Tv Centro América

>Jaime é condenado a devolver R$ 7 milhões ao Estado para se auto-promover

Posted on setembro 27, 2010. Filed under: Ação Popular, Comunicação, condenado, Jaime Campos, Mato Grosso, propaganda, Serys, Serys Slhessarenko, TV Brasil Oeste, Tv Centro América, TV Rondon |

>

O ex-governador Jaime Campos (DEM) foi condenado ao ressarcimento de mais de R$ 7 milhões aos cofres públicos por uso indevido da máquina pública, na época em que foi governador de Mato Grosso (1991-1994).

Serys Slhessarenko e Jaime Campos

O juiz da Vara Especialização de Ação Popular, Luís Aparecido Bertolucci Júnior, acatou uma ação proposta pela senadora Serys Slhessarenko (PT) em desfavor do político, em 1991.

A condenação teve seus valores calculados em Cruzeiro (moeda vigente no período em que a ação foi proposta). De acordo com o advogado de Serys, Alexandre Slhessarenko, os valores corrigidos ultrapassam os R$ 7 milhões.

Na ação, a senadora alegou que Jaime Campos teria utilizado a peça publicitária “Mato Grosso Verdade” para se auto-promover, exaltando seu nome e suas ações, não como forma de divulgar as ações do Governo do Estado, mas como promoção pessoal.

Segundo o processo, a propaganda não trazia qualquer informação educacional, cultural ou de interesse público.

Além do ressarcimento aos cofres públicos, Jaime Campos foi condenado ao pagamento de R$ 10 mil referente às despesas processuais e R$ 3 mil referente aos honorários periciais.

Veículos de comunicação

Na época, a ação também foi proposta em desfavor dos veículos de comunicação que exibiram a propaganda, TV Centro América, TV Rondon e TV Brasil Oeste (hoje arrendada à Igreja Mundial do Poder de Deus). No entanto, as empresas não foram condenadas por terem segundo a decisão, “atuado no exercício legitimo de suas atividades”.

“Deixo de condenar as empresas televisivas e a responsável pela elaboração/confecção da peça publicitária, haja vista a ausência de má-fé ou o intuito de fraudar a lei, assim como pelo fato de terem atuado no exercício legítimo de suas atividades”, diz um trecho da ação.

Outro lado

Jaime Campos afirmou não lembrar deste processo. No entanto, destacou que irá recorrer da decisão.
Fonte: Midianews

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Pesquisa Ibope aponta empate técnico entre Silval e os demais candidatos ao governo de MT

Posted on setembro 25, 2010. Filed under: eleições 2010, Ibope, Marcos Magno, Mato Grosso, Mauro Mendes, Pesquisa Ibope, Silval Barbosa, Tv Centro América, Wilson Santos |

>Eleições 2010 -O instituto Ibope divulgou resultado de pesquisa eleitoral nesta sexta-feira, 24 de setembro,  encomendada pela TV Centro América para o governo do Estado. Se as eleições fossem hoje, o resultado seria o seguinte:

  • Silval Barbosa (PMDB) teria 46% das intenções de voto. 
  • Mauro Mendes (PSB) teria 24%. 
  • Wilson Santos (PSDB), 16%. O candidato
  • Marcos Magno (PSOL) teria 1%. 
  • Indecisos somam 11%. 
  • Brancos e nulos, 2%.

O Ibope ouviu 812 eleitores entre os dias 21 e 23 de setembro. A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso sob o número 37699/2010.

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Secretários Éder Moraes e Dirceu Marchetti pedem a empresário devolução de dinheiro pago a mais na compra de caminhões

Posted on abril 30, 2010. Filed under: Extra Caminhões, Tv Centro América |

>

Escândalo do maquinário

O empresário Pérsio Briante, proprietário da Extra Caminhões, empresa que venceu um dos lotes da licitação para o fornecimento de maquinário para o “Programa Mato Grosso 100% equipado”, revelou que foi procurado pelos secretários Éder Moraes e Vilceu Marchetti para que devolvesse R$ 800 mil que teriam sido pagos irregularmente a ele. As informações foram prestadas em entrevista à TV Centro América.

