TV Globo

>Clube dos 13 acusa TV Globo de ‘manipular dirigentes’

Posted on fevereiro 24, 2011. Filed under: TV Globo |

>

Ataíde Gil Guerreiro, diretor executivo da entidade, afirma que emissora está promovendo a discórdia para pagar menos pelos direitos de transmissão

Depois da desfiliação do Corinthians, e da decisão dos quatro grandes do Rio de desauturizar a entidade na negociação sobre os direitos de transmissão dos jogos pela TV, dirigentes do Clube dos 13 acusam as emissoras de tevê de provocarem a discórdia no futebol brasileiro.
Em entrevista a uma rádio de São Paulo, na manhã desta quinta-feira, o diretor executivo do Clube dos 13, Ataíde Gil Guerreiro, acusou a TV Globo de manipular os presidentes de clubes. Segundo Guerreiro, a emissora estaria “jogando os clubes contra a entidade para pagar menos pelo televisionamento dos jogos”.
“Ela (Globo) está rachando o Clube dos 13. Ela está os usando na defesa de seus interesses. Ela não está concorrendo lealmente com o nosso propósito. Com a preocupação de não conseguir lidar com a concorrência, ela está rachando o Clube dos 13”, disse Ataíde.
Guerreiro aproveitou a oportunidade para repetir as afirmações de Fábio Koff de que os clubes cariocas estariam endividados com o Clube dos 13, e que o futuro acordo com as emissoras de tevê seria tábua de salvação desses times.
“Temos que mostrar para os credores desses clubes que eles estão jogando dinheiro pela janela. Você ganha ‘X’ e vai ganhar ‘3X’ no próximo campeonato. O patrocinador não vai gostar disso. Se nós conseguirmos vender para todos nossa transparência, nós vamos evitar esse rolo compressor da TV Globo, que eu reconheço que é forte, mas ela não pode mandar nesse país como ela pensa”, disse.
A falta de transparência é, segundo os cariocas, um dos principais motivos para a o racha. Nomeado para integrar a comissão do Clube dos 13 que negocia o contrato dos direitos de transmissão, ao lado dos dirigentes de Santos, Atlético Mineiro e Bahia, o presidente do Botafogo, Maurício Assumpção, disse que se sentia excluído das negociações com as três emissoras interessadas nas transmissões do Brasileirão – Globo, Record e Rede TV!.
Em uma coletiva de imprensa com os presidentes dos outros três grandes clubes do Rio, durante a manhã de hoje, o botafoguense fez questão de ressaltar que as discordâncias são principalmente em relação a questões financeiras, mas que envolvem também a ética: “Não se trata de discutir valores, que nós nem sabemos ao certo quais são ainda. Nós discordamos da forma como a negociação está sendo conduzida”, explicou Assumpção. Fonte: Veja
Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Mudança de vento

Posted on setembro 29, 2010. Filed under: Antonio Palocci, Banco do Brasil, Datafolha, Dilma Rousseff, Gabinete Civil, José Serra, Marina Silva, Ministro da Fazenda, Mudança de vento, Palácio do Planalto, presidente Lula, TV Globo |

>Por Merval Pereira
As atitudes erráticas do presidente Lula nesses últimos dias de campanha eleitoral denotam que os estrategistas da candidata Dilma Rousseff estão tentando digerir as informações contraditórias que chegam com as últimas pesquisas, mostrando uma perda contínua de votos em 15 dias. Ao mesmo tempo em que recuou nos seus ataques à imprensa em determinado momento, diante da constatação de que o clima de animosidade por ele deflagrado estava provocando reações negativas em setores da sociedade, o presidente retornou ao início da campanha, quando valorizar o passado de guerrilheira de Dilma era importante para garantir o apoio da esquerda do partido à neófita política escolhida para ser a “laranja” eleitoral de Lula.

Se os ataques aos meios de comunicação para tentar desqualificar as denúncias que provocaram a demissão da chefe do Gabinete Civil Erenice Guerra produziram inicialmente efeito negativo no eleitorado mais escolarizado e de maior renda, esse efeito hoje já se espalha por todos os setores da sociedade, segundo a mais recente pesquisa do Datafolha, demonstrando que as questões morais e a radicalização política afetam diretamente o setor do eleitorado mais preocupado com o equilíbrio institucional do país.

O elogio da radicalização política que Lula fez no comício de segunda-feira em São Paulo, exaltando o lado guerrilheiro de sua candidata, também incomoda essa classe média, especialmente a ascendente.

