajudar Gaza

<!– function paginaSlideShow205195(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O governo italiano criou um fundo para fornecer ajuda emergencial à Faixa de Gaza, palco de uma ofensiva militar promovida por Israel em 2008. O Ministério de Relações Exteriores da Itália anunciou hoje (29) que serão liberados 4 milhões de euros para o financiamento de projetos nas áreas de saúde, agricultura e saneamento básico. Os recursos deverão ser repassados à região por meio do escritório da Cooperação Italiana em Jerusalém. A ofensiva em Gaza foi realizada em resposta a lançamentos de mísseis do Hamas na direção do sul de Israel. Em aproximadamente três semanas de operação, pelo menos 1.300 palestinos morreram.

Avião com governador Ivo Cassol
sofre pane em Mato Grosso

<!– function paginaSlideShow205196(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Um avião que transportava o governador de Rondônia, Ivo Cassol (PP), sofreu uma pane durante o voo que realizava hoje (29), pela manhã, e foi obrigado a fazer um pouso não programado. Segundo a assessoria de imprensa do governador, ninguém se feriu. A aeronave saiu de Porto Velho (RO) rumo a Brasília (DF) por volta das 5h. Às 7h30, o avião sofreu uma despressurização e foi obrigado a pousar em Sinop (MT). Ivo Cassol conseguiu outro voo e chegou em Brasília às 10h30. O governador reuniu-se com o presidente Lula em busca de um acordo de compensação de perdas de arrecadação. Ivo Cassol retornou ao seu Estado num voo de carreira.

Mantega: meta fiscal será cumprida

Orlando Brito
Foto
Guido Mantega

<!– function paginaSlideShow205191(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O ministro Guido Mantega (Fazenda) garantiu hoje (29) o cumprimento da meta fiscal de 2009 e 2010. Apesar do aumento nos gastos públicos e das eleições que serão realizadas no próximo ano, Mantega também disse que não será necessário usar recursos do Fundo Soberano para suprir a meta. Dados do Ministério da Fazenda mostram que o resultado das contas do governo fechou novamente no vermelho. O déficit primário chegou a R$ 643 milhões em junho. Com o resultado de junho, o primeiro semestre terminou com superavit primário acumulado de R$ 18,6 bilhões, o pior resultado para o período desde 2001. Porém, o ministro afirmou que a economia brasileira voltou a crescer no começo do segundo semestre, deixando para trás a recessão registrada ano passado, devido a crise financeira internacional.

Fotografia é história

Leonel Brizola
Foto

<!– function paginaSlideShow205104(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Gaúcho de Carazinho, Brizola teve participação ativa na vida partidária do Brasil durante cinqüenta anos, mesmo quando foi para o exílio no Exterior, com os direitos civis cassados pelo governo dos militares em 1964.Cunhado do ex-presidente João Goulart, foi lançado na política pelo conterrâneo Getúlio Vargas. Governou o Rio Grande do Sul e o Rio de Janeiro e também presidiu a Internacional Socialista. Concorreu duas vezes à presidência da República pelo PDT, partido que fundou, mas em ambas ficou longe de eleger-se. Faleceu em junho 2004, aos 82 anos.
Como foiO Hotel Tivoli, na Avenida da Liberdade, em Lisboa, era o lugar de encontro dos brasileiros cassados, entre eles Márcio Moreira Alves, Miguel Arraes e Darcy Ribeiro, agora já falecidos. Fui a Portugal para uma matéria com eles, os exilados que iriam voltar ao país, favorecidos pela Anistia de 1979, no período do general João Figueiredo. O engenheiro Leonel, claro, dominava as reuniões falando por mais de duas horas. Mas essa foto aí é de 1994, na sua segunda campanha para o Palácio do Planalto, já grisalho, mas com a mesma loquacidade. Orlando Brito.

PF faz Operação Ártico em 16 cidades

<!– function paginaSlideShow205189(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

A Polícia Federal deflagrou hoje (29) a “Operação Ártico”, que conta com 260 agentes para cumprir 25 mandados de prisão e 56 mandados de busca e apreensão em 16 cidades nos estados de São Paulo, Rondônia, Vitória e Mato Grosso. A ação pretende desbaratar uma organização criminosa que atua nesses estados, “contrabandeando mercadorias mediante a criação de importadoras de fachada, com conivência de auditores-fiscais, que recebem propina para registrar empresas de fachada nos sistemas de controle do Comércio Exterior da Receita Federal.” Segundo Nota da PF, a investigação teve início para apurar a prática de crimes por uma pessoa que aparentava sinais de enriquecimento ilícito, envolvida anteriormente com desvio de verbas públicas municipais.

