Unemat

>Universidade de Mato Grosso abrirá novas vagas para graduação indígena

Posted on janeiro 11, 2011. Filed under: Unemat |

>

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) abrirá duas novas turmas de graduação da Faculdade Indígena Intercultural totalizando 100 vagas, que serão financiadas pela Secretaria de Educação (Seduc) e Secretaria de Ciência e Tecnologia (Secitec) e atenderão professores indígenas do Estado de Mato Grosso. O ato que autoriza a abertura do vestibular indígena será assinado na segunda-feira (10), a partir das 8h no campus da Unemat em Barra do Bugres pelo reitor Adriano Silva. 

 Unemat em Barra dos Bugres, Mato Grosso
 
Para a pró-reitora de Ensino e Graduação da Unemat, Ana Maria Di Renzo, a abertura das novas turmas vêm atender a demanda do Estado no âmbito da Educação Escolar Indígena. A pró-reitora também destaca o compromisso da instituição em promover a educação superior respeitando a diversidade étnico-cultural presente em nosso estado.

Sediada no campus da Unemat em Barra do Bugres, a Faculdade Indígena Intercultural começou suas atividades em 2001 ainda como projeto Terceiro Grau Indígena e já formou 396 professores indígenas nos cursos de Ciências Sociais; Língua, Artes e Literatura e Ciências Matemática e da Natureza.

Além dos cursos graduação, a Unemat proporciona a formação continuada para professores índios por meio do curso de especialização em Educação Escolar Indígena. A nova turma é formada por 54 alunos que pertencem a 16 etnias de Mato Grosso . Destes 49 foram graduados pela Faculdade Indígena Intercultural.

Anúncios
Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Formação educacional exige esforço

Posted on novembro 5, 2010. Filed under: dedicação, Educação, escolarização, esforço, Formação educacional, intelectual, Professor, Tendências, Unemat |

>Por Elias Januário

Para muitas pessoas a escola tem que ser um lugar o tempo todo atraente e com muita diversão. Não é bem assim a concepção de escola. A escola não tem que ser o tempo “todo” atraente e divertida, como muitas pessoas concebem essa instituição.
Quem imagina isso é porque nunca deu aula ou não é especialista na área da Educação. A escola tem que ensinar, e para conseguir isso é preciso que haja dedicação e esforço da parte do estudante, caso contrário não chegará ao ponto desejado de aprendizagem e conhecimento.
Portanto, a escola é um lugar que exige esforço. A educadora Tânia Zagury é uma das defensoras dessa opinião. Além disso defende veemente a profissão do Magistério, afirmando que se trata de uma das profissões que mais tiveram aumento de tarefas nos últimos anos.
O professor, nos dias atuais, além de ministrar os conteúdos, tem que lidar com situações que não está preparado, que não foi preparado, como por exemplo, com os Temas Transversais propostos pelos Parâmetros Curriculares Nacionais.
Como discutir questões de meio ambiente ou sexualidade, em uma disciplina como matemática ou língua portuguesa, elucida Tânia Zagury. Com que competência esse docente vai lidar com esse conteúdo, sendo que durante sua formação não teve nenhuma orientação ou estudo neste sentido.
Essa situação acaba conduzindo o professor a uma situação de constrangimento diante da sala de aula, quando se sente incapacitado de discutir o tema que está proposto, ou tem que discuti-lo de forma aleatória.
Grande parte disso é resultado das tendências que vão surgindo de tempo em tempo no cenário educacional, criando modelos e linhas pedagógicas a serem seguidas, que muitas vezes são adotadas pelos sistemas de ensino sem preparar ou dar a formação teórica adequada ao seu quadro de professores.
Voltando a questão do esforço para aprender. Outro ponto intrigante, diz respeito ao mito de que o professor bom é aquele que motiva os alunos.
Motivação é diferente de diversão. Motivação tem a ver com didática e não com mágica em sala de aula. Não é papel do professor fazer da aula um show, e nada adiante se o aluno não estiver interessando em aprender.
O processo consiste em estabelecer comunicação com o público em questão, de acordo com a faixa etária e a série. Trazer coisas interessantes para o aluno e o aluno por sua vez se interessar pela aprendizagem.
Procurar relacionar o conteúdo à realidade é um método eficaz, bem como trabalhar com uma relação entre teoria e prática.
Mas não se pode esquecer, e a sociedade tem esquecido gradativamente, que a escolarização exige dedicação e esforço. O saber é uma conquista intelectual, portanto dedicação e esforço são méritos levados em consideração na formação educacional.