Máquinas compradas pelo governo de MT em exposição em Cuiabá
“Eles vieram me perguntar se eu podia devolver o dinheiro porque o Estado tinha comprado mal. Esses R$ 800 mil seriam referentes aos juros”. Pérsio se recusou a devolver a quantia e disse que só o fará se for obrigado pela Justiça. Segundo Pérsio, ele não tem a menor condição de devolver essa quantia ao estado. A empresa Extra Caminhões recebeu mais de R$ 23 milhões pela venda dos caminhãos. Foi após receber a maior parte dessa quantia que o empresário foi procurado pelos secretários.
Pérsio ainda revelou que mesmo depois que o governo teve conhecimento de que houve sobrepreço no maquinário, continuou enviando o dinheiro para as 10 empresas vencedoras do certame. “Ele podia ter parado de pagar, mas continuou mesmo depois da investigação”.
Investigação feita pela Auditoria Geral do Estado comprova que Mato Grosso comprou o maquinário à vista, mas pagou um valor acrescido de juros de quase 2%, que seriam correspondentes ao valor a prazo. Nisso, o prejuízo aos cofres públicos, segundo investigação da AGE, foi de R$ 26 milhões. Segundo o Ministério Público, investigação preliminar aponta que esse prejuízo foi de mais de R$ 36 milhões.
Pérsio Briante informou que o valor de mercado dos caminhões que forneceu ao estado é R$ 176 mil. Contudo, o governo pagou mais de R$ 246 mil por cada caminhão adquirido. De acordo com Pérsio, uma empresa de Cuiabá foi a que apresentou o valor mais baixo, que era esse de R$ 246 mil.
“Como o governo não queria que só uma empresa ganhasse, nós seguimos o preço dela”, disse o empresário.
Em nota à TV Centro América, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) afirmou que caso sejam confirmadas as fraudes e o superfaturamento do valor das máquinas, o governo do estado será obrigado a pagar o empréstimo de R$ 241 milhões de uma só vez. Além disso, o cadastro de Mato Grosso junto ao BNDES ficará comprometido.
Fonte: PnB
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>TV Centro América é condenada a indenizar funcionário por o afastar da função alegando "estar acima do peso"

Posted on abril 16, 2010. Filed under: Tv Centro América |

>

Ranniery Queiroz foi afastado da função de apresentador por estar “acima do peso”, segundo a direção da emissora

  • Reprodução

    Jornalista Ranniery Queiroz, que vai receber R$ 25 mil da TVCA de indenização


    DA REDAÇÃO

    O jornalista Ranniery Queiroz, afastado da função de apresentador de programa da TV Centro América, afiliada da Rede Globo (Canal 4), sob o argumento de que estava acima do peso, vai receber R$ 25 mil de indenização por assédio moral. A decisão é da Primeira Turma do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Mato Grosso, em julgamento de recurso ordinário.


    Ranniery Queiroz recorreu ao Tribunal, após ter tido todos os seus pedidos considerados improcedentes pelo juiz José Roberto Gomes Junior, em exercício na 4ª Vara do Trabalho de Cuiabá. Além do assédio moral, o jornalista recorreu pedindo diversos outros direitos, que foram negados pelo juiz singular, o qual ainda o havia condenado a pagar honorários advocatícios.


    No Tribunal, o relator, juiz convocado Aguimar Peixoto, analisou as provas, principalmente o que disseram as testemunhas, e concluiu que a empresa afastou o jornalista da função de apresentador de programa porque ele estaria com o peso acima do padrão que seria exigido. Reconheceu também que, após o afastamento, ele se tornou motivo de chacota no local de trabalho.


    Esse comportamento da TV Centro América foi classificado pelo relator como “assédio moral, incompatível com a dignidade da pessoa e com a valorização e a função social do trabalho humano”.


    O magistrado afirmou, ainda, que não existe na legislação exigência quanto ao peso máximo para o exercício da profissão de jornalista como apresentador de televisão.


    Assim, ele condenou a TVCA a pagar ao jornalista uma indenização por dano moral, no valor de R$ 25 mil.


    O relator também reformou a sentença para concluir que o trabalhador tinha direito de receber adicional de horas extras compensadas e reflexos, remuneração e reflexos pela não concessão de intervalos intrajornadas e diferenças salariais e reflexos decorrentes de equiparação salarial com o que recebia um colega de trabalho que exercia mesma função. Em seu voto, o juiz ainda absolveu o jornalista de pagar honorários advocatícios.


    A Turma acompanhou o relator por unanimidade, menos quanto à questão da condenação em danos morais, que não foi concedida pela desembargadora Beatriz Theodoro, vencida neste ponto.

    Outro lado
    Procurada pela reportagem, a direção da TVCA, por meio da assessoria, prometeu falar sobe o assunto, oportunamente.



    Com informações da Assessoria de Imprensa do TRT-MT e Midia News

Ler Post Completo | Make a Comment ( 1 so far )

>Em editorial Dorileo Leal, do Grupo Gazeta, acusa Ueze Zahran, Tv Centro América, de difamar Cuiabá

Posted on novembro 4, 2009. Filed under: Dorileo Leal, estádio do Verdão, Grupo Gazeta, Mixto, Santos, Tv Centro América, Ueze Zahran |

>

O jornalista João Dorileo Leal, superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, resolveu partir para o contra-ataque e rebater o empresário Ueze Zahran, dono da TV Centro América. Este último foi vaiado no último dia 22 de outubro, durante jogo de futebol feminino entre Santos e Mixto, no Estádio do Verdão.

Segundo Zahran, através de nota na TV Centro América, as vaias foram resultado de uma campanha difamatória contra sua empresa, por esta supostamente ter apoiado – e feito campanha – para que a capital de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, fosse escolhida como subsede da Copa de 2014. Zahran anunciou que irá acionar “um grupo de comunicação” judicialmente.