O objetivo imediato do presidente parece ser conter uma debandada de parte do eleitorado de esquerda que, desiludido com mais uma leva de escândalos envolvendo a gestão do PT, e mais uma vez no Gabinete Civil no Palácio do Planalto, estaria engrossando as fileiras da candidata verde Marina Silva.

É interessante constatar como a questão moral, que parece nunca atingir o presidente Lula diretamente, alcança inapelavelmente o PT nas últimas campanhas eleitorais.

Em 2006, quase que Lula não encontra ambiente político para se recandidatar por conta do mensalão. No auge do caso, em 2005, a popularidade do presidente caiu vertiginosamente, e as repercussões chegaram até a campanha no ano seguinte.

O caso dos “aloprados” veio apenas relembrar o escândalo do mensalão na reta final da campanha de 2006, provocando a ida da disputa para o segundo turno. Mais uma vez Lula recuperou-se do baque e conseguiu levar sua campanha a uma vitória vigorosa, ainda mais que o candidato tucano Geraldo Alckmin acabou tendo menos votos no segundo que no primeiro turno.

Agora, quando o marasmo da campanha eleitoral parecia levar a uma vitória tranquila no primeiro turno de Dilma Rousseff, dois novos escândalos trouxeram os debates políticos para um campo menos amorfo, fazendo com que setores da sociedade acordassem para o debate político. O presidente Lula escolheu a maneira errada de tentar desqualificar as denúncias contra Erenice Guerra, que pegam diretamente em Dilma Rousseff, sua protetora.

Ao levar para os palanques críticas aos meios de comunicação e garantir à população que as acusações eram mentirosas, Lula incentivou seus “aloprados” a desferir uma guerra contra a imprensa dita tradicional, e uma resposta imediata a favor da liberdade de expressão e da democracia foi articulada por representantes da sociedade civil do calibre de D. Paulo Evaristo Arns e Hélio Bicudo.

O manifesto, que protesta contra diversos indícios de autoritarismo do governo, inclusive a quebra de sigilos fiscais de pessoas ligadas ao candidato oposicionista José Serra, teve uma aceitação alta da sociedade e já tem mais de 50 mil assinaturas pela internet.

A confirmação, ontem, de que também o sigilo bancário do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge Caldas, foi quebrado no Banco do Brasil remete a métodos utilizados anteriormente por membros do governo contra o caseiro Francenildo Pereira, que teve seu sigilo bancário na Caixa Econômica violado a mando do presidente da instituição na ocasião, Jorge Matoso, para conseguir dados que, supunha, poderiam ajudar na defesa do então ministro da Fazenda Antonio Palocci.

O conjunto da obra é nada edificante para o PT e demonstra publicamente como o aparelhamento da máquina estatal por sindicalistas e filiados ao PT e a partidos aliados ao governo significa, na prática, muito mais que a simples ineficiência do Estado, uma ameaça para os cidadãos. É esse quadro que está mexendo com os votos do eleitorado, em todas as regiões do país e em todas as estruturas sociais.

A candidata oficial, Dilma Rousseff, ainda vence, mas está vendo sua vantagem sobre a soma dos dois outros concorrentes ser reduzida a cada dia nas últimas duas semanas.

Já está caracterizada uma tendência de queda de sua candidatura, ao mesmo tempo em que a candidata do Partido Verde, Marina Silva, tem uma ascensão na mesma proporção, começando a ganhar a simpatia dos indecisos e partindo para ganhar fatias do eleitorado que hoje está com Dilma.

Marina acredita que a onda verde seja forte o suficiente para levá-la para o segundo turno, superando o candidato tucano José Serra.

Para tanto, porém, terá que arrancar do eleitorado de Dilma os pontos necessários, o que a levará a atacar mais fortemente a candidata oficial no último debate, amanhã, na TV Globo.

A reta final de uma eleição que até agora é a mais modorrenta dos últimos tempos tem ingredientes para ser muito excitante.

Fonte: Blog do Noblat 

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Pesquisa Ibope aponta Dilma tem 50%, Serra, 28% e Marina 12%

Posted on setembro 25, 2010. Filed under: Dilma Rousseff, eleições 2010, Indecisos, José Serra, Marina Silva, Pesquisa Ibope, TSE, TV Globo |

>

Eleições 2010 – Pesquisa Ibope encomendada ao Ibope pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S. Paulo”. Registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 31.689/2010. O instituto  ouviu 3.010 eleitores em 202 municípios de 21 setembro a 23 de setembro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos e o resultado é o seguinte:
  • Dilma Rousseff (PT) lidera a disputa pela Presidência da República com 50% pontos.
  • José Serra (PSDB) tem 28% das intenções de voto.
  • Marina Silva (PV) tem 12%. 
  • Nulo ou em branco 7% dos eleitores.
  • Indecisos somam 7%.