Elias Januário é doutor em educação, professor de antropologia da Unemat .                                     E-mail: eliasjanuario@terra.com.br

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Informações de seu interesse

Posted on agosto 12, 2010. Filed under: Bolsa-Família, Bueiro, Direitos do cidadão, indenização, Jardim Cuiabá, SUCESSO, Unemat |

>Anote

Unemat – Os aprovados no vestibular 2010/2 da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) devem fazer as inscrições até amanhã (13). O resultado foi divulgado neste final de semana e pode ser conferido no site www.unemat.br. As aulas começaram no dia 9. Os aprovados que não efetuarem a matrícula perdem a vaga.

Bolsa Família – Um total de 4.319 mil famílias, que precisam fazer a revisão cadastral 2010 do Programa Bolsa Família em Cuiabá, têm até o dia 31 de outubro para atualizar seus dados, e assim evitar que o benefício seja bloqueado em novembro. As listas são refeitas mensalmente, de acordo com o trabalho de atualização.

Tape os burados – Na rua das Tulipas, no bairro Jardim Cuiabá, os buracos tomam conta da via e obrigam os motoristas a realizarem malabarismo na pista para tentar fugir dos problemas. As reclamações são constantes e antigas, pois no bairro, de classe média alta, há outras ruas com problemas semelhantes, além de terrenos baldios que viram bolsões de lixo e colocam em risco a saúde de toda população. Na rua principal do bairro, o problema é a falta de sinalização na frente de um hospital.

Bueiro – Na avenida Trigo de Loureiro, no bairro Consil, 2 bueiros estão sem tampa. Os buracos ficam abertos e os pedestres correm risco de acidente. Os moradores já pediram para a Prefeitura arrumar a estrutura, que está há mais de 6 meses sem manutenção. O local é sinalizado com galhos e algumas pessoas jogam lixo no interior. O problema se repete em outras ruas da comunidade.

Direitos do cidadão


O trabalho de diarista figura como vínculo empregatício a partir de quantas faxinas feitas por semana na mesma casa ou empresa?
O advogado Renan Afonso Valério explica que não existe nenhuma norma bem especificada sobre o assunto, existindo divergências. Porém, ele destaca que acima do terceiro dia trabalhado no mesmo local, por semana, já figura vínculo, sendo necessário o registro trabalhista, garantindo direitos como férias e 13º salário. O advogado informa ainda que pode ser considerado vínculo quando o pagamento é feito por mês, mesmo que as faxinas ocorram somente uma ou 2 vezes na semana. Nesse caso, a quitação deve ocorrer após o término do serviço.

Valério comenta que alguns magistrados entendem como vínculo até mesmo os serviços em dias pré-estipulados e frequentes. “Já teve determinação favorável a trabalhadora que fazia faxina por vários meses sempre no mesmo dia da semana”.
Mas em regras gerais, quando o trabalho é prestado até 2 vezes por semana e pago diariamente não existe a necessidade do registro em carteira.

É Bom Saber – Tramita na Câmara dos Deputados um projeto de lei que torna crime fraudar concursos públicos. Atualmente, como ainda não está tipificada no Código Penal brasileiro, para ser punida, a prática precisa ser enquadrada em crimes como o estelionato. Se a proposta for aprovada e sancionada, a nova lei vai punir com até 8 anos de reclusão os fraudadores. (Fonte: Agência Brasil)

Casos de Sucesso

Indenização

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso manteve indenização para a família de um jovem que morreu após bater a moto contra um caminhão que prestava serviços à Prefeitura Municipal de Cuiabá, parado próximo a um canteiro central. Foi comprovado que o choque ocorreu por falta de sinalização, já que o caminhão estaria estacionado na pista de rolamento, local proibido. Os magistrados consideraram que houve negligência, imprudência e imperícia da Prefeitura que, sem a sinalização correta, em horário de grande fluxo de veículos, teria parado o caminhão na pista de rolamento.

Saúde – O TJ determinou a reinclusão de uma servidora e seus dependentes aos quadros de segurados do Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado de Mato Grosso. A segurada foi excluída do plano de saúde porque estava inadimplente. Conforme o contrato, se a fatura não chegasse até o dia 10 do mês corrente, o segurado deveria pagar o débito na rede bancária autorizada. Esclareceu que no período entre setembro de 2008 e fevereiro de 2009 não foi descontado em folha o débito de co-participação da segurada, mas foram gerados boletos bancários. Segundo o TJ, não ficou comprovado a inadimplência com documentos.

