Reajuste

>Aposentados podem receber abono no lugar de reajuste, diz ministro

Posted on maio 25, 2010. Filed under: abono, Aposentados, Reajuste |

>

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, afirmou nesta terça-feira que os aposentados que recebem mais de um salário mínimo deverão receber um abono de 6,14% em 2010. 
Segundo Bernardo, a decisão deve ser tomada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva caso o aumento de 7,7% para as aposentadorias seja vetado. O ministro ressaltou que a decisão sobre o veto ao rejuste ainda não foi tomada.
Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Lula deve vetar aumento de 7,7% para aposentado

Posted on maio 25, 2010. Filed under: Aposentados, Benefícios, gestão, Orçamento, planejamento, presidente Lula, Reajuste |

>

Presidente Lula, que deve vetar aumento de 7,7% para os aposentados


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva está “propenso a vetar” o reajuste de 7,7% aprovado no Congresso para aposentados e pensionistas que recebem mais de um salário mínimo, afirmou nesta segunda-feira o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Bernardo.

“O presidente se mostrou preocupado porque quer manter as contas equilibradas não só neste ano, mas também para entregar a seu sucessor”, disse Paulo Bernardo, após reunião de coordenação política entre Lula e ministros. “Por conta disso, ele ficou propenso a vetar… ele não tomou a decisão ainda.”

Segundo o ministro, seria importante dar um sinal claro de compromisso fiscal vetando não só a extinção do fator previdenciário, cálculo usado para reduzir o valor dos benefícios de quem se aposenta mais cedo, mas também o índice de reajuste.

“O que nós assumimos é o compromisso é dar 6,14%. O projeto que veio do Congresso não nos dá alternativa de vetar os 7,7% e voltar aos 6,14%. Então nós estamos estudando.”

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Governo muda estratégia e líder anuncia "urgência" para votar Ficha Limpa e reajuste dos aposentados

Posted on maio 18, 2010. Filed under: Aposentados, Ficha Limpa, líder, Oposição, pré-sal, Reajuste, Romero Jucá, royalties, Senado, urgência |

>O líder do governo no Senado, o senador Romero Jucá (PMDB-RR), afirmou nesta terça-feira (18) que os parlamentares pretendem fazer um esforço para destrancar a pauta e votar amanhã (19) as medidas provisórias, o projeto Ficha Limpa e o reajuste dos aposentados.

“Se a oposição topar, vamos fazer um mutirão e votar tudo. Nossa posição é votar tudo com urgência. Os royalties ficam para depois da eleição. Não adianta contaminar outros projetos porque acabamos não votando nada”, avaliou o senador.

A negociação, no entanto, promete ser intensa, já que a oposição anunciou que pretende derrubar a urgência para a votação dos quatro projetos referentes ao pré-sal e priorizar o Ficha Limpa.

“Concordamos em votar, desde que retirada a urgência, porque temos que por em votação o Ficha Limpa, que é a nossa prioridade, assim como o aumento para os aposentados”, destacou ontem o líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM).

O fato de Jucá responder por processos no Supremo Tribunal Federal por supostos crimes tributários não o torna, segundo ele, contrário à movimentação para que o projeto sobre Ficha Limpa seja votado com rapidez para valer ainda para as eleições deste ano.

“Existem dois inquéritos ridículos com nenhum fundo de verdade [contra ele]. Não devo. Não temo e quero aprovar o Ficha Limpa. A decisão de que [se vai valer para esta este ano] vai caber ao TSE [Tribunal Superior Eleitoral], essa interpretação não cabe ao Congresso”, justificou o peemedebista.

Na avaliação de Jucá, a aprovação do projeto Ficha Limpa não é inócua, apesar de criar uma regra que só vai valer para o futuro, ou seja, os atuais políticos com pendências na Justiça podem continuar seus mandatos sem problema. O senador pondera que, com a lei em vigor, haverá mais agilidade para a que se julguem os casos.

