Sindicato

>Cuba vai demitir meio milhão de funcionários públicos até 2011

Posted on setembro 14, 2010. Filed under: agricultura, construção, Cuba, demitir, Educação, empregos, Fidel Castro, funcionários públicos, polícia, Raúl Castro, Sindicato |

>

Foto: / Reuters

Cuba vai eliminar mais de meio milhão de empregos até o primeiro trimestre de 2011, numa tentativa de elevar a produtividade e tornar sua economia mais eficiente, anunciou nesta segunda-feira o sindicato único de trabalhadores, em uma das mudanças de rumo mais importantes decidida pelo governo em décadas.
O presidente cubano, Raúl Castro, anunciou em abril um plano que prevê a demissão de mais de 1 milhão de funcionários públicos nos próximos cinco anos, como parte de suas reformas moderadas para melhorar a produtividade do trabalho e elevar a qualidade dos serviços.
“Dentro do processo de modernização do modelo econômico e das previsões da economia para o período de 2011-2015, está prevista a redução de mais de 500 mil trabalhadores do setor estatal”, disse a Central de Trabalhadores de Cuba.
“O calendário para a execução do plano foi traçado pelos organismos e empresas até o primeiro trimestre de 2011”, acrescentou a central, em texto publicado pela imprensa local.
O Estado é o maior empregador em Cuba, e a decisão de eliminar 20 por cento de sua força de trabalho deixa muitos trabalhadores na incerteza em relação a seu futuro.
O governo assegurou que ninguém ficará desamparado e ofereceu recolocar os funcionários excedentes em outros setores que historicamente são deficitários de mão-de-obra no país, como a agricultura, a construção, a educação e a polícia, entre outros.
Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Sindicato das Indústrias do Vestuário tem nova diretoria em Mato Grosso

Posted on maio 14, 2010. Filed under: BLM, confecção, Sindicato, Sinvest, Vestuário |

>Com a missão de dar continuidade aos projetos iniciados pela gestão anterior e desenvolver iniciativas que possam fortalecer a base sindical, aumentar o número de associados e melhorar a mão de obra em todos os setores da confecção, o empresário Sérgio Antunes assumiu a presidência do Sindicato das Indústrias do Vestuário no Estado de Mato Grosso (Sinvest-MT), na quarta-feira (12), na sede do Sistema Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Sistema Fiemt).

De acordo com o presidente, o Estado possui mais de 440 empresas de confecção, sendo a maioria delas de micro e pequeno porte, e mais de 1.500 costureiras autônomas. Um dos setores da confecção mais fortes no Estado é de Uniforme. O segmento de Lingerie está sendo desenvolvido e Moda, que até então não tinha tradição, aos poucos está ganhando espaço, graças aos constantes desfiles regionais, nacionais e a participação em feiras. Antunes enfatizou ainda que Mato Grosso é a terra das oportunidades “Temos muito espaço no mercado para explorar, principalmente no que tange a Moda”.

Antunes destaca que o Estado é promissor e garante que tem espaço para todos, principalmente com o advento da Copa do Mundo, onde Cuiabá será sub-sede em 2014. “A tendência é aumentar a demanda. O desafio será formar mão de obra qualificada para dar início à produção de camisetas, uniformes, lingeries com as cores verde e amarelo. A começar este ano, que terá a Copa do Mundo na África”, considera.

Sérgio é responsável pela criação da BLM, marca que já é consolidada em Mato Grosso, possui 13 lojas de confecção instaladas no Estado e emprega diretamente 78 pessoas. Assim como Antunes, Cláudia Fagotti ex-presidente do Sinvest é proprietária da loja de roupas femininas ‘Panô’ feitas em algodão cru. Ela salienta que o mercado mato-grossense está em franca expansão. “Sérgio vem para contribuir com o desenvolvimento e fortalecimento do sindicato. Acredito muito no profissionalismo dele, pois era tesoureiro e sempre acompanhava as ações do Sinvest. Fiquei seis anos à frente da presidência, saio com a sensação de dever cumprido e tendo a certeza que o Sérgio Antunes vai me substituir à altura e contribuir muito com sua visão empresarial”.

Outro projeto que Sérgio Antunes pretende dar continuidade é o desmembramento do sindicato, que atualmente atende todo o Estado, em dois: Sinvest/Sul para atender a região de Rondonópolis e outro em Cuiabá. A meta é dar mais atenção para cada uma dessas regiões. “Vamos buscar parcerias e investir em novas ações para garantir o fortalecimento do setor”, finaliza.

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Mato Grosso é o que mais abate bovinos no terceiro trimestre

Posted on dezembro 18, 2009. Filed under: abate, bovinos, frigorífico, Mato Grosso, Sindicato, Sindifrigo |

>

Mato Grosso foi o Estado que mais abateu bovinos no terceiro trimestre deste ano. Ao todo, foram destinadas aos frigoríficos 1,108 milhão de cabeças de julho a setembro, o que correspondeu a 15,4% de todo o volume processado no período em todo o país, que somou 7,213 milhões de animais. O segundo maior percentual foi de São Paulo, com 12,2% do total, seguido pelo Mato Grosso do Sul com 10,9%. Na comparação com o volume abatido no Estado no mesmo período do ano passado, quando foram 977,936 mil animais, houve um incremento de 13,3% este ano. Mato Grosso tem o maior rebanho bovino do país, com pouco mais de 26 milhões de cabeças.


A curva ascendente no processamento de bovinos representa uma recuperação os abates em Mato Grosso, que vinha registrando sérios problemas com o fechamento de frigoríficos desde 2007. O secretário- executivo do Sindicato das Indústrias Frigoríficas do Estado (Sindifrigo-MT), Jovenino Borges, explica que o aumento no número de abates é decorrente da reabertura de algumas unidades que, no mesmo período do ano passado, estavam fechadas. “No terceiro trimestre do ano passado tínhamos 15 frigoríficos com as atividades paralisadas. Este ano já foram reabertos 5, aumentando a capacidade de abate estadual”.

Os números do abate em Mato Grosso foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (17). Os dados trazem ainda o incremento de 46,1%, a maior variação em percentual, no abate de suínos. De acordo com o instituto, no terceiro trimestre do ano passado foram abatidos 269,244 mil animais, e este ano a quantidade saltou para 393,586 mil. O presidente da Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat), Luiz Antônio Ortolan Salles, explica que esse incremento é motivado pelo abate de suínos do Mato Grosso do Sul, no Estado.

“Tem um frigorífico aqui que está recebendo animais do estado vizinho”, diz ao completar que a criação de suínos em território mato-grossense está estagnada e trabalhando com déficit, na relação entre o preço do quilo do suíno (R$ 1,85) e dos custos para essa mesma quantidade produzida (R$ 2,20). Salles diz que a suinocultura está há alguns meses trabalhando no vermelho e que não há boas perspectivas para o ano que vem, já que os preços estão baixos e não há previsão de aumento no consumo interno, fatores que melhorariam a renda dos criadores.

O aumento no número de abates também foi registrado nas aves. De acordo com o IBGE o abate de frangos em Mato Grosso cresceu 19,6%, passando de 33,734 milhões em 2008 para 40,368 milhões este ano. Segundo o presidente da Associação Mato-grossense de Avicultura (Amavi), Aléssio Di Domênico, está elevação está associada principalmente à operação da indústria da Sadia, em Lucas do Rio Verde. Nos Estado existem seis unidades de abate de aves em funcionamento e a maioria apresenta uma leve redução nos abates ao longo dos 9 primeiros meses.

Fonte: A Gazeta

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...