Fonte: A Gazeta

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Concurso público de Mato Grosso tem novas datas de provas

Posted on dezembro 29, 2009. Filed under: Blairo Maggi, concurso, Concurso público de Mato Grosso, Geraldo de Vitto, Unemat |

>

O concurso público do Estado de Mato Grosso, para o provimento de 10 mil vagas, será realizado em três datas distintas conforme antecipou o site Olhar Direto. As provas serão realizadas mediante nível de formação exigido em cada cargo. Candidatos do ensino fundamental farão prova no dia 31 de janeiro; do ensino médio em 21 de fevereiro; e do ensino superior, 21 de março de 2010. O cronograma foi divulgado oficialmente pelo Comitê de Acompanhamento do Concurso Público em coletiva realizada na tarde desta segunda-feira (28), no Palácio Paiaguás.

As novas mudanças sustentam a negligência por parte dos organizadores do maior concurso do país, que chegaram a aplicar todas as provas em um único dia 22 de novembro. A data fatídica ganhou repercusão nacional. A grande Cuiabá intransitável testemunhou uma sequência de equívocos que incluíram falta de informação sobre locais de provas, fiscais desqualificados, utilização de equipamentos eletronicos dentro da sala de aula, troca de provas e até vazamento de gabarito.

“Nossa preocupação é que os erros relatados não se repitam. Entendemos que dividir as provas em apenas duas datas não seria adequado tendo em vista a demanda de candidatos e a estrutura física disponível. Após analisar a situação sugerimos o novo fracionamento para a realização em três dias distintos e o governador Blairo Maggi acatou nosso pedido”, disse o chefe da Casa Militar, coronel Alexander Maia.

De acordo com o secretário de Administração de Mato Grosso, Geraldo de Vitto, os aprovados no concurso serão chamados antes do início do ano eleitoral, até julho do ano que vem. “Conforme foi desde o início, a expectativa é fazer o chamamento em abril.Todos os aprovados devem tomar posse em 2010” afirmou o secretário, salientando que a regra não valerá para inscritos a cargos que incluem mais de uma etapa de prova. Estes deverão tomar posse somente em 2011.

De Vitto e Maia garantiram que nesta quarta-feira (30) será divulgado nos jornais de grande circulação do estado e no site www.concurso.mt.gov.br a relação dos candidatos às vagas para nível fundamental. Eventuais equívocos na documentação, por exemplo, deverão ser manifestados até o dia 06 de janeiro. As listas contento os demais candidatos serão divulgadas posteriormente.

Para o primeiro dia de prova estima-se que sejam utilizados 183 escolas. A divulgação dos locais será feita a partir de 15 de janeiro. O chefe da Casa Militar explica ainda que tanto a divulgação das listas de inscritos quanto a dos locais de provas serão publicadas mediante conclusão do número de desistências.

De acordo com dados do Comitê, apenas 0,3% dos 274 mil inscritos formalizaram o pedido de desistência. “Os candidatos pagantes que não farão mais a prova serão ressarcidos a partir da abertura do ano orçamentário, fevereiro ou março de 2010”, informou Maia.

O Comitê de Acompanhamento foi criado após o cancelamento das provas de novembro. Os integrantes são representantes do Governo, Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat), Secretaria de Segurança Pública, Ministério Público e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MT).

Fonte: Olhar Direto

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Maggi anuncia novas datas para o concursão de Mato Grosso e mantem Unemat

Posted on novembro 26, 2009. Filed under: ´Concurso de Mato Grosso, Blairo Maggi, concursãao de Mato Grosso, concurso público, Unemat |

>

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) foi destituída de grande parte das funções do concurso público. O governador Blairo Maggi afirmou que o governo irá assumir a distribuição, fiscalização e segurança, ficando para a universidade apenas a elaboração das provas. Além disso, uma equipe do Tribunal de Contas do Estado (TCE) estará em Cáceres para verificar o caixa da Unemat. O novo certame será nos dias 31 de janeiro e 21 de fevereiro de 2010.


Maggi não substituiu a Unemat, mas, por meio de convocação de servidores públicos, disse que o Estado estará a frente do concurso para que os erros ocorridos no domingo (22) não se repitam. A intenção é que a Polícia Judiciária Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Defensoria Pública e qualquer servidor que seja convocado e aceite participar se envolvam nas próximas provas.


Para que, dessa vez, dê certo, um comitê de acompanhamento formado por até 5 pessoas (com nomes ainda não definidos) foi criado pelo Executivo. Restará à Unemat a elaboração das provas, que deverão ser entregues lacradas.