Em editorial de primeira página, Dorileo Leal não só reafirma que a TV Centro América fez campanha por Campo Grande como acusa Zahran de ter “exposto” Cuiabá nacionalmente com índices negativos.

“O jornalismo da afiliada da Rede Globo foi algoz e, de uma letra, transformou textos e mais textos para mostrar uma Cuiabá incapaz de receber o Mundial de futebol. Ainda bem que a escolha é somente técnica”, ataca Leal.

Confira a íntegra do editorial publicado hoje pela A Gazeta:

“A população de Mato Grosso, especialmente a de Cuiabá, acordou na última sexta-feira (30) com uma “Nota de Esclarecimento” assinada por empresas e funcionários do Grupo Ueze Zahran. Na Capital, entre outros negócios, o sul-mato-grossense é o proprietário da TV Centro América, afiliada da Rede Globo no Estado.

A nota, reproduzida em todos os telejornais da emissora, falava da estranheza de Ueze Zahran diante da suposta “hostilidade de alguns torcedores” em relação à sua pessoa no jogo de futebol feminino Santos e Mixto, realizado no Estádio Verdão no dia 22/10/09, com um placar de 12 a 0 para o time paulista.

Na verdade, não houve hostilidade e sim uma gigantesca vaia da torcida mixtense diante da sua presença em campo, inclusive. E é bem fácil explicar a animosidade. O senhor Zahran saiu de Campo Grande (MS) para vir a Cuiabá simplesmente prestigiar, não a partida em si, mas o Santos Futebol Clube, patrocinado – certamente com cifras milionárias – por uma de suas empresas, a Copagaz.

É muita pretensão por parte do empresário pensar que seria recebido com aplausos e flores por uma torcida que o vê como um adversário da Capital. Ora, o senhor apresentou o seu glorioso Santos para um Mixto sofrido, com sérias dificuldades para se manter e que sobrevive, basicamente, graças à garra de suas jogadoras e o apoio de algumas pessoas, que amam o futebol – o Santos da Copagaz e o Mixto de Cuiabá, comparativamente, é até uma humilhação.

Mas foi esse amor ao esporte que embalou a luta para colocar Cuiabá como cidade-sede da Copa do Mundo de 2014. E parece ser também o “x” da questão, porque na nota o senhor novamente tenta limpar a mancha que ficou cravada em suas empresas e na história de Mato Grosso e de Mato Grosso do Sul, quando Cuiabá teve a
indicação da Fifa.

Não é bom menosprezar a inteligência da população. A sua postura e a de seu grupo empresarial foi tão clara em defesa de Campo Grande que, jamais nas últimas décadas, Mato Grosso e Cuiabá haviam sido tão expostos nacionalmente pela mídia com rankings negativos.

O jornalismo da afiliada da Rede Globo foi algoz e, de uma letra, transformou textos e mais textos para mostrar uma Cuiabá incapaz de receber o Mundial de futebol. Ainda bem que a escolha é somente técnica.

E os membros da Fifa não se deixaram contaminar pelos ataques covardes à nossa gente e à nossa terra através de reportagens negativistas. A Fifa trabalha com seriedade e números. Não se rende a lobbys e nem a manobras!

Ao contrário do Grupo Zahran, o Grupo Gazeta de Comunicação se orgulha de ter permanecido ao lado de Mato Grosso, mais uma vez, expondo não uma Cuiabá perfeita, mas um município em condições de se organizar a tempo e ser uma das cidades-sede da Copa 2014. Não precisamos empunhar bandeiras que não nos pertencem.

É preciso deixar a hipocrisia de lado e lembrar que a novela Paraíso, por exemplo, gravada no Pantanal e em Chapada dos Guimarães, não teve cenários lindíssimos escolhidos pelas mãos da TVCA, mas sim e tão somente, por uma decisão da Rede Globo de Televisão.

Por fim, não tememos responder ao processo judicial anunciado pelo Grupo Zahran. Aliás, consideramos ser essa uma ação contra Cuiabá. Que crime teríamos cometido ao defender a Capital achincalhada pelos ataques da Rede Globo e da mídia campo-grandense?

Se é essa a sustentação de Zahran, teremos prazer em nos manifestarmos na ação. E, ainda, se formos condenados, o que não acreditamos, será um orgulho trazer em nosso currículo a marca da defesa intransigente de Cuiabá. Nós, do Grupo Gazeta, temos raízes regionais, empregamos aqui, produzimos aqui e reinvestimos aqui. Somos sim, genuinamente, de tchapa e cruz!”

JOÃO DORILEO LEAL
SUPERINTENDENTE DO GRUPO GAZETA DE COMUNICAÇÃO

Outro lado

A direção da TV Centro América informou, através do jornalista Andersen Navarro, que não irá se posicionar, no momento, sobre o editorial publicado hoje pelo jornal A Gazeta. Segundo ele, a direção primeiro irá “tomar pé da situação” para, em seguida, se pronunciar para a opinião pública e tomar as medidas cabíveis. Fonte: Midianews

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...