terremoto

>Grande terremoto de 8,9 graus e tsunami gigante atinge o Japão.

Posted on março 11, 2011. Filed under: terremoto |

>

O terremoto que atingiu nesta sexta-feira, 11, a costa nordeste do Japão alcançou magnitude de 8,9 graus na escala Richter, segundo o Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS), embora as autoridades japonesas a tenham avaliado em 7,9 graus. 
 Tsunami invade cidade no Japão

O potente tremor, que sacudiu edifícios em Tóquio, foi seguido por duas réplicas, ambas de 6,4 graus, informou o USGS em seu site. Segundo as autoridades japonesas, o 23 pessoas morreram devido ao terremotom, que ainda deixou vários feridos e gerou um alerta de tsunami que o Centro do Pacífico estendeu à Rússia e às ilhas Marianas.
O tremor principal aconteceu às 2h46 de Brasília, com epicentro a 130 quilômetros de Sendal, nas ilhas Honshu, e com profundidade de 24,4 quilômetros, na mesma região onde há dois dias ocorreu um terremoto de 7,3 graus que não deixou vítimas.
 Tsunami devastador na zona rural do Japão

A Polícia de Miyagi, uma das províncias afetadas, informou que há “vários feridos” na região devido ao terremoto, segundo a agência local Kyodo.

A emissora de TV local NHK transmitiu imagens que mostram colunas de fumaça saindo de edifícios na ilha de Odaiba, na baía de Tóquio.
A Agência Meteorológica do Japão emitiu um alerta de alto risco de tsunamis, com ondas de até seis metros em Miyagi e de até três metros em Iwate, onde os habitantes que se encontram perto do litoral foram orientados a se dirigir para terrenos elevados.
A mesma recomendação foi lançada nas províncias de Fukushima, Ibaraki e Aomori, além da costa da província de Chiba, contígua a Tóquio.
Na capital japonesa, o terremoto, um dos mais fortes dos últimos anos, disparou os alarmes dos edifícios e fez com que as pessoas saíssem assustadas às ruas, ao tempo que interrompeu as linhas de telefonia celular.
O tremor também paralisou em todo o país os serviços do “shinkansen”, o trem-bala japonês, segundo a companhia ferroviária JR East.
O Japão, situado no “anel de fogo do Pacífico”, sofre frequentes terremotos, que raramente causam vítimas devido às rígidas normas de construção vigentes no país.
Após o terremoto que ocorreu há dois dias, a Agência Meteorológica japonesa advertira que durante uma semana poderia haver réplicas, embora tenha sido estimado que a intensidade máxima seria de 4, pela escala japonesa. Fonte: Estadão
Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Terremoto de 7,7 graus na escala Richter provoca tsunami na Indonésia

Posted on outubro 26, 2010. Filed under: escala Richter, Indonésia, terremoto, Tsunami |

>

Atualizado às 11:43 –
Moradores de Padang, em Sumatra, procuram abrigo em lugares altos após terremoto provocar alerta de tsunami na noite de segunda-feira - AFP
JACARTA – Pelo menos 108 pessoas morreram e mais de 500 estão desaparecidas após um terremoto de 7,7 graus na escala Richter atingir parte da Indonésia, e provocar uma tsunami. Grandes ondas também estavam impedindo equipes de resgate de chegar à área afetada pelo desastre, disse a uma TV local o chefe do legislativo das Ilhas Mentawai, Hendri Dori Satoko. O terremoto atingiu as ilhas às 21h42m de segunda-feira. Um alerta de tsunami chegou a ser divulgado logo depois, mas foi suspenso após duas horas. O número de vítimas deve aumentar à medida que chegam informações de regiões remotas.

– Os moradores locais nas Ilhas Mentawai relataram que viram uma tsunami de 3 metros (que) avançou cerca de 600 metros em terra firme – disse Mujiharto, funcionário do ministério da Saúde indonésio.

O Centro de Alertas de Tsunamis do Pacífico disse na segunda-feira que uma significante tsunami foi causada pelo terremoto. Segundo o Serviço Geológico dos EUA, o epicentro foi a uma profundidade de 33 quilômetros, a 240 quilômetros de Padang, na ilha de Sumatra, onde o abalo também foi sentido.