Após muitas críticas, representantes da coordenação do concurso discutiam fragmentar a data das provas desde domingo. O Ministério Público Estadual também exigiu que isso ocorresse, já que a concentração de milhares de candidatos sobrecarregou o trânsito da Capital. No dia 31 de janeiro acontecerá a prova para os cargos de uma fase e 21 de fevereiro os de 2 fases.


O reitor Taisir Karim minimizou a entrada do governo do Estado na condução do concurso, dizendo que a Unemat participará ainda da preparação dos fiscais. O secretário de Administração, Geraldo de Vitto, disse que talvez não haja necessidade de ter 13 mil fiscais com a realização do concurso em 2 dias.


O governador reiterou que o Estado não gastará nada com a realização de novas provas, já que a Unemat foi contratada por R$ 13 milhões. “O lucro que a Unemat teve será usado para a preparação do novo concurso”.


O reitor não informou qual foi o “lucro”. Sabe-se apenas que o entidade gastou R$ 5 milhões até agora. Para verificar os recursos gastos no certame cancelado pela universidade mato-grossense, uma equipe de auditores do TCE visitará Cáceres para fazer uma tomada de contas especial. A averiguação foi pedida pelo conselheiro Alencar Soares. A equipe apresenta o resultado dia 17 de dezembro.

Fonte: A Gazeta

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Maggi pede desculpas à população pelo fiasco do concurso

Posted on novembro 26, 2009. Filed under: concurso, concurso anulado., fiasco, Maggi, Unemat |

>

O governador Blairo Maggi pediu desculpas à população por todos os problemas ocasionados no concurso cancelado. Maggi eximiu a Unemat dos transtornos ocorridos ao dizer que o erro foi de todo o governo do Estado. Entretanto, para que não haja problemas novamente, o governador exigiu a substituição da equipe responsável pelo concurso, o que inclui a coordenadora do Covest, Geysa Atala.

Após a confusão, o governo fez um levantamento e definiu mudanças no novo concurso. “Verificamos que houve problemas de condução, mas que ocorreram depois que as provas chegaram nos locais”, disse Maggi. Com base nisso, o Estado assumiu a logística do processo. Além disso, uma nova equipe formada por professores da própria Unemat foi criada para a condução do certame.

Essa equipe estará a frente da elaboração das provas, outro item muito questionado pelos candidatos . Mas Maggi lembrou da prova da Ordem do Advogados do Brasil (OAB), que teve 8 questões anuladas por problemas de conteúdo e destacou que situações nesse sentido são passíveis de surgir. Para realmente melhorar as provas, a Unemat terá o apoio de outra universidade para a confecção dos questionários.

Notificação – Alencar Soares não é o único conselheiro do Tribunal de Contas que exige esclarecimento sobre o concurso anulado. Waldir Teis pediu na tarde do ontem explicações ao secretário de Administração Geraldo de Vitto sobre medidas adotadas em relação ao certame. O titular da pasta tem até 15 dias para responder ao procedimento.

Mas o delegado Massao Ohara (Fazendária) descartou até o momento qualquer possibilidade de fraude no concurso. Ohara se baseia nos quase 40 boletins de ocorrências feitos no domingo. Fonte: A Gazeta

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Blairo Maggi culpa Unemat pela confusão e anuncia novo concurso para breve

Posted on novembro 22, 2009. Filed under: Blairo Maggi, concurso, concurso público, confusão, desorganização, Unemat |

>

O governador Blairo Maggi disse neste domingo, em entrevista exclusiva para o RDNews, que, assim que recebeu telefonema do secretário Geraldo de Vitto, comunicando sobre a confusão e desorganização por parte da Unemat, sob o reitor Taisir Karim, daquele que seria o maior concurso público do país, sugeriu, de imediato, que anunciasse o cancelamento oficial. Foi a partir daí que Vitto, até então resistente à ideia, reuniu o comitê gestor e comunicou a suspensão do concurso. Em seguida, convocou entrevista coletiva, que começou às 14h15, no Palácio Paiaguás.

Maggi esta visitando alguns municípios no Médio-Norte. Neste domingo, às 14h, quando falou com RDNews, ele se encontrava em Sapezal. Do município fundado pelo sua família, ele retorna direto para Cuiabá. Vai cobrar explicações. O governador observa que a responsabilidade pelo concurso é da Universidade do Estado (Unemat). Se mostra preocupado com a repercussão negativa. “É duro porque a gente optou por uma instituição de Mato Grosso, até para evitar que todo esse dinheiro (pago para as inscrições) fosse para outro Estado”. O mais grave, diz Maggi, são as denúncias de que as provas vazaram antes. “Sugeri o cancelamento de imediato, não pode acontecer uma coisa dessa”.

