Sadia

>Sadia de Várzea Grande é invadida por bando de encapuzados e armados que roubam caixa eletrônico de banco

Posted on dezembro 26, 2010. Filed under: Sadia |

>

Mais um caixa eletrônico foi assaltado em Mato Grosso, desta vez, na fábrica da rede de alimentos, Sadia, em Várzea Grande. Quinze suspeitos encapuzados e armados entraram no local por volta das três da manhã, e levaram uma grande quantidade em dinheiro, que ainda não foi confirmada pelas autoridades.
Fábrica da Sadia em Várzea Grande – Mato Grosso
Segundo informou o Centro Integrado de Operações e Segurança Pública (Ciosp) ao Olhar Direto, os ladrões invadiram a fábrica, renderam os seguranças e os amarraram, impossibilitando o acionamento rápido da Polícia Militar.
O armamento dos funcionários também foi roubado e até agora não se tem nome dos suspeitos ou a direção em que possam ter fugido.
A Polícia Civil entra no caso agora, para averiguar de que forma os bandidos invadiram o local e a possibilidade deste novo roubo estar associado a onda de assaltos a caixas eletrônicos em todo o Mato Grosso.Fonte: Olhar Direto
Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Governo suspende venda de aves congeladas em fábrica da Sadia e da Perdigão em Santa Catarina

Posted on agosto 4, 2010. Filed under: aves, Brasil Foods, Ministério da Agricultura, Perdigão, Sadia |

>

O Ministério da Agricultura determinou a suspensão da venda de carne de aves congeladas ou resfriadas de três empresas. 
A medida atinge uma unidade em Santa Catarina da Brasil Foods, composta pela Perdigão e a Sadia, uma da Rigor Alimentos, no estado de São Paulo, e uma da Copacol, no Paraná. 
Segundo o ministério, a fiscalização constatou que os produtos apresentavam níveis de água acima do permitido pela legislação.
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Google e Sony têm maior reputação mundial; no Brasil a Sadia lidera

Posted on maio 24, 2010. Filed under: Google, Reputation Institute, Sadia, Sem-categoria, Sony |

>

O Google, dos EUA, a Sony, do Japão, e Sadia do Brasil  foram rankeados em primeiro lugar como empresa de melhor reputação, no mundo e no Brasil.
O levantamento inédito foi realizado pelo Reputation Institute.
 
No entanto, segundo o instituto, nenhuma empresa brasileira está no ranking do estudo, que elencou 30 companhias mundiais. A justificativa é que as brasileiras não atingiram pontuação suficiente em escala global.
O estudo avaliou a reputação de multinacionais em 24 países analisando o grau de estima, empatia, admiração e confiança que o público de cada país tem com cada uma delas.
O levantamento foi dividido em duas partes. Na primeira, realizada de janeiro a fevereiro de 2010, o Reputation Institute mensurou a reputação de 600 das maiores empresas do mundo em seus países de origem. Posteriormente, as multinacionais mais bem avaliadas em seu país de origem tiveram sua reputação mensurada em 24 países durante uma segunda coleta de dados, em abril de 2010.
As empresas de melhor reputação apontadas foram: em terceiro lugar, a Walt Disney Company (EUA); em quarto, a BMW (Alemanha); em quinto, a Daimler/Mercedes-Benz (Alemanha); em sexto, a Apple (EUA); em sétimo, a Nokia (Finlândia); em oitavo, a de móveis, decoração e utensílios domésticos IKEA (Suécia); em nono, a Volkswagen (Alemanha); e em décimo, a Intel (EUA).
Metodologia
Os 24 países onde a segunda coleta de dados foi realizada foram: Áustria, Brasil, Canadá, China, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Índia, Irlanda, Itália, Japão, México, Holanda, Noruega, Rússia, Cingapura, Coreia do Sul, Espanha, Suécia, Suíça, Taiwan, Reino Unido e Estados Unidos.
O modelo de análise da reputação utilizado foi o Modelo RepTrak do Reputation Institute. Ele permite avaliar a percepção do público geral sobre características da empresa com base em sete dimensões (produtos e serviços, inovação, ambiente de trabalho, cidadania, governança, liderança e desempenho financeiro) e como essa percepção influencia na imagem da empresa, ou seja, no grau de estima, empatia, admiração e confiança que o público tem pela empresa.
Foram realizadas mais de 181.000 avaliações. Cada empresa recebeu cerca de 3.360 avaliações. Cada um dos entrevistados só pôde avaliar um máximo de cinco empresas com as quais tem familiaridade.
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Prejuízo da Sadia no primeiro trimestre de 2009 é de R$ 239,2 milhõesí

Posted on maio 14, 2009. Filed under: Sadia |

>

Às vésperas de anunciar a fusão com a concorrente Perdigão, a Sadia informou hoje que registrou prejuízo líquido de R$ 239,169 milhões no primeiro trimestre deste ano, ante lucro de R$ 248,266 milhões no mesmo período do ano passado. No quarto trimestre de 2008, a empresa tinha anotado perda de R$ 2 bilhões com o impacto de operações cambiais.