A cidade de Padang e as Ilhas Mentawai – popular destino turístico, localizado a 12 horas de barco de Sumatra – ficam sobre o encontro de duas placas tectônicas, o que torna a região vulnerável a terremotos e tsunamis.

Um terremoto de 7,7 graus na escala Richter provocou um tsunami que atingiu a Indonésia na noite de ontem (25). O tremor principal ocorreu a cerca de 20 quilômetros de profundidade na região de Kepulauan Mentaw. 

As autoridades chegaram a emitir um alerta de tsunami, mas o aviso foi suspenso poucas horas depois. Pelo menos 40 pessoas morreram e 380 estão desaparecidas, segundo a Agência Nacional de Gestão de Desastres. Dez povoados foram destruídos. Segundo as autoridades o número de mortos pode aumentar.
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>José Dirceu, O maior lobista do país

Posted on fevereiro 27, 2010. Filed under: Casa Civil, consultor, Eletronet, Escândalo, governo Lula, José Dirceu, lobbies, lobista, mensalão, país, Telebrás, terremoto |

>

José Dirceu, o “consultor” mais quente da República, aparece no meio de uma bilionária operação que pretende botar em pé uma empresa estatal de internet e, claro, fazer a fortuna de alguns bons companheiros

De tempos em tempos, o governo Lula se vê obrigado a explicar ne-gócios obscuros, lobbies bilionários, maletas de dinheiro voadoras e beneficiamento a grupos privados. Já é uma espécie de tradição petista. E o que une todos esses casos explosivos? José Dirceu, o ex-militante de esquerda e ex-ministro-chefe da Casa Civil que se transformou no maior lobista da República. Onde quer que brote um caso suspeito incluindo gente do PT e dinheiro alto, cedo ou tarde o nome de Dirceu aparecerá. Ele tem se esgueirado nas sombras, como intermediador de negócios entre a iniciativa privada e o governo desde 2005, quando foi expurgado do cargo de ministro por causa do escândalo do mensalão. Sem emprego, argumentou que precisava ganhar a vida e se reinventou como “consultor”, o eterno eufemismo para “lobista”. Passou a oferecer, então, duas mercadorias: informação (dos tempos de Casa Civil, guarda os planos do governo para os mais diversos setores da economia) e influência (como o próprio Dirceu adora dizer, quando ele dá um telefonema para o governo, “é O telefonema”). Em ambos os casos, cobra bem caro por seus serviços.
Na semana passada, um dos serviços do “consultor” José Dirceu causou um terremoto em Brasília. Os jornalistas Marcio Aith e Julio Wiziack revelaram que ele está metido até a raiz dos cabelos implantados em uma operação bilionária para criar a maior operadora de internet em banda larga do país. O negócio está sendo coordenado pelo governo desde 2003 e vai custar uma montanha de dinheiro público – fala-se em até 15 bilhões de reais. Deverá fazer a alegria de um grupo de investidores privados que, ao que tudo indica, tiveram acesso a informações privilegiadas e esperam aproveitar as ações do governo para embolsar uma fortuna. O Plano Nacional de Banda Larga – nome oficial do projeto sob suspeita – começou a ser gestado no início do governo Lula, quando Dirceu ainda era ministro. A ideia era criar uma estatal para oferecer internet em alta velocidade a preços subsidiados em todo o país – uma espécie de “Bolsa Família da web”.
