Operário

>Operário vence o Sinop por 2 a 1

Posted on fevereiro 25, 2011. Filed under: Operário |

>

Operário finalmente venceu. De virada, bateu o Sinop por 2 a 1 no Estádio Presidente Dutra na noite desta quinta-feira e deixou a lanterna do Grupo A do Campeonato Estadual.
O Sinop saiu na frente logo aos 5 minutos do primeiro tempo com o ex-operariano Júnior Paraíba aproveitando uma desatenção da zaga do Tricolor para fazer 1 a 0. Daí pra frente, durante quase toda etapa inicial, o time do Nortão mandou no jogo.
O Operário só foi reagir no último minuto quando o centroavante Evandro fez bela jogada individual, com direito a chapéu no zagueiro, e finalizou bem, obrigando o goleiro Roger a uma grande defesa.
Provando que o rendimento do time deixava muito a desejar, por volta dos 40 minutos do 1º Tempo o técnico Carlos Rufino fez a primeira mudança tirando o zagueiro Miranda e colocando o jovem atacante Celinho.
No segundo tempo, depois de um discurso inflamado e emotivo do treinador no vestiário, o Operário voltou mais ofensivo, porém com a mesma ineficiência de sempre. O time só passou a jogar um pouco mais quando Rufino mexeu de novo, tirando Bento para colocar Merica e Wanderson para a entrada de Babalu.
E foi após um cruzamento de Babalu que o atacante Evandro apareceu para empurrar para a rede, marcar o primeiro gol do Operário na competição e deixar tudo igual – 1 a 1.
Depois disso a movimentação do jogo aumentou e no último minuto, impedido, Júnior apareceu sozinho na frente do goleiro para desviar de cabeça e virar o jogo fazendo 2 a 1 para o Tricolor.
O Operário trocou o 6º pelo 5º lugar e deixou o Sinop na lanterna do grupo jogando com com Denner; Bento (Merica), Caio, Miranda (Celinho) e Giovani; Júnior, Nenê, Wanderson (Babalu) e Castor; Evandro e Bibil. Fonte: Craques do rádio
Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Mixto vence Operário por 3 a 0

Posted on fevereiro 21, 2011. Filed under: Mixto, Operário |

>

No clássico das estreias de treinadores, Arildo Berdum levou a melhor sobre seu companheiro de profissão Carlos Rufino. Com gols de Valderrama, Furlan e Kal, o Mixto venceu o duelo entre os clubes de maiores torcidas no Estado, ganhando de 3 a 0 do Operário.
Com o resultado, o Mixto encosta na segunda posição da Chave A com sete pontos ganhos, mesma pontuação do Cuiabá, que folgou na rodada do final de semana por conta de sua preparação para o jogo de ida contra o Ceará pela Copa do Brasil na quarta-feira, no Dutrinha.
Já o Operário continua com apenas um ponto e divide a última colocação da chave com o Sinop, que perdeu para o Luverdense de 2 a 1 sábado passado. Se a primeira fase encerrasse hoje, o time de Várzea Grande, que ainda não conseguiu marcar sequer um gol na atual temporada, estaria rebaixado à Segunda Divisão do Campeonato Mato-grossense. O ataque está a 310 minutos sem balançar a rede.
Sob comando do ex-jogador Gaúcho, a equipe de Lucas do Rio Verde é o mais novo líder do Grupo A com nove pontos somados. A próxima rodada será a última do turno do Mato-grossense.
O Mixto tentará a liderança jogando diante do Cuiabá, jogo este marcado para o próximo domingo, dia 27, no Dutrinha. Já o Operário joga na próxima quinta-feira, dia 24, contra o desesperado Sinop, que amarga três derrotas no campeonato.
Apesar de se tratar do principal clássico do futebol mato-grossense, Mixto e Operário não fizeram um jogo à altura de suas tradições. O duelo foi marcado pelo equilíbrio técnico e com raras oportunidades de gol.
Antes do primeiro gol, só uma chance clara mexeu com a torcida presente no Dutra no primeiro tempo. Aos sete minutos, Furlan quase abriu o marcador se não fosse a boa defesa feita pelo jovem goleiro Dener, do Operário.
Já assentado em campo, o time treinado por Carlos Rufino acabou pagando caro pela pouca produtividade durante os primeiros 45 minutos de bola rolando. Aos 43, antes do intervalo da partida, Furlan, que hoje é o principal atacante alvinegro, levou a torcida mixtense à loucura dando um belo passe para Valderrama vencer Dener.
Na etapa final, o Mixto liquidou a fatura com mais dois gols. Aos 36, o atacante Furlan ampliou o placar para 2 a 0. Já aos 40, o volante Kal em cobrança de falta fechou o placar do clássico.
Por Luiz Esmael – Fonte: A Gazeta
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Operário de Várzea Grande inicia a pré-temporada