Perdigão anuncia perdas de R$ 226 milhões no primeiro trimestre deste ano

A receita operacional bruta consolidada nos três primeiros meses deste ano, porém, ficou positiva, alcançando R$ 2,9 bilhões, 10,6% superior ao mesmo período do ano anterior. “Este aumento se deve ao desempenho no mercado interno, que registrou elevação de vendas em volume e preço”, informou a Sadia.

A receita do segmento de industrializados atingiu R$ 1,5 bilhão, 17,6% superior à de igual período de 2008. “A maior concentração das vendas da companhia no mercado interno superou a média histórica e atingiu 59,5% do total da receita e o equivalente a 53,1% do volume total, com crescimentos em todos os segmentos em que a Sadia atua”, informou.

Patricia Stavis/Folha Imagem
Em 2008, Sadia registrou o primeiro prejuízo líquido em 64 anos de história
Em 2008, Sadia registrou o primeiro prejuízo líquido em 64 anos de história

O volume total de vendas caiu 0,5% no primeiro trimestre e totalizou 530 mil toneladas. Enquanto no mercado interno elevaram-se 10,3%, no mercado externo decresceram 10,5% devido, principalmente, “à crise econômica mundial e à restrição de crédito nos mercados da Ásia e da Eurásia”, explica a Sadia. A receita bruta neste mercado totalizou R$ 1,2 bilhão, uma queda de 3,3% em relação ao primeiro trimestre de 2008. Os preços médios em reais aumentaram 3% na mesma comparação.

“Afetados pelo enxugamento do crédito, importadores promoveram grandes reduções de seus estoques, que acabaram afetando as exportações brasileiras do nosso setor. O redirecionamento dos produtos para o mercado interno compensou em parte a redução das receitas externas. (…) O resultado da Sadia no primeiro trimestre sofreu o impacto do conjunto atípico de ajustes realizados na cadeia de valor por conta da crise econômica global”, segundo comunicado assinado pelo diretor-presidente da empresa, Gilberto Tomazoni.

O Ebitda (lucro antes de impostos, juros, participações nos resultados, depreciações e amortizações) somou R$ 62,5 milhões, uma queda de 75,7% em relação ao primeiro trimestre de 2008. A margem Ebitda alcançou 2,5%, redução de 8,8 pontos percentuais quando comparada aos três primeiros meses do ano passado.

O lucro bruto somou R$ 386,2 milhões ao final do primeiro trimestre deste ano, queda de 28,2% em relação ao mesmo período do ano anterior. “Tal desempenho decorre, principalmente, do aumento de 19,3% nos custos dos produtos vendidos em razão de variações nos preços de grãos (milho e soja)”, informou.

O resultado financeiro líquido da Sadia, por sua vez, ficou negativo em R$ 260 milhões no primeiro trimestre, contra R$ 90,2 milhões positivos no mesmo período de 2008. A maior despesa financeira (R$ 122,9 milhões) refere-se a pagamentos de juros de financiamentos seguida pelo impacto de R$ 71,2 milhões em variações cambiais sobre ativos e passivos em moeda estrangeira.

Por fim, a Sadia encerrou o primeiro trimestre com endividamento financeiro líquido de R$ 6,8 bilhões. “Como forma de equacionar a atual situação patrimonial e financeira, ocasionada pelo aumento do endividamento financeiro, a administração vem buscando estruturar o seu passivo financeiro de curto prazo”, explica em comunicado.

E os investimentos totalizaram R$ 170,3 milhões de janeiro a março, 60,1% inferior quando comparado aos R$ 427,1 milhões investidos no mesmo período do ano passado.

Derivativos

Em relação aos derivativos cambiais indexados ao dólar, que causaram prejuízos bilionários à empresa de alimentos, a Sadia destaca que todas as perdas já foram contabilizadas no quarto trimestre de 2008.

Como a Sadia (e outras empresas, como Aracruz e Votorantim, por exemplo) tem receita em dólar obtida com exportações e custos em reais, as operações funcionariam como uma defesa para a oscilação cambial. Porém, os contratos não ofereciam qualquer proteção contra a desvalorização do real, como ocorreu no último trimestre de 2008. Na prática, se o dólar cai, os bancos cobrem o prejuízo e as empresas lucram, mas se a cotação sobe, ganham os bancos.

A Sadia encerrou 2008 com o primeiro prejuízo anual de sua história, reflexo de perdas financeiras com operações cambiais e dos impactos da desvalorização do real.

As perdas foram de R$ 2,48 bilhões e não refletiram o desempenho operacional da empresa, que registrou receita anual recorde de R$ 12,2 bilhões, alta de 23% em relação a 2007. O volume total comercializado aumentou 8,3% em 2008, o mercado interno cresceu 12,2% e o mercado externo, 5%. A Sadia também encerrou o ano de 2008 com o maior volume de investimentos de sua história, na ordem de R$ 1,8 bilhão.