Dirceu passou a defender a ideia de que a nova empresa fosse erguida a partir de outras duas, já existentes, mas que estavam em frangalhos: a Telebrás, que depois da privatização do sistema de telefonia, em 1998, ficou sem função, e a Eletronet, dona de uma rede de fibra óptica que cobre dezoito estados. A Eletronet era uma parceria da Eletrobrás e da americana AES, mas, por ser deficitária, estava em processo de falência. O projeto de Dirceu era capitalizar as duas companhias e fazer com que a Telebrás oferecesse internet em alta velocidade usando a rede da Eletronet. O presidente Lula aprovou a proposta – afinal, não é todo dia que se antevê uma estatal inteira, pronta para ser aparelhada. Apesar de o projeto ter sido desenhado em 2003, só começou a se tornar público em 2007. E este foi o pulo do gato: quem ficou sabendo dos planos oficiais com antecedência teve a chance de investir nas ações das duas empresas e, agora, poderá ganhar um bom dinheiro com o desenlace do plano.
O maior beneficiário em potencial atende pelo nome de Nelson dos Santos – lobista, como Dirceu, mas de menor calibre. Em 2004, Santos (ainda não se sabe por qual canal) tomou conhecimento da intenção do governo de usar a Eletronet para viabilizar o sistema de banda larga. A maior parte do capital da Eletronet (51%) estava nas mãos da AES. Santos conhecia bem a companhia: em 2003, havia feito lobby para renegociar uma dívida de 1,3 bilhão de dólares da AES com o BNDES, e teve sucesso. Quando descobriu que a falida Eletronet poderia virar ouro, convenceu a direção da AES a lhe repassar suas ações na empresa pelo valor simbólico de 1 real. A AES topou. Achou que estava se livrando de um problemão, pois a Eletronet acumulava dívidas de 800 milhões de reais. Na reta final do negócio, Santos foi surpreendido por três outros grupos que também se interessaram pela compra – o GP Investimentos, a Cemig e a Companhia Docas, do empresário Nelson Tanure –, mas o lobista venceu a disputa. Por orientação dele, as ações da AES na Eletronet foram transferidas à Contem Canada. VEJA descobriu que a Contem de Canadá só tem o nome. Ela é uma offshore controlada por brasileiros que investem no setor de energia. Como está fora do país, ninguém sabe ao certo quem são seus cotistas. Posteriormente, metade dessas ações foi repassada à Star Overseas, outra offshore, das Ilhas Virgens Britânicas, pertencente a Santos. Offshore é a praia de Dirceu.
Com essa negociação amarrada, Santos e seus companheiros da Contem passaram a viver, então, a expectativa de que parte do dinheiro público a ser investido na Eletronet siga diretamente para seus bolsos. Para se certificar de que as iniciativas oficiais confluiriam para seus interesses, contrataram os serviços de quem mais entendia desse tipo de operação no país: José Dirceu, o “consultor”. Entre 2007 e 2009, Santos lhe pagou 20 000 reais por mês, totalizando 620 000 reais. O contrato entre os dois registra o seguinte objeto: “assessoramento para assuntos latino-americanos”. Se tudo corresse como o planejado, a falência da Eletronet seria suspensa e a empresa, incorporada pela Telebrás. Santos e os outros cotistas da Contem seriam, assim, ressarcidos. O lobista calculava sair do negócio com 200 milhões de reais. O que Dirceu fez exatamente por seu cliente é um mistério. O que se sabe é que em 2009 o governo tentou depositar 270 milhões de reais em juízo para levantar a falência da Eletronet e passar a operar sua rede. O caso embolou porque os credores da empresa alegaram que, se algum dinheiro pingasse, deveria ser deles, que forneceram os materiais usados na rede de fibras ópticas, e não do grupo do lobista. O imbróglio segue na Justiça.
Joe Pugliese/Corbis Outline/Latinstock
O MAIS RICO
O mexicano Carlos Slim pagou
pela consultoria do ex-ministro
 