Segundo o Ibope, considerando apenas os votos válidos, Dilma seria eleita no primeiro turno, se a eleição fosse hoje. A vantagem de Dilma sobre os demais candidatos caiu de 14 para 9 pontos percentuais. No levantamento anterior do Ibope, divulgado no dia 17 de setembro, Dilma tinha 51%, e Serra, 25%.
Dentre os demais candidatos – Eymael (PSDC), Ivan Pinheiro (PCB), Levy Fidelix (PRTB), Plínio de Arruda Sampaio (PSOL), Rui Costa Pimenta (PCO) e Zé Maria (PSTU) –-, nenhum alcançou 1% das intenções de voto individualmente, mas juntos atingiram 1%. Os eleitores que responderam que votarão em branco ou nulo somaram 5% e os que se disseram indecisos, 5%.
A pesquisa foi encomendada ao Ibope pela TV Globo e pelo jornal “O Estado de S. Paulo”. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 31.689/2010.
Segundo turno
Na simulação de um eventual segundo turno entre Dilma e Serra, o Ibope apurou que a petista teria 54% (considerando a margem de erro, tem de 52% a 56%) e Serra, 32% (de 30% a 34%). Votariam nulo ou em branco 7% dos eleitores. Os que se disseram indecisos somam 7%.
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Dilma pode deixar de participar dos próximos debates eleitorais na tv

Posted on agosto 26, 2010. Filed under: debate eleitoral, Dilma, Rede Record, Rede TV, TV Globo |

>

A coordenação da campanha da presidenciável Dilma Rousseff (PT) começou a avaliar a participação da candidata nos próximos debates. A percepção é de que o excesso de exposição pode prejudicar seu desempenho na disputa. Na condição de líder das pesquisas, Dilma estará cada vez mais exposta aos ataques dos adversários. Com o placar favorável, estrategistas da campanha acham melhor lidar com as críticas à ausência dela nos debates e com a pecha de “fujona” que encarar os riscos de muitos confrontos com os outros candidatos.
Estão programados pelo menos mais quatro debates entre os presidenciáveis até o primeiro turno, no dia 3 de outubro. O primeiro foi agendado com a Rede TV para o próximo dia 12 de setembro. O segundo será promovido pela Rede Record no dia 26. A TV Globo fará o último debate antes do pleito, no dia 1º de outubro. Um quarto confronto seria promovido pela CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) em setembro.
No início da campanha, Dilma chegou a declarar que participaria de todos eles. Mas nos bastidores cresce a constatação de que não compensa submetê-la a tanta exposição. Depois que o último Datafolha apontou a petista 17 pontos à frente do tucano José Serra, os coordenadores da campanha decidiram que doses extras de cautela e prudência farão bem neste momento.
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Sobe para mais de 30 o número de pessoas mortas devido às chuvas no Rio

Posted on abril 6, 2010. Filed under: CBN, chuvas, Defesa Civil, Supervia, TV Globo |

>

O governador Sérgio Cabral (PMDB) pediu que as pessoas que moram em áreas consideradas de risco deixem suas casas. Em entrevista dada à TV Globo ele afirmou que permanecer nas residências é uma “irresponsabilidade”, devido ao risco de novos deslizamentos de terra. Também na manhã de hoje, Cabral afirmou à rádio CBN que estuda decretar estado de calamidade pública.
 
Subiu para 32 o número de pessoas mortas em decorrência das chuvas que atingem a maior parte do Estado do Rio desde a noite de ontem. Segundo informações da Defesa Civil, os temporais deixaram ainda mais de 50 pessoas feridas e um número ainda não determinado de pessoas desaparecidas.
Devido aos temporais, as aulas estão suspensas nesta terça-feira na cidade do Rio. Já a circulação de trens está interrompida no ramal Saracuruna em decorrência das fortes chuvas que atingem parte do Estado do Rio desde a noite de ontem.
Além disso, os trens paradores das linhas Campo Grande, Bangu e Deodoro não estão fazendo paradas nas estações Praça da Bandeira, São Cristóvão, Maracanã e Mangueira por precaução, devido às chuvas.
Nos demais ramais –Japeri, Santa Cruz e Belford Roxo–, a circulação de trens acontece com atrasos médios de 10 minutos. A Supervia destacou que todos os passageiros estão sendo informados sobre as alterações pelo sistema de som das estações. Fonte: Folha de S. Paulo
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...