Blairo Maggi disse que, mesmo com tanto transtorno e confusão, é preciso agir rápido para repor o concurso, ou seja, convocar um novo processo seletivo o mais rápido possível. Assegura que não haverá prejuízos aqueles que fizeram inscrição. Disse também que exige procedimentos e investigações para culpar responsáveis pelas falhas e irregularidades. A Polícia Civil vai abrir inquérito para apurar responsabilidades. “Vamos detectar onde estão os erros e punir os culpados”.

O governador enfatiza que é preciso convocar novo concurso para os próximos dias porque. Pondera que 2010 é ano eleitoral e existe prazo para convocar e nomear os aprovados. Nesse caso, o tempo só se estenderia até 4 de abril, já que a legislação proíbe contratação de servidores durante os seis meses que antecedem às eleições, que acontecem em outubro do próximo ano. Observa que existem vagas em abertos para cargos de profissionais que, antes de começarem a atuar, precisam passar por formação. (Romilson Dourado) Fonte: RDNews

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

>Concurso público das 10 mil vagas em Mato Grosso pode ser cancelado

Posted on novembro 7, 2009. Filed under: concurso público, Faesp, Funemat, Mato Grosso, Unemat |

>

O maior concurso público do Estado, com abertura de 10.086 vagas com vistas a preencher o quadro de pessoal de secretarias e 11 núcleos sistêmicos, corre o risco de ser cancelado. O promotor de Justiça de Cáceres, André Luiz Almeida, vai propor ação junto à Justiça para tentar suspender o convênio firmado pela secretaria estadual de Administração (SAD) com a Unemat, por meio da Fundação de Apoio ao Ensino Público Superior (Faesp), responsável pela realização do concurso.

—————————————–
Escolha da Fundação vinculada à Unemat e
responsável pelo processo, foi feita pelo
Estado sem processo licitatório. MPE vai
pedir bloqueio de R$ 33 mi das inscrições
—————————————–

Segundo denúncia feita pela Associação dos Docentes da Unemat (Adunemat), a Faesp não poderia ser contratada sem licitação. O assessor jurídico da entidade, Bruno Boaventura, afirmou nesta sexta, em entrevista ao RDNews, que foram arrecadados R$ 33 milhões com as inscrições dos candidatos e que, em tese, o processo está ilegal. O promotor vai solicitar o bloqueio desse dinheiro.

O anúncio da ação foi feito durante o último dia do Encontro Nacional dos Ministérios Públicos Estaduais sobre as Fundações de Apoio, no Globo Garden Hotel, em Cuiabá. Membros da Adunemat compareceram ao evento para cobrar providências dos promotores quanto à contratação da Faesp sem processo de licitação. Diante disso, o promotor de Cáceres, que já havia recebido a denúncia, adiantou que entraria com a ação na próxima semana. Mais de 500 mil candidatos se inscreveram para concorrer às vagas. As provas estão agendadas para 22 de novembro.

(17h15) – Secretaria de Administração alega que contrato foi firmado com Funemat

Por meio de nota, a secretaria de Administração, sob Geraldo de Vitto, informa que o convênio para a realização do concurso foi firmado com a Fundação do Estado de Mato Grosso (Funemat) e não com a Fundação de Apoio ao Ensino Superior (Faesp), conforme veiculado. Na nota, ela assegura que foram arrecadados aproximadamente R$ 8 milhões e não R$ 31 milhões.

Eis, abaixo, a íntegra da nota:
“O contrato nº 022/2009/SAD/MT de prestação de serviços para a realização de concurso público foi firmado entre a Secretaria de Estado de Administração (SAD) e a Fundação Universidade do Estado de Mato Grosso (Funemat) e não com a Fundação de Apoio ao Ensino Superior (Faesp), conforme veiculado na notícia “Sob denúncia, concurso das 10 mil vagas pode ser cancelado”, estando, portanto, de acordo com a legislação vigente. Além disso, foram arrecadados aproximadamente R$ 8 milhões e não R$ 31 milhões conforme divulgado. A SAD coloca a disposição o contrato e as informações inerentes a este processo aos interessados.”
Secretaria de Administração

Fonte: RDNews

Ler Post Completo | Make a Comment ( None so far )

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...