Gripe Suína: RS adia retorno às aulas

<!– function paginaSlideShow205183(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O governo do Estado do Rio Grande do Sul anunciou nesta quarta-feira que as aulas na rede estadual de ensino serão adiadas em 14 dias por causa da nova gripe. A recomendação é a de que os estudantes das redes municipais, particulares e de universidades também façam o mesmo e só voltem às aulas no dia 17 de agosto, conforme comunicado emitido pela governadora Yeda Crusius (PSDB). O comitê formado por diversas instâncias do governo avalia que o número de casos no Estado deva ser de 12 mil, sendo que 99% não apresentam gravidade e evoluem para a cura, segundo o comunicado. Rio Grande do Sul tem 19 mortes confirmadas. Em todo país são 56 mortes pela doença.

Gentili, do CQC, será investigado

Foto
Danilo Gentili

<!– function paginaSlideShow205180(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Segundo informou a assessoria de imprensa do Ministério Público Federal de São Paulo, o jornalista Danilo Gantili, do programa CQC, deverá dar explicações sobre um post considerado preconceituoso na rede de microblogs, o Twitter. A mensagem de Gentili foi encaminhada ao Grupo de Combate a Crimes Cibernéticos do MP, que vai apurar se houve ou não racismo. O comentário faz uma piada a jogadores de futebol. “King Kong, um macaco que, depois que vai para a cidade e fica famoso, pega uma loira. Quem ele acha que é? Jogador de futebol?”. O material foi postado pelo repórter na madrugada do último sábado (25/7). Alguns minutos após escrever o “tweet”, Gentili tentou se justificar no microblog.”Alguém pode me dar uma explicação razoável por que posso chamar gay de veado, gordo de baleia, branco de lagartixa, mas nunca um negro de macaco?”, argumentou. O caso será encaminhado ao grupo de combate a crimes cibernéticos no MP.

Psol entrará com nova representação

<!– function paginaSlideShow205181(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

O Psol entrará hoje com mais uma representação no Conselho de Ética contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Na representação, o partido pede que seja investigada a denúncia de que um financiamento de R$ 1,3 milhões para a Fundação que leva o nome do presidente do Senado, feito junto à Petrobras por meio do Ministério da Cultura, tenha sido desviado para empresas de parentes e amigos de Sarney. Na representação, o partido incluirá também um pedido para que sejam apuradas as denúncias de omissão de duas casas de Sarney nas declarações na Justiça Eleitoral. O partido ainda estuda incluir na representação contra Sarney pedido de investigação sobre os atos secretos e as gravações telefônicas feitas pela Polícia Federal na Operação Boi Barrica, onde Sarney negocia cargo para o namorado da neta Maria Beatriz Sarney.

Bronzeamento artificial causa câncer

<!– function paginaSlideShow205178(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Um estudo da Agência Internacional de Pesquisas do Câncer (IARC, na sigla em inglês) indica que as camas e lâmpadas ultravioletas de bronzeamento artificial são cancerígenas. Anteriormente, a agência, que faz recomendações à Organização Mundial de Saúde, classificava esses aparelhos de bronzeamento artificial como “prováveis cancerígenos”. A pesquisa, publicada na edição desta quarta-feira (29) da revista científica “Lancet Oncology”, eleva esses equipamentos ao nível mais alto dos cancerígenos – conhecido como grupo 1, ao lado do gás mostarda e do arsênio, por exemplo. A decisão de alterar a categoria da exposição às lâmpadas a e à radiação dos equipamentos de bronzeamento artificial foi feita a partir da análise de 20 estudos sobre a relação entre o uso desses aparelhos e o risco de desenvolver o câncer. Segundo os resultados, o uso dos equipamentos de bronzeamento artificial aumenta em até 75% o risco de desenvolver o melanoma – a forma mais fatal do câncer de pele – em pessoas que começam a usar os aparelhos antes dos 30 anos.

Bolsa-Família será reajustado em 10%

Foto
Lula

<!– function paginaSlideShow205165(id, num) { var index = -1; for (var i = 1; i 1) { //alert(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)); document.getElementById(“img_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +eval(index – 1)).style.fontWeight = ‘bold’; } else if (index != -1) { document.getElementById(“img_” +id+ “_” +index).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +index).style.fontWeight = ‘bold’; } break; default: document.getElementById(“img_” +id+ “_” +num).style.display = ”; document.getElementById(“link_” +id+ “_” +num).style.fontWeight = ‘bold’; } } //–>

Prevendo ataques dos críticos da oposição, que veem viés eleitoral no reajuste do Bolsa-Família, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva saiu nesta terça-feira em defesa do programa. Em discurso inflamado feito durante inauguração de uma escola técnica federal em Campina Grande (PA) o presidente ressaltou a necessidade de melhor distribuição de riquezas e afirmou que “o papel do governo federal é o de uma mãe”. Ontem o secretário do Tesouro, Arno Augustin, revelou que o Bolsa-Família será reajustado em 10% a partir de setembro

Fonte:www.claudiohumberto.com.br

.

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...