Paralelamente, houve quem ganhasse na outra ponta do negócio, a da Telebrás – que está cotada para operar o sistema de banda larga e, portanto, também pode vir a valer muito dinheiro. Antes de o PT chegar ao poder, o lote de 1 000 ações valia menos de 1 centavo de real. No decorrer do primeiro mandato de Lula, o preço subiu para 9 centavos por lote. No segundo mandato, veio o grande salto. Figuras de proa do governo começaram a fazer circular, de forma extraoficial, informações sobre o resgate da Telebrás. As ações dispararam com a especulação. Sua valorização já chega a 30 000%, sem que nenhuma mudança concreta tenha sido realizada. Tudo na base do boato. O caso é tão estranho que levantou a suspeita da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o órgão responsável por manter a lisura no mercado de ações. A CVM quer saber quem se beneficiou desse aumento estratosférico e, principalmente, se esses investidores tiveram acesso a informações privilegiadas saídas de dentro do Palácio do Planalto.
A explosiva criação da estatal de banda larga é só mais um dos muitos negócios em que Dirceu está metido. Desde que foi defenestrado do governo, o ex-militante de esquerda foi contratado por alguns dos empresários mais ricos do planeta para “prestar consultoria”. O magnata russo Boris Berezovsky, proibido pela Justiça de seu país de voltar para casa, contratou Dirceu para tentar receber asilo político no Brasil e facilitar suas operações financeiras por aqui. O terceiro homem mais rico do mundo, o mexicano Carlos Slim, dono da Claro e da Embratel, pagou a Dirceu para que ele defendesse seus interesses junto aos órgãos reguladores da telefonia brasileira. No Brasil, sua lista de “clientes” inclui a empreiteira OAS, a Telemar (que o contratou quando precisava convencer o governo a mudar a legislação brasileira para viabilizar sua fusão com a Brasil Telecom), a AmBev, e muitos outros pesos-pesados. A atuação tão animada de Dirceu vem causando arrepios no governo. “Fazer lobby e aproveitar contatos no exterior para ganhar dinheiro, tudo bem. Mas fazer tráfico de influência com informação privilegiada do governo é um risco enorme”, avalia um dirigente petista. As “consultorias” de Dirceu podem se tornar uma bomba para o PT durante as eleições deste ano.
.
Fotos O Globo e Mario Souza e Bertrand Langlois
LISTA EXTENSA
Daniel Birmann, rei do biodiesel de mamona, e o russo Boris Berezovsky também são clientes do petista  Fonte: Revista Veja
     
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Terremoto gigantesco atinge o Chile e é sentido em São Paulo

Posted on fevereiro 27, 2010. Filed under: catástrofe, Chile, escala Richter, magnitude, Michelle Bachelet, terremoto, Tsunami |

>

Um terremoto de magnitude 8,8 atingiu o centro-sul do Chile na madrugada deste sábado (27), o maior tremor no país em 25 anos. Pelo menos 78 pessoas morreram, segundo a presidente chilena, Michelle Bachelet. Foi decretado estado de catástrofe no país.

Foto que reproduz imagem de TV mostra carro atingido por escombros de prédio na capital chilena, Santiago; Chile sofreu tremor de mais de 8 graus de magnitude nesta madrugada

