Turismo de Mato Grosso

>Turismo de Mato Grosso

Posted on maio 21, 2010. Filed under: Águas Quentes, Bom Jardim, Nobres, pantanal, Turismo de Mato Grosso |

>

Fico impressionado com o desprezo que os últimos governadores de Mato Grosso, Jaime Campos, Dante de Oliveira e Blairo Maggi,  num pacto com deputados omissos, conduziram o setor da insdústria do turismo no estado.
 Bom Jardim – Nobres MT
Com toda sua grandeza e potencialidade, capacidade de oferecer lazer relevante e diferenciado, além de emprego, renda e riquezas, não foi planejado, não recebeu investimento nem divulgação. Isto revela no mínimo incompetência dos secretários que ocuparam estas pastas ao longo dos últimos 20 anos, geridos por governadores sem nenhum interesse no desenvolvimento do ramo da economia que alguns estados brasileiros estão sobressaindo muito bem e alguns países já o fazem principal motor da economia.
Não adianta tentar nos convencer com uma ou outra obra eleitoreira, feita aqui e alí, mas que não proporciona a infraestrutura e o acolhimento que o turista espera. 
Bom Jardim/Nobres – Região tão bela quanto a cidade de Bonito(MS), porém quase desconhecida
Se alguém tem dúvidas faça um teste, visite algumas cidades de Mato Grosso, e pesquise sobre os locais de atração turística. Ninguém sabe prestar informação precisa, não tem acesso decente, nem a rede hoteleira, restaurantes tem preparo para atender bem esse cliente potencial.

Tudo isso sem citar o Pantanal, mudialmente conhecido mais de dificílimo acesso, e também nossos parque de águas termais, as famosas Águas Quentes, que o Brasil quase todo só sabe que tem em Goiás.

Diante deste olhar que tenho sobre o assunto, lí o artigo do Oiran Gutierrez, presidente do Sindicato das Empresas de Turismo de Mato Grosso (Sindtur). Publicado no Mídia News. Quem sabe seja uma pequena vela acesa no fim de uma das cavernas de da cidade de Nobres.

  • Eu passei recentemente na Secretaria de Estado de Desenvolvimento de Turismo (Sedtur), e tive “uns dois dedos de prosa” com a secretária Vanice Marques. Recebí boas notícias sobre o andamento das ações visando o mundial.


    O Prodetur vai destinar cerca de R$ 250 milhões para o setor turístico, inclusive os convênios já serão assinados, deste montante R$ 100 milhões será a contrapartida do Estado.


    É importante ressaltar aqui a infra-estrutura em diversos pontos essenciais para o nosso turismo regional. Destacamos as obras de asfaltamento entre Manso e Bom jardim e continuarão de Bom Jardim a Nobres, além do trecho Manso a Chapada dos Guimarães, passando por Água Fria. Passaremos a ter um novo corredor do Nortão via Chapada dos Guimarães.


    Outro trecho essencial para o nosso turismo será a duplicação da rodovia de Cuiabá a Santo Antonio de Leverger, e a continuação do asfalto entre Porto de Fora a Mimoso, até São Lourenço de Fátima para chegar a Rondonópolis.


    A grande sacada neste percurso é não precisar correr riscos pela Serra de São Vicente e pela BR-364, onde acontecem inúmeros acidentes, ela passará ser uma bela estrada parque. Hoje, já podemos chegar à Campo Verde através de Chapada e também até Pantanal (Porto Cercado). Como se percebe as benfeitorias estão acontecendo em prol do turismo. Há, ia me esquecendo que a duplicação da Capital a Chapada fará parte deste processo.


    Outra boa notícia vinda de Vanice é a realização da tão esperada Festa Internacional do Pantanal, com data prevista para novembro. O evento, sem dúvida é a maior vitrine para os municípios com potencial turístico, inserido no evento que por sinal virá com uma nova formatação, teremos ainda o lançamento do Fórum Panrotas Regional, que vai atender todo o Centro Oeste.


    É importante que os leitores saibam o que é Panrotas; ele que abre todos os anos na capital de São Paulo o maior fórum de turismo do país, as tendências no ano.