Posted on janeiro 10, 2011. Filed under: Operário, Várzea Grande |

>Por Luiz Esmael

Definitivamente o Operário de Várzea Grande começa hoje de manhã a sua pré-temporada de olho no Campeonato Estadual deste ano. Último clube a iniciar os trabalhos de preparação, o Tricolor várzea-grandense, que ano passado ficou com o vice-campeonato do Mato-grossense e da Copa Mato Grosso, tem estreia marcada para o dia 29, num sábado à noite, diante do Sorriso, no estádio Egídio Preima.
Várzea Grande, Mato Grosso
O primeiro dia de trabalho será realizada em território “inimigo”. A comissão técnica sob comando do preparador Júlio César Fumanchu marcou caminhada matinal no Parque Mãe Bonifácia, localizada em Cuiabá, cidade do arquirival Mixto.
Com nova diretoria após ida do técnico e sócio Éder Taques para o futebol paulista, o clube tricolor aguarda para hoje à tarde a apresentação do técnico Fábio Cunha, que trabalhou no time do Red Bull, da Segunda Divisão de São Paulo. É Cunha quem fará a indicação e aprovação dos jogadores a serem contratados de outros estados.
Uma fonte ligada a diretoria afirmou que a nova filosofia do Operário, hoje sob comando do empresário Daniel Terroso, é investir em jovens atletas do futebol brasileiro. Ontem, integrantes e colaboradores do clube almoçaram com o ex-jogador Beto Cuiabano, contatado para ser o novo gerente de futebol.
No encontro, tendo como cardápio principal peixe, os operarianos reafirmaram a parceria com o Figueirense, clube que ano passado conseguiu voltar a Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro. De Santa Catarina, é possível vir de cinco a seis jogadores.
O grupo, que começa a trabalhar hoje de manhã, conta com 14 atletas, todos pratas da casa.
Fonte: A Gazeta
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Em véspera de decisão técnicos do Operário e União agem de forma diferente

Posted on abril 28, 2010. Filed under: estádio, FUTEBOL, Luthero Lopes, Operário, Rondonópolis, União |

>

Enquanto o Operário preferiu apenas descansar, o União treinou. Não foi um treino puxado, mas o técnico Everton Goiano optou por colocar seus atletas para se movimentar. Assim foi a véspera da final para tricolores e colorados, que se enfrentam nesta quarta-feira à noite no Estádio Luthero Lopes, em Rondonópolis.
Para Éder Taques, treinador do Chicote, “o que tinha que treinar já foi treinado. Agora é concentrar, focar e aguardar o jogo”.
No União, depois de um leve recreativo o técnico colocou seus atletas para treinar cobranças de pênaltis, pois se houver novo empate, esta será a forma de decisão do título. Cada jogador cobrou cerca de cinco pênaltis. Didi Cearense, Valdir Papel, Calado e Paulo Almeida foram os jogadores que tiveram ótimos aproveitamentos, convertendo praticamente todas as cobranças.
https://i2.wp.com/www.primeirahora.com.br/fotos-noticias/estadio_2.jpg
Estádio Lutero Lopes – Palco da decisão do campeonato matogrossense de futebol 2010
Para o volante Paulo Almeida, a equipe precisa está preparada para todas as possibilidades. “Entendo que mesmo nas cobranças de pênaltis, o que prevalece é a competência e não a sorte. Por isso temos que treinar para não sermos surpreendidos caso a competição venha a ser decidida nas penalidades”, frisou o volante.
Fonte: Craques do Rádio com o site esportenews.com.br
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Futebol: Operário e União empata no Dutrinha e decisão será no Lutero Lopes em Rondonópolis

