tráfego

>Aeroporto de Cuiabá teve aumento de 32% de passageiros no mês de julho

Posted on agosto 11, 2010. Filed under: Aeroporto de Cuiabá, aeroporto Marechal Rondon, desembarque, embarque, passageiros, tráfego, Viagens de Mato Grosso |

>

A movimentação de passageiros no aeroporto Marechal Rondon aumentou 32% no mês julho com relação a junho e 26% com relação ao mesmo mês de 2009. Em 7 meses, o aeroporto registrou 70% do total de embarque e desembarque registrados em 2009, quando 1,671 milhão de passageiros passaram por lá. Este ano, até o mês de julho, 1,171 milhão de pessoas embarcaram ou desembarcaram no aeroporto. Somente no último mês foram 208,20 mil passageiros, 43 mil a mais do que em julho do ano passado.
De acordo com os dados divulgados pela Infraero, a movimentação nos 7 primeiros meses de 2009 foi de 905,02 mil passageiros, volume 29% menor do que o registrado este ano. O presidente da Associação de Agentes de Viagens de Mato Grosso, Nilson Marques de Freitas diz que o incremento é percebido pelas agências, principalmente com a comercialização de bilhetes. Segundo Nilson Freitas, algumas facilidades possibilitaram o acesso de mais pessoas ao transporte aéreo. “Os preços estão mais acessíveis, há mais facilidades para pagar, tudo isso atrai passageiros”. Exemplo do que Freitas explica é a venda de passagens aéreas no comércio varejista de São Paulo pelas Companhias Azul, TAM e Gol. As empresas anunciaram que vão disponibilizar as vendas em supermercados e lojas de eletrodomésticos para se aproximar de outras classes. Em Mato Grosso ainda não há previsão deste tipo de comercialização.
Acima do limite – A constante evolução do tráfego de passageiros no principal aeroporto mato-grossense não acompanha o ritmo das obras. Atualmente, o único projeto em execução é o da construção de um Módulo de Operação Provisório com capacidade para 700 mil desembarques por ano. As obras, porém, apesar de licitadas, ainda não têm data para o início. Quanto as demais ampliações e reformas, o objetivo é aumentar a capacidade do aeroporto, até 2014, para 2,8 milhões de passageiros por ano. Atualmente o aeroporto opera acima da capacidade, que é de 1,5 milhão por ano. A Infraero ainda pretende aumentar de 14 para 23 o número de guichês para chek in e de 300 para 571 vagas no estacionamento.
Fonte: A Gazeta
Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Copa 2014 exigirá terá 31 intervenções no trânsito de Cuiabá

Posted on fevereiro 7, 2010. Filed under: Copa 2014, Fifa, Sem-categoria, tráfego |

>

Trinta e uma grandes intervenções serão feitas no trânsito de Cuiabá para a Copa de 2014, a Copa do Pantanal. As obras incluem viadutos, trincheiras (passagens subterrâneas), duplicação e ampliação de pistas. Para melhorar a infraestruta uma série de desapropriações serão necessárias, o que já tem gerado forte especulação imobiliária, mesmo sem a divulgação dos pontos exatos onde as mudanças serão feitas.

O diretor de infraestrutura da Agecopa, Carlos Brito, diz que os projetos ainda não foram concluídos e que os técnicos estudam formas das construções atingirem o mínimo de imóveis possíveis. Uma das avenidas de Cuiabá que terão projetos executados é a Miguel Sutil, ela será transformada em um anel viário urbano que ligará as principais vias da Capital e Várzea Grande.

As rotatórias, consideradas grandes pontos de conflito do tráfego em Cuiabá, serão substituídas. O contorno que dá acesso ao bairro Despraiado, que já passou por vários ajustes e é motivo de polêmica, está na lista. Brito explica que uma empresa está fazendo o estudo de solo nos locais das intervenções, bem como área de abrangência.

Os funcionários podem ser vistos em vários pontos da cidade, mas conforme o diretor, não significa que em todos os pontos haverá construções.

O objetivo é saber a profundidade do lençol freático e também a resistência da área. Com o resultado os técnicos vão escolher a alternativa correta de investimento e os tipos de material adequado. Fonte: A Gazeta

Após a conclusão da primeira etapa e de ter o valor definitivo das obras a Agecopa fará o projeto oficial. A estimativa é que o custo seja superior a R$ 400 milhões.

O recurso, segundo o diretor da Agecopa, será do Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (Dnit). O órgão fará o investimento porque algumas avenidas estão em BRs, mas com jurisdição municipal. Brito esclarece que houve uma parceria, na qual a União entra com o dinheiro e o Estado com a gestão dos recursos.

A expectativa é que as construções comecem ao mesmo tempo em janeiro de 2011 e as licitações sejam realizadas até o final de março deste ano. O diretor argumenta que a população vai precisar de paciência porque como as obras são complexas podem demorar mais de 1 ano para ficarem prontas. No período, os trechos terão desvios e o trânsito ficará pior. “Não é possível fazer omelete sem quebrar ovos”.

Mudanças – Na Miguel Sutil serão 14 intervenções. As mais importantes são as substituições das rotatórias como as de acesso aos bairros Despraiado, Santa Rosa e Verdão, onde está o estádio Governador José Fragelli, palco dos jogos.

Outra modificação importante é a construção de viaduto ligando a avenida da FEB, em Várzea Grande ao Cristo Rei. A duplicação da ponte que liga o bairro do Porto a Várzea Grande está no rol de melhorias.

No Boa Esperança, a Agecopa estuda uma forma de construir uma via direta entre a Avenida Arquimedes Pereira Lima, a estrada do Moinho, e a Fernando Correa da Costa, que terá ampliações para acabar com afunilamento.

Ela começa com 6 pistas, sendo 3 em cada sentido, perto do Tijucal e quando aproxima-se do trevo de acesso ao bairro Parque Cuiabá, reduz as passagens. A avenida diminui no ponto que recebe o fluxo de veículos dos bairros do Coxipó, o que é um erro.

A avenida Coronel Escolástico também terá alterações na conjunção com as avenidas Isaac Póvoas, Getúlio Vargas e na área do Morro da Luz. Hoje, o local é marcado por engarrafamento e sem os ajustes a situação pode piorar devido ao acréscimo de pessoas transitando na cidade durante o evento.

A avenida Historiador Rubens de Mendonça, avenida do CPA, vai receber investimentos nas proximidades do Shopping Pantanal. O espaço recebe a demanda do estabelecimento, do Centro Político Administrativo e dos bairros CPA, Bela Vista e Morada do Ouro. O entroncamento com a avenida Mato Grosso é outro ponto em discussão.

Carlos Brito explica que ainda não há certeza do tipo de intervenções. Ele diz que nos locais, onde o lençol freático esta perto do solo, não há possibilidade de construir trincheira. No período chuvoso, o túnel pode ser invadido pela água e assim causar mais transtorno que benefício.

O diretor explica que a divulgação oficial das alterações e todos os investimentos devem acontecer apenas depois da Copa de 2010, na África do Sul. A discrição é uma determinação da Fifa e também tem o objetivo de evitar a especulação imobiliária. Após o evento, a instituição passa a ter como prioridade as sedes do próximo evento, no caso o que será realizado no Brasil.

Quanto a reforma do estádio do Verdão, a demolição do atual para construção do novo, acontece até o final do mês porque março é o último prazo para ação dado pela Fifa. Fonte: A Gazeta

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...