De acordo com o United States Geological Service (USGS, por sua sigla em Inglês), o terremoto teve seu epicentro a 35 quilômetros de profundidade, na região de Bio Bio, a cerca de 320 quilômetros ao sul da capital chilena, Santiago, e a 91 quilômetros ao norte de Concepción.
Pelo menos 13 réplicas de magnitudes entre 6,9 e 5,2 graus na escala Richter ocorreram nas horas posteriores ao primeiro tremor, registrado às 3h26 no horário local, segundo o Escritório Nacional de Emergência (ONEMI) do Chile.
“Quero pedir calma”, disse a presidente chilena, Michelle Bachelet, ao convocar uma reunião de emergência para discutir as medidas após o tremor.
O aeroporto internacional de Santiago foi fechado e todos os voos foram cancelados até novo aviso, segundo relatos de funcionários de algumas companhias aéreas no Peru e no Brasil.
Os voos, quase todos de longa distância e na maioria procedentes de cidades dos Estados Unidos e Europa, estavam sendo desviados para aeroportos na Argentina, principalmente para a cidade de Mendoza.
O Chile também está problemas de comunicação, com linhas telefônicas sem funcionar. Várias pontes ficaram danificadas, segundo o subsecretário do Interior, Patrício Rosende.
Os danos materiais também estão sendo avaliados pelo governo. Na região de Araucanía, onde houve vítimas, foram relatados danos a hospitais e redes de infraestrutura básica, como água, gás e eletricidade.
Tsunami
Um alerta de tsunami foi emitido para as zonas costeiras do Chile, Equador e Peru, e depois estendido para a Colômbia, Panamá, Costa Rica, Antártida, Nicarágua, Honduras, El Salvador, Guatemala, as ilhas Pitcairn e a Polinésia Francesa.
Áreas da Ilha de Páscoa (que fica a 3.500 km da costa do Chile no Oceano Pacífico) estão sendo evacuadas pela Marinha chilena, devido ao risco de formação de ondas gigantes após o terremoto.
O tremor também poderá causar danos em todas as ilhas do Havaí, afirmou o Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico. “É preciso tomar medidas urgentes para proteger a vida e a propriedade”, disse o Centro em um comunicado. “Todas as costas correm perigo, sem importar a direção que estão”, acrescentou. Estima-se que a primeira onda do tsunami chegará ao Havaí às 11h19 (18h19 no horário de Brasília).
A agência meteorológica do Japão alertou para possíveis tsunamis na região do Pacífico.
‘Interminável’
De acordo com a correspondente da BBC no Cone Sul Valeria Perasso, na região de Araucanía, onde houve vítimas, foram relatados danos a hospitais e redes de infraestrutura básica, como água, gás e electricidade.
Moradores das zonas atingidas pelo terremoto descreveram o tremor como “interminável”, e o estado de choque foi sentido nas ruas, em meio a casas destruídas.
Entretanto, lembrou a jornalista, ainda é cedo para fazer uma avaliação dos prejuízos.
Segundo o USGS, os efeitos do tremor foram percebidos no mar de Valparaíso, na costa a oeste de Santiago.
O leitor Mark Winstanley, que contatou a BBC em Viña del Mar, um balneário próximo de Valparaíso, afirmou que os prédios haviam tremido, mas que ele não havia visto ainda sinais de destruição. Telefones e eletricidade estavam cortados, disse Winstanley.
Na capital chilena, relatos dão conta de que os prédios tremeram entre 10 segundos e 30 segundos.
Um professor da universidade de Santiago, Cristian Bonacic, disse que o terremoto havia sido forte, mas que a cidade parecia ter resistido bem. Comunicações via internet estavam funcionando, mas não os telefones celulares.
Um jornalista que falou à TV chilena da cidade de Temuco, 600 km ao sul da capital, disse que muitas pessoas haviam deixado suas residências com medo de desabamentos. Muitas, em prantos.
Depois do terremoto, tremores de intensidade variável foram registrados em todo o país, levando as autoridades chilenas a pedir aos moradores que permaneçam em casa.
Graciela Martín, de Mendoza, no lado argentino da fronteira andina, afirmou que “deste lado da fronteira, sentimos um tremor de cerca de um minuto.” Há inclusive depoimentos de pessoas que dizem ter sentido os efeitos no Brasil. A Defesa Civil de São Paulo confirmou os relatos, mas disse que não há danos ou vítimas.
“Círculo de fogo”
O Chile, onde hoje foi registrado um terremoto de 8,8 graus na escala Richter nesta madrugada, fica no chamado “círculo de fogo” que margeia os países banhados pelo Pacífico, uma das áreas mais sísmicas do planeta, onde ocorrem 80% dos terremotos
Bachelet
Ao convocar a reunião de emergência, a presidente Michelle Bachelet, que havia planejado com antecedência uma viagem para a região de Bio Bio neste sábado, afirmou que equipamentos seriam enviados de Santiago para as províncias do sul para restabelecer as comunicações interrompidas.
“Foi de fato um grande terremoto, mas as instituições estão funcionando. Em breve poderemos ter informação visual sobre o que aconteceu”, disse a presidente chilena.
O maior terremoto a atingir o Chile no século 20 foi um tremor de magnitude 9,5, que atingiu a cidade de Valdívia em 1960, deixando 1.655 mortos.
Para o sismólogo britânico Roger Musson, o terremoto deste sábado foi “gigantesco”.
“Qualquer movimento acima de oito graus é um grande terremoto”, precisou o especialista.
*Com informações de BBC, Folha Online e agências internacionaisFonte: UOL
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Clima "sacode" o planeta

Posted on janeiro 30, 2010. Filed under: chuvas, chuvas torrenciais, Clima, Desastres, deslizamentos, enchentes, Haiti, ONU, planeta, terremoto |

>

O Departamento para a Redução de Desastres das Organizações das Nações Unidas, ONU, alerta que o Brasil foi o sexto país no mundo a enfrentar o maior número de desastres naturais em 2009. Segundo a estimativa, coletada em colaboração com centros de pesquisas, dez desastres naturais atingiram o Brasil entre janeiro e dezembro do ano passado. Grande parte esteve relacionado com chuvas torrenciais, deslizamentos de terra e enchentes.