Posted on abril 26, 2010. Filed under: Campeonato Matogrossense de Futebol, decisão, Dutrinha, FUTEBOL, Lutero Lopes, Operário, Rondonópolis, União |

>Operário e União fizeram um jogo eletrizante na noite desse domingo, no Estádio Presidente Dutra, em Cuiabá, digno de uma final, mas o resultado foi melhor para o visitante: 3 a 3. O Chicote mandou no primeiro tempo, abriu 2 a 0, mas cansou na etapa final e assistiu o Colorado crescer e virar o placar. O empate só veio aos 39 da etapa final. O jogo de volta acontece na próxima quarta-feira (28) às 20h45 no Estádio Luthero Lopes, em Rondonópolis, quando o campeão receberá o Troféu Blairo Maggi.

A partida começou truncada, com as duas equipes evitando explorar as descidas pelas alas, o que congestionava o meio campo. A primeira pontada Tricolor saiu aos 6 minutos, com Éder Grilo. Ele chutou de fora da área, a direita do gol de Samir. Com Valdir Papel ‘enfiado’ no ataque, o União tentava furar o compacto bloqueio do Chicote, sem sucesso. Aos 9, Douglas ficou frente a frente com Samir, mas Neguete chegou antes, salvando o Colorado. A resposta veio em seguida, com Jamba cabeceando para escanteio, após cobrança de falta.

Torcidas do Operário e União no Dutrinha

Aos 15, Douglas apareceu de novo. Ele recebeu após belo lançamento de Éder Grilo e desperdiçou, mandando a esquerda da meta unionina. E o Chicote seguia no ataque, pressionando em busca do primeiro gol. Foram três chances seguidas em um minuto. Primeiro, Jamba arriscou, depois Douglas, para a defesa a queima roupa de Samir, e, por fim, Adriano Paulista. Aos16” o goleiro colorado voltou a salvar o União, após investida do Ope, através de Éder Grilo.

Aos 20, Adriano foi derrubado no bico direito da área a torcida pediu Kal: mas, na cobrança, um ‘traque’ frustrou a massa Tricolor. E a pressão continuava. Aos 25, Éder Grilo fez linda jogada e serviu douglas, que, dentro da área se atrapalhou e perdeu outra grande chance.

A primeira oportunidade do União surgiu aos 29”. Calado cobrou falta e mandou a bola no travessão, mas, Cléberson defendeu. No contra-ataque o Chicote abriu o placar. Numa bola alçada na área, douglas cabeceou a meia altura, no canto esquerdo de Samir: 1 a 0: no Dutrinha estremeceu…

Aos 37,Douglas caiu na área, a torcida pediu pênalti, mas Alinor Silva mandou a bola seguir. Nessa ‘Blitz’ Tricolor, Adriano Paraná carimbou Samir, que evitou o segundo do Chicote.

Aos 42, Douglas perdeu a chance de ampliar, após linda jogada individual, que deixou três defensores na fila. No final do primeiro tempo, aos 45”, Éder Grilo jogou a ‘pá de cal’, entrou na área, deu um chapéu em Rodrigão e fuzilou para as redes: 2 a 0.

No começo da segunda etapa, com o Ope já cansado, Valdir papel diminuiu para o União, livre de marcação: 2 a 1. Aos 15, Valdir Papel empatou o jogo, de canela: 2 a 2. Aos 31, Leonardo faz o terceiro, mas aos 39”, Diego Chagas empatou para o Chicote.

O resultado leva a decisão para a próxima quarta no Luthero, com as duas equipes em igualdade de condições. Fonte: craquesdoradio

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...