Fonte: Folha de S. Paulo

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>3.200 vagas de empregos em MT, Sadia abre contratações

Posted on agosto 25, 2008. Filed under: 3 Mil vagas de empregos em MT, Lucas do Rio Verde, Sadia, Sadia abre contratações, Sadia abre contratações de 3 mil funcionários em MT |

>

Sadia abre contratações em MT

Para preencher o quadro de funcionários, empresa realiza nova fase do processo seletivo destinado à unidade de Lucas do Rio Verde

Seis mil empregos diretos e 18 mil indiretos. Esta é a demanda que a unidade da Sadia, localizada no município de Lucas do Rio Verde (285 Km de Cuiabá), vai gerar quando estiver em pleno funcionamento, no final do próximo ano. Para preencher o quadro de funcionários, a empresa está realizando uma nova fase do processo seletivo. Ao todo são 3,2 mil vagas disponíveis nos frigoríficos de frango e de suíno, além do setor de industrializados, áreas operacionais, de manutenção, administrativa e técnica. Desde 2007, 800 pessoas já trabalham na unidade.

Para divulgar as vagas de trabalho, explicar como funciona a empresa, quais são os cargos disponíveis e a faixa salarial, a Sadia está ministrando uma série de palestras em vários municípios do Estado. Em Cuiabá a divulgação acontece de hoje ao dia 27, no Centro de Convenções do Senai. Serão contemplados ainda os municípios de Santo Antonio de Leverger, Poconé e Cáceres. A superintendente de Recursos Humanos da Sadia, Ana Cláudia Fernandes, explica que as palestras serão realizadas em outras cidades de MT, mas a agenda não está fechada.

Clique para ampliar

Prazo de entrega: Normalmente em 1 dia útil para Grande São Paulo
Apple Brasil
Um design mais fino. Cinco cores cheias de estilo. Um display mais brilhante. Até 24 horas de bateria. A única coisa que não mudou foi o nome. Em modelos de 2GB, 4GB e 8GB, o iPod Nano carrega até

Lista:
Submarino:
Economize:
R$
R$
R$
859,00
699,00
160,00

ou 12X de R$ 58,25 sem juros no cartão

Durante as palestras, as pessoas interessadas em pleitear uma vaga na empresa têm que preencher um cadastro. Posteriormente será marcado uma entrevista. Aqueles que foram classificados vão passar por um período de treinamento. Para os cargos de mecânico e eletricista, por exemplo, a Sadia já está oferecendo a capacitação no próprio município de Lucas do Rio Verde.

A maioria das vagas ofertadas – 3 mil – são para a linha de produção. Outras 200 são para técnicos de manutenção (principalmente eletricistas e mecânicos), além de 60 vagas administrativas e 20 de nível superior (principalmente veterinários e engenheiros).

A empresa não divulga a faixa salarial e diz que está tratando desse assunto durante as palestras. “Não falamos de salário porque o valor depende da atividade que a pessoa irá exercer. Além disso, temos outros benefícios para oferecer, como assistência médica, odontológica, previdência privada, alimentação e participação nos resultados da companhia”, explica Fernandes.

Cadastro

Para se cadastrar o candidato terá de apresentar os documentos pessoais -RG, CPF, título de eleitor, certificado de reservista – carteira de trabalho, comprovante de escolaridade, certidão de casamento ou certidão de convivência e certidão de nascimentos de filhos, se tiver. O nível de escolaridade exigido para os cargos operacionais é o primeiro grau completo, mas o candidato que ainda não concluiu o curso, deve se candidatar apresentando um certificado que comprove o andamento dos estudos. Para os cargos técnicos é preciso ter níveis médio específico e superior.

Os interessados podem enviar currículo para o rh.lucasdorioverde@sadia.com.br.

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Fábrica da Sadia em Lucas do Rio Verde gera 5 mil empregos direto

Posted on agosto 4, 2008. Filed under: 5 mil vagas de empregos, Bom Dia Brasil, empregos, Empregos em Mato Grosso, Sadia |

>

EMPREGOS EM LUCAS DO RIO VERDE


O Grupo Sadia está investindo cerca de 800 milhões de reais num grande complexo industrial em lucas do Rio Verde, onde deve gerar cerca de 5 mil vagas de empregos, conforme você pode assistir o vídeo abaixo, apresentado no Bom Dia Brasil, da Rede Globo, dia 03 de julho de 2008.

Procurando fazer com que o povo de Mato Grosso, que também sofre com o desemprego, fizemos numa parceria com a Empresa contratada pela Sadia para fazer a divulgação das vagas, receber e selecionar oc currículos, este blog publicará as vagas a medidas que forem sendo disponibilizadas, visto que a contração é por etapa, conforme a obra for sendo concluida.

Visite nosso blog de Lucas do Rio Verde: http://bomdialucasrv.blogspot.com/

Emprego S/A: trabalhadores encontram oportunidades no Centro-Oeste

<br />

Fonte: Globo

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...