Aposentados

“Vamos manter o [reajuste] de 7,7%, consertar o teto da tabela e encontrar uma alternativa para o fator previdenciário”, explicou Jucá sobre o projeto que reajusta o valor da aposentadoria e da pensão daqueles que recebem acima de um salário mínimo.

O Executivo já havia avisado que a União não teria condições de arcar com reajustes acima de 7%, o que poderia levar o presidente a vetar a medida. Já o fator previdenciário, segundo o líder, não tem apoio para ser mantido no projeto, mas não detalhou quais outras propostas estão sendo levantadas para uma eventual substituição do índice utilizado para o cálculo do benefício. Fonte: UOL

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Economês

Posted on março 19, 2010. Filed under: Alumínio, Belo Monte, celular, Economês, Embalagens, Fertilizantes, internet, leilão, máquinas, Reajuste, tributos |

>Belo Monte

O leilão da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu (PA) foi marcado para 20 de abril. Esta é a 3ª vez que o governo remarca a data. Ainda não há uma definição, por parte do governo, se a Eletrobrás participará do empreendimento, que está orçado em R$ 19 bilhões. O preço máximo para a energia será de R$ 83 por MW/h.

Máquinas

Mato Grosso terá uma fábrica da Du Maire Máquinas Agrícolas. O grupo argentino já afirmou ao governador Blairo Maggi a intenção de vir para o Estado, mas ainda não definiu onde se instalará, se em Campo Verde ou Primavera do Leste.

Fertilizantes

A Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda) defende que para as amostragens realizadas em MT sobre “suposta adulteração” em fertilizantes deve ser fiscalizada pelo Mapa com sanções como “multas, suspensão ou cancelamento do registro dos produtos”, além de outras penalidades.

Internet

O governo quer criar um programa que garanta acesso à internet banda larga com preços acessíveis. A afirmação é do ministro do Planejamento, Paulo Bernardo. Segundo ele, estão sendo discutidos preços entre R$ 25 e R$ 35 por mês. Está em estudo a utilização de rede de fibra ótica da antiga Eletronet e que agora pertence ao governo. O mecanismo de acesso pode ser feito em parceria com empresas privadas.

Reajuste

O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) teve alta de 1,10% em março, ligeiro aumento em relação à taxa de fevereiro, de 1,08%, segundo informações da Fundação Getulio Vargas (FGV). A alta foi influenciada pela elevação dos preços de produtos no atacado, que respondem por 60% da formação geral do IGP-10.

Celular

O número de celulares em operação no Brasil chegou a 176,77 milhões em fevereiro, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Somente no mês passado, foram vendidos 1,17 milhão de novos telefones móveis, crescimento de 0,67% em relação ao total de celulares vendidos em janeiro.

Embalagens

As vendas de embalagens plásticas flexíveis, segmento que reúne desde a fabricação das sacolas utilizadas em supermercados até embalagens de arroz ou feijão, deverão crescer 8% este ano. A previsão é da Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Plásticas Flexíveis (Abief) e leva em consideração a projeção de que o Produto Interno Bruto (PIB) cresça 5,3% este ano.

Alumínio

A produção de alumínio primário caiu 2,8% em fevereiro. Foram produzidas 117,2 mil toneladas, ante às 120,6 mil toneladas em 2009, uma diferença de 3,4 mil toneladas. Os dados são da Associação Brasileira do Alumínio (Abal).

Tributos

Pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostra que 58,2% dos empresas, equivalente a 1,193 indústrias, rejeitam o uso do sistema de substituição tributária, em que é dada a algumas empresas a responsabilidade pelo pagamento de seu próprio tributo e também aquele devido por fornecedores ou clientes da mesma cadeia produtiva. O estudo mostra que a maior rejeição ocorre entre as empresas de pequeno porte, com índice de 62,7%. Fonte: A Gazeta

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...