Shell

>Aquisições e fusões totalizam R$ 84,8 bilhões no semestre

Posted on agosto 18, 2010. Filed under: Anbima, aquisições, Cosan, fusões, joint venture, Ranking Anbima, Shell |

>

As 59 operações de fusões e aquisições anunciadas no primeiro semestre do ano somaram R$ 84,8 bilhões, o maior valor para o período desde 2006.
A informação é da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). O montante é 43,2% superior aos primeiros seis meses do ano passado e já representa 71,3% de todo o volume observado em 2009.
As operações de aquisição de empresas estrangeiras por brasileiras, 18 no primeiro semestre, foram destaque no período, representando 46,6% do volume total (R$ 39,5 bilhões). Em seguida estão as operações entre empresas brasileiras. De acordo com a Anbima, o resultado denota o aumento da presença das companhias nacionais como compradoras globais.
Para se ter uma ideia, as aquisições entre brasileiras corresponderam a 79,9% do volume durante o primeiro semestre de 2009.
A joint venture entre a Shell e a Cosan lidera o ranking divulgado pela Anbima, com volume de R$ 11,6 bilhões. Na segunda posição está a venda dos ativos de alumínio da Vale para a Norsk Hydro, no valor total de R$ 8,5 bilhões. Em seguida, aparecem a aquisição da Bunge pela Vale (R$ 7 bilhões) e a compra dos ativos brasileiros da Devon Energy Corporation pela BP (R$ 5 bilhões).
A Anbima destaca que as operações acima de R$ 1 bilhão apresentaram crescimento de 37,3%, recorde da série histórica do Ranking Anbima de Fusões e Aquisições criado em 2006, e bem superior à fatia de 25% correspondente ao primeiro semestre de 2009.

Fonte: http://www.valoronline.com.br

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Shell investirá R$ 10 milhões em Mato Grosso

Posted on julho 15, 2009. Filed under: investimento, Mato Grosso, Shell |

>

Após voltar a atuar no mercado mato-grossense em fevereiro deste ano, a Shell anunciou nesta terça-feira que irá construir sua base própria de operação em Cuiabá, com capacidade para circular dez milhões de litros de combustível por mês. Em reunião com o assessor econômico da Secretaria de Fazenda, Vivaldo Lopes, que na ocasião representou o secretário de Fazenda, Eder Moraes, e técnicos do órgão, os representantes da empresa afirmaram que o crescimento na demanda por combustível prevista com a recuperação econômico fará com que seja triplicada a participação da distribuidora em Mato Grosso. A expectativa para a construção com início previsto para dezembro é de R$ 10 milhões.

A reunião na Sefaz serviu para que a empresa conhecesse os procedimentos fiscais de Mato Grosso. “Nosso retorno ao Estado de Mato Grosso está diretamente ligado a forma como a Sefaz está atuando. É uma política bastante rígida, mas também é muito justa. O ambiente regulatório evoluiu muito e dá segurança para que a Shell se estabeleça e faça negócios”, disse o dirigente da empresa, Roberto Figueiredo.

O representante da Shell explicou que a distribuidora está com uma estrutura pequena para a atual demanda. “Nós acreditamos que nos próximos seis meses tenhamos de encontrar maneiras de suprir 10 milhões de litros ao mês. O cenário econômico com a ascensão do agronegócio está muito favorável”. A expectativa é que a nova base gere pelo menos 2 mil empregos. Atualmente a Shell fatura em MT entre R$ 15 e 20 milhões com trabalho em uma base arrendada com capacidade para a circulação mensal de 3 milhões de litros.

Da Assessoria
Sefaz-MT

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...