Para se ter uma ideia, no Estado de São Paulo, um dos mais atingidos pelas chuvas, o número de mortes desde 1º de dezembro chegou ontem a 69, quase o triplo do registrado no período entre 1º de dezembro de 2008 e 4 de abril de 2009, quando 24 pessoas perderam a vida. Já são 31 municípios em situação de emergência em razão das chuvas e o total de desabrigados já chega a 5.161 e o de pessoas afetadas a 19.855.


O pior é que nem mesmo o crescimento dos números e o agravamento da situação serve de alerta e continuamos a optar por remediar ao invés de prevenir. Pesquisa da organização não governamental Contas Abertas apontou que o Brasil gastou dez vezes mais com reparos causados por desastres naturais do que com a prevenção. No ano passado, o governo federal teve custos de R$ 1,3 bilhão com o programa Resposta aos Desastres e Reconstrução e apenas R$ 138 milhões com o de Prevenção e Preparação para Desastres. Em 2008, foram gastos apenas R$ 112,6 milhões com prevenção e cerca de R$ 1,2 bilhão com reparo.


As chuvas no Brasil fazem parte de um conjunto maior de “reações” da natureza à forma como temos gerido o planeta Terra. Segundo dados da ONU, 780 mil pessoas morreram na última década vítimas de quatro mil desastres naturais, entre eles tufões, tornados, tempestades tropicais e terremotos, que estão se intensificando. Especialistas alertam que oito das 10 cidades mais populosas do mundo, incluindo Nova York, Tóquio, Cidade do México e Mumbai, estão localizadas em áreas de falhas entre placas tectônicas.


Atingido no dia 12 de janeiro por um forte terremoto, o Haiti acumula mais de 150 mil mortos e vive uma situação de caos. Sem ser alarmista, todos esses acontecimentos deveriam servir de alerta para que adotemos uma postura um pouco mais sustentável, só assim podemos garantir nossa sobrevivência com qualidade de vida.

Fonte: A Gazeta

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Sargento morto no Haiti voltaria ao Brasil no sábado

Posted on janeiro 13, 2010. Filed under: Haiti, Porto Príncipe, Sargento, terremoto |

>Componentes.montarControleTexto(“ctrl_texto”)

Familiares do 2º sargento Davi Ramos de Lima, de 37 anos, morto ontem no terremoto em Porto Príncipe, capital do Haiti, na América Central, lamentam a morte do oficial, mas afirmam que ele morreu feliz. Lima voltaria ao Brasil, em definitivo, no próximo sábado, 16. Na hora do abalo que devastou a cidade, ele fazia a ronda noturna com mais três companheiros, todos mortos.

Fonte: Estadão

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Zilda Arns e 4 militares brasileiros morrem em terremoto no Haiti

Posted on janeiro 13, 2010. Filed under: escala Richter, Pastoral da Criança, terremoto, terremoto no Haiti, Zilda Arns |

> <!–

em destaque

–>


Palácio do governo (Foto: reprodução da internet - http://twitpic.com/photos/LisandroSuero)
Palácio do governo
(Foto: reprodução da internet – http://twitpic.com/photos/LisandroSuero)

A fundadora da Pastoral da Criança, Zilda Arns, e pelo menos quatro militares brasileiros morreram no terremoto de 7,3 graus na escala Richter que sacudiu o Haiti na noite de terça-feira. A informação foi divulgada pelo gabinete do senador Flávio José Arns, sobrinho de Zilda, que tinha 73 anos. Segundo o Exército, os militares eram lotados no 5º Batalhão de Infantaria Leve, sediado em Lorena, no interior de São Paulo.

Há pelo menos outros cinco militares desaparecidos, mas o número ainda pode subir. A grande quantidade de escombros nas ruas, a falta de energia elétrica e a pane nos sistemas de comunicação dificultam os resgates.

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )


Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...