    Os recursos do Prodetur também serão destinados a divulgação de Mato Grosso lá fora, aliás, esta foi a nossa luta. Sempre alertei sobre a necessidade de divulgar o Estado na mídia nacional e porque também não na internacional.


    De fato será uma transformação, é nosso sonho de varias décadas. Que bom, teremos a divulgação e a infraestrutura, parabéns secretária e governador.


    Espero que não fique apenas na “prosa”.

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Fuxo de passageiro no Aeroporto de Cuiabá tem aumento de 23,5%

Posted on fevereiro 20, 2010. Filed under: Aeroporto de Cuiabá, aeroporto Marechal Rondon, Anac, Fuxo de passageiro, Sedtur, Turismo de Mato Grosso |

>

Percentual de incremento corresponde à diferença na quantidade de viajantes registrada no período entre 2002 e 2009, em Mato Grosso

Voos domésticos abocanham quase a totalidade do movimento observado em Mato Grosso, ficando com 99%


O aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, registrou recorde no fluxo de passageiros nos últimos 8 anos, saltando de 747,824 mil viajantes em 2002, para 1,671 milhão no ano passado, alta expressiva de 123,54%. O número inclui embarques e desembarques de vôos nacionais e internacionais. O desempenho do Estado acompanha a performance ascendente registrada no país, nos últimos anos, porém com crescimento acima da média nacional.

Entre dezembro de 2008 e dezembro de 2009, os embarques e desembarques registraram 18% de incremento no Estado, enquanto que a média no Brasil, no mesmo período, foi de 14,6%. De acordo com avaliação feita pelo Ministério do Turismo são os melhores resultados da série histórica. Para a secretária de Desenvolvimento do Turismo do Estado, Sedtur, Vanice Marques, os números apontam Cuiabá como importante destino indutor do turismo de Mato Grosso, que vem ganhando mais força para se consolidar também como polo de turismo de eventos e negócios do Brasil.


Por conta disso, a Fundação Getúlio Vargas foi contratada para a elaboração do Plano Diretor de Turismo de Mato Grosso. “Organizar o setor para que possa se fortalecer gera ganhos sociais a uma cadeia imensa, pois são trabalhadores mais qualificados que atendem melhor quem aqui chega e traz resultados positivos para todos os segmentos”, explica a secretária de Turismo.


De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) o aumento de passageiros nos aeroportos foi favorecido, em todo país, por conta do preço das passagens aéreas que, em 2009 foi a mais barata dos últimos 8 anos. O estudo divulgado nesta sexta-feira (19) aponta


que a média paga por passageiro foi de R$ 0,48 por quilômetro voado. Segundo a Anac, esse valor é 27,6% mais baixo do que o registrado em 2008, que foi de R$ 0,66 por quilômetro voado, e de 39,2% em relação a 2003, o mais alto do período (R$ 0,78).


A Anac informa que o preço médio da tarifa nos vôos domésticos foi de R$ 321,28 no ano passado. Quando atualizado, esse valor é também o menor desde 2002. Em dezembro, quando a tarifa média foi de R$ 300,59, o aumento da concorrência fez com que o preço por quilômetro voado fosse de R$ 0,44, valor abaixo do registrado em novembro (R$ 0,49).


A queda de preços foi acompanhada por um aumento de 17,7% na demanda por vôos domésticos em todo país. Em Mato Grosso, eles representaram em 2009, 99% da demanda. Os passageiros que procuraram os vôos internacionais somaram apenas 960 viajantes. Para a gerente da Águia Turismo, Sheila Fortunato, a procura por passagens aéreas aumentou 30% no ano passado em relação a 2008. Segundo ela, a concorrência entre as companhias aéreas ajudou a fazer com que os preços fossem mais competitivos. “Com a entrada de pequenas companhias, essa situação melhorou”.


A queda nos valores, segundo a Anac, chegou a cerca de 28%. Há 2 anos, as duas maiores companhias brasileiras já chegaram a ter mais de 90% do mercado de vôos domésticos. Atualmente, elas têm 84%, já que as empresas de menor porte estão ampliando sua participação, segundo dados da Anac. Fonte: A Gazeta

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...